História O que vem depois... - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Carlos de Vil, Doug, Evie, Jane, Jay, Lonnie, Mal, Personagens Originais, Príncipe Ben
Visualizações 53
Palavras 1.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Magia, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi me desculpem a demora aqui sai mais um cap fresquinho. Boa Leitura.

Capítulo 9 - Jane E Carlos 3


Jane X Carlos

 

Estava indo para a biblioteca encontrar Jane nós combinamos de terminar de organizar os livros e o programa que eu desenvolvi. Chegando lá me deparei com ela carregando uma pilha de livros nos braços, carregando não se equilibrando aquilo poderia cair a qualquer minuto. Dito e certo quando percebi o que ia acontecer, corri para seu alcance e peguei os livros que caíram.

 

- Carlos! Nossa obrigado eu teria cometido um enorme desastre.  Só essa semana você já me salvou duas vezes.

 

- Que isso Jane. Então vamos terminar de fazer o sistema que a gente começou?

 

- Sim.

 

Começamos a trabalhar, hoje pela manhã tivemos horário livre por isso fomos com tudo e começamos a adiantar todo o processo do nosso aplicativo, estávamos quase finalizando, faltavam poucos detalhes como os idiomas, e as adaptações para deficientes físicos.  Decidimos fazer o aplicativo como se fossem aqueles painéis que tem aqueles mapas em museus, assim as pessoas poderiam pesquisar e utilizar com mais facilidade o aplicativo.  Deu por volta das quatro da tarde quando ela se pronunciou:

 

- Nossa passamos a manha toda aqui e nem paramos para almoçar. Carlos acho melhor encerrarmos porque eu tô morrendo de fome.

 

- Você tem razão. Eu também seria capaz de comer um bolo inteiro da fome que eu tô.

 

- Então vamos comer.

 

- Mas o refeitório está fechado.

 

- Bom a cozinha não. Vem!

Ela me puxou pela mão fechando a biblioteca e fomos em direção a cozinha chegando lá notei que estava tudo vazio, não tinha uma alma penada naquele lugar.

 

- Então Carlos o que você vai querer comer?

 

- Sei lá um bolo?

 

- Então mãos a obra.

 

- Jane a menos que o bolo já esteja na geladeira, eu não vejo bolo nenhum.

 

- Seu bobo nós vamos fazer o bolo. – falou ela como se fosse a coisa mais óbvia do mundo.

 

- Jane eu não sei nem esquentar água quem dirá fazer um bolo.

 

- Por isso que eu estou aqui, você é bom com tecnologia, eu sou boa modéstia parte com a cozinha.

 

- E vamos fazer bolo de quê?

 

- Que tal bolo de cenoura com chocolate?

 

- Nunca comi é bom?

 

- Só perde para o bolo de abobora da minha mãe.

 

- Abobora é ruim. – falei fazendo uma careta enquanto ela ria da minha cara.

 

- Nós vamos precisar de: 3 cenouras médias, 1 xícara de óleo, 2 xícaras de açúcar, 3 ovos, 1 colher sopa fermento em pó, 1 pitada de sal, 2 xícaras de farinha de trigo.

 

- Tem como repetir. Me perdi no segundo ingrediente. – falei coçando a cabeça.

 

Ficamos nessa por volta de meia hora, ele ia me dizendo e eu ia seguindo o que ela dizia, eu estava sujo de farinha, mas Jane parecia um fantasma, sem querer esbarrei nela com o saco de farinha aberto ai já viu né, a cozinha estava uma verdadeira zona, estávamos acabando de colocar a cobertura de chocolate no bolo e ela te a ideia de fazer chocolate quente para acompanhar.

 

- Já acabei de fazer o chocolate Carlos. E a calda do bolo?

 

- Colocada com sucesso senhora capitã. – falei fazendo continência.

 

- Seu bobo. Deixa eu ver como ficou esse bolo?  Nossa Carlos ficou bonito.

 

- Espero do fundo do meu coração que tenha ficado gostoso também, pois eu vou precisar urgente de um banho depois que sair daqui. – falei rindo e ela riu junto.

 

- Então vamos tirar a prova e experimentar esse bolo, me passa aquela faca ali para cortar.

 

- Essa aqui? – perguntei vendo ela assentiu, depois foi em direção ao bolo cortando.

 

- Olha já está fofinho, é um bom sinal. Só espero que esteja bom De Vil.

 

- Ei eu fiz tudo o que você disse. Se sair ruim a culpa é sua, bem nesse caso foi você que ensinou errado seus marujos, senhora capitã. – disse brincando com ela.

 

- Tá, para de drama. – ela disse e serviu dois pedaços em pratos e ofereceu o chocolate quente em um copo estilo xicara. – Vamos ver. – falou isso e levou o bolo a boca. – Umm ta faltando algo.

 

- O quê?- perguntei meio triste.

 

- Eu comer mais um pouco, porque isso está uma delícia. Experimenta. – fiz o que ela falou e realmente aquele bolo estava delicioso.

 

- Nossa é bom mesmo. Jane onde você aprendeu essas receitas?

 

- Minha mãe sabia cozinhar muito bem, mas ela não tinha tempo para me ensinar, então aprendi com a tia Cind.

 

- A mãe do Chad? – perguntei.

 

- Sim, apesar do Chad ser daquele jeito a mãe dele é muito legal, bem não só com ela mas também com a tia Branca e a tia Bella.

 

- Porque você chama todas elas de tia?

 

- Bem eu cresci perto de todas as princesas, e elas simplesmente amavam me ter como sobrinha. E bem elas sempre me ajudaram e me apoiaram quando souberam que eu sofria pela minha aparência. Minha mãe nunca conseguiu perceber isso, mas elas sim.

 

- É bom saber que tem tantas pessoas preocupadas com você, e bem, acho melhor me incluir nessa lista, pois eu também me preocupo muito com você fadinha.

 

- Brigada Carlos nunca me senti tão bem assim na vida.

 

- Jane existe algum clube de cozinha? Tipo a Mal faz o de pintura junto com a filha da Rapunzel e da Elza. Jay esportes e luta. Evie faz designer e costura. E eu informática e TI. Bem tem algo para cozinha?

 

- Não existe um clube de culinária ou algo do tipo.

 

- Bom podemos fundar um. – disse como se fosse a coisa mais óbvia do mundo.

 

- Boa ideia acho que minha mãe ia adorar, ainda mais se chamarmos a tia Tiana para dar aulas ela é uma ótima cozinheira.

 

- Mas ela não cuida de um restaurante?

 

- A gente da um jeito. Parceiro? – perguntou me estendendo a mão.

 

- Parceiros!- Exclamei com um sorriso apertando a sua.


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Comentem e favoritem muito.

Bjss da Taia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...