1. Spirit Fanfics >
  2. O segredo >
  3. Manoban 1 Katherine 0

História O segredo - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Será o início de um sonho?

Capítulo 16 - Manoban 1 Katherine 0


Fanfic / Fanfiction O segredo - Capítulo 16 - Manoban 1 Katherine 0

É uma manhã de quarta-feira e elas encontram-se na frente da faculdade como sempre.


-Preparada pra mais um dia duro de aula e trabalho?

-Sim, e você?

-Eu também, mas nessas horas eu queria ser como vocês, pra levantar numa manhã fria de inverno, e ter disposição e coragem

-A Jisoo pode resolver isso pra você

-Lalisa, por favor

-O que foi Edward Cullen? Tá com medo de transformar a Bella?

-Vai se ferrar

-O espírito infantil que habita em você, nunca vai embora, não é mesmo?

-Eu que o diga Rosie


O sinal toca e elas vão para suas salas.


-Lalisa está melhor, em relação a tudo?

-Está sim, estou fazendo de tudo pra me redimir e fazer ela se sentir amada

-Fico feliz, e vocês já tomaram uma decisão sobre Katherine?

-Eu não sei o que Lalisa decidiu, por que ela não quer me contar


Os dias passaram-se, já era domingo de manhã, faltando apenas um dia para o prazo que Katherine deu a elas, Jennie e Lisa estavam sentadas no sofá da sala, assistindo tv, agarradinhas.


-Amor, é uma tortura você não contar a decisão que tomou

-Vamos embora pra Seul manhã, começamos uma vida nova

-Não, meu pai está feliz que estou indo bem na faculdade e estagiando

-Então já tenho minha decisão

-Me fala, mas que saco

-Falta pouco pra amanhã

-Você não vai me deixar, não é?


Um ar de tristeza toma conta de Lisa, e ela olha para chão, sem conseguir olhar nos olhos de Jennie.


-Me dê outra escolha

-O amor que sente por mim, não é o suficiente?

-Eu sacrificaria esse amor, pra você não correr mais nenhum risco e poder viver em paz, sem as ameaças daquela criatura doente

-E desde quando minha existência vale alguma coisa se você não estiver comigo?


Uma lágrima escorre do olho de Lisa, Jennie levanta-se e sai pela porta, ela entra no carro chorando e vai para casa de Rosé, Lisa permanece ali, até decidir subir, arrumar suas coisas, e ir para sua casa, pega o que pode e coloca em uma mochila, antes de ir, escreve uma carta para Jennie, e deixa em cima de sua cama, sobe na moto e vai para casa, chegado lá deparasse com Jisoo que joga vídeo game na sala, mas não para, para falar com a irmã, sobe a vai direto para o quarto, jogasse na cama e fica olhando pro teto, Jisoo vai atrás, e senta-se ao seu lado.


-Jennie expulsou você de casa?

-Eu vou ficar com Katherine

-Como é que é? Você está louca Lalisa?Deve ter um jeito da gente reverter isso

-É mesmo Jisoo? E depois? Katherine vai continuar nos atormentando para conseguir o que quer, Jennie nunca terá paz, e isso não é justo, ela merece ter alguém que consiga viver em paz com a pessoa, e não desse jeito

-Vocês foram feitas uma pra outra Lalisa, jamais vão funcionar separadas

-Só quero o bem dela

-O bem dela é você, agora pega sua mochila, volte pra casa e diga que mudou de idéia

-Minha decisão já está tomada

-Então seja infeliz com Katherine se é isso que quer


Jisoo sai do quarto irritada, anoitece, Jennie volta para casa, Rosé está junto com ela, pois vai cuidar da amiga que está arrasada, elas sobem as escadas e vão até o quarto, Jennie encontra a carta em cima da cama, começa ler enquanto suas lágrimas caem sobre a carta.


"Perdoe-me  por fazer tudo errado, sempre. Mas não quero que pare de seguir seus sonhos por minha causa, não estou te deixando por que não te amo mais, muito pelo contrário, estou te deixando por que te amo mais que tudo, e você merece existir sem alguém te ameaçando o tempo inteiro, obrigada amor da minha existência, pela linda história de amor que tivemos até aqui, se fosse um filme, não seria uma desses clichês com final feliz, não é mesmo? Mas seria com certeza o filme mais lindo que eu já vi. Continue fazendo suas coisas como sempre fez enquanto estive ao seu lado, não mexa com vampiros, e pesar de você ter força, você é frágil, qualquer coisa chame Chaeyoung, ela vai saber como cuidar de você, eu te amo amor da minha vida, seja feliz, ou pelo menos tente, eu te amarei até depois do fim, com carinho, Lalisa Manoban."


Jennie chorava de soluçar abraçada na amiga, que chorava junto com ela.


-Ela colocou o sobrenome na assinatura  Rosie, por que sabe que é importante pra mim, ela pensa em mim até nos últimos minutos, eu não vou conseguir continuar sem ela

-Você tem a mim, e tem Jisoo, nós vamos te ajudar a superar tudo isso, eu prometo


Amanheceu e elas foram para faculdade, Lisa estava escorada em sua moto, com o capacete na mão, quando elas chegaram, Jennie a olhou com uma tristeza estampada em seu rosto, e entrou, Jisoo e Rosé pararam para falar com ela.


-Você é uma idiota, sabia?

-Eu sei

-Não dirija mais a palavra a mim Lalisa, você não deveria ter tomado essa decisão

-Já está tomada Chaeyoung

-Olha ali sua futura namoradinha chegando, deixa eu me retirar

-Boa sorte irmãzinha 


Elas vão em direção à entrada, enquanto Katherine passa.


-Katherine?

-Diga coisa linda

-Vem aqui

-Pois não

-Eu terminei com Jennie, e aceito ficar com você, mas não quero me casar, eu até moro com você, mas casar não, o que me diz?

-Leve suas coisas para minha casa, quero você comigo 24 horas por dia, nenhum contato com  sua ex, e já que não quer casar, eu exijo que me beije na frente dela, e me assuma para seus pais e para todos aqui da faculdade, e nunca mais atormentarei  ninguém que você ama, aceita?

-Sim

-Vem amor, da mãozinha, vamos entrar, quero desfilar com você por essa faculdade

-Eu não sinto nada por você Katherine, apenas nojo, eu amo a Jennie, e nunca vou amar você

-Está proibida de falar o nome dela, agora vamos andando


Elas entraram e foram para sala de aula, Lisa estava furiosa, a todo tempo pesava em um jeito de livrar-se dela e voltar para Jennie, já Katherine estava realizada, pois havia conseguido o que ela mais queria, e poderia jogar isso na cara de Jennie e de todos que duvidaram dela, o sinal tocou para o intervalo, Jisoo Rosé e Jennie estavam na mesa que sempre ficavam na cantina, enquanto Lisa passava de mãos dadas com Katherine, seu olhar era de muita tristeza, enquanto o de Katherine era de deboche e realização.


-Eu não acredito que elas vão ficar desfilando assim, normalmente

-Deixa Rosie, eu não ligo mais, Lalisa morreu pra mim, desde o momento que resolveu tomar decisões sozinha e ficar com a pessoa que eu mais odeio no mundo

-Não acho que a história de vocês acabou, por que vocês se amam, e eu sei que Lalisa agiu errado, mas ela ainda é minha irmã, e se vocês forem ficar falando dela, não vou mais andar com vocês

-Faça como achar melhor, mas dessa vez a errada foi Lalisa

-É, eu sei, mas quando ela era pequena, eu prometi que nunca o abandonaria, não importa se ela estivesse certa ou errada, então se eu estiver que escolher entre vocês e ela, eu escolho ela

-Mas ninguém aqui tá pedindo pra você escolher, agora não é hora pra gente brigar, se ela morreu pra Jennie, é uma decisão dela, se você ainda vai continuar do lado da sua irmã, é uma decisão sua, as coisas não precisam mudar entre nós três por causa disso

-As coisas já mudaram desde que Jennie Kim entrou em nossas vidas

-Peça desculpas agora Kim Jisoo

-Não mesmo, não foi eu que estraguei a vida de ninguém


Jisoo levantou-se da mesa, e foi andando.


-Deixa Rosie, ela está de cabeça quente

-Não quero que fiquem brigadas

-Falarei com ela mais tarde


Jisoo foi em direção a Lisa e Katherine.


-Quero falar com você

-Pode falar cunhadinha, e eu e sua irmã não escondemos nada uma da outra

-Você tem porta voz agora Lalisa?

-Não , e Katherine, eu tenho todo direito de falar com a minha irmã a sóis, nosso trato é outro

-Okay benzinho, vou retocar meu batom, comporte-se


Katherine tenta beijar Lisa, mas ela vira o rosto, então ela sai e vai retocar seu batom.


-Eu não gosto da Jennie, mas eu gosto menos ainda de Katherine, até quando isso Lalisa?

-Eu tenho um plano

-Qual é?

-Eu vou fazer ela confessar todo mal que fez, e que está me obrigando a ficar com ela, gravarei tudo e levarei para nosso superiores

-Genial, mas toma cuidado pra ela não descobrir, Katherine é psicopata

-Ela não vai, me ajuda a me encontrar com Jennie?

-Como?

-Não sei, você não é genial como sua irmãzinha aqui?

-Ah, cala boca


As duas sorriem e começam a se provocar brincando de lutinha, o sinal toca para entrar e a idéia que a Jisoo tem, e mandar alguém chamar Lisa em sua sala e dizer que a diretora está chamando, e faz o mesmo com Jennie, as duas vão até uma sala.


-O que tá fazendo aqui?

-Foi Jisoo que teve esse plano pra gente se ver

-Sabe que você morreu pra mim, não é?

-Não me convenceu

-Vai se ferrar

-Por que ainda está de aliança?

-Por eu quero

-Promete que não vai tirar?

-Tá Lalisa, agora eu tenho que ir, tenho mais o que fazer, do que dar assunto pra ex ingrata


Lisa pega Jennie pela cintura, com vontade e a puxa para perto de si, seus corpos colados, suas bocas quase se encontrando, olhos nos olhos.


-Eu nunca vou ser sua ex, porque nunca vou amar outra


Comecei  a beijar Jennie lentamente, nossas línguas se roçavam bem de vagar em sintonia, fazendo aumentar meu tesão, uma de suas mãos, acariciava minha nuca enquanto seus dedos entrelaçavam em meus cabelos, sua outra mão ela enfiou por baixo do meu moletom, enquanto arranhava de leve as minhas costas, o tesão tomou conta do meu corpo e eu apertei sua bunda com vontade, enquanto nosso beijo rolava intensamente, Jennie sussurrou no meu ouvido, ofegante.


-Quer mais amor?

-É tudo que eu mais quero


Ela tira minhas mãos de seu corpo e afastasse de mim.


-Você teria, se não fizesse a escolha errada

-Logo vamos estar juntas de volta, vem cá terminar o que começamos

-Não nasci pra ser amante, nasci pra ser atual, desse jeito não vai passar disso

-Você sempre vai ser minha atual, Katherine e lixo pra mim, é a mesma coisa

-Então aborda esse plano, pra gente transar logo

-Tenha paciência

-Eu não to afim, e só pra deixar claro, se você encostar um dedo em Katherine, nem pense em voltar comigo

-Por que você é ciumenta?

-Por que você é minha

-Diz isso de novo


Jennie revira os olhos, aponta o dedo do meio para Lisa, que acha engraçado ver ela irritada.


-Tchau Lalisa, vou pra aula

-Eu te amo Jennie Kim


Fica um silêncio por alguns segundos.


-Amo você também, Manoban


Jennie da as costas e sai, Lisa permanece ali com um sorriso bobo no rosto, o que elas não sabiam, é que Katherine estava escondida, vendo e ouvidinho tudo. Mais tarde já na hora da saída.


-Vamos pra minha casa baby?

-Eu tenho que pegar minhas coisas na casa da minha mãe, de noite eu vou pra sua casa

-Te vejo a noite então amorzinho


Katherine vê que Jennie aproxima-se e tenta beija-la, mas ela vira o rosto novamente e  afasta-se um pouco dela.


-Desse jeito vai ficar difícil benzinho, você não está seguindo o roteiro

-Me dá um tempo, só pra eu acostumar com a idéia

-Está bem, nos vemos a noite


Katherine sobe em seu carro e vai para casa, Lisa permanece ali, enquanto Jennie Rosé e Jisoo aproximam-se dela.


-Namoradas que não namoram

-Desde quando você ficou tão chata assim Chaeyoung?

-Parem de brigar vocês duas

-Você tá defendendo ela?

-É claro que ela vai defender Lalisa, depois de uns amassos hoje

-Vocês duas estão se pegando?

-Olha , foi sem querer tá bom, tudo armação de Jisoo, não vai acontecer de novo, não até ela largar a embuste

-Sinceramente Jennie Kim, não sei quem é pior, você ou Lalisa

-Eu voto nas duas

-Vamos pra casa


Jisoo e Rosé andam em direção ao carro, Jennie se aproxima de Lisa e fala em seu ouvido.


-Bom mesmo você não ter beijado ela


Dá um selinho em Lisa e vai andando até seu carro.


-Só não beijei pra não tirar o seu gosto da minha boca


Jennie segue andando sem olhar pra trás, dá um sorriso bobo e sobe no carro, já em casa, Lisa arruma suas coisas para ir para Katherine.


-Vai negar até quando os beijos de Katherine?

-O máximo que eu puder, não quero perder a Jennie por bobagem

-Vocês vão ficar na mesma cama?

-Não, nem pensar

-Primeira vez que vejo Lalisa resistir a uma mulher

-Vai se ferrar Jisoo, tenho que ir agora, diga a nossos pais que estou na casa de Jennie

-Tá bom, boa lua de mel


Lisa sacode a cabeça em negação, pega sua mochila e vai para casa de Katherine, já são 16 horas, Rosé e Jennie estão no escritório, trabalhando e conversando.


-Você e Lalisa são amigas então?

-A gente namora, se a Katherine quer se iludir achando que a minha namorada é dela, dai não é problema meu

-Pra você que era toda ciumenta, até que tá lidando bem com a situação

-Digamos que essa situação... Apimentou mais as coisas entre mim e Lalisa

-Mais ? Então vai ter que chamar os bombeiros

-Rosie... Você para, é como se a gente estivesse brincando de amantes, tendo que se ver escondidas, aumenta o friozinho na barriga

-Fiquei de mal com Lalisa atoa então?

-Não , porque eu também estou dando um gelo nela

-Esse gelo tá derretido pelo visto

-Já disse pra ela que não vamos passar do beijo enquanto ela não largar aquela criatura, e eu só fiquei com ela hoje, por que a Jisoo armou pra nós, se depender de mim, eu não mando nem mensagem pra ela

-Ui que resistente


As duas dão risada, mais tarde já na casa de Katherine.


-Amorzinho , você veio, arrumei um espaço no meu guarda roupas pra você, vem ver

-Katherine... Podemos não ficar juntas, só hoje, que é meu primeiro dia aqui?

-Ai benzinho, quanto mais você facilitar as coisas, melhor vai ser pra você, mas tudo bem, vamos subir, quero conversar


Elas sobem e senta-se na cama de Katherine, o celular de Lisa toca e é Jennie.


-Posso atender?

-Coloca no alto falante


Ela fez como Katherine mandou. "Lalisa, meu pai está no hospital"

"O que houve?"

"Tentativa de assalto, machucaram ele bastante"

"Como ele está agora?"

"Bem, estou com medo"

"Vai ficar tudo bem, fica tranquila"

"Vou tentar"

"Beijo"

"Beijo, amo você"

"Também amo você"


-Foi você, não foi?

-Não benzinho, eu não sujo minhas mãos, tenho meus capangas pra isso

-Por que  fez isso?

-Por que você me decepcionou hoje dando uns amasso na recém criada e falando que sou um lixo pra você

-Como você sabe?

-Sei cada passo que você da benzinho, e toda vez que vacilar comigo, Jennie Kim sofrera as consequências, imagina que triste ficar orfã? Você sabe bem como é, continue negando meus beijos, que eu vou ter o prazer de fazer da existência dela, um inferno

-Você é uma ridícula 

-E você é o ser mais lindo que eu já tive o prazer de conhecer, vem ca benzinho, quero beijar essa boquinha


Lisa da as costas e vai para o quarto ao lado, Katherine permanece ali com olhar de maladade e deboche. Já é de manhã e Lisa está tomando banho para ir a faculdade, Katherine à espera na sala, então ela aprontasse  e desce.


-Cheirosa, gata e minha

-Nunca serei sua, vamos?


Lisa vai andando e Katherine a pega pelo braço.


-Não esquece do que falei para você ontem à noite


Lisa se solta da sua mão com raiva e sai pela porta, vai em direção à sua moto.


-Não não benzinho, você  vem no meu carro comigo

-Não é necessário, pare com isso

-Não é um pedido amorzinho, agora suba no carro se não vamos nos atrasar


Lisa sobe e fecha a porta do carro com tanta força, que ela se parte em duas.


-Calma baby, coloca o sinto pra não cair


Elas vão até faculdade , Katherine estaciona do lado de Jennie, Jisoo e Rosé.


-Agora é moda andar de carro sem portas?


Lisa nem as cumprimenta e vai andando muito rápido em direção a entrada, Jennie grita


-Bom dia pra você também Manoban, não dormi com você 

-Do que você chamou ela?

-Manoban, que tipo de namorada é você, que não sabe nem o sobrenome da pessoa que namora?

-É que ela nunca... Bom, nós nunca... Ah, vai se ferrar recém criada


Katherine vai atrás de Lisa, e as três ficam ali rindo da situação.


-Por que será que está sem porta?

-Certeza que Lalisa queria vir de moto e ela não deixou

-A cara dela, ficar nervosinha e quebrar as coisas

-Chega de falar da vida alheia e vamos entrar


Elas entraram, Jennie estava indo em direção a quadra para ligar para seu pai, até que Lisa a puxa para dentro de uma sala.


-Que susto Lalisa

-Como está seu pai?

-Eu ia ligar pra ele agora

-Eu vou ter que beijar Katherine

-Faz o que quiser Lalisa

-Não sem a sua permissão

-Já disse, se encostar nela, me esquece

-Se eu agir como namorada dela de verdade, mais cedo eu volto pra você

-Então me fala seu plano

-Vai pra minha casa essa noite, eu vou até lá e te conto tudo, aqui não é seguro

-Beleza, tenho que ir agora

-Jen...

-Tchau Lalisa


Jennie vai pra aula, Lisa fica ali por alguns minutos e depois vai também


-Lalisa pediu pra eu ir na casa dela hoje à noite

-Vão fazer as pazes?

-Quem me dera, ela quer me contar seu plano com a sangue suga

-Acho que você deveria apoiar Lalisa

-Rosie?

-Pensa só, ela não tem ninguém do lado dela, ela tá tendo que conviver literalmente na caverna do Drácula, ela amanhece e anoitece do lado dos inimigos, se tivesse o apoio de alguém que ela ama muito, talvez já tivesse colocado um fim nisso

-Tem razão, vou apoiar meu amorzinho nisso, falar pra ela fazer o que tem que ser feito

-Muito bem Jennie Kim, agora pareceu que você tem sentimentos

-Até você me zoando Rosie


As duas riem animadas, já era hora do intervalo e como sempre as três estavam na cantina conversando.


-Jisoo, eu queria conversar com você

-Comigo ? Porque?

-Por que é importante

-Vocês querem falar a sóis? Por que eu quero falar com Lalisa, então vou, procurá-la


Rosé levanta-se e sai, as duas ficam ali.


-Então...?

-Eu sei que você, nunca me engoliu porque eu praticamente, surgi na família de vocês, e levei sua irmãzinha embora, só quero te pedir desculpas por isso e dizer que não fiz de propósito, e em hipótese alguma eu quis Lalisa só para mim, bom... Eu fui criada pelo meu pai, desde os dois anos de idade, quando minha mãe nos abandonou, ele sempre me tratou bem e nunca deixou faltar nada pra mim, mas ele esqueceu de me dar o principal, amor e atenção, o meu pai sempre foi uma pessoa fria, e de alguma forma, eu sou assim, nunca deixei ninguém se aproximar muito de mim nos tempos de escola, sempre gostei de ser sozinha, independe, por que meu pai colocou na minha cabeça, que eu mesma me basto, e outras pessoas só servem para atrasar e atrapalhar nossas vidas e planos, então Jisoo, até meus 17 anos, eu fui uma pessoa completamente sozinha, até eu me mudar para cá e conhecer Lalisa, ela me tratou de um jeito tão carinhoso e gentil, que fez eu me sentir viva pela primeira vez, e pela primeira vez eu tive vontade de permanecer na via de alguém, me apeguei nela e ela se tornou tudo que eu tinha nesse mundo, eu te peço, não tenha raiva de mim, eu não quero ser sozinha de novo Jisoo, eu não quero perder a melhor parte de mim, que é Lalisa Manoban


Lágrimas escorriam espontaneamente dos olhos de Jisoo, ela sentiu-se mal por complicar tanto com Jennie durante quase um ano, sendo que o que ela precisava, era apenas amor e atenção.


-Eu sinto muito... Te peço perdão Jennie Kim, a partir de hoje, eu vou ser alguém melhor com você, prometo, posso te dar um abraço?

-É claro 


As duas abraçaram-se e Jisoo chorou igual uma criancinha. Rosé avistou Lisa com Katherine na arquibancada.


-Preciso falar com você... A sóis


Antes de sair, Katherine deu um beijo em Lisa, bem lento e demorado.


-Te vejo na aula benzinho


Foi andando e as duas ficaram ali.


-Uau, que beijão de cinema

-O que você quer? Veio brigar comigo?

-Não , vim me desculpar, eu tomei as dores da Jennie e briguei com você, e...

-E?

-E eu amo você sua idiota

-Também amo você, advogada da Jennie


As duas riram e deram um forte abraço. 


-Lalisa me solta, você sempre esquece que eu sou humana e quase me mata

-Oh, perdão Chaeyoung

-E ela, a Katherine... Beija bem?

-Vai se ferra Chaeyoung


O dia passou voando, Jennie já estava na casa de Lisa, passava das 21:00 quando Lisa chegou e encontrou Jennie, Jisoo e Rosé na sala.


-Nossa, o time todo me esperando aqui

-Estamos curiosas

-Fala logo Lalisa

-Eu quero falar com Jennie em particular, depois ela conta pra vocês

-Por que tanto mistério Lalisa?

-Por favor, é importante


As duas sobem até o quarto de Lisa, sentam uma em cada ponta da cama.


-Antes de mais nada, Katherine me beijou hoje no intervalo, e eu tive que retribuir

-Não importa

-Não?

-Não, e se você precisa do meu apoio para acabar logo com isso, você terá, por que você é a pessoa que eu mais amo no mundo, e eu vou estar com você até nas piores situações

-Nossa, Jennie Kim... Não esperava ouvir isso, não pra isso

-É estranho eu dizer que amadureci com uma criança de 5 anos, mas eu amadureci com você Lalisa Manoban, agora me fale, qual seu plano

-Vou transar com Katherine, e gravar ela falando todo mal que nos fez, só assim pra ela nos deixar em paz

-E precisa transar com ela pra isso?

-Pra ela se abrir comigo

-Literalmente se abrir com você

-Para, tenho sua permissão?

-Sim Lalisa, você tem, mas... Faça sem amor

-Com amor só faço com você

-Então me mostra como é, por que eu já esqueci

-Vem cá 


Lalisa enfiou a mão por baixo da minha sai, colocou minha calcinha pro lado com toda delicadeza de sempre, com a mão esquerda, introduz dois dedos dentro de mim, enquanto o polegar se movimenta sobre o meu clitóris, e nossa... Que saudade do seu toque, com a outra mão ela apertava minha cintura, enquanto chupava meu pescoço, ela me olhou nos olhos, seus olhos estavam vermelhos, como um lobo que vai devorar um cordeiro.


-O que foi Manoban?

-Se você não fosse vampira, transformaria você agora, sem dó

-Que malvada ela, então me faz gozar, sem dó


Jennie me deu um sorriso safado,  Mordisquei a parte interna de sua coxa direita, depois a esquerda, dando vários beijos no local. Quando finalmente aproximei-me de seu sexo, senti ela se arrepiar em antecipação. Comecei beijando-a, e então a lambendo, sentindo o gosto que ela tinha, a textura, e qual o local que ela mais se arrepiava. Assistia as expressões em seu rosto mudando, maravilhada. Concentrei-me em ir primeiro devagar, para depois intensificar, mas adicionei alguns movimentos circulares. Ouvi seus gemidos, e ela colocou suas mãos em meus cabelos, puxando-os levemente, pressionando minha cabeça contra seu sexo. Nesse momento, intensifiquei meus movimentos, percebendo que ela começava a se contorcer. Eu estava maravilhada com o poder de dar prazer a ao amor da minha. Ansiosa, sedenta, fechei os olhos, segurando em suas pernas, e concentrei-me novamente, lambendo-a e chupando-a. Comecei a senti-la tremer, estremecer, conforme eu a sugava mais e mais. Suas mãos apertavam minha cabeça, e aquilo só me fazia querer continuar. Então, abri os olhos rapidamente, vendo seu corpo arquear para frente, com a cabeça pendendo para trás, enquanto ela soltava um grito de êxtase, e seu corpo tremia inteiro. Eu sorri, enquanto ela ofegava, deitando seu corpo novamente no colchão. Lambi seu clitóris, que estava sensível, observando seu corpo estremecer a cada toque, Jennie gritou de prazer quando gozou em minha boca, subi e me deitei ao seu lado, só para ficar olhando seu rostinho satisfeito.


-Por que você é tão boa, em tudo que faz?

-Por que você me faz ser

-É melhor você ir agora, antes que sua namoradinha sinta sua falta

-Minha namoradinha, tá aqui do meu lado


Jisoo e Rosé bateram na porta e as duas se arrumaram rapidamente, elas entraram.


-Nossa, que demora, tava falando um plano pra Jennie ou escrevendo um livro do Harry Potter?

-Que exagero Rosie

-É amor, que exagero, não vê que qualquer oportunidade de transar, elas transam?

-Diferente de vocês, Edward boiola

-Cala boca

-Tá gente, mas qual o pleno?

-Lalisa vai transar com a Katherine, e ela vai contar tudo que fez com nós, ela grava e estamos livres

-Você não perde tempo, não é?

-Chaeyoung, por mim eu não transaria com ela nunca, mas dai ela nunca vai acreditar que eu deixei de amar Jennie

-Faz  sentindo irmãzinha 

-Tenho que ir agora

-Vamos  juntas

-Não vai dar, por que estou de moto

-E é arriscado né, Katherine ver vocês duas juntas

-Tem razão Chaeyoung

-Então eu levo você até a moto

-Tá bom, então vamos, me desejem sorte

-Boa sorte com a sangue suga

-Boa sorte, tome cuidado Lalisa


Lisa faz com a cabeça que sim, e pisca um olho só, Jennie o acompanha até sua moto.


-Se cuida, por favor

-Você também

-Sinto sua falta


Jennie abraça Lisa com força e deita sua cabeça em seu ombro, Lisa retribui o abraço


-Também sinto a sua


Elas beijam-se carinhosamente, Lisa coloca o capacete, sobe na moto e vai, Jennie sobe em seu carro, e vai para casa. Já era meia noite quando Lisa arruma seu celular para gravar a conversa com Katherine e chama para o quarto onde está.


-Chegou benzinho?

-Sim

-Está tudo bem?

-Estou com vergonha de te pedir uma coisa

-Que fofa, pode me pedir o que quiser

-Quero que vá para  meu quarto, é difícil morar na mesma casa que você, e não ter vontade de fazer outras coisas


Katherine enchesse de felicidade por ouvir aquilo, da criatura que ela mais desejou em toda sua existência.


-É uma honra para mim benzinho, vamos?

-Sim


Elas vão até o quarto ao lado e sentam-se na cama.


-Antes eu preciso confessar umas coisas para você, eu odiava você no começo, mas agora... Eu adoro o fato de estarmos juntas, e de saber que não importa o quanto eu erre, você pode me livrar de todos os meus erros

-Enquanto estiver comigo, pode quebrar todas essas regras dos vampiros, que nada vai lhe acontecer, meu pai passa pano pra tudo que eu faço, e não será diferente com você

-É por isso que você transformou minha vida e da Jennie em um inferno?

-Sim benzinho, fiz isso pro seu bem

-E foi você que machucou o pai de Jennie, mesmo ele sendo um humano indefeso?

-Foi sim benzinho, aquela recém crida precisava ver com quem está lidando, se ela continuasse insistido em você, eu mataria seu paizinho, sua mãezinha, a pobrezinha seria órfã tão jovem

-Mas dai você ficaria presa na escola de vampiros

-Não sendo filha de Thomas Williams, sou intocável benzinho, o que está fazendo?

-Desligando meu celular, não quero que ninguém nos interrompa, saber que você é má, me deu tesão

-Nossa que delícia, vem cá


Tirei a roupa de Katherine escalei seu corpo, depositando um beijo em seus lábios, e ao olhar em seus olhos, pude ver a satisfação e a alegria estampadas neles. Não dei tempo para que ela dissesse alguma coisa. Virei-a de costas, deitando-me quase que em cima dela, meio de lado, e coloquei minha mão por baixo de seu corpo, de encontro ao seu sexo molhado. Ela soltou um gemido quando a toquei. Mordisquei o lóbulo da sua orelha, enquanto introduzia dois dedos dentro dela, sentindo-a pulsar em resposta. Comecei movimentos de vai e vem, enquanto mordia o seu ombro. Massageei o clitóris, ouvindo-a gemer novamente. Continuei até sentir seu corpo tremer embaixo do meu, novamente explodindo em um orgasmo. Ela gozou e via em seu rosto satisfação, enquanto eu só conseguia sentir raiva, de toda aquela situação.


-Nossa, agora eu sei por que a recém crida não queria lagar você, além de ter esse rostinho de criança safada, sabe satisfazer uma mulher


Lisa apenas sorriu, só queria que aquela noite acabasse logo, só queria livrar-se pra sempre de Katherine. Amanheceu e elas foram para faculdade, chegando lá disse que tinha que falar com Jisoo, anates dela se aproximar das meninas, Katherine olha para ver se Jennie está olhando, e quando percebe que sim, dá um beijão em Lisa.


-Parou de recuar, gosto assim

-Não tenho por que recuar, eu quero estar com você, vou ali falar com Jisoo, okay?

-Está bem, te vejo na aula


Lisa fez que sim com a cabeça e foi até elas.


-Que desespero ela tem por você, não é?

-Eu não ligo pra nada que tem a ver com ela, por que tá tudo aqui no meu celular, escutem


Lisa colocou a confissão de Katherine para elas ouvirem, elas ficarem de boca aberta ouvindo, e na mesma hora se animaram e comemoraram.


-Amor, nós estamos livres, que orgulho de você

-Olha só, vou passar esse áudio, para todas vocês, amanhã eu vou até nossos superiores mostrar isso, nossa volta por cima vai ser triunfal

-Parece até história de filme

-Filme de terror né?

-Porém, com final feliz

-Sim, agora deixa eu ir, preciso passar mais confiança pra ela


Lisa das costas e vai andando. Até que Rosé a chama.


-Hey, Lalisa?


Ela olha pra trás.


-Eu te amo, e tenho orgulho de você


Ela dá uma piscadinha de olho e segue andando, logo em seguida as 3 entram e vão para aula, a manhã passou voando, Lisa e Katherine estão em casa assistindo tv, Rosé e Jennie no trabalho, Jisoo na sala jogando como sempre.


-Então benzinho, o que quer fazer hoje?

-Você escolhe, amanhã, não vou na aula

-Por qual motivo?

-Irei com a minha mãe na minha tia, ajudar ela com umas coisas e contar sobre nós, depois vou no trabalho do meu pai, perguntar quando posso te levar lá em casa

-É sério que você já quer me apresentar pros seus pais?

-É ué, a gente não vai casar? Ou você já mudou de ideia?

-É tudo que eu mais quero benzinho

-Eu só quero que confie em mim, por que de verdade, quero uma vida nova com você

-Eu confio


O celular de Lisa vibra, e é Jennie que mandou uma mensagem. "Vem me ver no meu intervalo, e tirar a minha roupa se quiser, beijo nessa boquinha gostosa"


-É... Vou ter quer sair com Jisoo

-Agora? Quem te mandou mensagem?


Lisa pegou na nuca dela e a beijou com vontade, um beijo demorado.


-Sim, agora

-Uau, que beijo foi essa benzinho?

-É pra não ficar com saudade até eu voltar


Lisa saiu apressada, e Katharine ficou ali pensando, que finalmente a tinha nas mãos, e não tinha mais com que se preocupar, estava completamente apaixonada por Lisa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...