1. Spirit Fanfics >
  2. O Reino de Eredhel >
  3. Two

História O Reino de Eredhel - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um meio curtinho pra começar kkkkk
Boa Leitura, perdoem erros ❤

Capítulo 2 - Two


Fanfic / Fanfiction O Reino de Eredhel - Capítulo 2 - Two

Desde o ocorrido anterior, tudo no Reino tem corrido contra o tempo para nomear a Rainha o mais rápido possível, Lia estava triste e ficava em seu quarto na janela, só olhando tudo correr lá fora.

Às vezes se encontrava conversando sozinha ou até preocupada com a sua coroação, mas se sentia vazia, amargurada, apagada...incompleta, lhe faltava felicidade.


Enquanto isso Celine extremamente atarefada vinha ao seu quarto lhe dar conselhos ou só resolver mais um problema, a mais velha bateu à porta


Entre - Disse Lia, olhando a janela


Alteza, vim para conversar, não lhe vejo sair daqui, está tão diferente...- Celine tentava encontrar palavras para não magoar sua futura rainha 


Celine, estou aqui a cumprir uma promessa, não preciso ser feliz fazendo algo contra gosto, apenas quero que meu pai veja que fiz o que prometi, traga me um vestido cinza...sem brilho - Lia se virou lentamente e caminhou em direção ao banheiro


Alteza, seu pai iria querer vê-la com alegria hoje, ele já havia encomendado um vestido, gostaria que usasse. - Celine dizia olhando para o chão, com medo da resposta


Eu usarei Celine, apenas hoje, apenas uma vez, meu pai o pediu, é um vestido importante pra mim, agora, levante essa cabeça e chame Amélia. - Celine rapidamente saiu


Lia se olhou em seu espelho, via apenas a "Filha de Isildur", acabou por notar que sempre viveu a sombra de seu pai, não tinha identidade própria, precisava fazer diferente de um modo completamente diferente, seu reino estava com dívidas, por quê? Porque seu pai era muito bom, muito doce, muito gentil, e se assim não estava dando certo ela faria o contrário.


Amélia sua criada chegou ao quarto, junto a ela algumas outras mulheres prontas para arrumar a herdeira do trono.


Começaram a lhe dar banho, mexia em seus cabelos, hidratavam seu corpo e amarravam as cordas de seu vestido, puxando brutalmente para dar uma aparência mais magra.


.


Algumas horas depois, quando se viu pronta, Lia esperava um sinal para descer as escadas e dar início a cerimônia, não estava nervosa, não temia nada, e assim foi.


Com um sinal de Celine, ela desceu as escadas e se direcionou ao meio do salão, arrancando suspiros e sorrisos de todos, Lia mantinha em seu rosto um grande sorriso.


.


- Salve a Rainha Lianna Scarth! Vida longa a Rainha!


Lia cumprimentou a todos os povos ali presentes, os homens, elfos e até os anões vieram felicitá-la, Lia recebia todos bem, até ver um homem, que travou seu olhar, por algum motivo Lia se sentiu fraca e o odiou por isso, imediatamente chamou Celine e perguntou de quem se tratava aquele homem.


Majestade, aquele é Kim Taehyung, um imperador de muitas terras orientais, veio acompanhado de seus oficiais e ministros. - Celine dizia explicando o máximo possível, mas intrigada com a curiosidade da Rainha.


Um imperador, certo, obrigada Celine - Lia parou, os olhos do Imperador encontraram a Rainha, Lia balançou levemente a cabeça, se livrando de qualquer pensamento sobre aquele homem, foi impossível .


Para sua sorte, o imperador veio lhe desejar um bom governo, e beijou sua mão,


Majestade, seu pai foi um grande rei, mas tomou decisões erradas, tendo em vista a dívida e crise do seu reino, espero que tenha sorte e um bom governo. - O imperador Kim faz parecer uma humilhação 


Lia demonstrou desdém, havia se convencido que o tal imperador não passava de um cafajeste, um conquistador barato, mas sua mente insistia para que o olhasse mais e mais.


Houve um recital e um baile formal, Lia não queria dançar, mas um elfo tímido veio lhe pedir uma dança, ela aceitou e deu boas risadas, enfim agradeceu a dança, assim que perdeu o elfo de vista, lembrou que não perguntou seu nome, se arrependeu muito, por falar em arrependimentos... olhou mais uma vez o misterioso imperador, que agora flertava com outra garota, sentiu mais ódio mas não compreendia o por que.


Quando o baile acabou, Lia se despediu de todos agradecendo muito a presença de cada um, aparentemente feliz, ao virar de costas seu sorriso desapareceu, subiu ao seu quarto, fez um bom papel de boa rainha, de mulher frágil e carinhosa, mas aquilo iria mudar, ela iria subir aquele Reino, seu objetivo de ser respeitada, temida como a Rainha Lia de Eredhel.


Retirou seu vestido com ajuda de Amélia


Amélia? - Lia disse enquanto era libertada de seu vestido


Sim, Majestade? - Amélia abria os botões e descia os tecidos 


Quer ser minha amiga? Preciso de alguém para me ajudar, preciso de uma acompanhante fiel, e sei que me conhece bem, é minha criada à muitos anos, merece subir de cargo, não acha? - Lia agora com roupas de dormir olhava Amélia atentamente 


A-amiga? E-eu?? É claro que aceito! - abriu um sorriso e viu Lia fazer uma expressão gratificante 


Amanhã vou começar a fazer as mudanças que eu quero, vou anotar algumas metas, quero que coloque outra criada em seu lugar, você e Celine vão me ajudar em meus planos.


.


3:37 da madrugada 


Lia ainda acordada, no sofá de seu quarto olhando as estrelas, não quer ficar ali até o dia aparecer, mas o sono não vem, mas sim lembranças do brilho do olhar de um certo imperador


Aaaahh não Lianna, isso não é hora pra pensar naquele crápula, agora não, não mesmo. - Passa as mãos no cabelo e corre pra fechar as cortinas, não quer mais ver as estrelas, e consequentemente, não quer ver um certo governante asiático nem em pensamento.


A Rainha irritada deita e implora para dormir, e consegue.



Notas Finais


Vida longa a Rainha né? E o imperador? O que vai dar? ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...