História O Segredo Daquela Noite. (Xiumin) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Visualizações 663
Palavras 1.754
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura... Não me matem <3 Amo vcs!

Capítulo 20 - 20


Fanfic / Fanfiction O Segredo Daquela Noite. (Xiumin) - Capítulo 20 - 20

 

- Vai lá para casa depois né? Disse Xiumin assim que estacionou o carro na esquina da faculdade. 

- Vou mas antes tentarei resolver as coisas com Nayoung. Dei um sorriso fechado. 

- Amor já faz uma semana, impossível ela não ter superado. 

- Sim, é por isso que preciso resolver. Uma semana me ignorando foi o maior tempo que conseguimos em toda nossa amizade. 

- Sinto muito por ter feito vocês brigarem. Ele deu um tapinha fraco na minha coxa. 

- A culpa não foi sua, eu que escondi. Eu mereço. 

- Vem cá. Ele puxou minha nuca e me beijou. 

Como amo minha vida. 

Como amo esse homem. 

- Tchau oppa, te amo. Disse antes de sair. 

- Tchau Jagiya, amo você. 

Fechei a porta do carro e caminhei até a faculdade. Mas antes de chegar um homem esbarrou em mim e como estava segurando alguns livros acabei derrubando no chão. 

- Ei toma cuidado. Reclamei e me abaixei. 

- Desculpa. Ele abaixou e me ajudou com os livros. 

Como estava atrasada não prestei muita atenção em seu rosto, mas percebi que ele era alto e forte. Agradeci por ele ter me ajudado com os livros e saí correndo, antes de entrar eu dei uma olhada e vi que ele ainda estava lá, e ao me ver o encarando deu um sorrisinho. 

Por que ele sorriu? 

Ao chegar na sala me sento na frente de Baek e suspiro, sinto olhares da professora mas ignoro. 

- Bom dia atrasada. Baek cochichou. 

- Bom dia Baek. Disse rápido e voltei atenção para aula. 

Algo estranho aconteceu hoje na aula do Xiumin, quando ele entrou Chaeyeon começou a encarar como se quisesse ter certeza de alguma coisa. Talvez algum sinal de que eu e Min estamos juntos, um troca de olhar, um sorriso. 

Comecei a ficar mal e pedi para o professor me deixar ir ao banheiro, ele me encarou preocupado mas me liberou. Fiquei até o intervalo trancada no banheiro. 

- Soon, o que aconteceu? Você está bem? Gritou Byun do lado de fora. 

- Já vou sair, espere.

Lavei minhas mãos e me encarei no espelho. 

Hoje não é um bom dia... 

- Está bem? Sumiu a aula de Minseok todinha. Disse meu amigo assim que saí. 

- Ela sabe. Falei enquanto caminhávamos até o pátio. 

- Ela quem? Sabe o que? 

- Chaeyeon sabe de Xiumin. Sussurrei e quando vi, Baek me puxando para sentar em uma mesa na lanchonete. 

- Está maluca? Ele me encarou bravo. - Sempre tomamos cuidado... 

- Eu sei Baek, é por isso que estou assim. Isso não pode acontecer, não agora.

- Ei relaxa, se ela não falou nada até agora é porque não tem certeza e nem provas. 

- Acho que vou ter que dispensar as caronas com Xiumin. Revirei os olhos. 

- Já está mais que na hora. 

- Não reclame Baek, você vive pegando carona com ele. 

- Isso é verdade, mas sempre pedi para ele nos deixar um pouco mais longe do que a esquina e vocês até no estacionamento já se beijaram. 

- Aigoo eu sei que erramos, vamos tomar mais cuidado agora. Mas me conta, como fez a Nayoung te perdoar. 

- Fiz ela se sentir culpada. Ele sorriu vitorioso e eu não entendi. 

- Como assim? 

- Disse que a culpa não foi minha e ela estava agindo de forma infantil por não me perdoar e no final disse que a amava, e ficou tudo bem. 

- Que fácil. Bufei pensando em todas as noites que passei batendo em sua porta. 

- Muito... Ele riu e pegou o celular. - Estranho, ela está me perguntando de você. 

- ESTÁ? Berrei. 

- Que desespero... sim, está. Perguntou se está bem. 

- Ela pode perguntar para mim. 

- Disse que não quer falar com você. 

- Novidade... Revirei meus olhos novamente quando senti meu celular vibrar. 

"Está bem? O que aconteceu hoje?" - Xiumin. 

- Estou bem, depois te conto. 

"Espero no estacionamento." - Xiumin. 

- Melhor não, vou para casa a pé. 

"Por que?" - Xiumin. 

- Eu juro que te explico quando chegar na sua casa amor, mas fique tranquilo.

"Tudo bem, estou indo dar aula... Beijos" - Xiumin.

- Beijos. 

Depois que voltamos para a aula comecei a observar discretamente Chaeyeon. Ela mexia no celular e juro que queria muito correr pegar o celular dela e ver o que tanto escrevia. Infelizmente, pela primeira vez eu não queria ter a última aula de Minseok. Mas tudo se saiu muito bem, e foi como todas as outras aulas. Ele não sorriu para mim e nem me encarou, não mandou nenhuma mensagem enquanto corrigia alguma coisa e isso com certeza foi ótimo para disfarçar. 

Mas fiquei curiosa para saber com quem conversava quando ele pegou o celular. Olhei para Chaeyeon que ria olhando a tela do seu aparelho e depois encarei Xiumin que encarava sério a tela do seu celular. 

Claro que não era possível os dois estarem conversando. 

Tenho que parar de ser paranoica. 

Quando as aulas acabaram me despedi de Byun que pela primeira vez na semana ia para sua casa e não para minha. E depois segui a pé até em casa. O que me deixou contente foi que estava de folga, então teria tempo de resolver tudo com a minha amiga e depois seguiria até a casa de Min. 

- Cheguei. Alguém? 

É claro que ninguém a não ser Sohyun vai me responder. Ao chegar no meu quarto encontro Nayoung sentada em minha cama. 

- A gente precisa conversar. Ela disse e deu um sorriso falso. 

- Finalmente. Deitei na cama de bruços e apoiei minha cabeça nas minhas mãos para encará-la. 

- Antes de voltarmos preciso deixar umas coisas bem clara. Falou séria e eu assenti, ela se levantou e cruzou os braços. - Primeiro, nunca mais minta pra mim. 

- Eu prometo. 

- Deixa eu terminar. Rolei meus olhos e assenti para que terminasse. - Segundo, nunca mais minta para mim e terceiro, nunca mais minta para mim. Entendeu? 

- Eu entendi. Me levantei e dei um abraço apertado nela. 

- E por último, diga ao Baek que eu sou sua melhor amiga e não ele. 

- Aigoo, vocês e essas competições. Senti ela apertar o abraço e retribuí. - Senti sua falta. 

- Eu também. Se afastou e deitou na cama. - Preciso de sua opinião pra uma coisa. 

- Diga. Deitei ao seu lado. 

- Já pedi a opinião da Hyun. Você acha que devo concretizar o meu relacionamento com Baek? 

- Claro que sim. 

- Aish ela disse a mesma coisa. Eu tenho medo de dar errado outra vez. 

- Ahh Na, pare com isso. Não pode viver com base nos seus relacionamentos passado, ele é diferente e você sabe disso. Seu sentimento por ele é mais forte do que qualquer outro relacionamento que já teve. 

- Vocês tem razão. Mas acho que eu devo pedir. 

- Aí vai ser muito legal se fizer isso. 

- Vou fazer isso hoje a noite, você me ajuda. 

- Claro. Ainda bem que estou de folga. 

- Sei disso, Baek me falou. 

- Espero que não tenha voltado a falar comigo por interesse.

- Claro que não... Ela disse com uma cara sínica e foi até a porta. - Preciso da sua ajuda para comprar as coisas. 

- Sabia... Encarei a mesma brava. - Vou avisar Xiumin que vou para sua casa mais tarde. 

- Ok, obrigada. Ela fechou a porta. Provavelmente foi se arrumar. 

Peguei meu celular e disquei seu número. 

- Oi amor, estava preocupado. Já está vindo? Disse Min assim que atendeu. 

- Não, vou ajudar a Nayoung com umas coisas e depois vou para aí. Tudo bem?

- Me trocando pela amiga. Ouvi ele suspirar. - Tudo bem, assim eu vou adiantando algumas coisas aqui. 

- Tudo bem, por volta das seis estou aí. 

- Ok jagiya, antes de desligar quero saber se está mesmo tudo bem com você. 

- Sim amor, eu estou bem. Quando chegar aí te explico tudinho. 

- Está bem. Vou desligar, beijos.

- Beijos oppa. 

 

Depois que terminei de me arrumar, fomos ao encontro de Sohyun no estacionamento. Ela era a nossa salvação para tudo. Tão bom ter amiga rica. Passamos por algumas lojas de alianças e com muita paciência escolhemos para os dois. Depois passamos em uma papelaria e compramos papel cartão vermelho, pois Sohyun teve a ideia de fazer uma decoração e por último fomos ao mercado já que a coisa que Baek mais gosta depois de Nayoung e jogos é comer. 

Quando chegamos no apartamento ainda era 17hrs, então dei uma ajudada na decoração das duas e fui tomar banho. 

- Hyun, vai para casa do Channie? Perguntei assim que sai do meu quarto já pronta para ir. 

- Sim, to vendo que o ap é deles hoje. Se referiu a Na e Baek. 

- Ficou lindo aqui, romântico. Sorri ao lembrar da surpresa de Xiumin a uma semana atrás. 

- Sim eu sou foda. Ela respondeu. 

- É mesmo. Diz Nayoung saindo do seu quarto toda produzida, com um vestido vermelho rodado até suas coxas e seu cabelo solto com cachos. 

- Está linda. Elogiei a mesma que corou. 

- Nem acredito que estamos finalmente dando certo na nossa vida amorosa. Falou Sohyun.

Certo até demais. 

Está tão certo que algo está errado. 

- Bom meninas estou indo, se não daqui a pouco Xiumin vem me buscar. 

Me despedi das meninas, dei boa sorte para Nayoung e fui embora. Peguei um táxi. Começou a chover. Eu disse que não era um dia bom. Pensei em ligar para ele avisando que estava chegando mas resolvi não avisar. Do jeito que ele é ansioso iria passar mal. 

Ao chegar na frente de sua casa paguei o táxi e sai correndo para não me molhar. 

Apertei a campainha e esperei. Ele não atendeu. Apertei outra vez. Vi a maçaneta virar, finalmente. 

Ao ver a pessoa na minha frente concluí com todas as minhas forças que aquele não era um bom dia. 

Lá estava ela, Eunha. A tão falada Eunha. 

Mas que droga, ela é tão linda que sinto raiva. 

- O Xiumin já está descendo. Ela disse séria. 

Disse Xiumin. 

Até a pronúncia de seu nome é mais bonita que a minha. 

- Jagiya? Olhei pelos ombros dela e encarei meu namorado. 

Meu namorado, no mesmo lugar que a ex. 

Eu queria muito estar trabalhando hoje. 

Pois esse não é um bom dia. 

Continua...
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...