História O Que Há Dentro De Nós - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Imagine, Jimin, Revelaçoes, Romance, Sexualidade
Visualizações 23
Palavras 575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ❤ (Fiquem ligados, grandes capítulos a bordo ksks)

Capítulo 21 - Eu não posso te amar


Fanfic / Fanfiction O Que Há Dentro De Nós - Capítulo 21 - Eu não posso te amar

Peguei o violão e sai da suíte. Sentei no chão, ao lado da porta e apoiei minha coluna na parede. Comecei a tocar Budapest, era uma das minhas músicas favoritas. Eu costumava tocar e cantar de olhos fechados, para "sentir" a melodia.

A porta da esquerda se abriu, era a suíte do Jimin que pulava uma suíte, a do Jin, para chegar na minha. Ele se aproximou de mim, estava hipnotizado com a melodia, e repentinamente começou a cantar me acompanhando. Sorria como uma boba encarando-o, era como se nossas vozes fossem feitas uma para a outra.

Sentou-se a minha frente cantando, e a música terminou. Nos encarávamos como duas crianças.

— É impressão minha, ou você queria me acordar com uma serenata? — Comentou divertido

— Ah, que isso. — Ruborizei. — Não levo jeito para essas coisas.

— Depois de um show desses, você não deveria dizer isso. — Sorriu. — Você é incrivel Maju. 

Novamente ruborizei e sorri como resposta. Estava ficando sem jeito, e ele sabia disso. Logo retomou suas palavras.

— Maju, eu preciso te contar uma coisa. — Jimin aproximou-se de mim um pouco, nos deixando cara a cara.

— Pode falar. — Meu coração disparou, encontrei seu olhar

— Eu estou apaixonado por você. — Deslizou seu dedo indicador sobre meu rosto, olhando no fundo dos meus penetrantes olhos azuis, que agora reluziram.

Fiquei sem reação, Jimin me encarava paciente. Aguardava minha resposta ansioso. Depois de alguns segundos depois do choque, tomei a palavra.

— Eu também estou apaixonada por você, Jimin. — Afirmei encarando seus olhos que arregalaram-se estupefadamente.

Foi aproximando cada vez mais seu rosto do meu, lentamente. Quando estava a centímetros da minha boca, impedi seu beijo com o dedo indicador em seus lábios.

— O que foi? — Perguntou encarando-me sereno

— Não podemos.

— Por que? — Levantou suas sobrancelhas e suas pupilas delataram

— Jimin, você é um k-idol famoso. Eu sou apenas uma contratada. O que acha que as Armys vão pensar?

— Elas vão entender, não se preocupa.

— E a Big Hit? Vai me demitir com certeza. — Desviei seu olhar e encarei o chão, estava frustrada. 

— A empresa não se mete em nossas vidas pessoais. — Jimin puxou meu queixo com o dedo indicador e seus olhos encararam os meus. — Estou apaixonado por você, quero você e vou lutar por isso.

Antes que eu pudesse falar algo, aproximou-se lentamente e beijou-me com vontade. Por mais que eu quisesse evitar, perdia totalmente o controle com esse homem. Era impossivel resistir. 

Entreguei-me ao momento, e coloquei as mãos sobre seus cabelos macios, e o beijo intensificou-se. Senti desejos dominar meu ventre, querendo fazer besteiras. 

Depois de alguns momentos, nossos lábios afastaram-se, ele encarava meus olhos sereno.

— Maju, você aceita ser minha namorada? — Perguntou olhando em meus olhos, minha nuca arrepiou

— Eu não posso, Jimin. — Disparei sem reação

— Eu não entendo porque. — Desviou seu olhar para o chão frustrado

— Porque... Porque... Não posso! — Passou-se um Flashback na minha cabeça, meu coração apertou-se.

— Você não quer me contar o motivo?

— Não, não é isso. — Disfarcei, estava totalmente perdida e assustada

— Aconteceu algo, você deve estar me escondendo algo. — Comentou olhando em meus olhos. — Confia em mim!

— Eu preciso entrar, até logo Jimin. — Levantei rapidamente com o violão na mão, e bati a porta. 

Deixei ele sozinho no corredor, estava frustrada, sem chão, confusa, perdida. Meu coração bradava dor.

Eu o desejava, mas essas malditas feridas me atormentam e me perseguem. 


             Continuaaaaa...


Notas Finais


Obrigada a todos que me acompanham, comentem o que estão achando mores ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...