História O Segredo dos lobos - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Rin, Sesshoumaru
Tags Rin, Sesshoumaru
Visualizações 78
Palavras 2.144
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá leitores! Demorou um pouco, mas como prometido está aqui. Espero que vocês gostem!

Família é Dom Divino da união de pessoas que se amam! Muito além de Modelos, Juramentos, Contratos, Interesses e Conveniências.

Fábio Cunha Silva.

Boa leitura!

Capítulo 11 - Especial


Fanfic / Fanfiction O Segredo dos lobos - Capítulo 11 - Especial

 

Dez anos depois...

 

Itália.

 

Reunião anual dos anciões.

 

 

_Então rainha quem assumirá o trono, a princesa Seyne ou o príncipe Ryuji?

Pergunta um dos lobos.

 

Todos os outros olham para Rin, a morena que estava ainda mais linda e jovem, sorrir e faz sinal para que um dos empregados abrisse a porta. Nesse momento, dois prateados de lindos olhos vermelhos entram na sala, fazendo que os anciões abaixassem suas cabeças em respeito.

 

 

_Rainha!

Falam os dois curvados.

 

_Podem se sentar.

Os olhando carinhosa.

 

Eles sorriem gentilmente e se senta ao lado dela.

 

_Todos sabem que tanto Seyne quanto o Ryuji são Õkamis puros, Inari nos abençoou com o nascimento deles. Diante disso, é justo que se for do desejo deles, ambos assumam juntos o compromisso de cuidar do nosso povo.

Séria.

 

Rin olha para os gêmeos e eles sorriem.

 

_Seyne e Ryuji Õkami no Taisho, vocês aceitam cuidar do nosso povo em conjunto, prometendo manter a paz e harmonia dos lobos, sem ganancia e rivalidade?

Os olhando.

 

_Sim, minha rainha. Eu Ryuji Õkami no Taisho, prometo cuidar e proteger o nosso povo ao lado de minha irmã Seyne Õkami no Taisho.

Sério.

 

_Eu Seyne Õkami no Taisho, aceito dividir o trono com o meu irmão Ryuji Õkami no Taisho, em um reinado de paz e harmonia.

Séria.

 

Todos olham ambos admirados, eles poderiam ter doze anos, mas eram um exemplo para todos de educação e princípios.

 

_Então assim será, eu Rin Õkami no Taisho nomeio oficialmente Seyne Õkami no Taisho e Ryuji Õkami no Taisho, futuro líderes dos lobos.

Séria.

 

Os anciões se curvam, a morena fica em pé e coloca um colar em cada um dos filhos, neste havia o brasão da família Õkami esculpido em rubi.

 

_Que vocês sejam fortes e felizes na vida. Eu e o seu pai amamos vocês e estaremos sempre aqui, para guia-los nos bons e ruins momentos da vida.

Carinhosa.

 

Rin beija a cabeça de cada um, após os abraçam. Seyne e Ryuji coram, mesmo a mãe deles sendo a rainha e tendo todas as normas, ela sempre encontrava uma maneira de demonstrar o seu amor em público.

 

 

_Desculpe interromper o momento, mas um casamento entre irmãos seria o ideal nessa situação.

Fala um lobo sorrindo.

 

Rin sorrir maliciosa e os filhos ficam sérios, eles sabiam que quando a mãe ficava assim, nem o pai deles á segurava.

 

_Não, eles não vão se casar entre si. Seyne e Ruyji escolherão seus parceiros humanos ou lobos, não importa, eles são livres para amar e serem amados. Já não basta terem uma grande responsabilidade nas costas? Não colocarei esse fardo sobre eles, o senhor não acha?

Olhando fria para o lobo.

 

_Sim, minha senhora.

Assustado.

 

 

Shiory que observava do canto, sorrir e entra na conversa.

 

 

_Rainha, ainda temos mais uma reunião antes de irmos embora.

 

 

A morena o olha, após volta a sua atenção aos anciões.

 

_Senhores, eu terei que partir. Mas os esperarei em algumas semanas no Japão.

Séria.

 

_Como desejar rainha.

Falam juntos se curvando.

 

 

Rin se retira ao lado dos gêmeos, Shiory os seguem. Eles saem do casarão e entram no carro que já os esperavam do lado de fora.

 

No carro...

 

_Pensei que seria mais difícil, a senhora soube lidar com os anciões.

Diz Shiory sorrindo.

 

_Nada do que o olhar mortal da mamãe, para eles ficarem calados.

Diz Seyne sorrindo.

 

_Se o papai que é mais forte que os anciões, tem medo da mamãe, imagina eles.

Fala Ryuji rindo.

Todos riem e Rin os olha.

 

_Vocês tem que aprendem a lidar com eles, não tenham medo de ninguém e todos se curvarão. Mas falando do seu pai, não vejo a hora de encontra ele e o Jin.

Sorrindo.

 

_O Jin deve está aproveitando para ficar colado no papai e no Heike.

Emburrada.

 

_Deixa de ser ciumenta Seyne!

Rindo.

 

A menina fica emburrada e seus olhos ficam âmbares, os de Ryuji também. Todas as vezes que eles tinham uma mudança de humor, os seus olhos se tornavam âmbares como os do pai. Rin e Shiory riem, e o carro segue até a próxima reunião.

 

Um dia depois...

 

Após longas horas de viagem, os quatro finalmente chegam ao Japão.

 

Rin desce do avião particular e sorrir ao sentir o cheiro de duas pessoas familiares.

 

_Mamãe!

 

A morena abre os braços e um menino de olhos vermelhos e cabelo prateado corre para os braços dela, ele tinha três anos.

 

_Jin! Que saudade do meu filhotinho.

Com os olhos marejados.

 

Ela o enche de beijos e o pequeno sorrir, Rin se separa dele ao vê um certo prateado que a olhava faminto. Jin corre para abraçar os irmãos e Shiory, enquanto Rin caminha até o homem.

 

_Uma semana... Você sabe o inferno que vivi sem você?

Á olhando malicioso.

 

A morena sorrir sensualmente e passa os braços em seu pescoço.

 

_Você nem imagina o meu, estou louca para te jogar na cama e lhe torturar por esse pecado.

Maliciosa.

 

Sesshoumaru sorrir safado e passa suas mãos pela cintura dela e discretamente aperta a sua bunda.

 

_Estou louco para ser torturado, por essa maravilha.

Excitado.

 

Rin não se segura e o beija com paixão, mas o momento não dura muito, pois Ryuji e Seyne correm para os braços do pai. A morena se afasta um pouco, e os filhos roubam totalmente Sesshoumaru.

 

_Meus lobinhos que saudades das suas travessuras, como foi na Itália?

Carinhoso.

 

_Foi interessante papai, pena que não pudermos conhecer melhor o país.

Fala Seyne desapontada.

 

_Eu gostei da comida, mas ainda prefiro à japonesa.

Diz Ryuji sorrindo.

 

_Só isso de reclamação? Vocês dois costumam a ser tão exigentes.

Rindo.

 

_Bom, o conselho aceitou a nossa liderança, mas queriam que nós dois nos casássemos.

Fala Seyne enojada.

 

Sesshoumaru olha para Rin irado, a morena sorrir fraco e pega Jin no colo.

 

_Bom, vamos conversar em casa. Shiory obrigada por ter me acompanhando, espero a sua presença na próxima semana, temos uma reunião com todos os lobos do Japão.

Sorrindo.

 

_Eu que agradeço por essa honra rainha, em breve nos encontraremos de novo.

Se curvando.

 

Sesshoumaru vai até Shiory e aperta a mão do amigo, após lhe dá um abraço.

 

_Obrigado por cuidar deles, infelizmente eu tive muito trabalho e não pude ir.

O olhando.

 

_Não se preocupe, somos família Sesshoumaru, ou melhor, chefe. Provavelmente depois dessa mini férias, eu vou ficar enfurnado no laboratório.

Rindo.

 

_Não tenha duvida disso, mas eu vou lhe ajudar.

Sorrindo.

 

Os dois se abraçam mais uma vez e o youkai lobo vai embora.

 

Com a nossa família...

 

Eles seguem de volta para Kamakura, Sesshoumaru passa o caminho todo em silêncio, enquanto as crianças tagarelavam. Rin notava a tensão no ar, o prateado estava enfurecido com a conversa do conselho.

 

Rin coloca a mão na coxa dele e a massageia, o prateado a olha tenso.


_Eu sei o que você está pensando, mas não se preocupe eu resolvi a situação.

Carinhosa.

 

_Certo.

Frio.

 

A morena suspira e volta a presta atenção na conversa dos filhos.

 

Chegando em casa...

 

As crianças correm para brincar, os três se transformam em lobos negros e começam a correr pela floresta, juntamente com os outros lobos.

 

_Jin, Seyne e Ryuji estejam em casa antes do almoço.

Séria.

 

_Sim mamãe!

Gritam os três.

 

A morena sorrir e Sesshoumaru á puxa para dentro, eles vão para o escritório e o prateado a prende na parede.

 

_Eu não vou deixar que eles decidam o destino dos meus filhos, Rin!

Bravo.

 

_Não se preocupe, eu mando no conselho. Eles apenas estão ali para os outros não pensarem que sou injusta em não dividir minhas ideias com o povo. Nossos filhos se casarão com quem eles quiserem, a felicidade deles está acima de qualquer coisa para mim. Já é complicado para eles terem que ir a reuniões e essas viagens, não quero colocar mais esse peso sobre eles.

Séria.

 

Sesshoumaru respira aliviado e sorrir malicioso.

 

_Ótimo, agora vamos aproveitar um pouco dessa paz e matar a nossa fome.

 

_Você sabe como me deixar molhada.

Lambendo os lábios.

 

O prateado sorrir safado e a puxa para os seus braços, Rin coloca as pernas ao redor da cintura dele e os dois se entregam ao desejo. Não demora muito e as suas roupas estavam no chão, após Rin é colocada de quatro e é penetrada com força.

 

_Eu adoro quando você me come desse jeito.

Se derretendo.

 

_Você é minha lobinha, eu amo te comer assim, agora rebola bem gostoso no meu pau.

Puxando os cabelos dela.

 

Rin sorrir safada e faz o que o seu homem manda, ela rebola deliciosamente, arrancando gemidos altos do prateado.

 

Algumas horas e posições depois eles finalmente se saciam...

 

_Daqui a alguns dias será natal, vamos para casa do meu pai?

Á beijando carinhoso.

 

Rin que estava deitada no peitoral do prateado o olha e sorrir.

 

_Vamos. Mas teremos que está aqui para o ano novo, os lobos farão uma festa em comemoração ao ano do rato.

Sorrindo.

 

_Espera, quando você diz os lobos, são todos os lobos?

Sorrindo.

 

_Exatamente, todo o clã vai está aqui. Agora que sou oficialmente uma pianista aposentada, vou cuidar de todos os detalhes.

Sorrindo.

 

_Eu não queria que você tivesse parado de se apresentar.

Á olhando triste.

 

_Não se culpe. Eu já estava tão cansada, desde os meus seis anos que me apresento sem folga, fico feliz em finalmente parar. Quero está com você e as crianças, Ryuji e Seyne amam tocar e estão querendo começar a se apresentar. Em breve o Jin começará a estudar, eu tenho que está aqui para ajuda-los.

Sorrindo.

 

_O Jin também está treinando todos os dias, ele ama vê você e os irmãos tocarem. Só eu que não tenho a menor aptidão para música.

Rindo.

 

_É, mas você é um detetive maravilhoso, graças ao seu comando nunca mais tivermos crimes na província.

Sorrindo.

 

_Obrigado meu amor, você é muito além do que eu sonhei.

Carinhoso.

 

_Eu te amo Sesshoumaru.

Carinhosa.


_Eu te amo mais meu amor, muito mais.

 

Os dois se beijam e voltam a fazer amor.

 

Finalmente o natal chega...

 

Em Tóquio...

 

O natal estava sendo maravilhoso na casa dos Taisho. Heike que estava em turnê voltou para o Japão, especialmente para passar o final de ano com a família.

 

Inu no Taisho e Izayoi, estavam no céu com tantos netos, Inuyasha seguiu o exemplo do irmão, e logo depois do nascimento dos sobrinhos mais velhos, ele teve Sinuyasha que agora estava com onze anos, e há poucos meses Kagome deu a luz as gêmeas Kotome e Kanna, os três eram idênticos ao pai.

 

Ren e Ray tocavam piano enquanto Ryuji, Seyne e Sinuyasha cantavam musicas natalinas. Claro que Naraku e Heike os filmavam emocionados.

 

Izayoi, Kagome e Rin observavam tudo entre sorrisos.

 

Inuyasha e Sesshoumaru jogavam Mahjong em um canto da sala.

 

Na hora do jantar...

 

Todos se reúnem na mesa e dão as mãos, Rin e Sesshoumaru olham para a família e sorriem.

 

_Eu sei que o começo não foi fácil para nós como família, mas me sinto tão grata pelo caminho que trilhamos, pela família que construímos e os preconceitos que quebramos, obrigada por mais um natal maravilhoso.

Carinhosa.

 

Os adultos se olham com os olhos repletos de amor e Sesshoumaru toma a palavra.

 

_Nesse natal quero agradecer, pela nossa família e por todo amor e compreensão que nos cercam. Que venham mais e mais natais em família, eu amo todos vocês.

Carinhoso.

 

Todos ficam emocionados e se levantam para um abraço mútuo.

 

Após o jantar emocionante...

 

Sesshoumaru e Rin observavam os seus familiares conversando animados, o prateado olha para a morena e sorrir carinhoso.

 

_Obrigado por ter me deixado entrar na sua vida, por me ensinar a amar e principalmente por me dá uma vida. Eu te amo imensamente Rin!

Á olhando apaixonado.

 

A morena o olha com os olhos marejados e sorrir.

 

_Eu te amo muito mais meu amor, obrigada por essa família maravilhosa e por mais um filhote.

 

Sesshoumaru fica sem palavras e Rin pega a sua mão e a coloca no ventre.

 

_Eu descobrir na Itália, estou de quatro meses, em breve teremos mais uma menininha correndo pela casa.

Emocionada.

 

_É menina?

Com os olhos marejados.

 

_Sim, uma linda menina vai nascer em breve.

 

O prateado abraça forte a esposa, após a beija e toca a sua barriga.

 

_Eu já sei que nome daremos para ela.

Sorrindo.

 

_Qual é?

Sorrindo.

 

_Ela se chamará Inari Õkami no Taisho, em homenagem a deusa que fez os nossos caminhos se encontrarem.

Emocionado.

 

Rin toca a barriga e sorrir.

 

_Seja bem vinda, Inari.

Carinhosa.

 

Os dois sorriem e se beijam após contam a família da mais nova integrante, todos se emocionam e comemoram a noticia. Cinco meses depois, Inari chega ao mundo, com os seus lindos cabelos prateados e olhos avermelhados, trazendo ainda mais amor e felicidade para família Taisho e Õkami.

 


 

FIM.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...