História O Segundo Lado - Capítulo 6


Escrita por: e MenteChan

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Tags Romance Drama Revelações
Visualizações 9
Palavras 1.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente me desculpem pelo capítulo bosta de ontem é minha primeira fanfic então ainda estou aprendendo kskskkssk
Ah, só para lembrar:
Quem escreve os capítulos sou eu a MenteChan e quem corrige é a EsterCrazy. Eu posto pelo o aplicativo e sai na conta dela

Deixem comentários dando opiniões pois isso me ajuda demais❤❤

Capítulo 6 - Preso!?


Fanfic / Fanfiction O Segundo Lado - Capítulo 6 - Preso!?

Alana

Acabei de acordar e fui olhar a hora no meu celular.

-Nossa, já é 7 horas. Preciso me arrumar o mais rápido possível para não chegar atrasada no trabalho.

Fui tomar banho e fiz minha higiene o mais rápido possível. Saí de casa às pressas, nem comi direito, peguei um táxi e fui direto ao trabalho.

8:05

Ufa, cheguei, ainda bem que o Sr.Thompson não viu...

-ALANA, você percebeu que horas são? Você deveria estar aqui 8 horas em ponto como uma boa profissional! Vá agora para a minha sala, precisamos ter uma conversa! -falou com raiva

-Ok, já estou indo

Não acredito nisso, aquele velho chato vai implicar só porque eu atrasei 5 minutinhos? E se eu perder o emprego? Eu ganho muito bem aqui, não posso vacilar.

Fui até a sala do velho chato, digo Sr.Thompson, bati na porta e ele mandou eu entrar .

Toc toc

-Pode entrar Alana

-Bom, eu quero pedir desculpas pelo meu atraso, tentei vir o mais rápido possível só que não deu.

-Você sabe que isso aqui não é brincadeira né? Eu poderia mandá-la embora agora.

-Por favor Sr.Thompson me perdoe. Eu não posso perder esse emprego! Eu ganho muito bem aqui e não quero ter que depender dos meus pais para poder viver.

-Você deve ser mais pontual e mais organizada! Não vou tolerar esse tipo de coisa novamente! Está entendido mocinha?

-Sim, isso não irá se repetir.

-É melhor mesmo! Agora pode sair e vê se faça as coisas direito!

Quase que eu perco o meu emprego, não posso dar mole assim novamente. Bom, é melhor eu começar a fazer meu trabalho antes que ele venha e me coloque pra fora de verdade!

Aquele dia estava sendo bem chato e cansativo, tinha tanta coisa para fazer que quando saí de lá já era 23:00 horas. Mas parece que eu não estava sozinha, aquele velho ainda não tinha ido embora.

-Tem alguém aí?

-Sou eu

-Ah -preferia que fosse um ladrão- eu já terminei tudo aqui então já vou indo, tenha uma boa noite.

-Poderia ter uma noite muito boa se uma pessoa colaborasse com isso... -disse com um sorriso malicioso

-Boa sorte então com essa "pessoa". Tchau, até amanhã.

Fui para casa com aquilo na cabeça: De quem será que ele está falando? Só uma louca para poder querer aquele velho nojento.

Cheguei em casa, tomei um banho quentinho e bem relaxante, vesti uma pijama de ovelhinhas, comi um pouco e fui para a cama. Não demorou muito para eu pegar no sono pois estava bem cansada.

No outro dia

-Aaaahhhh (se espreguiçando)

-Bom, pelo menos hoje eu acordei mais cedo, já é 6:30, vou ir me arrumar pois não quero chegar atrasada de novo e ter que ficar ouvindo as merdas que saem da boca daquele velho.

Tomei banho e fiz minhas higienes. Dessa vez deu para comer tranquila, desci, peguei um táxi e fui para o trabalho.

8:00

-Lá vem aquele velho...

-Humm, muito bem mocinha, dessa vez chegou na hora certa, e está bem bonita por sinal.

-Para lhe provar que eu sou uma boa profissional! E obrigada pelo elogio... Agora se me dá licença preciso trabalhar, tem muita coisa para fazer hoje!

-Bom trabalho

O que deu naquele velho? Me elogiando? Nossa me deu até ânsia. E mais uma vez tô cheia de coisas para fazer, sempre o trabalho mais pesado é para mim. É melhor eu começar isso logo se eu não quiser sair muito tarde daqui igual ontem...

23:00

-Terminei!!! Mas já está bem tarde de novo! Todos já foram embora, vou fazer o mesmo que eles.

-Alana

-Sr.Thompson?

-Venha até a minha sala.

Cheguei na sala a porta estava entreaberta então entrei.

-O que o você quer?

Nesse momento ele me agarrou, começou a me beijar, a me morder, dar chupões, passar a mão pela minha bunda, apertou os meus seios, enfiou sua mão em minha calcinha e começou a me masturbar.

-Me solta seu velho nojento!! -gritei

-Eu sei que você quer, não adianta se fazer de difícil. Você é uma vagabunda igual as outras que ama velhos ricos.

Cuspi em sua cara

-Sua cachorra! Falando isso ele me deu dois tapas na cara cujo deve ter ficado a marca pois estava ardendo muito

Dizendo isso ele me prensou contra a parede, colocou meus braços para a cima os apertando, e começou a beijar o meu pescoço e foi indo para os meus seios. Durante um momento ele folgou um pouco os meus braços. Essa é a minha chance de tentar escapar!

Dei um belo chute em suas bolas que o fez me soltar e então eu consegui sair correndo dali.

-Que velho nojento, me sinto suja -comecei a chorar

Sem nem pensar sai do prédio, peguei um táxi e fui direto até a delegacia. Chegando lá uma policial me atendeu.

-O que aconteceu senhora? Você está com marcas rochas no pescoço, marcas de dedos em seu rosto, roupa e cabelo bagunçados...

-O-o Sr.Thompson meu chefe ten-tentou me estru-pa-par -comecei a chorar e soluçar muito

-Me diga onde ele está agora que irei mandar uma viatura atrás dele para detê-lo se você quiser fazer um B.O contra ele.

-S-sim, eu quero ver, aque-quele velho na-na ca-cadeia.

Ela me deu um copo com água e um papel. Escrevi o endereço e ela mandou imediatamente uma viatura até lá. Tomei o copo de água,me acalmei e comecei a fazer o B.O.

Sr.Thompson

-Ai meu saco, aquele vagabunda vai me pagar por isso.

Ouço barulhos da sirene de uma viatura e do nada entram 3 policiais armados dentro da minha sala.

Policial 1- Você que é o Sr.Thompson?

Sr.Thompson- sim, sou eu mesmo

Policial 1- você foi acusado de tentar estuprar uma mulher. Você será mandado para a delegacia.

-Sr.Thompson- me solta seu filho da puta, eu não vou ser preso!!!!

Sr.Thompson- Aquela vagabunda! Vai me pagar!

Fui algemado. Saí do meu prédio sendo levado por 3 policiais, todos estavam me olhando assustados querendo saber o que tinha acontecido. Fui colocado no fundo da viatura e levado até a delegacia.

Chegando lá me tiraram do carro, quando entrei vi aquela vagabunda sentada ao lado de uma policial.

Sr.Thompson- Sua vagabunda! Você vai pagar por isso, mulheres são inúteis, todas são um bando de putas igual você! Adoram um velho rico! Eu sei que você estava gostando e agora fica se fazendo de vítima.

Policial- Chega! Não admito que você fale assim.

Sr.Thompson- me polpe né sua puta, eu irei sair rapidinho daqui, afinal eu tenho dinheiro!

Policial- Levem ele! É melhor você ligar para um advogado, vai precisar!



Notas Finais


Coitada da Alana, sofrer uma tentativa de estupro por o seu próprio chefe não deve ter sido nada bom.
O que será que vai acontecer com ele?
Como ela vai ficar depois de tudo isso?
Alguém vai ajudá-la?
Aguardem o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...