História O Renascimento do Coração - Capítulo 75


Escrita por:

Visualizações 30
Palavras 715
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi. oi. oi.

Capítulo 75 - Bad news and bad day


~ PABLLO POV ~

~ Flashback On ~

As ruas de São Paulo eram movimentadas e cheias de prédios, mas ainda era esquisito encarar as pessoas, pois elas se continham a sorrir para rostos diferentes dos seus conhecidos.

Mateus, Mel, Davi e eu estávamos em um bar bebendo. Estava impressionada com a amizade dos três. Mel é uma garota trans que passou pelo desespero de ser despejada de casa quando assumiu que não se sentia no corpo correto, Davi a acolheu na casa da avó e quando ela arranjou trabalho conseguiu fazer sua cirurgia. Mateus e Davi já namoraram naquela época e isso não foi motivo desfazerem a amizade depois. A banda que os três criaram é muito boa. E eles moram juntos por acaso, se seustentando com o dinheiro das apresentações.

Depois da visita na casa da mãe do Mateus nós viemos para o bar aproveitar a minha última noite aqui.

Davi - O que achou da família do Mat?

Eu - Eu amei a mãe dele, uma sogra memorável! - dou ênfase no memorável, lembrando da risada e senso de humor dela.

Mat - Estivemos a ponto de perdê-la, mas ela foi muito forte e conseguiu se curar.

Eu - Isso é maravilhoso, não me perdoaria se não tivesse tido a honra de conhecê-la.

Conversamos um pouco mais, então, Davi me concede uma dança, fazendo com que Mateus e Mel viessem atrás. Dançamos algo engraçado, depois um mais lento e teve a baladinha.

[...]

Mat - Tenho que te contar uma coisa. - olhou para os dois nos bancos da frente, que se entreolharam, depois direcionou o olhar para mim sério.

Eu - O que foi?

Mat - Lembra de uma vez que você queria ir para Nova York?

Eu - Claro. - mostrei o dedo que eu tinha o anel do nosso compromisso.

Mat - Então... - começou encabulado. - Mel, Davi e eu já estamos nos preparando para ir no próximo ano.

Eu - O QUÊ? - me assusto.

Mel - Já reservamos um apartamento para alugar no SoHo.

Mat - Não é o Upper East Side como você queria, mas é um bom começo.

Eu - Eu vou morar com vocês? - estava emocionada.

Davi - Que graça teria se não tivéssemos Blair Waldorf conosco?

Eu - Ahh, gente, eu amo vocês!

Mateus me abraça.

~ Flashback Off ~

[...]

Chegando na escola, encontro um clima meio macabro. Estavam todos meio tristes, sem choros, em passos lentos e conversas baixas.

Encontrando Selena, percebi que ela estava um pouco nervosa.

Eu - Sel?

Sel - Oi. - me abraçou de imediato.

Eu - O que tá acontecendo? Por quê tá tudo tão estranho?

Sel - A Demi... - falou entre soluços. - Ela foi internada em uma reabilitação, depois de ter uma overdose de heroína.

Eu - Como isso aconteceu?

Sel - As suspeitas foram o término com a Dove, a exposição do caso com a Kehlani, a pressão da faculdade e o tempo que ela ficou sozinha.

Eu - Meu deus! Precisamos fazer alguma coisa!

Sel - Tivemos uma discussão sobre isso pouco tempo antes de você chegar. Dove, Gabby, Shawn, Jojo e Kehlani foram visitá-la agora.

Eu - Isso foi uma tentativa de suicídio?

Sel - Não sei.

[...]

~ GUST POV ~

Af - Santorini é um sonho cheio de visões azuis.

Eu - Imagino, Verona foi um colírio pacato e com comidas deliciosas.

Bateu o sinal e entramos em sala. Estava um clima bem pesado, pela notícia sobre a Demi, mas todos continuavam conversando. Com a primeira aula de biologia, Af, Zara e eu fizemos trio para o trabalho sobre anatomia.

~ EM POV ~

Z - Poderia ter denunciado o cara.

Eu - Eu não quis porque já íamos embora e eu tento esquecer isso.

Z - Mas como você se sente?

Eu - O efeito da droga passou.

Bebe - Os amigos da Dua foram legais, foi só aquele monstro que estava metido no meio.

~ SHAY POV ~

Eu - Estou pensando em como a Demi se sente.

Dua - Cruel.

Lisa - Não sei se isso foi suicídio, mas é irritante no início, quando você pensa que nem para se matar você presta. - escreveu na folha com tanta força que quebrou a ponta. - Aí as pessoas vêm e te ajudam a esquecer toda a solidão e auto aversão.

Eu - Você conseguiu superar, você consegue se surprender quando menos espera e pisar com bondade em tudo o que fez mal a você.

Dua - Você é um anjo.

Lisa - Como é bom ser amada.


Notas Finais


Até o próximo. 🌻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...