1. Spirit Fanfics >
  2. O Sobrenatural e a Feiticeira (Vol.2) >
  3. Uma feiticeira desconhecida?

História O Sobrenatural e a Feiticeira (Vol.2) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!🍎

Capítulo 4 - Uma feiticeira desconhecida?


A noite, Michael não conseguiu dormir com aquele pensamento na cabeça. Isabella o esqueceu realmente, era fato, o mesmo viu com os próprios olhos… Mas será que ela ama mesmo Drake? Ele não sabia e não queria saber, com certeza iria se decepcionar novamente. Então tratou de dormir e fechou os olhos, pensando no dia de amanhã.

No dia seguinte Michael havia tomado banho, vestiu uma calça jeans, uma blusa preta e um casaco de moletom branco por cima, arrumou seus cabelos e saiu de seu quarto.

- Bob, eu já te vi – Aponta para o fantasma que estava no teto com uma bexiga de água.

- Ah… Você sempre caí, por que hoje não? – Acompanha Michael até o final do corredor.

- Porque hoje, não posso me atrasar. Vou passar a tarde fora! – Gritou para todos ouvirem e cada um aparece de lugares diferentes.

- Aonde vai? – Questiona Célia enquanto ele descia as escadas.

- Com quem? – Thalles fica o rodeando.

- Quando volta? – Efraim fica na frente dele.

- Humm… Vou deixar minha filha na escola, depois ver uma casa e passarei o resto do dia com ela – Todos sorri e ele acena indo para a saída. Ao sair de casa, o celular vibra e Michael o tira do bolso recebendo uma mensagem de Knowles.

Que horas está disponível? – Assim que lê, responde.

Umas 13h, pode ser? – Desliga assim que recebeu a confirmação dela. Ele olhou para os lados e não havia movimento de ninguém. Sorriu. Em um salto planou no ar entre as nuvens branca, sentindo o vendo daquela manhã e indo em direção a casa de Isabella.

Assim que avistou a casa tratou de descer e ir o resto andando. Quando chegou avsitou Drake e Isabella conversando, parecia que ele havia acabado de chegar já que se cumprimentavam. Tentou dar o seu melhor sorriso e caminhou até eles.

- Bom dia – Saúda os dois e eles se viram.

- Bom dia – Isabella sorri fechado e Drake o encara.

Hum… O que essa cara veio fazer aqui?

- O que veio fazer aqui? – Pergunta ele firme e sério olhando para Michael, que ergue uma sobrancelha.

Que namorado irritante…

- Levar minha filha para a escola – Já Michael respondeu diferente, educado e calmo, não queria arrumar confusão na frente de Isabella e na casa dela, porém o mais importante era, não passar uma péssima impressão para Milla, apesar de ter que aturar o namorado de Isabella. – Posso entrar?

- Bom… Sim… Tenho trabalho, eu iria leva-la mas pode ficar e aproveitar para tomar café da manhã com ela – Michael sorriu.

Apesar de tudo o que passamos, ainda continua sendo uma boa pessoa…

Porém, algo lhe chamou atenção. Discreto ele olhou para a cintura de Isabella, vendo a mão de Drake fazer uma certa força, indicando dois pontos importantes que ele nunca esqueceu.

Primeiro ponto: Nunca faça papel de ciumento na frente de Isabella sem motivo, ela com certeza iria ficar sem paciência com esse tipo de "frescura".

Segundo ponto: Jamaisnunca na sua vida… Seja um homem possessivo e que marca território sem ter motivos algum.

E era esse segundo ponto que Drake estava fazendo, estava sendo possessivo.

Possessivo… Entendi.

Ele sorriu.

- Com licença – Passa pelo o casal e entra na casa, sendo recepcionado pelo o coelho. – Rapaz, então foi aqui que você veio parar. Hum… – Acaricia os pelos macio do animal logo o soltando no chão e fechando a porta, procurando o caminho que dava para a cozinha. Ele passou um pequeno corredor que havia uma porta na parede a esquerda e seguiu até o final, dando de cara com a cozinha, onde Laura estava tomando café da manhã com Milla.

Michael pigarreia, chamando atenção das duas.

- Bom dia – Ele sorri mais ainda ao ver os olhos de Milla brilhar ao vê-lo, já Lauren… Foi agressiva, pegando uma colher. Michael arregalou os olhos.

- Você sai, ou eu enfio essa colher na sua garganta

Mulher agressiva!

- Calma, por favor – Pede mas Lauren não o escuta. Milla vendo o estado de sua madrinha, logo se pronuncia.

- Madrinha, ele é o amigo da mamãe – Lauren franziu o cenho no mesmo instante. – Eu falei dele ontem e que ele é o moço que me deu o presente – Veio a mente dela o momento que Milla citou e naquele momento, Lauren estava ocupada no telefone falando com seu chefe. Ela olha para Michael vendo seu sorriso e rosto ser familiar, até sua voz era.

- Eu vim buscar Milla… – Porém manteu-se firme ainda apontando a colher pra ele. Milla sorri e desce da cadeira.

- Milla, fique onde está – Michael olha para menina. – Como posso ter certeza de que-…

- Ligue pra ela. Isabella vai confirmar

- E vou mesmo! –Pegou seu telefone que estava no balcão da cozinha e liga para a mesma, enquanto Lauren se distraia com a ligação, Milla corre até Michael e ele apega no colo.

- Vai me deixar na escola e buscar? – Pergunta sorrindo e aparentemente animada.

- Claro. Depois, vamos almoçar com a Knowles…

- Beyoncé?

- Isso princesa, e a senhorita vai me ajudar a escolher uma casa – Ela sorri.

- Hum… Tá legal, Isabella disse que você havia permissão – Michael a olha e sorri.

- Obrigado, Lauren – Ela assente e olha para o seu relógio de pulso.

- Tenho que ir. Tem celular?

- Sim, mas-…

- Ótimo, me dê. – Michael segura Milla com um braço e com a mão livre pega o aparelho a entregando. – Meu número, caso aconteça algo – Diz enquanto colocava seu nome e salvando o contato. 

- Ok…

- Estou mais que atrasada e senhorita também, suponho que tenha um meio de transporte – Ele sorri curto olhando para Milla guardando seu celular.

- Claro que sim. – Lauren beija a testa de Milla e encara Michael.

- Nós já nos conhecemos?

- Não. – Pisca o olho pra ela e a deixando confusa, porém não podia perder tempo. Pegou sua bolsa e saiu, levando as chaves.

- Já tomou seu café? – Pergunta ele olhando pra ela.

- Já sim, vou pegar minha mochila e alimentar Bubbles – Desce do colo dele e corre para o quarto. Michael olha ao redor e caminha para a sala olhando os porta retratos que havia na sala. Ele sorri ao ver uma de Milla e Isabella.

- Se parecem tanto… – Sussurra e se vira vendo Milla descendo as escadas e indo pegar a ração do coelho e colocando.

- Hum, vamos! – Ele acompanha ela até a porta. – Espera, a minha mochila! – Michael ri e ao vê-la correndo até o sofá e voltando. – Como vamos trancar a porta? – Ele fecha e estala os dedos.

- Pronto, vamos – Confusa ela olha para a porta. – Está trancada, vamos – Dá de ombros e o acompanha. – Milla, do que você mais gosta de fazer? – Pergunta a olhando. Michael queria conhecer ela mais ainda e ganhar sua confiança antes de qualquer coisa. Milla fica pensativa.

- Bom… Eu gosto de… De desenhar… Não espera, dançar! Isso dançar – O mesmo ri e a olha.

- Certeza? – Ela assente e o olha. – Certeza mesmo?

- Sim – Eles param de caminhar e Michael se agacha.

- Você disse isso, daqui de dentro… – Aponta para o peito dela. – Ou daqui? – Toca na testa dela e menina fica pensativa.

- Hummm… Daqui – Ele sorri e afaga seus cabelos. 

- O importante é vir do coração – Milla sorri. – Venha, vou te levar para a escola – Ficou de costas e ela subiu em suas costas.

- Vai correr para chegarmos a tempo?

- Correr não, mas… – Milla olha para baixo vendo que eles não estavam mais no chão. – Vamos!

- VAI! – Grita quando Michael começou a voar, escutando os risos dele. 

***

- Drake, tira essa cara amarrada – Isabella desce do carro e fecha a porta. – Desde que viu Michael, está assim

- Não estou. 

- Está sim. Olha, você sabe muito bem, Michael é o pai e ele tem direitos

- Assim como ele tem direito de ir até sua casa sem avisar? – Ela revira os olhos pegando sua pasta.

- Drake, olha, você nunca foi de sentir ciúmes. Por que isso agora? – Pergunta batendo a porta do carro e ele se aproxima ficando centímetros dela.

- Uma coisa são pessoas desconhecidas dando em cima de você, e a outra é o seu ex, que é o pai da sua filha voltar e ainda deixa evidente que sente algo por você – Isabella desvia e fazendo Drake segurar sua cintura. – Você sabe que dei duro só pra ter um espaço em sua vida

- Eu sei, mas tem que confiar em mim. Eu nem se quer o olho direito, o cumprimento direito, nem falo com ele… E faço isso para não te dar motivos de sentir ciúmes, porém me sinto mal por não conversar com ele por causa disso e vai chegar o momento para conversar sobre o que aconteceu… Mas isso não significa, que vou voltar pra ele. Isso não vai acontecer… – Drake assente colando sua testa na dela, enquanto acariciava o rosto dela. – Tenho que ir, até mais tarde – Isabella beija sua bochecha e vai em direção a entrada, indo direto para a sala dos professores e Drake a olha pela a última vez entrando no carro.

- Isabella, vamos trocar de tempos? Preciso terminar a aula passada – Ela olha para uma professora que era um pouco mais velha.

- Claro Lidiane. Sem problemas, aproveito para terminar umas pendências com a outra turma – A mulher sorri e sai quando escuta o sinal tocar. Quase todos saem, deixando apenas alguns na sala.

- Bom dia Isabella

- Bom dia Christian – O professor sorri e se senta na cadeira. – Já conversei bem sério com Milla, pode ter certeza que ela vai se comportar – Ele ri e bebe um pouco do café.

- Isso eu espero. Milla é uma garota muito esperta, porém muito travessa 

- Bom, teve a quem puxar – Ela ri ao lembrar de Michael, no tempo que se conheceram.

- Com certeza, porém você que não é, certo? – Isabella cruza os braços sorrindo curto.

- É…

- Olha, eu, Mackenzie, Marta e Alissa… Estávamos pensando em sairmos, amanhã à noite. Será algo entre nós professores, que tal? – O convite a deixa pensativa. Ela pensava em ir, já que passou esse semestre todo trabalhando e trabalhando, estudando… Só uma noite com os amigos, não era uma má ideia.

- Pode ser uma boa ideia, vou ver com minha amiga e pronto – Eles sorriem.

- Bom, tenho que ir. Até – Ela acena e Christian pega sua pasta saíndo, deixando ela pensativa mas logo volta ao trabalho.

***

- Anda, anda, anda! – Michael e Milla vão correndo pelo os corredores da escola da menina, até a sala dela. – Sabia que esse seu papo de um sorvete, era péssima idéia Milla – A garota ri. Assim que eles chegaram na sala, Michael beija sua testa e ela entra acenando indo para o seu lugar, esperando o professor. Ele acena e põe as mãos no bolso indo em direção a saída. Porém, no meio do caminho, ele esbarra com Isabella e derrama o café dela.

- Oh, desculpe! Eu não… Desculpe – Pede Michael tentando limpar o sujo na roupa dela. Quando ele a olhou, arregalou os olhos. – Isabella?

- Sim e não tem problema… – Ela olha para sua camisa suja de café.

- É claro que tem. – Estala os dedos, deixando a camisa de Isabella seca e limpa, e fazendo o café dela aparecer em sua xícara.

- Nunca me acostumei com isso…

- Com o que? – Pergunta Michael a olhando.

- Com esses seus… Poderes? – Ele ri fraco.

Michael, primeiro de tudo… Evite qualquer aproximação com ela, somente um "Oi, tudo bem?" e "Tchau, até"…

- Mas algum dia vai… Bom, tenho que ir. Até – Foi rápido e curto, acenando e indo embora deixando ela confusa com o seu comportamento. Respirou fundo e seguiu para a sala dos professores, porém parou.

- Espera… – Ela olha em seu relógio de pulso e era tarde. – Eles vão me ouvir. Trinta minutos de atraso – Susssura caminhando para a sala.

Quando Michael saiu, ele pegou no seu celular e marcava oito e trinta. Ele riu.

Inglaterra_Londres/Templo Church

- O que houve? – Pergunta Pandora ao ver Sillyba, olhando para o horizonte. Ela vira minimamente seu rosto e sorri fraco.

Ele chegou. – Pandora sorri, se aproximando. – Já faz três meses desde que não o vejo – Sillyba toca em sua barriga e passando a mão suavemente.

- Ele, quem? Lord? – Ela nega.

- Merlin – Pandora franziu o cenho. – Ele acaba de chegar aqui – Virou seu corpo para descer as escadas do terraço e assim que desceu, começou a andar rápida.

Estava ansiosava pela vê-lo, três meses sem ver ele… Para outros era pouquíssimo tempo, mas para Sillyba era muito. Apesar de ter se casado com Lord e estar esperando um filho, ainda não conseguiu parar de amar aquele homem.

Quando ela o viu, paralisou… Estava mais bonito que nunca com aquele cabelo, com uma roupa diferente. Ele sorriu e a mesma correu na direção dele, deixando-o assustado. Mas não deu tempo de mandar ela parar, somente sentiu os braços dela em volta do seu pescoço e Michael somente pôs suas mãos nas costas dela.

- Você é louca correr assim! Está grávida, não pode…

- Desculpe… Não consegui evitar

- Nem eu. – A voz de Pandora se faz presente chamando atenção deles. Michael desfaz o abraço de Sillyba e enlaça seus braços na cintura de Pandora e a ergue. – Me solta seu brutamonte! – Ela desaparece de seus braços e ele franze o cenho. – Nunca mais me abrace assim

- Antes você gostava – Sillyba e Michael ri. 

- Merlin, isso era antes. Agora são novos tempos – Pandora vai até ele o abraçando e ele beija sua testa.

- Como estão?

- Bem. Estamos bem – Responde Sillyba.

- Bom, me enviaram uma carta e aqui estou… – Pandora logo se lembra da carta.

- Ah sim… Bom, vamos – Eles caminham pelo o gramado até o templo, passando pela a sala do trono e indo para o escritório dele. Michael abre a porta e elas entram, logo ele em seguida e fecha andando até sua cadeira e se senta.

- Bom, algum problema?

- Sim. Stark, ele anda diferente ultimamente, some no meio da noite e só volta uns dias depois – Michael passa a mão no queixo.

Estranho…

- Ele deve estar fazendo alguma missão ou investigando, não? – Sillyba nega com a cabeça.

- Se ele estivesse, Stark nos contaria mas não diz nada… – Michael assente com a cabeça.

- Bem, vou conversar com ele e veremos. Mais alguma coisa? – Pandora olha para Sillyba, e a mesma incentiva Pandora falar. Respirando, ela se aproxima.

- Ultimamente, também há denuncias de uma feiticeira que anda por aqui pelo o norte… – Interessado, Michael ergue sua sobrancelha.

- Uma feiticeira ou feiticeiro?

- Uma feiticeira especificamente. – Responde Sillyba. – Até agora, ela não fez nada grave… Somente anda por esse território sem permissão alguma

- Tem ideia do que ela quer?

- Não. Ela está atrás de algo, mas não sabemos – Pandora se aproxima, tocando na madeira da mesa e fazendo uma espécie de imagem aparecer. Uma mulher apareceu com uma capa preta e um capuz cobrindo seu rosto.

- Ninguém sabe onde ela está? – Pergunta Michael olhando para a imagem na sua frente.

- Não. Ela é um mistério – Ele olha para Sillyba e Pandora.

- Fiquem atentos, qualquer sinal dela… Me avisem – Ele se levanta e as duas assentem.

- Bom, vou ver se encontro Stark e darmos um fim nesse mistério – Pandora avisa saíndo, deixando eles sozinhos.

- Como está?

- Bem, Sillyba. Hoje, irei ficar a tarde inteira com minha filha – Sillyba sorri fraco e o mesmo sorri. Amava ver aquele sorriso maravilhoso dele, mesmo que ela não fosse o motivo mas amava.

- Conversoi com Isabella? – Seu sorriso caiu um pouco, preocupando ela.

- Bom, sim… Mas tudo mudou… – Ele nega com a cabeça e se aproxima dela. – Posso? – Aponta para a barriga dela e ela assente. Michael se agacha e toca sentindo o feto. – Quando Lord volta?

- Daqui a uma semana… – Ela põe sua mão nos cabelos dele e começa a afagar ao sentir ele deitar a cabeça em sua barriga que já estava aparecendo.

- É incrível… – Diz sorrindo. – Queria ter esse momento com minha filha, quando ela estava dentro de Isabella – Ele sentiu suas lágrimas querer descer, mas se conteve.

Eu adoraria que esse, fosse seu herdeiro…


Continua no próximo capítulo…

🍎


Notas Finais


Boa noite e desculpe qualquer erro ;-;

Beijinhos até a próxima!🍎


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...