História O Senhor dos Anéis - Um amor élfico - Capítulo 22


Postado
Categorias O Hobbit, O Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings)
Personagens Arwen, Azog, Bilbo Bolseiro, Elrond, Frodo Bolseiro, Galadriel, Gandalf, Gimli, Legolas, Meriadoc "Merry" Brandybuck, Peregrin "Pippin" Took, Personagens Originais, Samwise Gamgee, Tauriel, Thorin II (Escudo-de-Carvalho), Thranduil
Tags Ação, Aventura, Luta, Romance Élfico
Visualizações 36
Palavras 954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hiiiii
Mais um capítulo para vocês e espero que gostem!
sei muito bem que demorei, mas estava atualizando minhas outras histórias, mas logo, logo irei pegar firme nessa aqui....
Qualquer erro, desculpas infinitas e tenham uma adorável leitura..

Capítulo 22 - A chegada de uma pessoa nada especial


Fanfic / Fanfiction O Senhor dos Anéis - Um amor élfico - Capítulo 22 - A chegada de uma pessoa nada especial

 Já fazia alguns dias desde a chegada dos Hobbit's, não me acostumei a chama-los de 'pequeninos' assim como a maioria. Caminhei decidida até a entrada dos portões de Valfenda, pois meu tio havia me pedido para receber os visitantes, como não sou de desobedecer as ordens de Elrond, resolvi ir.

 * FlashBlack on *

 Duas horas antes....

 Caminhei em silêncio, tinha algo dentro do meu coração que dizia que uma surpresa iria aparecer, acho que estou delirando mesmo. Há tempos que não recebo nenhum presente ou algo do tipo. Não sou em acreditar em tudo o que minha mente me alerta, talvez seja por isso que sempre aconteceu as piores coisas na minha eterna vida de elfo. Para que ser imortal, se não posso ter uma única vida com a pessoa que amo..... ah lógico eu não amo ninguém.

 Sacudi um pouco minha cabeça, fazendo minha folha verde cair no chão, olhei achando um pouco estranho. Ela nunca caia de meus cabelos tão facilmente, a não ser que algo realmente iria acontecer. Sorri com esse pensamento um tanto estranho. Peguei ela do chão e arrumei em meus cabelos.

 Voltei para a biblioteca e por sorte ou não, Arwen estava lá conversando com o meu tio. Adentrei e fui em direção deles.

 - Aconteceu algo meu tio? - perguntei confusa e curiosa.

 - Reuni um conselho e logo, logo eles estarão aqui - disse Elrond calmamente, Arwen apenas sorriu.

  - Precisa de alguma ajuda? - perguntei tentando ser gentil, talvez eu iria me arrempender daqui a pouco.

  - Ah quero sim, daqui a algumas horas irei conversar com Gandalf e não poderei recebe-los... e muito menos mostrar os devidos aposentos - disse Elrond sorrindo gentilmente, eu lhe disse que iria me arrempender. - Espero que não fique chatiada ou algo do tipo!

  - Eu não irei meu tio - disse tentando ser sincera, mas tenho certeza que não iria me arrempender, assim eu espero.

  - Fico feliz em ouvir - disse Elrond sorrindo formalmente.

 * FlashBlack off *

 Não estava realmente feliz, mas não podia fazer mais nada em relação a isso. Caminhei juntamente de Leomydhä, um servo de meu tio.

 Olhei em direção aos portões e sentir meu coração bater mais forte, mas não era tão comum assim, era diferente parecendo mais medo do que qualquer outro sentimento.

 Medo do desconhecido, talvez seria essa guerra que está por vir, mas nem podemos sair de nossos territórios sem termos que batalhar para passar.

 Olhei para Leomydhä, que apenas sorriu gentilmente.

 - Tenha paciência senhora - disse Leomydhä sorrindo casualmente.

 - Irei tentar - respondi com muita sinceridade.

 - Ah veja um mortal, acho que é Boromir de Gondor - disse Leomydhä olhando para frente.

 - É sim, mas logo atrás está vindo os elfos....

 - Da Floresta das Trevas - completpu Leomydhä sorrindo formalmente.

 - Ai não - murmurei começando a ficar nervosa, espero que Legolas não esteja com eles.

 - Falou alguma coisa senhora? - perguntou Leomydhä se mostrando preocupado, sorri gentilmente.

  - Apenas pensei alto - respondi. - Eu irei receber......

  - Os elfos da Floresta das Trevas e enquanto a mim, estarei mostrando o aposento do senhor Boromir - disse Leomydhä me cortando rapidamente, as vezes acho que ele não gosta de me ajudar.

  - Tudo bem pode ir - disse me contendo por dentro, ele sorriu e se afastou rapidamente.

 Olhei para os elfos que estavam logo atrás de..... ai não é ele, mas só está de brincadeira mesmo, bom foco. Me acalmei e fui em direção aos elfos.

 Sorri para todos os elfos, não eram muitos... não chegava a ser dez. Eles tinham se curvado formalmente, Legolas também havia feito o mesmo, só espero que ele não tenha me reconhecido.

  - Viemos para o conselho de Elrond - disse Legolas me encarando normalmente, isso ele não me reconheceu.

 - Agora ele está conversando com Gandalf - O Cinzento - respondi gentilmente -, mas ele me pediu para mostra-les os seus aposentos.

  - Agradecemos - disse Legolas se curvando novamente, apenas acenti.

- Venham comigo por favor - chamei eles gentilmente, mas infelizemente logo, logo ele irá me reconhecer.

 Levei cada um para seu devido aposento, mas infelizmente Legolas era o último, me mantive com bastante calma, ainda estava chatiado com o ocorrido. Chegamos ao quarto e ele entrou, mas antes sorriu em agradecimento.

 Voltei o mais depressa para o meu quarto e me joguei em minha cama. Infelizmente não havia nem passado ao menos uma hora, quando escutei alguém bater na porta. Me levantei e fui abrir.

  - Ah tio - disse suspirando agradecida. Entre por favor.

  - Não precisa, serei rápido - disse Elrond sorrindo gentilmente.

  - Então o que o senhor deseja? - perguntei meu tio.

  - Queria lhe avisar que você também terá que comparecer no conselho - disse Elrond calmamente, como ele conseguia eu simplesmente não sei.

  - Irei sim meu tio - respondi gentilmente, não podia dizer não.

  - Fico feliz e agradecido que você aceito - comentou Elrond feliz. - Infelizmente seus pais não poderão vir, então você como herdeira do trono teria que está para por juz ao nome dos elfos da Floresta das Sombras.

  - Sem meus pais presentes, eu sou responsável pelo andamento da opinião de meu povo - comentei aceitando o meu dever. - Não se preocupe estarei lá.

  - Seu irmão iria ficar muito feliz em lhe escutar agora e vê como você cresceu - disse Elrond sorrindo e me abrançando gentilmente.

  - Ele iria sim - disse sorrindo.

  - Bom descanço - disse Elrond sorrindo e se retirando.

 Fechei novamente a porta e sorri ainda mais nervosa. Agora era a hora de enfrentar o que eu deixei para trás.


Notas Finais


Até o próximo capítulo ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...