História O Reencontro - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Sterling Knight, Wilmer Valderrama
Personagens Demi Lovato, Sterling Knight
Tags Stemi
Visualizações 18
Palavras 1.584
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, acompanhem minhas outras fics TOE e WTB.

Capítulo 10 - Aquela galinha


Ster On

– Sterling vou falar pela última vez acabou, não quero te ver mais, não me procure mais, e nem amigos seremos mais, tchau.

Quando ouvi essa última frase, e a vi sair do banheiro, a chamei mais ela não voltou. Paralisei dentro do banheiro, algumas lágrimas caíram do meu rosto, não acredito que mais uma vez estou perdendo a Demi e dessa vez por culpa minha mesmo, procurei me acalmar, tinha que criar coragem de terminar com a Ayla e ir atrás da Demi, só não terminei porque tinha que vim pra essa festa e a Ayla falava dela há meses e não queria estragar a festa pra ela, mas agora é minha felicidade que está em jogo, fui a até a pia, lavei meu rosto, respirei fundo e saí do banheiro, dei de cara com uma moça que riu ao me ver saindo do banheiro feminino, sorri pra ela e voltei pra festa, procurei com meus olhos a Demi, porém não há encontrei, fui direto a mesa que Ayla estava e me sentei ao seu lado.

– Amor onde você estava?

– No banheiro, vamos embora.

– Mas amor acabamos de chegar.

– Eu sei, mas precisamos conversar.

– Eu sei que precisamos conversar, mas deixa pra depois.

– Quero conversar agora.

– Sei que você está estranho faz tempo, mas por favor, vamos ficar e curtir a festa depois conversamos.

– Não, não vou ficar na festa e preciso conversar com você.

– Tudo bem, mas vamos conversar aqui mesmo.

– Não dá pra conversar aqui.

– Vamos conversar no carro, em alguma sala sei lá, mas não vou embora da festa.

– Tá bom, fui falar com os organizadores da festa, falei que a Ayla não estava se sentindo muito bem, mas que não era nada de grave ela só precisava descansar um pouco, eles me deram a chave de uma salinha e falaram que lá tinha um sofá que dava pra ela descansar. Peguei a chave fui até a Ayla e fiz ela me acompanhar, no meio do caminho, Dallas me parou.

– seria - Você viu a Demi?

– Não Dallas porque?

– Porque ela sumiu, não atende o celular, a Selena falou que ela saiu daqui bem mal depois que voltou do banheiro e demorou demais lá, se acontecer alguma coisa com a minha irmã eu te mato, vamos Mike, dar mais uma volta no salão pra procurar a Demi.

Me empurrou, ela puxou o Mike e saiu andando, fiquei muito preocupado com a Demi mas não podia sair de lá sem terminar o com ela, apertei meus passos até o local. Chegamos ela se sentou

. – Fala.

– Olha vou direto ao assunto porque não tenho tempo -respirei fundo - acabou.

– Acabou?

– O nosso namoro acabou - lágrimas escorreram do rosto dela - Me perdoa Ayla, estou tentando fazer isso faz tempo, mas estava tentando uma melhor maneira pra não te machucar, mas vi que não tem como. - passei a mão bagunçando os cabelos ela levantou enxugou as lágrimas - Me perdoa.

– Te perdoar? Você não me ama mais?

– Ayla sempre vou amar você, mas como amiga foi um erro começar a namorar você pra esquecer outra.

– Esquecer a Demi você quer dizer.

–É esquecer a Demi e não esqueci.

– Você é um cachorro, desgraçado, agora estou entendendo tudo, você está estranho comigo desde que se reencontrou com ela, você me traiu com ela Sterling?

– respirei fundo - Sim me perdoa.

– NÃO ACREDITO, AQUELA GALINHA.

– Calma não grite e nem a ofenda - via a raiva estampada em seus olhos, ela chegou perto de mim, me deu uma tapa, olhei pra ela, não falei nada merecia isso e muito mais.

– Por que está terminando comigo agora?

– Porque já era pra eu ter terminado.

– Pra ficar com aquela galinha da Demi?

– Com a Galinha não com a Demi sim.

– Você está me traindo com ela desde quando?

– Ayla - interrompeu-me.

– Ayla, nada tenho o direito de saber.

– Desde o casamento.

– Você está me traindo a mais de um mês - outro tapa - você não merece uma lágrima que cai dos meus olhos.

– Ayla, já pedi perdão, depois vou na sua casa pegar algumas coisas minhas que está e conversamos melhor agora tenho que ir.

- vai atrás da Galinha.

– Da Demi, antes que a perca, por burrice minha, me perdoa mesmo.

 Sai da salinha a deixando lá, pelo que eu conheço a Ayla fingiria que não se importa continuará na festa e se “divertiria” pra mim ver que ela não depende de mim pra nada, espero que ela realmente melhore,  que o coração dela se cicatrize rápido. Fui direto para o meu carro, precisava ver a Demi, precisava ver que ela está bem, dirigir em alta velocidade, com certeza vou levar algumas multas, mas não estou nem ai. Logo cheguei a casa de Demi, a porta da frente estava aberta, subi correndo as escadas, Dallas Batia na porta e Mike estava se preparando para arrombar.

– DALLAS cadê a Demi?

– SEU IDIOTA ELA ESTÁ AQUI DENTRO TRANCADA E NÃO RESPONDI.

– Calma vou ir pela varanda e abro pra vocês.

 Desci correndo a escada e fui pra subir pela varanda, meu coração estava disparado, não podia ter acontecido nada com ela não me perdoaria nunca. Nunca subi aquela sacada tão rápido, abri a porta pra eles que entraram com tudo, Demi estava no banheiro, Dallas pegou a chave, que a mãe dela guardava do banheiro da Demi,  abriu a porta, quando me deparei com a cena na minha frente paralisei. Demi estava jogada no chão do banheiro com uma faca ao seu lado. Dallas entrou com tudo e a pegou no colo e sorriu. Quando viu Demi abrir os olhos.

Dallas: garota estou orgulhosa de você - Demi se alinhou no braço de Dallas, Suspirei aliviado, Demi não tinha se cortado - O que aconteceu amor?

Demi: - sorriu ainda nos braços de Dallas, não tinha me visto ainda - Resumindo estava me sentindo muito mal, e ia me cortar, mas vi a tatuagem Stay Strong, me lembrei de tudo o que eu passei - começou a chorar - Que nós passamos Dallas, o quanto meus fãs me apoiaram, resolvi que por maior que seja a dor não vale a pena eu voltar a ser como antes. Dallas: Isso mesmo - abraçou ela bem forte, ambas choravam.

Demi: Mas a dor é enorme e não passa.

Dallas:  Logo vai passar,  mas o porque não respondeu pra gente?

Demi: Porque depois que joguei a faca em minha frente, me deitei aqui e adormeci.

Dallas: Mas é lentinha você hein, em vez de deitar no macio - riram, Dallas ajudou a Demi levantar, quanto ela levantou e me viu quase caiu Dallas a segurou.

Demi: O que faz aqui falei que não quero mais te ver.

Ster: Demi calma eu.

Demi: Você nada, não acredito que você me viu nessa situação.

Dallas: É melhor você ir embora Sterling.

Ster: Não vou embora, não vou te perder de novo Dems.

Mike: Cara é melhor você ir.

Ster: Não Mike, eu amo ela e não suportaria ficar sem ela de novo.

Demi: Vai embora por favor.

Ster: Meu amor, eu terminei - sorri, ela abriu um pequeno sorriso, fui chegando perto dela.

Dallas: Até que fim seu panaca.

Todos rimos, até a Demi, mas quando fui me aproximando mais, Demi recuou.

Dallas: Faz assim, Demi vai tomar banho, vocês dois preparam algo para ela comer e depois Sterling vocês conversam -  assenti com a cabeça e sai puxando Mike, para a cozinha.

Fiz um lance totalmente natural, com peito de peru, queijo branco e suco de laranja, fiz pra todos nós, subi para o quarto da Demi, quando entrei, Demi estava deitada embaixo das cobertas, Dallas estava sentada em uma poltrona próxima a cama, quando me viu.

– Opa, vou descer qualquer coisa me chama - deu um beijo em Demi.

Demi: Brigada por tudo Dallas. - Dallas piscou pra ela, quanto passava por mim.

Ster: Mike está te esperando na sala. - fui e me sentei na cama de frente pra ela.

– Come Dems, depois conversamos,  vou comer junto com você porque também estou com fome, não comi nada na festa.

Sorri e ela sorriu pra mim, começamos a comer, em silêncio ficamos até terminar, Mas eu não tirava os olhos dela, sorri só de olhar pra ela, não ia aceitar de jeito nenhum perdê la. Acabamos de comer, coloquei as a bandeja no chão, me aproximei dela, peguei em suas mãos, ela tentou tirar mais não permitir…

– Demi, meu amor, antes de você falar qualquer coisa quero que me escute - respirei fundo - eu fiz tudo errado, me senti muito mal com essa história toda, errei feio com você, deveria ter terminado, no dia do casamentos da Tiff, te peço perdão por ter feito você sofrer tanto - respirei - Mas enfim terminei com ela - peguei em sua mão -  Agora sou só seu, sempre fui só seu, você que não percebia, eu te amo e eu escolhi você pra minha vida é você que me completa, só você. Uma vez me falaram uma frase de amor, mas só a entendi hoje, a frase é essa: “Ser profundamente amado por alguém nos dá força; Amar alguém profundamente nos dá coragem.” Você Dems me deu a força que eu preciso, e eu te amo tão profundamente, te amo como nunca amei ninguém,  além de ser a minha força, você também é minha coragem, nosso amor é minha coragem, você é meu tudo por isso - beijei sua mão - Você quer namorar comigo?


Notas Finais


Comentários?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...