História O que houve com a Grace? - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 588
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


O print abaixo é falso! Atenção!
App que usei: InstaFake
:) Boa leitura.

Capítulo 6 - Obsessão.


Fanfic / Fanfiction O que houve com a Grace? - Capítulo 6 - Obsessão.

No dia seguinte da conversa com a Miyahara, eu decidi mandar mensagem de novo.

Você pode ver no print que estou anexando junto a esse texto. Antes que venham me chamar de louco. Mas enfim.

Depois de ler as respostas dela, me senti mais e mais obcecado por respostas óbvias e que acabassem com todo aquele mistério. Então resolvi ir na delegacia prestar uma queixa. Fui junto com aquele meu amigo Ottis, e nós dois juntos, mostramos as provas que tínhamos.

Mas estranhamente, fomos ignorados pelos polícias, até porque eles alegaram que o caso era muito antigo e aquelas provas não eram o suficiente. Mas insistimos, e eles leram algumas das cartas.

Daí você imagina que o caso foi resolvido, né? Infelizmente não. Eles ainda sim precisavam de mais provas, então mostrei tudo que eu tinha em mãos. As roupas, polaroids, textos, absolutamente tudo! Porque já estava ficando exaustivo 'pra minha cabeça aguentar tanta informação chegando do nada. Pensei que o caso seria reaberto, e que talvez eles retornariam às investigações. Mas foi o contrário.

Disseram que não podiam fazer nada, aquilo tudo não passava de coisas estranhas de um garoto surtado que hoje em dia, também está desaparecido. E depois de ouvir isso, eu quase caí da cadeira.

Ellis também desapareceu, mas como assim? Ninguém sabe o que aconteceu com ele? Sua namorada parece saber, mas isso não faz sentido nenhum! Parece que quando estamos perto de algo sólido, tudo cai aos pedaços e voltamos 'pra estaca zero...

As únicas coisas que eles pegaram, foram as fitas e as roupas, algumas fotos de polaroid e blá blá blá, mas me devolveram depois. O que fez menos sentido ainda.

Disseram que já tinham todas aquelas provas, me pareceu que eles estavam morrendo de medo de voltar a investigar o caso. Eu fui descobrir pouco tempo depois que realmente estavam.

Fui embora com o Ottis, reclamando entre nós dois com as coisas no banco de trás, ele disse que aquilo foi um absurdo! Que tipo de polícia é essa!? De fato, foi bem esquisito...o jeito que eles agiram perante às coisas que trouxemos de prova...

Mas naquele ponto, não adiantava mais, estava obcecado por tudo aquilo, e nada iria me acalmar. Minha cabeça girava entorno, agora, de descobrir a onde diabos estava o Ellis. Eu iria encontrá-lo e fazê-lo me explicar tudo!

Pelo menos foi o que pensei...

Pesquisei no Google sobre o caso de Grace, e a primeira coisa que li foi que ele havia sido arquivado, porque alguns dos policiais estavam passando mal, ou adquirindo problemas psicológicos graves. Quem comandava as investigações, o xerife, entrou em depressão na época, além de ter tido um surto esquizofrênico por causa do maldito caso. Li em uma página exatamente o que havia pensado. Toda vez que tudo estava caminhando para uma resposta, aparecia algo que mudava tudo de repente. Ninguém aguentava mais, e eu entendo...

Descobri também os nomes dos pais de Ellis. Madeleine (a mãe) Victor (o pai). Com isso em mente, pensei em entrar em contato com eles, para assim resolver as coisas. Já que a namorada dele não adiantou nada.

Encontrei o Facebook de Madeleine, fui mais rápido que a luz mandar mensagem. Me lembrei de ter pensando "ao andar da carruagem, nunca vai dar certo..." Não estava errado. 

Ela não me respondeu naquele dia, fiquei me corroendo, perturbado demais 'pra pensar. Então resolvi ler o resto das cartas. Peguei a caixa e tudo que tinha, me sentei no chão da sala e comecei a ler.


Notas Finais


Capítulo propositalmente curto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...