1. Spirit Fanfics >
  2. O sequestro (Vkook - Taekook) >
  3. Capítulo 8

História O sequestro (Vkook - Taekook) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Eu ESCUTEI UM AMÉM???? kkk

Então gente volteiii bom a fic falta 3 capítulos se betado. O 2, 6 e 7. Mais eu sei que tava demorando muito. Mais a minha beta betou esse cap e atualizei ^^

Aviso: Capítulo 2, 6 e 7 não tão betado ainda.

Aaaa somos 430 muito obg mesmo.

E vamos surtar, e leiam as notas finais ^^ parabéns pra minha irmãzinha.

Boa leitura.

Capítulo 8 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction O sequestro (Vkook - Taekook) - Capítulo 8 - Capítulo 8


Jeon Jungkook.


     — Como assim ele fugiu? — Eu recusava aceitar que ele fugiu, olhei para pedaços da xícara com meu café, me virei para Hoseok e Yoongi os mesmo levantaram as mãos pra cima.


— Você era o responsável por ele ontem, vocês estavam juntos, era sua responsabilidade levá-lo até o quarto. 


Passei a língua nos meus lábios pois sentia ressecado, fiz uma careta e apertei os punhos, ao lembrar de ontem. 


Estávamos se beijando até Yugyeom apareceu, depois ele saiu correndo e me esqueci completamente do Taehyung.


— Saíam da minha frente e só voltem com ele. — Falei e me virei indo para meu escritório para ver as câmeras de segurança, entrei na sala e comecei a procurar. — Essa merda não quer pegar o áudio.


Falo tentando achar ou escutar algo, numa rua as quatro e meia da madrugada vejo ele sair correndo. E ir até um carro com dois homens perto. 


— Parece que você veio até nós. — Vejo eles colocarem algo para ele cheirar, apertei o mouse e saio da sala, vou até  meu cofre e faço a senha e pego uma arma, olhei para mesma. 


— Vocês pegaram a pessoa errada, eu juro se machucarem ele eu vou o torturar até a morte.  — Falei saindo daquela sala e indo para garagem, eu já sabia quem estava com Taehyung, só quero saber porque eles querem ele também.



— Entram, já sei quem pegou ele. — Falei parando no lado deles, os mesmos só entraram enquanto eu acelerava, meus dedos apertavam o volante com força, só sentia raiva nesse momento. 


— Jungkook o pai de Taehyung já deixou claro que não vai dar nem um centavo por ele, então porque está assim por conta disso?.


Olhei através do vidro para Hoseok, ele apenas virou o rosto, olhei de relance para o Jin, demorou mas se tocou. 


— Ele é o garoto que salvou Jungkook na adolescência. — O mesmo disse e os meninos começaram a falar.


— Nossa, quase não o reconheço, ele está bastante mudado, o amor da vida de Jungkook. 


Enquanto um por um fazia perguntas para o Jin, eu quero saber como Taehyung fugiu, sendo que tudo estava revisado e naquela noite era Namjoon, que fazia a patrulha sobre o quarto. 


Meu olhar caiu através do espelho novamente, não era de agora que Namjoon estava estranho, e isso eu vinha percebendo faz tempo, Namjoon eu sei que você está envolvido nisso, ele me traiu apenas com uma freada parei o carro com tudo e apontei a arma para ele. 


 — Fala tudo. — Mirei ele, o mesmo engoliu em seco. — Vamos eu não tenho todo o tempo do mundo. 


— Jungkook tá ficando doido, Namjoon não tá envolvido nisso, abaixa essa arma. 


— É cara não confia nele não?. — Yoongi enfatizou e desviei meu olhar para ele. 


Comecei a rir baixo e suspirei rindo.


— Eu não confio nem em vocês, imagine nele. — Disse e Yoongi me olhou feio, foi em questão de segundos para Namjoon puxar a arma e pegar Hoseok, ele colocou a arma na cabeça dele.


— Eu disse, aí Namjoon nesse jogo que você tá jogando, eu sou o mestre. 


Puxei Jin e coloquei a arma na cabeça dele também, Jin estava sem reação.


— Deixa o Hoseok ou então mato seu namoradinho.— Sorri de lado.


— Não faria isso. — Ele disse e eu bufei irritado.


 — Tá achando que tenho cara de brincadeira, LARGA LOGO ELE.


Empurrei Jin para fora do carro e Hoseok deu uma cotovelada na barriga dele, Yoongi pegou a arma dele, saí do carro.


— Eu te mato Jeon Jungkook. — Jin disse e puxei ele. 


— Relaxa, entra pra fila.


Yoongi saiu com Hoseok do carro e puxaram Namjoon para fora, fui até ele. 


— Me diga onde está Kim Taehyung? Ou então vou te matar lentamente. 



                     [....]


A luz dos raios solares através da janela, batiam no rosto do Kim, aquela cena deixava ele tão fascinante. 


 — Olha como ele é lindo, tão lindo. — o mesmo passou a costas da mão no rosto e Tae abriu os olhos. 


— Quem é você?. — ele disse se sentando na cama onde estava. 


A homem de cabelos pretos e olhar penetrante, alto e corpo atlético mirou o mais novo.


— Meu doce, não lembra de mim, sou Park Chanyeol.


Taehyung sentiu seu sangue e respiração pararem, que diabos estava acontecendo? Não era para Chanyeol ter raiva dele, afinal ele acabou com o trono durante o ensino médio, então porque ele está assim?.


— Meu anjo, shii, eu amo você, tenho uma obsessão por você. — Ele pegou na mão de Taehyung e deixou um selar demorado. 


— Você tá doido, é pra você me odiar. 


Taehyung enfatizou e tentou se levantar mas Chanyeol o puxou na cintura, o fazendo cair sobre a cama.


— Sim, era, mas eu vi que temos muito em comum, e de tanto observar você, acabei me apaixonando perdidamente. 


Ele disse e afundou o rosto na curvatura de Taehyung e aspirou o seu cheiro. O Kim estava tão confuso que não tinha reação, Chanyeol segurou seu rosto.


— Um beijo. — ele disse e Taehyung lembrou da noite de ontem, o quanto ele amou o beijo de Jungkook e não queria tirar o gosto dos lábios dele do seu. 


Chanyeol jogou seu corpo sobre Taehyung, este que tentou empurra-lo, mesmo com toda sua experiência estava sendo em vão, ele queria vomitar.


Taehyung desviava seu rosto todo hora, para escapar dos beijos do mais velho, e perfume dele o fazia querer vomitar. 


— Saí de cima de mim. — Taehyung o empurrou com força, o mais novo saiu da cama e tentou abrir a porta, mas seu corpo foi puxado. 


— Vou fazer isso por mal agora. — o mais velho jogou Taehyung sobre a cama e deixou a arma na mesa, enquanto olhou com um olhar que o mais novo  conhecia bem.


Ele deu dois passos até ele, mas antes de prosseguir escutou barulhos de tiro, ele foi até a porta e saiu, Tae aproveitou pegou a arma de cima da mesa e se escondeu debaixo da cama. 


— Seu herói chegou, cadê ele? Minha arma.  — ele disse e foi até o quadro próximo a porta, tirou e o colocou no chão, fez a senha e pegou duas armas, ele saiu do quarto o trancando


Taehyung foi até o cofre e começou a tirar todas as munições de dentro de cada arma, enquanto pegava mais duas armas, ele foi até o banheiro e jogou as balas todas no vaso sanitário e foi até a porta.


No meio de tantos tiros, eles nem vão perceber, deu um tiro na fechadura da porta.


— Meu Deus eu estou com uma arma na mão. — o mesmo viu que não tinha ninguém, na hora que ele ia sair, escutou barulhos vindo.


Ele ficou atrás da porta, enquanto via através da brecha da porta homens pegando armas no cofre, e saíram correndo.


                        [....]


Jungkook matava cada um sem dó alguma, ele recarregou sua arma e olhou para Jin.


— Aqui tem um exército? Quanto mais mato mais aparece.


Jungkook disse com raiva, e pegou num braço de um e ameaçou quebrar. 



— Kim Taehyung tá aqui?. — o homem sacudiu a cabeça e Jungkook o soltou e o mesmo correu para fora.


— Quanto tempo não nós vimos né Jeon Jungkook. — Jungkook mirou seu olhar para escada onde nela tinha alguém, que ele odiava e caçava desde a adolescência. 


— Chanyeol, cadê ele?. — O outro apenas riu descendo os degraus da escada.


— Eu o matei. — Ele disse e Jungkook apertou seus punhos e foi até si, pegou na gola de sua camiseta, o outro só ria enquanto puxou sua camisa e ajeitou, os tiros agora não se faziam presente. Os companheiros de Jungkook foram pegos. 


Jungkook puxou sua arma, e Chanyeol riu mas, Jungkook sentiu algo na sua costa, aos poucos ele virou.


— Abaixa a arma, e joga no chão. — A voz disse e Jungkook atirava mil pragas contra si mesmo por não perceber a presença chegar, e com toda raiva do mundo jogou a arma no chão. 


— A pessoa que ajudou Jimin a fugir.


Chanyeol disse e Yoongi mirou Namjoon, ele então tirou seu baixinho, assim com Yoongi, Hoseok e Jin estavam amarrados com pessoas apontando arma pra cada um, Jungkook bufou irritado. 


— Que também ajudou Taehyung fugir, eu estudei tudo sobre você Jungkook, tentando achar seu ponto fraco.


Jungkook soltou uma leve risada e mirou o mais velho.


— Eu não tenho ponto fraco. — ele disse andando um pouco e Namjoon segurou ele.


— Tem sim, tem nome e sobrenome, seu ponto fraco é Kim Taehyung.


Jungkook engoliu em seco, ele se odiou amargamente de ter mandando sequestrado Taehyung, odiou-se por deixar um sentimento morto voltar. 


— Seu silêncio diz tudo, eu entendo, ele é bonito, como será beijar os lábios dele. 


Ele disse tentando provocar Jungkook o outro apenas riu. 


— Muito bom, mas você nunca saberá pois ele nunca corresponderia, já eu senti é muito gostoso, tem gosto de morango. 


Ele disse rindo de lado, foi a vez de Chanyeol se irritar,  ele olhou para Namjoon, este apenas assentiu.


— O fim do grupo Kungkook acaba aqui, eu serei o novo líder do novo grupo que vai dominar, sua morte chegou Jungkook, mate-o Namjoon agora.


Chanyeol o mandou e Jin gritou, ambos olharam para ele, Namjoon virou-se. 


— Não, Namjoon por favor você tá me destruindo. — Jin disse chorando e Namjoon mirou ele e virou-se para Jungkook, Jungkook apenas fechou seus olhos esperando sua hora. 


Jin chorava Yoongi e Hoseok apenas olhavam sem acreditar que o famoso e temido Jungkook morreria ali em suas frentes, todos que estavam ali escutaram passos se aproximando. 


— Abaixa essa arma Namjoon, AGORA.






Notas Finais


Eita poha quem chegou???????

Capítulo betado pela linda @Biih-san

Comentários são bem vindos ^^

Gente eu e @CookJK fizemos um projeto, se vocês puderem seguir lá o projeto eu agradeço muito 💖 @JikookLandsPjct

Trailer = > https://youtu.be/NlI19P9e4VE

Bye 💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...