1. Spirit Fanfics >
  2. Love is a Dagger (O Sócio) >
  3. Ilusão

História Love is a Dagger (O Sócio) - Capítulo 5


Escrita por: VSblue

Notas do Autor


O amor está no ar ...

Capítulo 5 - Ilusão


Fanfic / Fanfiction Love is a Dagger (O Sócio) - Capítulo 5 - Ilusão

- Scarlet, você está aí? - A ruiva entrou na casa e estranhou o fato de a porta estar aberta - Olá! Acabei de chegar! - Ninguém respondeu - Deve ter apagado, não vou incomodar ela.

A ruiva tirou os saltos e subiu para o quarto, ao abrir a porta, o local se encontrava todo escuro e ela pode ver a silhueta de uma mulher de cabelos curtos ondulados sentada na cama de Scarlet, mas não era nada parecida com sua amiga, ela ficou tensa imaginando quem poderia ser àquela hora em sua casa, foi rápido ao interruptor e acendeu a luz.

- Elizabeth! Você me assustou! - Disse a loira

- O que está fazendo nesse escuro? Não me ouviu te chamar?

- Não, não ouvi, estava presa em meus pensamentos.

- Percebi… Bom como foi o encontro?

- Que encontro?

- Seu encontro com o Sebastian, do bar… em que mundo você está?

- Oh, claro, foi muito bom, ele é ótimo, e o seu encontro?

- Você sabe que eu não estava num encontro, apenas uma festa que Connor deu em homenagem a Tom, se bem que… Bom passamos boa parte da festa juntos, mas estou exausta agora, e você também, amanhã falamos sobre isso.

- Então aconteceu algo?

- Não, mas Thomas é um problema, o pior é que eu adoro problemas… vou para o banho! -

Lizzie entra no banheiro e fica pensativa, talvez estivesse muito cansada, mas ela podia jurar que a silhueta no quarto não era a sua amiga…

Após o banho ela foi direto para cama.

- Boa Noite Johansson!

- Boa Noite Dama Escarlate!

- Do que me chamou? - Lizzie se sentiu surpreendida pelo apelido

- Dama Escarlate, por causa do vestido!

- Ah, claro, não havia assimilado, até amanhã!

O salão de festas estava radiante, os tons dourados presente em toda a cidade enchem os olhos de qualquer um, abundância de comidas e bebidas, as mulheres muito bem vestidas, todas encantadoras, com belos vestidos longos de tecido nobre, belos adornos e joias, algumas se vestiam com armaduras reluzentes, já os homens também estavam radiantes, roupas de couro muito bem feitas, verdadeiras obras de arte, assim como as mulheres alguns também usavam armaduras, dentre eles lá estava Elizabeth e seu vestido vermelho indo de encontro ao homem de cabelos escuros trajado de verde e preto, ao adentrar no salão todos param para observá-la, de repente começam a falar coisas ao mesmo tempo intimidando a ruiva

-Filha de Midgard!

-Dama Escarlate!

-Bruxa!

-Ela será o nosso fim!

-Vá Embora!

- Feiticeira!

Elizabeth acordou assustada, mais uma vez sonhando com a cidade dourada, ao se virar na cama mais um susto.

-Meu Deus, Scarlet, quer me matar de susto? - A loira se encontrava de pé ao lado da cama de Lizzie a observando.

- Perdão, estava prestes a te acordar, você estava falando coisas sem sentido enquanto dormia, teve um sonho ruim?

- Sim, sonhei novamente com a cidade dourada… ultimamente estou sonhando com maior frequência, começo a achar que tenho alguma ligação com este lugar…

- Não, que isso, são só sonhos!

- Mas se houver alguma relação com meu passado?

- Uma cidade inteiramente dourada com pinturas que se movem e guerreiros com armaduras? Com certeza fazem parte do seu passado - Debochou a mulher.

- Pode ser, mas como sabe dos guerreiros de armadura? Nunca te falei sobre eles.

- Claro que falou, você vive falando disso Lizzie!

- Eu, eu não me lembro de ter falado isso para você…  Mas deixa pra lá, o que vamos fazer hoje?

- Ficar aqui, bem vou aprontar algo para comer.

- Ok… - Assim que Scarlet sai a ruiva fica tentando entender o que está acontecendo com a amiga, em pleno Domingo ela não queria sair? A amiga sempre dava um jeito de levar Lizzie para algum lugar aos fins de semana - Estranho…

Durante todo o dia a loira não entrou em detalhes sobre seu encontro com Sebastian na noite passada, apenas comentários superficiais como "legal" e tentando convencer a amiga a não se aproximar de Thomas, era estranho para Lizzie, parecia que ela estava convivendo com outra pessoa.

 O belo vale a beira de um rio, algumas flores ao redor e o calor confortante do sol tocando a pele de Elizabeth, um homem se aproxima, cabelos longos escuros, camisa branca e calça preta, ele poderia ser uma visão muito agradável se ela pudesse ver o seu rosto, ele se aproxima e fica a sua frente.

- Não consigo ver seu rosto, está embaçado - Ela diz.

- Não é necessário, saberá me reconhecer!

O homem pôs a mão no rosto da ruiva e se aproximou para beijá-la, mas antes do encontro dos lábios ela pôde vislumbrar com clareza algo no rosto do homem, o par de olhos verdes azulados, e então despertou.

- Não pode ser! - Elizabeth levanta afoita, e se apronta, sai antes mesmo de Scarlet acordar, assim que chegou ao escritório foi direto a sala de Thomas, mas o mesmo ainda não havia chegado.

-  Priscila, assim que Hiddleston chegar por favor peça que vá a minha sala com urgência - Ela disse a uma das funcionárias.

- Creio que não será necessário, Bom Dia senhoritas, estou aqui Srta. Olsen, deseja falar comigo? - O belo homem falou direcionado a Lizzie

- Me acompanhe por favor!

Ao entrarem na sala de Elizabeth o homem se dirigiu a cadeira em frente à mesa, mas a mulher o impediu.

-Por favor fique de pé!

-Como quiser! Pode me dizer do que se trata? - Ela não disse nada, apenas se posicionou a frente do homem e o encarou, ele estava impecável, como sempre, é dono de uma beleza tão natural mas ao mesmo tempo tão... esplendorosa, vestia um terno verde escuro, inclusive algo curioso em Thomas, sempre está trajando alguma peça verde. - Pode me dizer o que está acontecendo?

- Seus olhos… - Elizabeth parecia hipnotizada pelos olhos verdes de Hiddleston - São lindos!

- Fico lisonjeado, mas…

- Eu os reconheceria em qualquer lugar - Ela lembrou do par de olhos verdes de seu sonho e a frase "saberá me reconhecer".

Lizzie tocou o rosto de Tom com uma das mãos enquanto o olhava encantada, o loiro por sua vez fechou os olhos e mexeu o rosto afim de sentir melhor o toque de sua amada, ela se aproximou e encostou a testa na dele, Thomas abriu os olhos, levou a mão de Lizzie a própria boca e beijou suavemente a palma.

- Não deveríamos – falou melancólico.

- Eu não ligo – Essas foram as últimas palavras de Elizabeth antes de fazer sua boca encontrar a de Tom, as mãos levadas ao pescoço do homem acariciavam lentamente a nuca do mesmo, eles estavam em sintonia, em um beijo calmo, um beijo de amor, Tom a abraçou pela cintura firme, dando a entender que não tinha a intenção de soltar, ambos estavam sentindo a onda de calor como em todo toque dos mesmos. O homem levou as mãos ao rosto da ruiva e encerrou o beijo, ao se afastar Elizabeth percebeu, ele estava emocionado e havia deixado algumas lágrimas caírem durante o beijo.

- E agora?


Notas Finais


Sinto que a temperatura esta para subir ...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...