1. Spirit Fanfics >
  2. O Shinobi da Fairy Tail >
  3. Nunca mais estarão sozinhos

História O Shinobi da Fairy Tail - Capítulo 2


Escrita por: e Joasma


Notas do Autor


Mais um capítulo desta história. Algumas mudanças, e espero que gostem do capítulo. Tenham uma boa leitura!

Capítulo 2 - Nunca mais estarão sozinhos


Fanfic / Fanfiction O Shinobi da Fairy Tail - Capítulo 2 - Nunca mais estarão sozinhos


Muitas coisas aconteceram após Naruto ter partido de sua casa nas montanhas ao lado de Kurama. O pequeno garoto conheceu um pouco mais do mundo e se encantou com tudo que via pela primeira cidade que conheceu. Sempre que escolhia viajar, ele escolhia acampava em bosques próximos as cidades para poder comprar alimentos frescos e água. Nessas viagens, passando por uma praia, Naruto viu Kurama correr até as areias, e quando a seguiu viu que uma menina ruiva corria em direção ao mar, como se quisesse se afogar. Vendo aquela cena, Naruto não perdeu nenhum segundo e conseguiu salvá-la. Após esse ocorrido, o loiro conheceu aquela que seria sua primeira amiga. Seu nome era Erza Scarlet, e aos poucos foi a conhecendo melhor e aos poucos foi fazendo ela sentir alegria. A menina ficou impressionada com as coisas que o menino fazia e ele a protegia mesmo ela dizendo que não era necessário. Mas o loiro foi sincero para ela.

Naruto: Sim, pode estar certa. Mas eu aprendi que quando se cria um laço de amizade, deve-se mantê-lo até o fim. Pois são laços que nos mantém vivos e nos fazem seguir em frente!

As palavras dele tocaram a pequena. Erza chorou naquela noite em que acampavam e depois de uns dias não só demonstrou que tinha Magia como queria ser amiga de verdade de Naruto e de Kurama. A ruivinha então contou um pouco sobre ela, como meio de Naruto a conhecer melhor. Com isso os três passaram a viajar juntos. Erza havia dito que tinha um lugar que uma pessoa importante lhe disse no passado. Uma guilda que poderia recebê-los como uma família. Naruto sorriu com essa novidade e os três seguiram rumo a uma cidade para descobrir mais sobre essa guilda. Em uma loja de mapas e artefatos antigos, Erza falou pela primeira vez o nome da guilda.

Erza: Fairy Tail!

Vendedor: Hum, Fairy Tail. Esse nome é bastante conhecido! Para irem até essa guilda vocês devem se dirigir para o Sul. Nessa região existe a cidade de Magnólia, e lá é a sede dessa guilda!

A esposa desse vendedor viu a determinação naquele pequeno casal e trouxe um mapa.

Vendedora: Hoje é o dia de sorte de vocês, crianças. Iremos para o sul amanhã e os convidamos a passar a noite aqui em um quarto de hóspedes e também os levaremos até a Fairy Tail!

Ambas as crianças se olharam e sorriram em agradecimento. A noite, após jantarem com aquele gentil casal, Naruto Kurama e Erza estavam no quarto. Erza dormia tranquilamente com Kurama ao seu lado enquanto Naruto lia uns pergaminhos contendo técnicas ninjas antigas. Ele em seguida olhou para a janela, vendo as estrelas e a lua no alto e sorriu.

Naruto: Mamãe, Papai, Kosuke-jiji. Logo encontrarei uma guilda e prometo viver lá com esse nova família e seguirei tudo o que vocês acreditaram!

Com o amanhecer, o casal de adultos já estava com tudo pronto em uma carroça. Dentro dela, os três estavam sentados lado a lado. O casal de vendedores terminaram de trancar sua casa/loja e seguiram viagem. No início da viagem, Naruto resolveu fazer uma pergunta para Erza.

Naruto: Ei, Erza-chan. Quem foi a pessoa que te falou da Fairy Tail?

Erza:………

Naruto: Ah me desculpe! Eu entendo se não quiser falar….

A ruivinha se aproximou do loirinho e fazia carinhos nos pelos de Kurama.

Erza: Tudo bem. Eu vou contar! Essa pessoa se chamava Rob-jisan. Ele me tratou como uma neta e me contou histórias sobre essa guilda. Ele me disse para conhecê-la um dia e irei realizar a vontade dele!

Naruto: Ele é aquele vovô que você me contou e que morreu te protegendo, né? - a ruivinha assentiu, e Naruto podia ver que ela se entristeceu. - Já tomei uma decisão! Nós nos tornaremos Magos da guilda Fairy Tail! Iremos lutar por nossso futuro e enfrentaremos qualquer um que tentar fazer mal a nós dois! Um protegerá o outro. - a raposa no colo de Erza deu um grunhido. - Ah sim, o Kurama também será um importante membro do nosso grupo e da guilda! Então m, Erza-chan, vamos encontrar um lugar que nos fará feliz!

Erza: Sim!

Após dois dias de viagem eles alcançaram seu destino. Eles estavam em Magnólia. Os três agradeceram ao casal, que sorria e dizia para o trio se cuidar. Despedindo-se deles, os três seguiram andando pela cidade, olhando tudo e ficando admirados com as coisas que viam. Com o mapa que ganharam da vendedora, Naruto foi guiando Erza e Kurama. Não demorou muito e finalmente eles chegaram no portão da guilda. Naruto segurou a mão de Erza e transmitiu segurança para a pequena. Com isso eles adentraram o local. Em seu interior era possível ver inúmeras pessoas sorrindo e fazendo algazarra. A atenção dos magos foi direcionada para a porta e puderam ver os três indivíduos. Naruto olhou para todo o ambiente e logo viram um pequeno senhor vindo em sua direção.

Naruto: Nos desculpem, mas está é de fato a guilda Fairy Tail?

Makarov: Está absolutamente certo!

Erza: É aqui…… - a ruivinha olhou para tudo e todos ali. - O Rob-jisan confiou em mim e fui capaz de realizar seu desejo!

Makarov: Rob?! Me diga criança, você conhece o Rob?

A ruivinha assentiu e contou sua história. Makarov abaixou a cabeça em luto pela morte de um de seus valorosos e verdadeiros amigos.

Makarov: Eu me chamo Makarov Dreyar e sou o Mestre da Guilda!

Naruto: Sou Naruto Namikaze Uzumaki. Este são meus amigos Erza Scarlet e Kurama! Queros pedir para entrar para sua guilda?

Makarov: Hohoho. Esse pedido……….ESTÁ ACEITO! ATENÇÃO PIRRALHOS! VAMOS DAR AS BOAS VINDAS AOS MAIS NOVOS MEMBROS DA NOSSA FAMÍLIA!!!!!

Um grito de alegria ecoou por toda a guilda. Naruto, Erza e Kurama finalmente haviam encontrado um lugar que podiam chamar de lar.




UM ANO DEPOIS

Em um vilarejo em uma região muito distante, uma pequena família composta de três irmãos sua casa apedrejada. O motivo era que uma das crianças estaria amaldiçoada e isso fez os moradores daquele vilarejo querer a expulsão daquela família. Vendo que não havia mais nada que fazer, a irmã mais velha dos irmãos decidiu por sair dali.

Mirajane: Vamos, Elfman e Lisanna.

Quando saíram, os moradores não se importaram em ofender aquela que para eles era a amaldiçoada. Os dois irmãos menores diziam que eles estavam errados e que a irmã deles foi uma heroína por ter derrotado o demônio que havia surgido e que teria destruído o vilarejo, mas foi em vão.

Os irmãos vagaram por diversas vilas e até cidades, mas as pessoas enxergavam o "mal" quando a pequena Mirajane mostrava uma parte de seu braço que estava diferente do resto do corpo. Vendo que não conseguiria achar um lugar para viver com seus irmãos, Mirajane resolveu que ia deixar seus irmãos em algum lugar onde seriam adotados. Quando anoiteceu, os três encontraram uma igreja e se refugiaram lá para passar a noite. Na madrugada, Mirajane resolveu partir, mas desejou que seus irmãos conseguissem viver bem e felizes.

Era de manhã naquela cidade e Naruto, Kurama e Makarov andavam por lá em busca daquilo que o Mestre buscava.

Naruto: Então o senhor acredita que irá encontrar a pessoa que usa Magia de Transformação nessa cidade, Mestre?

Makarov: Isso mesmo! Os boatos nos trouxeram aqui, não foi?

Ambos andavam e Naruto olhava tudo com atenção. Logo que passavam por uma igreja, duas crianças passaram correndo e chorando. Vendo que estavam aflitas, Naruto correu até elas.

Naruto: Ei! O quê houve? Por quê estão chorando?

A pequena menina logo tratou de contar que sua irmã mais velha havia sumido e eles estavam preocupados. Makarov ficou pensando o motivo do sumiço dessa tal menina.

Naruto: Não se preocupem! Eu vou ajudá-los a encontrar sua irmã!

Lisanna: É verdade?

Elfman: Vai nos ajudar mesmo?

Naruto: É claro que sim! - o loiro sorriu e se apresentou para eles. O loiro ficou ciente dos nomes deles, Lisanna e Elfman Strauss. - Entendo! Mirajane certo? Kurama! - a raposa se aproximou balançando suas nove caudas, deixando Lisanna e Elfman admirados. - Kurama irá localizá-la pelo cheiro. Vocês tem algo que contenha o cheiro dela? - a pequena albina segurava uma manta que Mirajane usava.

A raposa não era uma adulta, mas tinha um olfato apurado. Sentindo o cheiro, ela tratou de seguí-lo.

Naruto: Mestre, irei na frente atrás dessa menina!

Makarov: Sim, mas leve esses dois. Eles serão de grande ajuda!

Vendo que mesmo chorando e preocupados, Lis e Elf queriam ver sua irmã. Naruto assentiu e criou dois clones seus.

Naruto: Subam nas costas deles, vamos carregar vocês!

Os irmãos se olharam e logo subiram nas costas, como num cavalinho. Os Narutos saíram correndo, seguindo a raposa.


Numa floresta próxima, Mirajane estava encostada em uma árvore. Ela olhava para frente com medo e nojo de três homens que a olhavam de maneira doentia. Eles falavam algo de pegar ela e vender por um bom preço. Um deles falou que eles poderiam se divertir antes com ela. Mirajane pegou um pedaço de madeira, na intenção de se defender. Um dos homens tirou aquilo da mão dela e a seguro pela capa que usava. Ao arrancar, os homens viram o braço da albina. Não demoraram a chamá-la de monstro e quando um deles puxou uma faca para fazer mal a ela, Kurama surgiu mordendo a mão dele. Os outros dois ficaram sem reação, mas antes que fizessem algo, foram atingidos em cheio por dois chutes bem no meio de seus rostos e foram jogados na direção do que estava sendo mordido. Kurama o soltou na hora em que os três se chocaram e caíram, rolando sobre um pequeno desfiladeiro.

Naruto: Esses idiotas vão aprender a não fazerem coisas desse tipo com ninguém! - o loirinho surgiu ao lado de seus clones, logo os desfazendo.

Mirajane: Quem é você?

Naruto: Me chamo Naruto. E eles me pediram para te encontrar!

A albina olhou para onde ele apontava e viu seus irmãozinhos. Mira sentiu um misto de sensações, mas antes de falar alguma coisa, eles a abraçaram, chorando e pedindo que ela não os abandonasse. Mirajane não se segurou e chorou de felicidade. Naruto se agachou e ficou fazendo carinho em Kurama enquanto via os irmãos reunidos mais uma vez.

De volta a igreja da cidade, após olhar atentamente o braço de Mirajane, Makarov sorriu.

Makarov: Os boatos eram verdadeiros. - o velho baixinho tocou no braço. - Você não está amaldiçoada. Isso é uma magia chamada Take Over que lhe permite assumir o poder de algo que a magia tenha entrado em contato!

O mestre explicou a jovem todos os efeitos e características dessa magia. Ele ensinou a ela a maneira de ativar e desativar a magia. Mirajane seguiu as instruções e logo foi capaz de realizar a técnica e fez a aparência de seu braço voltar ao normal. Ela ficou muito contente, mas logo se surpreendeu ao ver Lisanna e Elfman realizarem transformações parciais em seus corpos com suas Take Over.

Naruto: Sua irmãzinha contou sobre você e devo dizer que você possui uma magia incrível. Você é incrível, Mirajane-san!

O loiro fez a albina corar. Mirajane o olhou e deu um beijo na bochecha do garoto.

Mirajane: Obrigado por me reunir com meus irmãos e por me salvar na floresta, Naruto-kun!

O Namikaze, corando, sorriu de maneira espontânea. Makarov então convidou os três irmãos para fazer parte da Fairy Tail, e esse convite foi aceito deixando os três irmãos felizes.





Alguns anos atrás, em uma cabana nas montanhas congeladas do norte, uma mulher havia acabado de dar a luz a uma menina. Ur, a Maga de Gelo mais forte do mundo, sorria e chorava de felicidade enquanto segurava sua bebezinha.

Ur: Seja bem vinda, minha pequena Ultear!

Quando atingiu a primeira parte da infância, Ultear desenvolveu uma misteriosa febre. Ur temia pela saúde de sua menininha e a levou para um local chamado Escritório de Desenvolvimento Mágico para salvar ela. Os magos do Escritório explicaram que devido a Ultear ter nascido com um grande Poder Mágico, ela desenvolveu essa febre e por isso deveria ficar naquele local para poder se curar, mesmo Ur não querendo deixar sua filha, ela teve que deixá-la. Após um tempo, Ur voltou para buscar sua filha, apenas para descobrir que sua filha havia morrido. Isso fez a maga se entristecer acreditando que nunca mais veria sua pequena. Mas a verdade era diferente. No tempo em que ficou no Escritório, os magos começaram a fazer diversos experimentos na menina.

Nos anos atuais, Naruto caminhava pela neve naquela região montanhosa. Ele queria realizar um treinamento ninja que seu pai uma vez fez. Com ele, Kurama o acompanhava fielmente.

Naruto: Essa região é bastante grande. Com certeza meu pai passou dificuldades nesse treino!

Kurama: Não seja tolo. Os Ninjas não passam dificuldades!

O loiro coçou a nuca. Fazia alguns meses, logo após Naruto ter levado Mirajane e seus irmãos para a guilda, a raposa começou a se comunicar através de palavras normais. Ela logo tratou de explicar que isso se deve ao seu crescimento, se bem que para Naruto, o tamanho de Kurama continuava o mesmo. Após aquela conversa, a dupla notou que começava a ventar e nevar, e isso seria ruim. Kurama correu sendo seguido por Naruto, e logo acharam uma árvore que possuía um buraco no tronco e o usaram como abrigo improvisado.

Kurama: Quando a neve passar, você vai poder treinar!

Naruto: Concordo! - o loiro, que já estava carregando alguns galhos e troncos, acendeu uma fogueira. - Como será que está a guilda?

Kurama: Você quer saber da guilda em geral ou de Erza e Mirajane?

O loiro coçou a nuca um pouco corado. Kurama se deitou próximo as chamas e Naruto fazia carinho na raposa. Alguns minutos, a tempestade ainda não diminuiu, mas Naruto foi capaz de ver do lado de fora, uma figura humana caminhando em meio a nevasca. Vendo aquela pessoa, que se tratava de uma criança, cair na neve, Naruto correu até ela. O loirinho viu que se tratava de uma menina de cabelos roxo escuro curto, usando um vestido velho. Ela estava com um lençol ao seu redor. Sem perder um segundo, Naruto a pegou nos braços e a levou para o abrigo. Sentindo-se aquecida a menina despertou.

Naruto: Oi, você se sente bem?

A pequena sentiu algo e se afastou assustada. Naruto logo notou pelo olhar dela que era medo que ela sentia.

Naruto: Não se preocupe. Somos amigos! Sou Naruto e este é o Kurama. - a raposa foi se aproximando da pequena, que ia se acalmando.

Vendo que ela só precisaria de um tempo para se abrir, Naruto pensou em algo. Logo abriu a mochila que trazia e reirou um pequeno sanduíche que trazia. O estômago da menina roncou, e Naruto ofereceu a ela. Ela mesmo desconfiada pegou e mordeu. Seus olhos brilharam devido o sabor. O loiro sorriu vendo a cena. Após algumas horas, a menina foi se abrindo.

Ultear: Meu nome é Ultear Milkovich!

Naruto: É um nome bonito. Eu me chamo Naruto Namikaze Uzumaki, integrante da Fairy Tail!

Ultear: Fairy….Tail…

Naruto: Uma guilda de magos.

O loirinho contou histórias da guilda para a menina e isso a fazia sorrir e pensar nesse lugar fantástico que Naruto contava. Ultear contou que vivia em um local próximo da floresta, mas fugiu para encontrar respostas sobre o seu passado. Naruto foi capaz de ver que ela tinha uns pequenos hematomas e sinais de tortura.

Naruto: Olha, eu acho que a Fairy Tail pode lhe ajudar! O Mestre sabe de muitas coisas e tenho certeza que você vai descobrir sobre seu passado. Venha comigo, Ultear?

Vendo o garoto estender a mão para si, Ultear o olhou e quando ele sorriu de maneira radiante, ela foi capaz de sorrir de felicidade com aquele benevolente gesto e aceitou a mão de Naruto. A tempestade ia diminuindo e Naruto pegou Ultear no colo em estilo noiva. Kurama pulou e se ajeitou em cima dela. Sorrindo, Naruto começou a correr pela neve, mantendo a menina aquecida. Ultear teve sua vida tomada por dor e tristeza, mas em sonhos via a figura de uma mulher que sorria e dizia que a amava. O sorriso de Naruto era como o que Ultear via em seus sonhos, e confiando no loiro, ela se aconchegou nos braços dele, assim partindo para seu novo destino. A guilda Fairy Tail! 





Notas Finais


Gostaram? Deixem seus comentários! O quê acharam da Ultear na FT. Comentem. Nos vemos no próximo. Vlw manos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...