História O silêncio das sombras - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias A Experiência
Visualizações 1
Palavras 1.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Secreto 0.1


Fanfic / Fanfiction O silêncio das sombras - Capítulo 1 - Secreto 0.1

As lendas urbanas sempre assustaram as pessoas, personagem fictícios que só servem pra fazer medo na humanidade, quem nunca ouviu falar do lobisomem ou até mesmo da loura do banheiro... histórias de terror, elas são só isso, histórias. Mais vocês já pararam pra pensar que uma história de verdade com um pouco de mentira pode destruir vidas, casamentos, amizades ou amores. Traição é a palavra que descreve essa história, ao longo de cada página do meu diário eu vou contar a minha vida a partir dos meus 17 anos parece muito atrasado essa meu desabafo, mais é a única maneira para eu expor as verdades secretas que eu descobrir, secretos de pessoas comuns ou não! Eu não sou mau apenas sou uma personagem da vida real, com amigos, inimigos, familia e um cachorro. Vamos logo ao ponto... Querido diário de secretos ocultos, dia primeiro de março eu andando pelas ruas da minha encantadora cidade, senti o clima fechar de repente o sol apagou e a chuva caiu, corrir pra casa de minha amiga K,seu apelido, mas não verdade o nome dela é Karol, ela era a garota mais rica da cidade filha do vereador mais votado da região e sua mãe era dona da nossa escola de ensino médio, conheço a familia de K desde dos meus 3 anos de idade assim que eu cheguei na cidade de...  continuando a historia: batir na porta da casa de K e ninguém vinha pra abrir até que... do nada um barulho de trovão soava nas nuvens ao meu tempo K abre a porta eu já tava toda (o) molhado (a) ela me levou pro seu quarto seus pais tinham saindo pra resolver questões familiares, por fato da chuva ficar cada vez mais forte minha amiga me convidou pra ficar a noite na sua casa porque ela queria dizer um secreto e ter minha companhia durante aquela noite, eu claro que acertei o convite porque o clima na minha casa tava igual a tempestade de fora, ligue rapidamente pra minha mãe com 60 minutos de conversa com meu poder dos sofistas convenci minha mãe, com os ruidos da porta da garagem e da porta lateral se abrindo o senhor Miguel J e a senhora Bárbara J chegaram em casa, era um belo casal, meta de relacionamento pra todos da cidade, além de ricos são pessoas educadas e conservadoras. Depois de uma boa conversa no quarto de K, sobre: os meninos bobos da escola, da irmã do Carlos que agora tava namorando com Thiago e depois de vemos vários filmes de terror. A senhora Bárbara J chegou no quarto de K e mandou a gente desce e ir jantar... Depois de comemos uma boa comida japonesa, saimos da sala de jantar e entramos novamente no quarto de K. O barulho de música dos anos 70 romântica lá em baixo soava no quarto dela, os pais de K se divertia ao escutar e lavar os pratos do jantar ( serviço este que deveria ser dos empregos), ah! Um pequeno detalhe que eu ia me esquecendo a Família J além de ricos, conservadores também são humildades e frequentam a igreja todos os domingos. K fechou a porta do seu quarto, mandou eu sentar na sua cama, ao meu lado me olhando no fundo dos meus olhos e com sua respiração bem forte, se preparara pra contar seu secreto! 

"Olha jura pela a nossa amizade que nunca na sua vida você vai me zoar. É uma coisa bem séria que eu vou falar pra você!" 

Falou K com um tom de voz bem rígida, ela segurou minha mão e deu o sorriso amarelo para mim.

"Eu...eu ( uma respiração bem profunda e forte ela soltou e...) eu estou...( Naquela momento eu fiquei pensando: Meu Deus ela está grávida) eu estou apaxonada!" 

Naquele momento eu que respirei forte e profundo, pois a única coisa que passava na minha mente era eu segurando um bebê de olhos escuros e cabelos loiros! Quando meus lábios curiosamente preparava pra perguntar que era a tal pessoa. Uma árvore enorme caiu no Jardim da família J fazendo um barulho enorme que toda a rua escutou. A chuva ainda estava forte e ventos muito mais, eu e K descemos rapidamente as escadas e chegamos até o local da queda da árvore, e ali na nossa frente nós vimos a mãe de K chorando na grama verde e molhada do jardim e seu pai debaixo da árvore caida sobre uma enorme lagoa de sangue ao seu redor, e que o mais intrigante que a medida que os vizinhos iam chegando e vendo aquele cena horrível, e os carros de policia e ambulância iam sendo chamadas eu vi minha amiga correndo e saindo do jardim e entrando loucamente nas ruas da cidade... e aos poucos eu vi ela sumir da minha vista e um estado de pânico ia tomando posse do meu corpo, ele não deixava eu fazer nada! Absolutamente nada, só ver e contempla a destruição da família J, naquele confusão eu cheguei próximo da senhora Bárbara J que chorava a morte de seu marido, ela parecia gostar muito dele, meus pés estavam cobertos de sangue. E dali seguir caminho para árvore caída naquele momento eu caminhando em direção ao corte da árvore ao tocar-lá percebir que não foi o vento que derrubou aquela árvore em cima do senhor J, mas sim ALGUÉM! A árvore estava cortada bem no meio do tronco e parecia que um machado bem poderoso tinha passado por ali. E naquele momento perguntas surgiram na minha cabeça, como : 

Onde está minha amiga agora ?

Isso aquilo no jardim é acidente ou assassinado ? 

Por que alguém mataria o senhor Miguel J ? 

Será que eu estou certo (a) ? 

Quem é a pessoa que K está gostando ?

Sem nenhuma resposta fiquei a dias, eu não saia de casa, ninguém da cidade saia. Todos estavam de luto. Mais depois de três do ocorrido no jardim da família J, o jornal local anunciava o desaparecimento de Karol J, minha amiga e responderam uma das minhas perguntas, após a conclusão dos peritos da região e investigação dos policias: A MORTE DO SENHOR MIGUEL J. ESTÁ SENDO TRATADO COMO UM ASSINADO. 

Com essas notícias minha crise de pânico voltou e assim surgiu os seguintes mistérios na minha vida: 

Quem matou o pai da minha melhor amiga ? 

Onde está minha amiga ? 

E por quem K está apaixonada ? 

Com lágrimas no meu coração e buscando resolver meus mistérios, eu acabo por aqui. 

Com amor, diário de verdades ocultas...

                                   A.A 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...