1. Spirit Fanfics >
  2. O Retorno Do Alpha >
  3. Lobinho Ferido

História O Retorno Do Alpha - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente, aqui to eu de novo com o segundo cap dessa fic, e só pra avisar varias coisas mudaram nesse cap, incluso a aparência e o nome do personagem Alexsander que passou a ser Aleksander e a cor dos seus olhos em azul escuro, e além do jeito de personagem que na verdade vai ir mudando ao longo dos caps, mas se você leu essa fic antes você com certeza vai se lembrar que ele tinha um jeito bem direnfete, e não se preocupem por que ele volta pro jeito original aos poucos e bem sem mais enrolação bora pro cap

Capítulo 2 - Lobinho Ferido


LOBINHO FERIDO

 

Aleksander

 

 Era noite, eu passeava tranquilamente pela floresta, seguidos por dois de meus guardas que deveriam me proteger mas duvido que realmente o fizessem direito, até que eu o vi, era um rapaz de pele bronzeada, de cabelos pretos, totalmente nu e ferido, tomando água no riacho, quando dei um passo na direção do mesmo, ele me olhou, seus olhos eram de um verde escuro, levemente azulado, porem foi no exato momento em que ele me olhou que eu senti seu cheiro, ele era um lobisomem, mas havia algo a mais, entretanto não importava embora eu tivesse achado o mesmo levemente lindo ele ainda estava no meu território, fiz meu olho ficar vermelho sangue por um milésimo de segundo, era um aviso para que ele entendesse que se me atacasse eu o atacaria de volta, mesmo que eu não estivesse interessado em me meter em brigas com esses cães sarnentos, porem assim que meu olho ficou vermelho, o mesmo desmaiou ao lado do riacho, por algum raio de motivo, corri até ele verificando se ele ainda tinha pulso, e era fraco mas tinha, ouvi uivos ao longe, mais lobisomens que maravilha...

 

??? (Guarda 1) – Oque faremos com ele Milorde? –

 

 Eu – Você pegue-o e o leve pro castelo, o deixe em alguma cela qualquer, mas de um banho no mesmo antes, não quero sentir o fedor dele já chega o Oliver, e quanto a você venha comigo, quero verificar esses uivos –

 

 Assim como eu havia mandado, um dos guardas se aproximou do rapaz e o pegou no colo, logo o levando para o castelo, e eu tratei de sair dali para conferir os uivos...

 

Quebra do Tempo

 

Lukahan

 

 Eu sentia meu corpo inteiro doer, eu estava deitado sobre algo duro, e me sentia completamente molhado, e não estava errado, pois logo senti alguém atirar agua fria em mim, me fazendo abrir os olhos e olhar ao redor, logo levando um susto, antes eu estava na beira de um lago em um território de vampiro e agora eu me encontrava em uma cela, deitado no chão, nu e com um vampiro de cabelos castanhos escuros e olhos azuis tão escuros quanto o mar a meia noite, sentado em uma cadeira do lado de fora da cela, me olhando e parecendo encantado enquanto bebia sangue de sua taça, e ao seu lado se encontrava... um guarda? Que estava com um balde vazio, nas mãos, certamente ele havia me jogado a agua, provavelmente para me acordar.

 

??? (Aleksander) – Nos deixe a sós! –

 

 Assim que ele falou, sua voz ecoou pelo local fechado, me fazendo colocar as mãos nos ouvidos enquanto o guarda saía do recinto.

 

??? (Aleksander) – Finalmente! Achei que estivesse morto –

 

Eu – Onde eu estou? E quem é você? –

 

Aleksander – Lobisomens são sempre tão apressados assim? Eu sou Aleksander bisneto do próprio Drácula e você esta em meu castelo, e você, como se chama? Lobinho Ferido –

 

 Ótimo, tudo que eu precisava era estar trancafiado em uma cela no castelo de um vampiro de linhagem real, e espera ai! De que ele me chamou?!

 

Eu – Do que você me chamou?!! –

 

Aleksander – De lobinho ferido, ou preferia cachorrinho ferido? –

 

Eu – Eu te mato se você ousar me chamar de cachorrinho ferido, sanguessuga –

 

Aleksander – Você não está em posição de fazer ameaças lobinho ferido e alias você não me disse como se chama... –

 

Eu – E por que raios eu diria meu nome a um vampiro que está me mantendo preso em uma cela? –

 

Aleksander – Porque eu poderia simplesmente ter te ignorado e escolhido te largar aos lobos? –

 

Eu – Acho que eu preferia os lobos a estar nu em uma cela com você me observando e mandando jogar agua fria em mim –

 

Aleksander – Menos drama lobinho ferido –

 

 Ele se alevantou e pegou algumas roupas que estavam ao seu lado na cadeira e jogou para mim através das grades da cela, e eu logo as peguei as colocando sem demora, e por algum raio de motivo com o vampiro ainda me olhando.

 

Eu – Perdeu algo? –

 

Aleksander – Pra onde iria se eu te soltasse? –

 

Eu – Oque? –

 

Aleksander – Caso eu te soltasse, pra onde você iria? –

 

Eu – Eu não sei, mas dou o meu jeito –

 

Aleksander – Como vai dar um jeito ferido e com um bando de lobos atrás de você? –

 

Eu – Isso eu descubro quando eles estiverem realmente atrás de mim, até lá eu tento evita-los até melhorar e retornar a minha alcateia –

 

Aleksander – Era um alpha? –

 

Eu – Porque quer saber? –

 

Aleksander – Porque se você vai ficar comigo até melhorar pelo menos um mínimo eu tenho que te conhecer e já que não me diz o seu nome pelo menos tenho que saber oque pretende fazer se eu te permitir sair do castelo –

 

Eu – Porque raios você quer que eu more temporariamente com você? –

 

Aleksander – Se é o seu orgulho que está te impedindo de ver direito, abra os olhos e o esqueça, por que se você sair daqui, pode virar presa de diversos vampiros, isso se a sua alcateia não te achar primeiro e te estraçalhar, considerando as suas opções eu sou a melhor delas –

 

Eu – Orgulho não, instinto de sobrevivência, sim, e alias oque exatamente me garante que eu não vou virar a sua presa? Ou seu escravo? –

 

Aleksander – O fato de que eu não bebo sangue de lobinhos feridos e se você fosse virar meu escravo eu não iria nem te dar o prazer de ouvir a minha voz calma –

 

Eu – Vai me soltar? –

 

Aleksander – Apenas com uma condição –

 

Eu – Deixa eu adivinhar, só vai me soltar se eu prometer não te atacar, certo? –

 

Aleksander – Quase, só vou te soltar se você prometer não me atacar e nem fugir até melhorar, e ai? Temos um trato? –

 

Eu – Vai me permitir ir embora depois que eu melhorar? –

 

 Ele sorri me fazendo arrepiar.

 

Aleksander – Se você não for eu te tiro a vassouradas Lobinho Ferido –

 

 Sorri de volta e resolvi entrar na brincadeira.

 

Eu – Não se preocupe, eu não vou permitir que vossa alteza toque suas mãos reais em algo tão comum quanto uma vassoura –

 

Aleksander – Maravilha, alias vai me dizer como se chama ou eu vou seguir lhe chamando de Lobinho Ferido eternamente? –

 

 Eu tenho quase certeza que não me importaria, mas espera aí, no que eu estou pensando?!

 

Eu – Lukahan –

 

Aleksander – Belo nome, mas eu vou seguir te chamando de Lobinho Ferido –

 

 Ele finalmente se aproxima  abre a porta da cela me permitindo sair com uma sobrancelha erguida.

 

Eu – Porque? –

 

Aleksander – Sem perguntas sobre isso Lobinho Ferido –

 

Ele fala com o rosto totalmente corado me fazendo conter um riso...


Notas Finais


Esperam que tenham gostado,e aí algum comentario aos personagens? dicas? spoilers? (Pra quem leu a primeira versão), ordens? kkk vocês decidam-se quanto a isso e espero que tenham gostado das mudanças que eu fiz no Aleksander e no cap, e não se preocupem que ainda tem muita água pra rolar debaixo da ponte dessa fic kkkk, bem beijos fiquem com Deus e bye bye.
E alias #LobinhoFeridoEver!
Aliás desculpem qualquer erro!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...