História O que há além das feridas... - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Guerra, Konoha, Narusasu, Narusasunaru, Naruto, Ninja, Sasuke, Sasunaru, Yaoi
Visualizações 78
Palavras 1.526
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Opa, não sei se terei dias fixos para postar. Os capítulos estão prontos, então toda vez que surgir a oportunidade de sentar na frente do PC eu posso aparecer.

Talvez dependa do tamanho do capítulo postado...

Boa Leitura!!

Capítulo 2 - Capítulo II


Fanfic / Fanfiction O que há além das feridas... - Capítulo 2 - Capítulo II

O que há além das feridas...

- Capítulo II -

Como tinha se tornado rotina, Naruto apareceu no hospital durante todos os dias que se seguiram. A felicidade que ele transmitia era quase papável e durante um tempo virou assunto das pessoas na vila. Alguns comemoravam por Naruto finalmente ter realizado sua promessa, e outros diziam o quanto ele merecia aquilo.

 

Naruto, que queria dar o máximo de espaço para Sasuke, fazia o possível para manter uma distância que não lhe fosse incômodo (ele se lembrava bem do quanto Sasuke se irritava facilmente), pois Naruto tinha medo de que, no primeiro pensamento irritante que surgisse, o Uchiha mudasse de ideia e colocasse os pés para fora de Konoha na calada da noite, bem como já fizera antes.

Bom, ele queria dar o máximo de espaço para o Uchiha, mas isso não significava que deixaria de vê-lo, até porque, ele não conseguiria nem que tentasse.

 

Apesar de ir visitá-lo todos os dias, a ficha de que ele estava de volta ainda não tinha caído. Por isso ele chegava todas as manhãs na enfermaria, apoiava o cotovelo na janela e a mão sobre o queixo e ficava um bom tempo o observando. O via tomar seu café da manhã, levantar, dar uma volta na cama e depois se sentar novamente, suspirando exasperadamente.

 

Naruto sorria com aquilo, ele com certeza já estava farto de ficar no hospital. E o Uzumaki, ansioso como era, estava doido para que ele saísse também.

Porém, com esses dias de vigia e algumas horas de conversa (quando ele finalmente decidia entrar e se sentar ao lado de Sasuke) e, para variar, as discussões de sempre, Naruto não pôde deixar de reparar em coisas que percebeu não reparar antes. Talvez fosse o fato de agora estar com muito tempo de sobra.

Mas, ele começou a compreender porque as garotas corriam tanto atrás de Sasuke quando criança. Ele entendia já fazia muito tempo, mas se recusava a admitir. Ele entendia porque via como o rosto de Sasuke chamava a atenção. Sobre como sua franja caia sobre seu olho e isso fazia com que o negro se destacasse ainda mais por conta da pele clara. Ou sobre como seu maxilar era bem demarcado, acreditava que isso era novo, benefício da fase adulta que se aproximava.

Quando esses pensamentos começavam a lhe rondar ele tratava de ir embora. Não gostava de ficar pensando nisso, sentia-se esquisito, estranho, seu corpo vacilava e sua voz se perdia no meio das falas. Era diferente de antes. Quando algo estranho surgia antigamente Naruto tratava logo de nomeá-lo como rivalidade, amizade e irritação. E então as coisas se resolviam aos gritos e murros. Depois estava tudo bem. Mas agora sentia que não seria assim. Porque antes ele reparava em como Sasuke era genial e tinha toda a atenção para ele, um pouco depois, sobre como eles eram iguais e queria que fossem amigos... Atualmente... Queria tocá-lo e lhe dizer o quanto estava feliz por ele estar de volta e que... nunca mais ficaria sozinho.

 

 

Sasuke notava a agitação do outro, mas nada dizia. Ele tivera tempo suficiente para pensar em como queria que as coisas fossem agora, principalmente depois do que Naruto lhe dissera no outro dia.

Ele estava finalmente em casa. Ainda não tinha certeza se poderia chamar Konoha de lar novamente, mas só de saber que Naruto estava lá por ele já era o suficiente. Por isso decidiu não dizer nada sobre todas as atitudes que ele andava tendo. Como por exemplo, os longos períodos que ele ficava o observando (ah sim, ele tinha percebido, Sasuke era muito atento aos detalhes), ou quando conversavam e ele lhe olhava fixamente. Sasuke considerou que Naruto ainda não acreditava que ele estivesse de volta, ou então, temia que a qualquer segundo ele fosse embora e por isso ficava monitorando seus passos. Ou fizesse algo pior, quem sabe.

O último pensamento incomodava o Uchiha mais do que ele gostaria de admitir. Pois em sua percepção, Naruto ainda não confiava nele. E isso chegou a atormentá-lo algumas noites. Se Naruto, que era seu amigo, não confiava nele, imagina o que os moradores da vila estavam pensando sobre si desde que acordara.

Se ele fosse embora seria um alívio para todos, mas e se estivesse planejando um ataque?

Eu não sou mais aquele...

Sasuke dizia para si mesmo quando o sono ia embora.

Eu não preciso mais ser aquele.

Já tinha conseguido tudo o que buscou. Vingança, poder... Ele podia finalmente relaxar. Não precisava mais se isolar, não precisava manter os amigos afastados e não precisava, principalmente, cortar laços com Naruto. Laços que no passado ele fora forçado a romper. Naruto sempre seria sua fraqueza e desde cedo soube que, se ficasse perto dele, seria incapaz de cumprir com seus desejos sombrios. Naruto era a luz que despertava seu lado bom.

E agora ele poderia, finalmente, se permitir viver uma vida saudável, como a de qualquer outro, perto de quem sempre quis estar.

 

 

Tsunade apareceu no hospital um dia antes de Sasuke receber alta. Ela lhe explicou, com muita clareza, que ele poderia voltar a morar em Konoha, mas que sua situação não era das melhores. Ela havia tentado dizer ao conselho que seus feitos na guerra já eram mais que suficientes para provar sua lealdade, porém tinham se mostrado irredutíveis. Como consequência, Sasuke não estaria com todo o direito sobre o distrito Uchiha, apesar de ele ser o único dono. Com tudo o que havia acontecido e o abandono por tantos anos, o local agora pertencia a Konoha. Ele teria acesso apenas a uma casa simples, no começo do distrito, e por enquanto não poderia se aprofundar pelo resto do domínio. Também estaria em observação por período indeterminado, para que o conselho pudesse analisar seu comportamento e decidir se ele realmente poderia voltar a viver em Konoha como um ninja comum. Quando eles decidissem que Sasuke estava apto, então seu direito sobre o distrito Uchiha seria devolvido, mas Tsunade não lhe deu nenhuma previsão de quando isso iria acontecer.

Por causa de tudo o que aconteceu na guerra, o número de missões estava muito baixo, e mesmo que ele quisesse, não poderia sair. Tsunade também explicou que não seria necessário, a demanda estava pouca e eles tinham ninjas suficiente para atendê-las. Naruto também não estava saindo em missão. Segundo ela, eles já tinham feito o suficiente na guerra.

O Uzumaki fez uma careta ao lado de Sasuke. Tsunade tinha tentado, mas ele se negou a sair da enfermaria, queria ouvir o que ela tinha a dizer ao Uchiha. E ao tocar em seu nome, ele ergueu as sobrancelhas com atenção.

Tsunade lhes disse que ambos precisariam de fisioterapia duas vezes na semana e que ela estava trabalhando em uma pesquisa com as células de seu avô, para criar um implante, bem como Madara havia feito. Naruto aceitou ansioso, mas Sasuke negou. Depois de uma curta (e estranha, já que Sasuke esperava muito mais vindo de Naruto) discussão, Naruto não reclamou mais e se deu por vencido. Aceitando que aquela seria a redenção de Sasuke.

 

O que Tsunade disse por último foi o que, provavelmente, fez tudo piorar.

- Não fique andando por ai sozinho, para o conselho não ter motivos para desconfiar de você, se estiver com Naruto, acredito que será melhor. O povo gosta dele agora, e você sabe do poder que ele tem sobre as pessoas – acenando, ela saiu da enfermaria.

 

Sasuke soltou um suspiro longo. Até onde se lembrava, o distrito Uchiha tinha sido quase que completamente destruído. Olhou de soslaio para Naruto, que observava atentamente o movimento de pessoas na enfermaria. E ainda... teria Naruto.

 

Sasuke pegou a única muda de roupas que possuía e, assim que estava vestido, ele e Naruto saíram do hospital, sendo acompanhados de Sakura, que tinha um pequeno intervalo guardado especialmente para aquele dia.

O Uchiha permitiu que ela se aproximasse quase todas as vezes em que tentara. Deixou também que ela lhe escolhesse vestes novas, pois a antiga, assim como o esperado, estava gerando olhares de repulsa.

Naruto tentava fazer com que os três participassem de diversos assuntos, mas Sakura acabava sempre respondendo somente a Sasuke, ou então, direcionando perguntas onde ele poderia responder somente a ela. Sasuke percebeu que nesses momentos o Uzumaki se afastava, mas diferente de quando era criança, ele não se afastava com os braços cruzados e a cara amarrada. Ele se mantinha quieto, distante, olhando fixo para o chão.

Sasuke pensou se ele poderia ter mudado tanto assim. De hiperativo para uma pessoa de poucas palavras.

 

Já Naruto, tentava não pensar em nada.

Era óbvio que Sakura estava considerando aquilo como um encontro, esquecendo completamente que Naruto estava junto e que aquele era um dia do time 7. Mas, o que mais incomodava Naruto, era o fato de Sasuke também se esquecer que ele estava ali.

Aquele sentimento, aquela sensação ridícula que lhe causava náuseas. Sasuke tinha mesmo que só falar com ela? Ou...

Ele finalmente tem tempo de corresponder os sentimentos dela.

Naruto apertou a própria barriga quando um nó se formou em seu estômago. Que sensação maldita era aquela... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...