1. Spirit Fanfics >
  2. O segredo Winchester >
  3. John

História O segredo Winchester - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Gatilho para incesto.
Gatilho pra ameaça de estupro.

Capítulo 9 - John


Fanfic / Fanfiction O segredo Winchester - Capítulo 9 - John


Sob olhar de Dean :

Estou com um vestido azul claro, do tipo bem comportado, sem decote, e que alcança o meio de minhas coxas, um avental por cima e uso sapatos que lembram sapatilhas. Meu cabelo está solto, caindo em cachos longos e soltos até abaixo dos ombros e vez ou outra se agita com o vento que entra pela janela, enquanto eu termino de lavar a louça que sujei para fazer o jantar, ao mesmo tempo Sammy termina seu dever.

Ouvi a porta da sala ser aberta e fechada em seguida. Eu não me assusto porque não muito depois John atravessa a porta. Está sujo de graxa, mas está delicioso como sempre. Seu jeito másculo me faz perder o ar sempre, principalmente com aquela barba por fazer e o sorriso no canto da boca de que vai me fazer deitar em qualquer lugar até gozar dentro de mim. Minhas bochechas esquentam ao pensar nisso.

- Boa noite, docinho ! - ele diz antes de pegar na minha cintura e me puxar para um beijo quente, e eu sinto minhas pernas bambas com o perfume dele misturado ao cheiro de suor com graxa. Uma combinação suja que somada ao beijo são o suficiente para que eu sinta meu pau começar a ganhar vida dentro da peça justa que uso por baixo, mas logo ele me solta e se vira para Sammy - Boa noite, filhão. Como foi na escola ?

- Foi ótimo. Fiz um amigo na escola nova e o papai me levou pra tomar sorvete depois ! - disse Sammy sorrindo - E me ensinou a matéria de álgebra que eu não conseguia aprender !

- Sua mamãe é perfeita ! - disse John aproveitando o fato de estar na minha frente e assim Sammy não conseguir ver, e levando sua mão até minha bunda - Assim você acaba comigo, baby ! - sussurra voltando a dar seu sorriso de lado.

- Sammy, vá tomar banho e seu pai também. Assim jantamos rápido porque está quentinho ! - digo tentando não gemer. O aperto na minha bunda foi delicioso - Vá tomar banho, meu amor ! - digo dando um selo nele.

- Claro, princesa ! - ele disse.

Sammy e John seguem até o andar de cima da casa enquanto eu termino de por a mesa, e não demoram a voltar com outras roupas, e ambos cheirando a sabonete. Estou tão feliz. Somos finalmente uma família, aliás John não caça mais, nem eu. Também não trabalho na oficina, aliás preciso ser uma esposa delicada. Por ele tudo bem que eu trabalhe, mas prefiro cuidar de tudo por eles e por mim.

O jantar transcorreu de forma serena, sem brigas, sem discussão, apenas paz e comida. As refeições depois que nos casamos passaram a ser refeições reais, com legumes e verduras e menos frituras para a alegria de Sam. Nada de Fast Food, ou melhor, isso só quando eu não estou a fim de cozinhar ou John quer que eu descanse. Aprendi a cozinhar melhor e mais saudável, aliás Sammy está crescendo e precisa se alimentar bem.

Assim que Sammy pede pra subir e pra jogar videogame e é claro que eu deixo, coloco os pratos e talheres sujos na lavadoura. Ele mal some pela porta quando John me agarra pelo rosto, puxando minha boca para a sua em um beijo gostoso que faz sua barba arranhar meu rosto. Me agarro a ele com força porque quero que ele faça amor comigo. Preciso disso.

- Tão gostosa assim ! - ele diz - Nunca sei se você é mais perfeito de vestido de dona de casa ou de puta ! - ele diz mordendo meu lábio inferior - Sei que aí dentro está uma das roupas de puta que eu te dei, safada. Dando aula pro nosso filho vestida de putinha do papai !

- Eu estava pensando em te surpreender durante o banho, mas não posso deixar nosso filho sozinho ! - respondo com a voz mais safada possível - Não só as roupas, mas tem uma surpresinha aqui pra você !

- Vamo pro quarto. Quero ver como a minha puta está vestida ! - ele diz pegando na minha bunda com ambas as mãos e apertando forte, me fazendo gemer manhoso. Gosto como ele me trata - Ou melhor, se o Sammy tá lá em cima ... - ele solta minha bunda e ergue meu vestido com facilidade, já que eu me livrei do avental. Fica exposta assim a lingerie preta de renda que ele me deu, que expreme meu pau com força por estar duro desde que ele me beijou quando chegou, mas mantém meus mamilos de fora - Você fica tão cachorra assim, baby !

- Você gosta ? - questiono empinando a minha bunda ao me curvar na mesa - Tem uma surpresa !

- Você está usando ? - questiona já se posicionando na frente da minha bunda e a lingerie é de botões na bunda exatamente para ele brincar. Abre as bandas de minha bunda e encontra um plug grosso.

- Vai entrar todinho fácil em você, então ! - ele diz dando um tapa na minha bunda.

....

Acordo assustado, como nas últimas vezes. Desde que transei com Tom e John está ficando em casa, esse sonho tem sido frequente. Acordo suado, o coração a mil e o pau duro. Nas vezes em que o sonho evoluiu e eu dei pra ele até gozar, eu acordo todo gozado e literalmente com o cu piscando. Nunca imaginei que eu pudesse chegar nesse nível da minha vida, muito menos que eu fosse o tipo de cara que teria de correr pro banheiro pela manhã para se masturbar pelo próprio pai.

John tem sido legal ao ponto de ele mesmo ter explicado para Sammy e Bobby que eu e Tom terminando e que ele foi um babaca comigo, então não tive de explicar ou lidar com a pena, só com a raiva de Bobby que rodou a cidade inteira querendo meter uma bala no rabo do Tom e com os abraços repentinos do Sammy.  John tem me ajudado na oficina, o que nos faz passar muito tempo juntos, cantando músicas do tipo Bom Jovi, mãe também tem me feito experimentar demais o cheiro do perfume dele, suor e graxa. Nessas horas os sonhos vem como um tapa e eu preciso me segurar para não ficar pau duro, mas tem vezes que não consigo. John já me viu de pau duro enquanto estamos concertando carros, mas nunca me falou nada.

Nesse momento estou no bar da Helen com ele. Ele me chamou pra sair como pai e filho e tem sido legal ter esses momentos. Conversas e cervejas vão e vem, resolvi misturar mesmo John dizendo que acha melhor não, foi um pouco de tudo quando percebo um cara me encarando. Não é a cara do Tom, mas é o mesmo padrão de cara bonito que só existe pra usar e enganar, mas a cerveja me faz dar mole para ele. Branquinho, cabelos pretos, sorriso de lado, olhos claros e rosto fino. Ele manda Jo me entregar uma cerveja e não muito depois, eu já estou nos braços dele do lado de fora. Ele me beija com vontade, com tesão e é o tipo de cara que a mãe da gente manda a gente ficar longe. 

Como estamos na parte de trás do bar, eu não vejo problema em tocar no pau dele, mas ele começa a querer me forçar. Me empurrou contra a parede e começou a mexer na minha calça, eu o empurro, mas ele me vira de frente para parede e eu estou sentindo tudo girar rápido demais. Sei que o cinto já foi aberto, mas estou tão alto que não consigo resistir muito, só que um soco é dado e vejo o cara caindo no chão, mas logo se levanta cuspindo sangue no chão.

- Vai pro carro, Dean ! - diz John, mas é nesse momento que eu só consigo vomitar -  Por que não tenta algo comigo que estou mais sóbrio que ele, uhm ?

- Não tô afim de um velho ! - disse o cara. Sei que ele apanhou, mas eu ainda estou vomitando quando sinto John me apoiar em si.

Não me lembro do caminho, sei que John está chamando por mim, mas não lembro de nada. Sinto John abrir minhas calças e minhas blusas e me colocar só de cueca no chuveiro e o banho é frio. Eu esperneio e devo estar fazendo um escândalo, mas ele não me repreende, apenas cuida de mim. John não retira minha cueca apesar de ela estar molhada, só me pega no colo com uma força que me assusta e me deita na minha cama e deita comigo, ele por fora da coberta em que me enrolou e fez cabelo até que eu durma. Não demora muito, mas é o suficiente pra que eu sinta que John é meu porto seguro.


Notas Finais


Desculpem quaisquer erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...