1. Spirit Fanfics >
  2. O Quimera e a Tríbrida - Theo Raeken e Hope Mikaelson >
  3. Power of Feminism

História O Quimera e a Tríbrida - Theo Raeken e Hope Mikaelson - Capítulo 18


Escrita por:


Capítulo 18 - Power of Feminism


Fanfic / Fanfiction O Quimera e a Tríbrida - Theo Raeken e Hope Mikaelson - Capítulo 18 - Power of Feminism

POV. Theo

Estávamos eu, Lydia, Malia, Liam, Scott, Isaac e Allison sentados em uma mesa do refeitório da escola, porque obviamente era a hora do intervalo. Reconheço que tinha um clima estranho entre o pack, e infelizmente eu sei o porquê, e infelizmente eu sou um dos porquês.

POV. Stiles

Hoje foi o meu primeiro dia desde que Hope nos libertou da caçada fantasma. Eu preferi deixar pra falar com o pack na hora do Intervalo. Quando o sinal toca vou direto pra cantina porque sei que o pack sempre fica lá na hora do intervalo. Ao me aproximar da mesa em que eles ficam eu vejo que tem um outro menino no meu lugar. Theodore Raeken está no meu lugar. Nessa hora a raiva me controla e eu perco toda a noção do que fazia.

—Qual é o problema de vocês? Como vocês colocaram Theo Raeken no meu lugar? Pergunto furioso depois que batia as mãos com força na mesa fazendo com que todos olhem pra mim.

—Desculpa, a gente deveria saber quem é você? Scott pergunta com o cenho franzido.

Por um minuto eu tinha esquecido que ninguém se lembrava de mim, então quando Scott perguntou isso meu coração falhou.

—Não, mas deveriam saber quem é ele. Falo tentando não parecer magoado.

—Dá pra dar licença? Eu e os meus amigos queremos comer em paz. Lydia pede de uma forma indiferente.

—Amigo? Pergunto debochado. Ele matou a própria irmã, ele quase fez o Liam matar o Scott, e graças a alguma coisa que ele fez enquanto estávamos fora a minha amiga Ho…

—STILES. Ouço uma voz me gritando e quando olho pro lado vejo a Hope se aproximando de mim com o olhar de raiva.

Nesse momento eu soube que iria me dar mal.

POV. Theo

Uma garota ruiva chegou impedindo que o garoto continuasse a fala.

—O que diabos você pensa que está fazendo? A ruiva pergunta furiosa com o outro menino.

—Desculpa, eu me descontrolei, nem sabia o que estava falando. O menino fala morrendo de medo da garota, parecia até uma criança com medo da mãe.

Nesse momento a garota coloca a mão no pescoço dele e o levanta do chão.

—Vamos sair daqui antes que eu perca o resto da paciência com você. Ela fala ainda mais furiosa.

Ela olha pra mim, eu não sei porque, mas me senti bem quando olhei pra ela, e acho que ela sentiu o mesmo. Logo ela desvia o olhar e sai da cantina levando o garoto.

—Isso foi… Isaac começa a falar ,mas é interrompido.

—Estranho. Liam completa a frase.

—Eu acredito no poder feminino, mas… -Allison.

—Mas nenhuma garota do tamanho dela deveria conseguir levantar um garoto do tamanho dele. Malia fala interrompendo Allison.

—Vocês acham que ela é uma lobisomem? Scott pergunta olhando na direção em que eles tinham ido.

—Eu acho que três alunos muito estranho entraram na escola hoje, e nós temos que ver se eles são uma ameaça. Falo e todos olham pra mim.

Ainda não sou completamente aceito pelo pack, mas pelo menos agora eles(Malia) querem me matar.

—Tá bom. Scott fala. Lydia e Theo ficam de olho na ruiva.

—Okey. Lydia e eu falamos em uníssono.

—Eu e Malia vamos vigiar o garoto que está com ela e Allison, Liam e Isaac vão cuidar do menino pálido que estava na nossa aula de geografia. -Scott.

Todos nós concordamos e depois vamos cada um pra sua missão.

POV. Stiles

Hope me arremessa no estacionamento com um feitiço, depois se aproxima de mim ameaçando me bater.

—O que você estava fazendo? Ela pergunta furiosa.

—Desculpa, Hope, eu fiquei com raiva por eles terem colocado o Theo no meu lugar, eu perdi o controle das minhas palavras. Falo completamente assustado, nunca senti tanto medo assim.

Bem que Hope tinha avisado que todos os meus sentimentos ficariam amplificados. O ódio, o medo, a saudade. Só espero que ela me deixe vivo depois disso.

—Dessa vez eu vou deixar passar, mas da próxima vez você vai ter a terrível sensação de ter a alma presa fora do corpo. Ela fala em tom ameaçador. Agora me deixa sozinha.

Saio correndo dali antes que ela mudasse de idéia. Entro novamente na escola e vejo Malia e Scott vindo na minha direção.

POV. Hope

Depois de me acalmar eu me viro na intenção de entrar na escola, nisso vejo a Jean Grey Californiana vindo na minha direção, e nesse momento eu só conseguia pensar em uma coisa; "Lá vem".

—Oi, você é a garota nova né?! Prazer, meu nome é…

—Eu sei qual é o seu nome. Falo emburrada tentando sair de perto dela.

—Sabe? Como? Ela pergunta se virando pra mim.

—Eu sei de muitas coisas, então vou te dá um conselho, fique longe de mim e o mesmo para os seus amiguinhos, vocês nunca vão ser capazes de me vencer, então simplesmente me ignorem. Falo em tom ameaçador e depois saio de perto dela a deixando com uma cara de frustração.

Simplesmente queria morrer, eu não queria ter que voltar pra escola, ter que ver Theo todos os dias, e todos os dias lembrar do que eu vi na noite em que eu fugi da caçada selvagem. Mas eu não podia ser irresponsável, se meu pai se lembrasse de mim e soubesse que eu não quero estudar por causa de um cara ele iria ficar tão desapontado comigo.

Por isso vou seguir em frente, mas ainda dói tudo o que aconteceu.


Notas Finais


Continua...
Apostas para o que o Theo fez para fazer com que Hope não queira ser lembrada?
Eu tenho as minhas!😂
Gostaram do EP?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...