História O Reinado de um mundo paralelo. -BTS--jungkook- - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Fantasia, Histórias Originais, Jimin, Jungkook, Rei, Romance, Suga
Visualizações 78
Palavras 3.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou vendo que já virou a sua rotina?
Bem hoje é um capítulo muito importante para a vida da nossa pequena, ou melhor, da nossa futura rainha, Aloy.

Peço que me perdoe por qualquer tipo de erro ortográfico.

Tenha uma boa leitura.

Capítulo 4 - Contrato e o Professor Taehyung


Fanfic / Fanfiction O Reinado de um mundo paralelo. -BTS--jungkook- - Capítulo 4 - Contrato e o Professor Taehyung


*Aloy On*


Todos esperavam por uma resposta, porém eu não sabia o suficiente, queria saber o que para ele significa "ficar com ele"... 

A: Preciso conversar melhor sobre este assunto... Com você, a sós... 

Eu não ia perguntar na frente de todos... Tenho medo que sua resposta seja embaraçosa ou que não queira responder por conta de ter muita gente em volta. 

JK: Audácia devia ser seu nome do meio... Bem, penso que podemos falar no escritório. 

Ele faz um gesto para o seguir e assim faço. 

Não estava com intenção de fugir, pelo menos não agora, preciso de sua confiança e mal ele abra uma brecha eu fugo o mais rápido possível. 

Chegámos na frente de uma porta de madeira escura toda trabalhada ele abre-a me deixando entrar primeiro. 


Lá tinha uma longa mesa escura com duas cadeiras do lados opostos, uma simples de madeira firme preta e outra um pouco mais alta furrada em couro negro com detalhes pouco visiveis. 


JK: Podes sentar... 

Ele aponta para a cadeira simples. 

Eu me sentei e ele se dirige à outra logo na minha frente... A nosso diferença de alturas já era grande, mas quando se sentou naquela cadeira alta até metia medo... 

JK:O que querias falar exatamente?

Ele me olha esperando um resposta. 

A: Me explica melhor seu ponto de visão sobre a parte " Ficar comigo".

JK: Hum,.... 

Ele parecia pensar profundamente, acho que queria me convencer em uma curta resposta, mas isso não vai acontecer. 

JK: Apenas, ser minha rainha. 

Acho que ele esperava me senciblizar com as palavras... Nem penses. 

A: Com que condições? Preciso fazer algo? Posso sair do palácio? Me explica direito! 

JK: Estará tudo no contrato...

A: Contrato? 

JK: Sim... Depois, caso resolva viver, terá de acinar um contrato. 

A: Quero ler o contrato. 

JK: *sorri de lado* Como queiras... 


Ele abre uma gaveta tirando de la 6 folhas cheias.... Meu Deus..... Ele coloca emcima da mesa me olhando. 


A: Esta falando sério? Isso e gigante. 

JK: *da de ombros*para acinares esta na última folha... 

Respiro fundo olhando os papéis.... Vou ter de ler tudo... 




Contrato legalizado pelo próprio Rei: jeon jungkook(assinatura) 


De acordo com as regras e condições seguintes você assinando este contrato asseita todos os requisitos apontados. 

Este contrato é confidencial e não deve ser mencionado sem ser em privado. 



Regras: 

-Não poderá sair de perto do rei sem sua permição, se quiser ir em algum lugar é recomendável que avise. 

-Não se relacionar com ninguém sem ser o Rei. 

-Obedecer o rei sem questionar suas ordens.

-Não falar com ninguém sem sua  permição. 

-Não mentir ou tentar esconder algo diante o rei.

-Não violar qualquer regra ou condição deste contrato. 

-Não levantar o tom da voz, não ser rude nem mal-educada perante o rei. 

-Palavras como "porfavor" E "muito obrigado" E "Perdao" Devem ser usadas frequentemente. 

-Palavras como "Oppa" Devem ser somente usadas com autorização do rei. 

-Não falar sobre este contrato sem a autorização do rei.

-O rei escolhe a roupa que deve usar e onde deve ir. 

-Evitar atrasos, respostas,e olhares de alguma forma negativos. 

-Não ignorar o rei ou algo parecido.

-Relações sexuais apenas devem ser feitas com o rei.

-Beijos, sejam onde forem, precisamos da autorização do rei. 


Condições: 


-Caso alguma regra seja quebrada o rei poderá aplicar castigos/punições, nas quais pode envolver: 

--Sadismo extremo--

--Correntes, algemas, bastões, chicotes,... -

--Estupro--

--Entre outros artigos... --


-Quando aplicadas as punições, ninguem poderá intervir, e não poderá se rebeldiar. 

-A punição é o Rei quem escolhe e não deve ser questionada, apenas cumprida. 



Pontos adicionais

-Caso não assinar este contrato, terá de ser submetida a pena de morte Devido á sua facção. 


-Caso resolva se rebeldiar ou não cumprir como devia sua punição, deve de imediato pedir perdão, caso contrário terá o castigo disignado de: "Silêncio total" Onde terá de permanecer em silêncio durante um tempo indeterminado(rei escolhe quanto tempo) onde não poderá: 

-falar sem permição-

-sair do lugar sem permição-

-Resumindo não pode fazer nada sem perdição-

Este seria o castigo extremo. 


Sendo assim o rei Jeon jungkook Deve concordar que: 

-Sua saúde esteja perfeitamente normal e dentro dos parâmetros discutidos. 

-Dar tudo o necessario para ser rainha sem esperar algo vindo dela. 

-Não fazer nada que influencie sua saúde ou coloque sua vida em risco. 

-Concorde que caso o Rei não cumprir os pontos a cima, a senhora deve se pronunciar o mais rápido possível pra alguém de confiança e que pertença à vanguarda. 


Caso os dois indevidos estejam de acordo com todos os requisitos deste contrato é necessário assinar. 

Este contrato durará 1 ano e logo após a data deve ser renovado. 


Ass:______________

Ass: Jeon jungkook 



Olho para a jeon sem expressão.... Acho que a opção de morrer já não parece tão assustadora Perto deste contrato. 

JK: Aqui. 

Ele me da uma caneta me incentivando a acionar o mais rápido possível apontando para onde Devia assinar. 

A: Você está me pedindo para ser outra pessoa? É isso?

Ele meio que trava sem entender bem o que queria dizer. 

Jk: Como assim? 

A: Se voce me conhece tão bem como diz, sabe que nunca vou cumprir sequer 1 regra deste contrato, mesmo que assine. 

Ele encosta suas costas na cadeira me olhando com um olhar irônico. 

JK: Para isso existem punições. 

A: Que também não irei cumprir. 

JK: oh.... Acredita, você vai... 

A: Voce é louco. 

JK: Ou isso, ou morte. 

A: Não queres que te responda o que estou pensando né? Você não gostou muito da última vez... Estava vendo que iria sair a chorar se eu não tivesse impedido. 

Faço ele e lembrar que não gostaria que eu fosse pelo impulso.... 

JK: Não fui eu que acabei chorando... 

A: Agora a quescopoder, que no estou nem por nada que oá que eu realmente estava chorando? 

Rebato fazendo um olhar superior fazendo ele se calar... 

A: Quem não se  assegura que era atuação? E que talvez não estejas tão à frente quanto pensas? 


Brincar com o psicológico é algo que faço bem... Quando na verdade eu chorava de medo e que estou presa aqui sem alternativas. 


JK: Eu me asseguro, pois pressão psicologica não funciona comigo Aloy. 


Até parece que lê os meus pensamentos... 

A: Quer saber? 

Caguei..... Meus pais querem isto,faço isto por eles. 

Tirei a caneta de sua mão o assustando. 

Assinei rápido entregando para ele que me olhava de olhos arregalados pasmo pelo feito à dois segundos. 

Ele pega no contrato e revê minha assinatura varias vezes com se não acreditasse.

A: Em relação aos meus pais, eles vão continuar as suas vidas normalmente? 

JK: uhum...... 

A: Jeon....Jeon! 

JK: Eu fala. *se assusta um pouco*

A: Para de me olhar assim. 

JK: Teoricamente eu posso. *sorriso abanando o contrato*

Ele guarda o contrato em um cofre na mesa com senha e se levanta rapidamente dando a volta na mesa e vindo na minha direção. 

A: O que voc..... (Interrompida) 

Ele se aproxima drasticamente me puxando pela nuca me fazendo levantar e me dando um beijo de lingua quente, como se pesando em fazer aquilo desde quando me viu. 

Ele me puxa com força pela cintura aprofundando o beijo com desejo e eu acabo sedendo de tanto que ele me apertou e puxou. 

Ele se afasta sem ar recuperando ele e me olhando nos olhos. 

JK: É melhor se despedir dos seus pais. 

Ele diz me olhando de cima a baixo. 

A: T-ta...... *abalado pelo beijo repentino*

Sigo ele novamente que sai do escritório com um sorriso no rosto. 

Qual é a dele? Parece que venceu a guerra Mundial....  Ate parece que não me conhece, nem emcima do meu cadáver que vou deixar isto assim... 

Chegamos na sala onde estava meus pais esperando sentados. 

Ia falar mas Jeon me interrompe. 

JK: Podem se retirar... Ela fica comigo. 

Ele me olha rapidamente voltam seu olhar para meus pais, me aproximo deles me despedindo. 

P: Obrigado por entenderes

M/P: Te amo filha... 

Eles me abraçam carinhosamente e eu devolvo o abraço com força. 

A: Obrigada por tudo... 

N: Não temos o dia todo vamos logo! 

Namjoon diz atraz mim. 

A: Cala-te poste de Rua. 

Jeon solta uma risada baixa e Namjoon se acalma porém revoltado me olhando feio. 

Os guardas levam meus pais para a saída até desaparecerem da minha visão. 

Suspiro cansada pelo dia de hoje, poucos guardas restaram, namjoon passa por mim me olhando e rosnando. 

Eu olho simples como se não tivesse feito nada de mais o que só o irritou mais.

Derrepente um moço de cabelo loiro alto e bem bonito entra na sala dizendo. 

X: Jungkook, falta pouco para sua aula começar, me encontra no local de sempre. (Foto de capa) 

JK: Certo Taehyung, estou indo. 

O moço que só agora notou a minha presença me olha carinhosamente soltando um sorriso acolhedor como um comprimento, eu sorrio e olho sem entender quem era e ele se vira indo embora. 

A: Quem era? 

JK: Kim taehyung... Meu professor.... 

A: Achava que já tinha saido da escola *digo em um tom de deboche*

JK: *ri fraco*Voce se acha muito engraçadinha não é mesmo? 

Ele se dirige a mim colocando um cabelo atrá da orelha. 

A: Me diz logo, professor de que? 

JK:*suspira*poderes.

A: Ah... Voce tem aulas para melhorar seus poderes? E porque com ele? Nao parece forte. 

JK: As aparências enganam... Porém se quiser vir nesta aula para ver como é, voce pode. 

A: Ta então eu quero! 

JK: Certo, vamos para o pátio, ele deve estar lá. 

Saímos por uma porta que levava a um grande e cumprido pátio feito todo em mármore branco. 

Tinha uma fonte de pedra resistente e uma fogueira, um quadro, e na frente tinha um jardim com montes de terra. 

Acho que tudo isso para treinar cada poder. 

Ao fundo se via a sombra do loiro que se virou que quando me viu me recebeu com um sorriso. 

Ele chega perto de nos em um piscar de olhos nem sei como... 

T: Rei... 

Ele faz um breve vénia. 

Ele me olha e se ajoelha pegando na minha mão.... O que? 

Ele beija a minha mão dizendo. 

T: Rainha... 

Corei sem jeito... Não estou habituada a ser tratada assim. 

Ele se levanta e vi sua altura ser comparada com a minha e, perdi no primeiro momento, ele era da mesma altura que jeon.... Sinceramente me sentia um anão perto deles. 

Ele se afastar perguntando. 

T: Vejo que vai participar desta aula... 

Eu voz me causava arrepios. 

A: Só quero ver do que se trata nada de mais.

Ele se assusta um pouco com a minha forma de falar.... Era para ser formal? Não tenho jeito para isso.... 

Jk: Taehyung nao liga, pode falar com ela normalmente. 

T: Obrigado, já não aguentava mais. 

Ele parecia aliviado. 

T: Qual o seu nome? 

A: Aloy... 

T: Prazer eu sou.... (Interrompido) 

A: Kim taehyung professor de poderes de Jeon.... Eu sei, agora podem passar para a parte que importa ?

Tae olha para Jeon que sorri. 

T: é parecida contigo.... *sorri me olhando*

JK: Desculpa? 

A: Não me compare a este..... 

Um olhar mortal veio de Jeon que me fez repensar o que diria. 

A: Rei. 

JK: Acho bem... 

T: *ri*Até agora que poderes descubriste ter? 

A: Fogo... 

Digo baixo olhando para o chão... Não gosto muito de falar sobre isso. 

Sinto uma mão puchar meu rosto para cima e me olhar carinhosamente. 

JK: Não precisa ficar assim, taehyung tem mente aberta enquanto a isso, caso contrário ....não seria meu professor.

Ele sorri me lembrando que não sou a única com aquele poder, que não estou sozinha. 

T: Estou aqui para ajudar, não para julgar. *me olha com um sorriso fofo*

Jeon larga meu rosto. 

T: Bem hoje iria-mos continuar as aulas normais mas vendo que temos uma convidada, podemos experimentar algo mais prático. 

Ele se dirige à fogueira e o seguimos em passos rápidos. 

Ele para na frente dela e se vira para nos. 

T: Como sempre eu que faço os exemplos, hoje pode ser você jeon, e depois, Aloy, tente repetir! 

Os dois acenamos positivamente. 

Jeon se chega a frente e Tae me pucha delicadamente para trás... Por alguns segundos olhei fixamente para ele.... Ele realmente é bonito.... Espero que não tenha notado. 

Jeon ativa seus poderes porém sem muito esforço faz lâminas de fogo surgirem.... Iguais as que eu fiz no nosso confronto. 

A: Hey! Faz algo mais difícil! 

As chamas furiosamente aumentao e o fumo sobe, nuvens de fogo foram criadas a altas temperaturas. 

Me assusto dando uns passos para trás. 

T: Já sabia sua fraqueza? 

A: Que? 

T: Todo tem uma franqueza que faz o seu poder ser muito mais forte do que realmente é. 

A: A dele é....? 

T: Aparentemente, você, mal falou algo ,seu poder reagiu automaticamente. 

A: E qual a sua?

Ele sorri com minha curiosidade. 

T:Se quiser saber, terá de descubrir por si própria. 

Jeon volta à sua forma normal me olhando. 

JK: Faz melhor!. 

Eu ri com sua infantilidade e fui para perto do fogo. 

T: Como é a primeira vez que eu vejo seu poderes ser ativos, vou fazer uma avaliação básica, entre isso vou ver seu ponto fraco.... 

A: Como queira. 

Cheguei perto do fogo olhando fixamente para ele, mas travei.... Não sei se é porque tenho toda a atenção deles e estou a ser julgada e estou nervosa, porque eu não consegui mecher uma chama. 

Me viro com um sorriso embaraçoso. 

JK: então? 

A: travei.. 

JK: Como assim? 

A: Sei lá! Eu sou nova nisto! Não me julgues. 

T: Calma Aloy, é normal, me diz... Das últimas vezes que ativou seus poderes o que sentido antes de os ativar? 

A:..... Oh..... Bem..... Fúria é uma boa palavra para descrever.... 

T: Fúria? 

Ele solta um sorriso. 

T: Você não vale nada não é mesmo? 

A: Que? 

T: Você ouviu bem! Quer pagar de rainha mas nem princesa é.... Nem seus poderes sabe usar direito..... 

Jeon foi se afastando lentamente enquanto tae falava. 

A: Desculpa? Para que isso tão derrepente? Nao te fiz nada! 

T: Nasceste.... Ninguém te quer viva, és apenas um peso na vida de seus pais que neste momento se livraram, sua insignificância neste mundo se compara ao tamanho deste palácio inteiro.... Seus pais devem odeia-la. 


Passou dos limites....... 


Dou dois passos longos pegando na gola desse peste olhando em seus olhos. 

A: Você ousa falar comigo assim? Você não me conhece e não sabe meus motivos. Para que saiba meus pais me amam, enquanto a você .....*olhar de desprezo*...penso que nem pais tem. 

T: A-aloy........... 

A: Não me falte ao respeito! Para você é Rainha seu hipócrita! 

JK: Aloy, o-olha em volta.. 

A: QUE FOI? 

Olhei em volta vendo o motivo de seus gaguejos.... As chamas se espalharam meus poderes ativos, meus famosos cabelos negros retornaram piores que antes, minhas veias pulsação de raiva e repugnância, um tornado de chamas se formou atrás de mim, e uma tempestade de fogo se formou. 

Larguei taehyung parando com a tempestade.... Não me digas que..... Ele.... 

Me viro denovo para taehyung que parecia aterrorizado.

A: Isso foi um teste? 

Disse com a voz ainda rouca e arrepiante. 

T: S-sim.....

Suspiro recuperando minha paciencia

A: Não volte a faze-lo. 

Volto á minha forma normal e os dois pareciam me olhar como se fosse um tipo de ave rara 

A:Então jeon, foi melhor o suficiente ou preferes que queime o palácio inteiro mesmo? 

JK: *desvia o olhar envergonhado*..... 

T: Bem...... Ah..... Uau.... Ah quantos anos descobriste o teu poder? Chuto uns 5 anos, deves ter treinado muito para ter todo esse jeito. 

Me viro para taehyung que falava simples e ironico porém pensativo e com um olhar pasmo. 


A: hoje. 

Taehyung quase desmaia

T: DESCULPA? HOJE? 

Eu e jeon olhamos para ele Repreendendo seu tom de voz alto. 

T: P-peço desculpa mas deve haver algum engano.... Isso é simplesmente impossível. 

Jk: Não é, eu sou testemunha, foi hoje de manhã quando o sol mal saio do horizonte, para salvar seu pai de um urso de três vezes o seu tamanho ela ativou pela primeira vez o seus poderes.... Você Devia ter visto,é de outro mundo quando mechem com sua família. 

A: Jungkook como você sabe disso tudo? 

JK:.... Tenho minhas fontes.... 

T: Eu não consigo acreditar..... Isso é mais que raro.... Ate os mais sabios costumam demorar anos para fazer o que fez! Não percebo.... Hoje?...... Espera... Você tem certeza que consegue controlar seus poderes? 

A: Sim porque? 

T: Caso contrário pode ser trágico.... Para todo o reinado. 

A: Não vamos exagerar né?.... 

T: Eu nunca estive falando tão sério quanto estou agora, perceba.... Isso é tudo menos comum ou normal, você é especial! 

JK: Hou! Eu vi isso!. 

T: Eu também! 

A: Do que estam falando? 

JK: Aloy, você é especial... 

T: Única... 

A: P-parem... Estam me deixam envergonhada.... 

JK: Esse é o objectivo... 

A: Que?

T: Quando te elogiei seus olhos fizeram uma faísca de vermelho surgir.....Algo haver talves com o prazer pode também ativar seus poderes ,pelos vistos. 

Coro violentamente. 

A: P-para seu idiota! 

JK: Veremos.... 

Ele me olha de cima a baixo analisando casa parte. 

T: Ok a aula pode terminar por...(interrompido) 

A: Nem pensar! 

JK: Porque não? 

A: Eu quero saber a que facção você Pertence! 

T: *solta uma risada baixa*Ta bom, Sou da facção da Água... Inclusive ia morrendo com o calor que fez.... 

A: Nao tente me fazer sentir culpada, foi voce que provocou. 

T: Justo... Bem,agora Podemos acabar esta aula. 

Ele se espreguiça e se vira saindo por uma porta destante, deixando jeon sozinho comigo. 

A: Gostei dessa aula! Quando é a próxima? 

JK: Eu costumo ter aulas dia sim e dia nao, entao a próxima seria depois de amanhã no mesmo horário e no mesmo local. 

Bocejo... 

A: Que horas são? 

JK: Acho que por volta de umas 11 da noite, sim você desmaio por muito tempo... Já tem sono? 

A: sim, a propósito, onde vou dormir? 

Ele começou a andar e eu fico parada ali. 

Ele se volta para a minha direção e diz. 

Jk: Não leu o contrato,não?


Me lembro logo da primeira regra. 


 -Não poderá sair de perto do rei sem sua permição, se quiser ir em algum lugar é recomendável que avise. 


A: Ta.... 

Suspiro o seguindo... 



Notas Finais


Continua...

Agora sim esta ficando bom... Vamo ver no que isto pode dar?

Vejo você na próxima.... Espero eu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...