História O recomeço - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Billie Eilish
Personagens Billie Eilish, Personagens Originais
Visualizações 17
Palavras 596
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Capitulo 3

Ajeito minha roupa mais uma vez e entro com um sorriso confiante, a secretaria está lixando a unha e para assim que me vê abrindo um sorriso gentil.

Suzan: olá sou suzan, posso ajuda-la

Duda: ah...eu vim para o 1° dia de trabalho

Suzan: claro você deve ser a Eduarda

Duda: pode me chamar de Duda

Suzan: claro, olha você tem que pegar o elevador e ir até o 203 e vai ter uma porta cinza você entra lá.

Duda: entendi obrigada

Entro no elevador e aperto o botão indo direto para o andar, saio e bato na porta e logo ouço um entre.

Fecho a porta atrás de mim e meu "futuro" chefe me recebe com um sorriso.

Duda: desculpa não ter vindo ontem

Reynold: tudo bem, não teve problema

Duda: eu vou entender se não quiser me contratar

Reynold: tudo bem mesmo, vou te contratar, pode começar hoje

Duda: sim...claro muito obrigado

Reynold: não a de que

Ele se levanta apertando minha mão e logo mostrando a sala onde vou ficar e onde é o refeitório e os banheiros e meus horários corretos.

Reynold: bom, sinta-se à vontade

Duda: muito obrigada

Ele sai me deixando sozinha para sonhar na minha sala. Sento na cadeira de couro super confortável e estico minhas pernas. -como é bom poder trabalhar- olho para minha bolsa pegando o telefone e vendo se tem alguma coisa de Billie, mas nada nenhuma mensagem nem ligação nada. Suspiro - porque ela não pode me apoiar nisso-

Balanço a cabeça e foco no trabalho que tenho em minha frente. Não é tão difícil assim quanto parece e em poucos minutos, já tenho tudo acabado vou até a sala do meu chefe e bato na porta, ouço ele autorizar minha entrada e abro dando de cara com uma mulher ruiva com roupas quase minúsculas.

Reynold: Eduarda está e Danielle bregoli

Duda: muito prazer

Danielle: igualmente

Ela me dá um sorriso me olhando de cima a baixo e fico um pouco constrangida, entrego rapidamente as pastas para meu chefe e saio dali.

Volto para minha sala e meu telefone está tocando, pego rapidamente e vejo o número de Billie.

Duda: alo

Billie: oi amor

Duda: tudo bem

Billie: sim... Só queria pedir desculpas pelo que eu falei

Duda: tudo bem

Billie: me perdoa, eu fui uma cuzona

Duda: já passou tá tudo bem

Billie: pelo jeito conseguiu o emprego

Duda: sim, tô muito feliz

Billie: que bom

Duda: bom eu tenho que desligar, tenho que resolver algumas coisas

Billie: claro, aproveita

Duda: te amo

Billie: também amo você

Desligo o telefone e o coloco na bolsa novamente, sento e começa olhar as folhas. Ouço uma batida na porta e me levanto para abri-la.

Danielle: oi, quer almoçar comigo

Fico pensando se aceito seu convite ou não, ela parece ser legal e não quero ficar sem amigos.

Duda: sim

Danielle: vamo então

Ela me puxa pela mão e me arrasta até o refeitório, onde não tem muitas pessoas, nos sentamos em uma mesa e ela começa a falar como foi seu dia e como e chato trabalhar para o reynold, mas disse que o salário compensa.

Ouço atentamente enquanto ela me conta as fofocas que ocorreram nesses dias, e como quase viu a july se agarrando no elevador com o namorado.

Nos voltamos para nossas salas, e até que não foi tão ruim assim conversar com ela, ela é bem engraçada e da pra conversar fácil com ela sem se sentir tímida.

Olho meu celular e não tem mais nada de Billie, minha preocupação volta ainda com mais força, mesmo com ela pedindo desculpas pra mim - acho que estou ficando muito independente dela-



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...