História O Reino - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Me desculpem a demora. Meu celular quebrou esse fim do ano e eu escrevia por ele.

Capítulo 11 - Baile dos herdeiros


Acordei com barulhos vindos da janela. Ainda era cedo, o dia não tinha amanhecido completamente ainda.

Não me dei ao trabalho de ir na janela ver o que era toda aquela revolução, estava muito cansada para isso.

Desde que Sasori chegou, tenho ido dormir tarde todas as noites.
Ou conversando, ou bebendo vinho com nossos amigos, até mesmo aprontando no Castelo.

Mesmo com o passar do tempo, algumas coisas não mudaram, pelo menos agora eu posso tomar vinho.

Voltei a dormir logo em seguida.
Acordei horas mais tarde, com uma ideia. Eu sei que meus primos e irmão topariam, o problema seria meu pai.

Quando Ino chegou sozinha no meu quarto, eu ja estava acordada a algum tempo.

- Cadê a Tenten ? - Perguntei quando a loira fechou a porta

- Ela estava ocupada com visitas que chegaram de manhã cedo - A loira fala

- Que visitas ? - Perguntei

- Ah eu não sei bem, sei que chegaram de repente, Shikamaru me disse que os guardas estavam prontos para atacar, mas um mensageiro enviado por eles, chegou com alguma mensagem que convenceu o Rei - Ela fala

Pensava nas palavras dela, enquanto Ino ia preparando meu banho. Não é normal um visitante não avisar da chegada ao Rei, e qual seria a mensagem que convenceu meu pai ?

- Testuda ? - Ino me chama

- Que porca ? - Respondi irritada

- Me ajuda com alguma coisa, não fica encarando o nada igual uma idiota - Ela diz

Fui ajudar a loira.

- Você sabe que isso é seu trabalho ne ? - Falei enquanto misturava a água quente na fria.

- Cala a boca, o banho é seu - Ela jogou água no meu cabelo.

Ino eu tivemos que tomar banho depois de nos molharmos e eu derrubar ela na água.
Quando sai do meu quarto já pronta, não vi ninguém no corredor. Nem Kakashi, nem Genma ou os guardas do corredor.

Segui para sala de banquete. Lá estavam Sasori e Naruto. Os dois conversavam concentrados.

- Tive uma ideia de destino para irmos hoje - Falei me sentando ao lado de Naruto

- Então pode esquecer irmãzinha, o Rei ja nos deu o plano de hoje - Sasori fala

- Do que está falando ? - Perguntei

- Você soube dos viajantes ? - Naruto pergunta.

Confirmei com a cabeça. Ele continuou

- Eles não são nobres ou monarcas como de costume, são andarilhos e até soldados desertores de outros reinos. Ele pediu ao Rei em pessoa para que fizesse um grande baile para apresentar os herdeiros do trono.

- Ele ? Quem é ele ? - Perguntei

- O chefe dele, eu não sei como, mas parece que ele conhece o Rei, já que com a sua mensagem, ele permitiu que entrassem no Castelo - Naruto fala

- O mais estranho é esse baile - Sasori fala sem nos olhar

- Talvez ele só quisesse fazer algo da realeza normal - Naruto diz pensativo

- Talvez, afinal eles não tem terras ou castelos, não tem casas por muito tempo.

- Ele quer nos conhecer por quê ? - Perguntei me servindo

- Não sabemos, mas isso tudo é muito suspeito.

Os dois continuaram conversando enquanto eu comia calada. Na verdade hoje eu queria sair do Castelo. Faz tempo que eu não saio, que não faço nada de legal.

Quando terminei meu café da manhã, decidi ir falar com meu pai. O corredor da sala do trono, tinha mais guardas que o normal.

As portas ja estavam abertas, então não precisei ser anunciada. Meu pai e minha mãe estavam nos seus respectivos lugares no trono.

Me aproximei da minha mãe.

- Mamãe, pode me dizer o que está acontecendo ? - Perguntei

- Visitantes Sakura, diferentes, mas visitantes. Quero você no baile de hoje a noite - Ela diz

- Mas mãe...

- Não podemos falar agora Sakura - Ela diz - Faça o que eu disse. Kakashu vai acompanhar você hoje.

Mestre Jiraya, Genma e Kakashi estavam com mais dois guardas perto das portas. Eu não tinha notado a presença deles ali.

Ela fez um sinal pra Kakashi, que respondeu com outro silêncioso. Se eu não tivesse passado meses com Kakashi, eu não teria notado.

Enquanto caminhávamos nos corredores do Castelo, vi um número maior de soldados e civis.

- Então você vai passar o dia comigo hoje - Falei pra Kakashi

- Na verdade não, mas a rainha quer que fique no seu quarto até o baile - Ele diz sem me olhar

- Eu não entendo - Falei

- Eu já lhe explico - Ele diz, seguindo para o meu quarto.

Quando chegamos no meu quarto, eu percebi que Kakashi só entrou aqui uma vez. Dessa vez ele até fechou a porta.

- O que ta acontecendo ? - Perguntei

- Nada, mas é bom garantir que continue assim - Kakashi fala

- Do que está falando ? Cadê a Karin ? Por que não está com ela hoje ?

- Princesa, nos tempos que passei com você, nós nunca falamos sobre estratégias de defesa - Ele fala

- Estratégias de defesa ? - Repeti

- Sim, sinais que só nós entenderiamos, pontos de encontros, e recados a se dar - Ele diz

- E por que você está falando disso agora ? - Perguntei

- Sakura, repasse comigo algumas táticas - Ele fala

- Tudo bem - Aceitei

Eu não podia ficar vagando por aí mesmo. Kakashi falou comigo de estratégias de defesa, ele disse que Genma que tinha que fazer esses ensaios comigo. Mas hoje ele estava muito ocupado.

...

Horas mais tarde, ele disse que já era o suficiente. Já era hora do almoço, se não tivesse passado.

Kakashi estava sentado em uma cadeira na minha frente, estávamos combinando palavras que se referiam a esconderijos.

- Quando você vai voltar a me ensinar ? - Perguntei a ele

- Quando voltarmos do almoço - Ele diz colocando sua espada na bainha

Isso me animou, com certeza me animou mais que esse baile.
O almoço ja estava sendo servido quando eu cheguei a mesa. A mesa estava cheia, com nobres e convidados do Reino.

Me sentei ao lado de Karin.

- Tá vendo aquele bode velho ali ? - Ela sussura pra mim

Ela falava de um homem, aparentimente velho. Na verdade bem velho. Ele tinha os olhos bem verdes, e usava uma roupa escura. Não sei como ele iria comer com aquilo tampando a boca, mas tudo bem.

- O que tem ? - Sussurrei pra ela de volta

- É o tal Kakuzo, o velho chefe dos ladrões que insiste num baile - Ela diz

Chefe dos ladrões ?

- Tomara que ele te chame pra dançar - Ela diz e volta a atenção a sua comida.

Ignorei ela. Eu não falei nada durante o almoço inteiro. As pessoas conversavam animadas. Meu irmão é sempre bem recepivo, sempre o centro das atenções. Eu gosto disso, assim não tenho que ser igual e posso ficar só na minha.

Karin e eu saímos da mesa juntas. Mas assim que cruzamos as portas, ela parou.

- Sakura, você está com Kakashi, certo ? - Ela pergunta

- Sim, ele estava me repassando algumas coisas.

- Perfeito. Mestre Jiraya está comigo e Genma com Naruto. A rainha faz a troca por estratégia - Ela fala

- E que estratégia é essa ? - Pergunto

- Você ainda não entendeu não é ? O Castelo está cheio de ladrões e andarilhos. O sonho deles é ter um lugar, e já houve casos de atacarem Reinos e tomarem a força. Não estou dizendo que isso vai acontecer. O líder conhece o Rei, isso pode ser só uma visita normal, mas a rainha... -

- O por que papai aceitou eles ? E o que ele quer com os herdeiros ?

- Como eu ia dizendo, pode não ser nada. Mas a Rainha tomou precauções particulares com as nossas sombras - Ela diz

Eu ia perguntar mais coisas, mas as portas se abriram e o Tal Kakuzo passou com dois homens.
Ele fez um gesto respeitoso para nós. Os dois homens não.

Kakuzo deu um olhar feio para os dois, e contra a vontade, eles também fizeram o gesto de respeito.

Caminhamos pelos corredores. Em silêncio.

Antes que eu nota-se. Kakashi e Mestre Jiraya já caminhavam atrás de nós.

- Kakashi, o que acha de trocarmos agora ? -  Mestre Jiraya fala atrás de nós

Até esse momento eu não tinha percebido a presença deles ali. Karin também não, pois nós duas levamos um susto. 

- Se não se encomodar, eu ainda tenho coisas a repassar com a Princesa Sakura - Kakashi fala no seu tom de desânimo.

- Claro que não, fique a vontade. Nos vemos no baile - Ele diz

Fui andando em direção ao meu quarto. Kakashi e eu entramos.

Fechei a porta depois que ele entrou.

- O que ainda me ensinar, algum tipo de códig... - Ele interrompe minha fala com um beijo

Fiquei sem reação no começo. Ele estava a poucos minutos me falando estratégias para sobrevivência. Relaxei em seus braços.

Kakashi invadiu minha boca com sua língua. E me apertou mais em seus braços. Ele caminhava comigo sem parar o beijo.

Então ele parou, me girou e me sentou na cama.
Não sei como chegamos aqui, mas também não tive tempo para pensar. Kakashi voltou a me beijar.

Ele colocou um dos joelhos na cama, passou um braço por minha cintura, e me impulsionou e me sentou mais pra trás na cama. Sem parar o beijo.

Kakashi afastou minhas pernas com uma mão e apoiou a outra na cama. Se pois no meio das minhas pernas.
E deitou sobre mim, segurando seu peso com um braço.

Ainda nos beijavamos. Ele colocou o cotovelo na cama para apoiar seu peso. E encostou com força seu corpo nas minhas partes íntimas.

E pelos céus, aquilo estava incrível. Meu corpo estava experimentando uma sensação nova, e era quente, e eu queria mais dele...

Enquanto me beijava, com a mão livre, ele passava no meu corpo. Acariciou meus cabelos, minha bochecha, desceu por meu braço e apertou a minha cintura.

Eu o abracei, fazendo nossos corpos ficarem mais com contato. Se é que fosse possível.

Kakashi desceu os beijos para o meu pescoço, e sua mão foi descendo por minha perna.

Os beijos foram descendo mais, para o meu colo e chegando perto dos meus seios. A sua mão alisou minha coxa e foi chegando mais perto da minha intimidade.

Eu não tinha força alguma no meu corpo, minha respiração estava pesada, e a medida que os beijos iam descendo mais, ficava mais difícil de respirar.

Eu queria, gritar, queria correr, queria que ele me tocasse logo onde eu precisava. Eu não aguentava mais, eu precisava, precisava parar. Eu não ia aguetar tudo isso...

- Para ! - Afastei ele

Kakashi ficou de pé no mesmo instante. Me olhando sem entender. Sua respiração tão pesada quanto a minha.

- O que aconteceu ? - Ele pergunta

Me sentei na cama e evitei seus olhos.

- Estava muito... muito bom. Eu precisava gritar, eu não tava aguentando mais... - Falei baixo

- Tudo bem. Eu ia passar pra o segundo passo com você, mas é melhor esperar mais.

- Esse não foi o segundo passo ? - Fitei seus olhos agora

- Não - Ele diz

- Então vamos fazer hoje - Levantei da cama

- Você ainda não está pronta - Ele diz

- Estou sim, eu só não estava esperando...

- Hoje não - Ele diz duro

- Eu preciso de você, eu tenho que usar você pra me ensinar pra ficar perfeita pra o Sasuke, estou pensando nele, eu o amo e preciso disso.

Kakashi ficou em silêncio. Eu não consegui identificar o sentimento que seu olhar transmitia naquele momento.

- Você o ama - Ele disse

- Amo, eu o amo tanto. Eu quero e preciso melhorar pra agradar o Sasuke. Você é meu único jeito de fazer isso - Falo

- É só por isso - Ele diz

- Por que mais seria ? - Não entendi o que Kakashi queria dizer.

- Por nada. Eu sou um soldado...

- Você não é só um soldado - Interrompi sua fala

- Esqueça. Vamos, precisamos encontrar Mestre Jiraya, vou passar a tarde com Naruto - Ele fala

- Ele disse que não se importava - Falei lembrando as palavras de Jiraya

- Eu preciso trocar. Vamos - Kakashi fala

Eu não disse mais nada. Ele tinha deixado a espada numa almofada no chão. Colocou na bainha e foi em direção da porta.

Sakura Off​

Kakashi On 

Não demorei para achar Iruka, ele ficou com a Princisa.
Sakura não me disse mais nada, ela me olhava cautelosa, mas não disse nada.

Eu não sei onde estava com a cabeça quando aceitei participar disso. Eu deveria ser inforcado só por pensar em beija-la.

Não sei o que está acontecendo comigo. Pensar nela, fazendo tudo isso pelo Uchiha e o pior é pensar nela fazendo tudo isso nele. Isso me inoja.

Eu só topei isso porque ela estava muito imprudente para me convencer...
Se ela queria aprender, eu poderia tirar proveito disso também.

Meus pensamentos foram interrompidos quando cheguei a sala do trono. Assim que cheguei, assumi o posto de defesa na porta.

Foquei no meu trabalho e evitei pensar em Sakura.

Horas mais tarde Genma veio ao meu encontro.

- O Rei nos quer no baile de olho em tudo. Vá se arrumar, um soldado assumi aqui

- Descobriu alguma coisa ? - Perguntei enquando me dirigia para o quarto

- Eles tem barracas armadas perto do Castelo. Mas não da pra saber quem está dentro, se são mulheres e crianças ou soldados treinados - Genma diz

- Você acha possível eles estarem tramando um ataque.

- Já vimos vários casos antes. Mas agora é diferente, estão amistosos e foram recebidos aqui no Castelo. Eu jamais vi ataque assim - Ele fala

- Talvez uma nova estratégia, atacar de dentro e de fora - Falo

- Nossos números são superiores -Genma diz

- Eles teriam alvos específicos - Falei

Genma para.

- Kakashi qual é a prioridade máxima em caso de ataque ? - Genma fala

Eu tinha esquecido que ele chegou a poucos meses. Talvez não estivesse familiarizado com as regras do conselho sem participação do Rei.

- Proteger a todo custo o verdadeiro herdeiro do trono. O Príncipe Naruto é a primeira e única responsabilidade nossa.

- E as princesas ? - Ele pergunta

Fiz sinal de não com a cabeça.

- Quando o Príncipe estiver bem, podemos proteger quem quisermos. Mas antes dele, nem mesmo o Rei - Falei

Três moças bem arrumadas passaram por nós, Genma tinha o olhar fixo para um canto da parede.
A moça do meio piscou o olho para mim.

- Hora vamos, é um baile, vamos aproveitar - Falei passando meu braço pelo pescoço de Genma

Acho que preciso relaxar um pouco. Sakura me deixa no limite e eu preciso me aliviar disso. Nada mais útil que um baile cheio de moças.


 


Notas Finais


Tirei o final do capítulo
Porque ainda precisava de retoques, mas o próximo vai ser bem agitado.
Obrigada por terem lido, até a próxima
Bjos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...