1. Spirit Fanfics >
  2. O Renascer - Eremika - >
  3. Capítulo único

História O Renascer - Eremika - - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Devaneios da madrugada, tudo bem com vcs?hahaha
Postando de madruga mesmo!!!!

Boa leitura 💜

Capítulo 1 - Capítulo único


     Capítulo único

 

A prisão estava gélida, Eren havia sido preso, o plano do estrondo falhou e agora o condenado estava naquele lugar.

Os pensamentos estão múltiplos, talvez tudo aquilo tivesse sido burrice da tua parte e umas das outras falhas  vezes de tentar carregar tudo sozinho, ele era homem condenado, já estava ciente disto.

Os devaneios chegavam a doer a tua mente, martelava a ideia que se os seus antigos amigos iriam perdoar ele, mesmo que o tal já tivesse a resposta e ela seria: não.

O coração começa a doer, lembranças, lembranças das tuas falhas..

 

— Eu dês de criança, te odiei Mikasa _ falou direcionando um olhar frio e sem vida para a asiática.

 

Como foi tolo, burro, sem coração ou até mesmo empático com a asiática, a tal que sempre estiverá ao lado dele.

Ele não era digno de nada, sabia bem.

Mas talvez tivesse uma pequena parte dele viva e disposta a mudar.

Mas ele nada podia fazer, magoou muita gente...seus amigos, aqueles que um dia ela chamará de família.

 

— Eren... _ ecoou uma voz um tanto melancólica naquela prisão, não sabia diferenciar quem era, estava tão preso em seus  devaneios que quase não a ouvia.

 

Ele lentamente levantou o rosto para ver quem era a pessoa a tua frente. Com um singelo olhar pode ver que era ela, Mikasa Arckeman ou em outras palavras a luz da tua escuridão. A mesma deu um passo a frente determinada, colocou as suas  mão na grade da prisão, e direcionou um olhar direto para o Yeager.

 

— Precisamos conversar _ falou por fim com uma voz firme e  de determinação.

— Do que queres falar? _ o moreno perguntou  não tento contato visual com a asiática.

— Do passado _ falou em uma talvez, súplica.

— Não quero falar sobre este assunto _ falou o moreno e desta vez, a olhou; ela chorava.

— Por favor.. _ soou uma súplica naquela gélida e sombria prisão.

— .... _ nada disse, estava confuso, por ela e consigo mesmo..

— Eren...olha.. _ tentou falar, mas a voz falhou, um soluço ecoou e isso fez o coração do Yeager apertar mais ainda.

— Me desculpe _ soou um tanto melancólico, a asiática se espantou, o moreno também chorava.

— Eren...eu.. _ a voz falhou novamente, o soluço voltou e o silêncio tomou conta do lugar.

— Posso me aproximar? _ perguntou o moreno, e a asiática apenas assentiu. Assim o mesmo fez, se levantou do lugar a onde se sentava e foi em direção a grade, a olhou; e colocou a tua mão em cima da dela, bem lentamente e com muito receio.

— Sua mão está gelada _ falou dando um riso pouco audível, que quase não podia-se o ouvir.

— A tua está quente _ falou o moreno e a asiática, mesmo chorando, sorriu.

— Sabe, por um tempo o ódio que você sentia por minha pessoa, foi recíproco _ falou a asiática, fazendo o moreno se espantar..

— Por que não é mais? _ perguntou a olhando.

— Porque eu comecei a te entender _ disse, e por um breve momento, cerca de segundos, o moreno sorriu.

— Mas ele nunca foi recíproco _ disse o moreno  rindo levemente.

— C-como? _ perguntou a asiática assustada.

— Eu não te odeio... _ falou a olhando, queria ter falado algo mais, mas estava cedo demais — Eu odeio o instinto Ackermann, ele te fez...submissa a mim, não queria essa vida à você _ disse a olhando profundamente, ele sempre teve o dom de decifrar a asiática..

— Não sou mais submissa a você _ disse determinada e por um lado, a asiática estava certa.. Com o tempo, Mikasa aprendeu a viver sem o Eren..

— Como tem tanta certeza, Mikasa? _ perguntou mesmo sabendo a resposta, queria ouvir da boca dela..

— Aprendi..a viver sem você _ falou e o moreno deu um sorriso.

— Estou orgulhoso disto _ falou sorrindo.

— Eu aprendi a viver sem você, não à te esquecer, Eren _ falou direcionando um olhar para o moreno.

— ....mas terá que esquecer, um dia vai _ falou o moreno,  e uma lágrima involuntária desceu do rosto do tal.

— Não terei, Eren _ falou a asiática. A tal pegou uma chave do bolso e abriu a cela, Eren ficou confuso.

— Por que você abriu? _ perguntou confuso.

— Você está livre _ falou sorrindo — Livre para recomeçar _ falou alegre.

— Recomeçar? _ perguntou saindo da prisão e a asiática assentiu — Se for para recomeçar, eu quero fazer isto com você _ falou o moreno, selando os lábios na asiática, que retribuiu no mesmo momento.

 

                                    [...]

Já havia se passado dois anos, estava tudo indo bem, até demais.. Eren e Mikasa haviam se casado fazia dois meses, estavam felizes..tinham recomeçado.

 

A tão nova Sr.Yeager, estava na cozinha, estava esperando o marido chegar da divisão, lhe queria contar algo muito especial..

Não demorou muito, Eren abriu a porta lentamente, tinha um cansaço em seu corpo, então andou e sentou-se no sofá, estava cansado demais..

 

— Amor, que bom que chegou, queria lhe contar– _ se própria interrompeu, havia percebido o cansaço do marido — Deixe, irei contar-lhe mais tarde.. _ falou indo embora.

— Conte-me, estou curioso, Mikasa _ eren falou antes que a asiática pudesse sair do campo sonoro de tua voz no tom mediano.

— Tem certeza?Parece bem cança– _ foi interrompida, agora pelo marido..

— Me conte, Mikasa _ suplicou a asiática.

— A Minha menstruação está atrasada ã um mês _ falou e o moreno prestava atenção — Então, foi até a Annie, lhe perguntar o que havia acontecido, a mesma falou na possibilidade... _ falhou a voz.

— Na possibilidade? _ tentou convencer a esposa de continuar.

— Na possibilidade de eu estar... _ falhou a voz novamente — Grávida.. _ falou finalmente, tinha tirado um peso das suas costas, olhou para o moreno e ele quase chorava.

— Mas, você não está né?Ou está? _ perguntou preocupado..

— Estou... _ falou por fim.

— Eu vou ser pai? _ perguntou e a asiática assentiu. — Eu vou ser pai!!! _ comentou tirando a esposa do chão e a girando na sala — Obrigado Mikasa, obrigado por ter dado uma nova chance de recomeçar _ falou a beijando e a mesma retribuiu..

— As vezes Histórias de terror tem um final feliz, não?  _ falou uma voz, mais parecida como um de criança, era Ymir Frizz..


Notas Finais


Comentários são sempre bem-vindos 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...