1. Spirit Fanfics >
  2. O sol e a lua. Um amor que não se encontra.(Jikook) >
  3. Quarto dia.

História O sol e a lua. Um amor que não se encontra.(Jikook) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 4 - Quarto dia.


Fanfic / Fanfiction O sol e a lua. Um amor que não se encontra.(Jikook) - Capítulo 4 - Quarto dia.

POV JIMIN

Foi uma confusão muito louca ter que explicar prós policiais o que aconteceu, mas disse tudo que tinha visto e fiz. O homem estava batendo no meu amigo então por impulso foi defender o meu amigo. Pelo o que parece o homem que estava batendo no Jungkook é o seu pai adotivo. Agora estou aqui no hospital com o Jungkook, esperando ele acordar. Por que eu tô aqui? Eu não sei, talvez eu esteja mesmo preocupado com ele.

Enfermeira- Ele vai ficar bem, só teve alguns ferimentos, mas vai precisar ficar uma semana aqui no hospital de observação.

- Tudo bem.

Enfermeira- Pelo que parece o pai dele é o único parente próximo que ele têm, então você vai ter que ser o responsável por ele.

-Fazer o que, né. Ainda bem que ele tem plano de saúde.

A enfermeira saí e fico sentada no sofá que tem perto da cama do Jungkook. O pai dele pode ser um viciado mas parece ter uma boa condição.

Penso observando o quarto de hospital onde o Jungkook está.

POV JUNGKOOK

Acordo sentindo uma dor horrível de cabeça, na verdade no meu corpo todo. Não me lembro direito o que aconteceu, mas lembro do meu pai me batendo muito como sempre. Olho para o lado e vejo o Jimin dormindo no sofá que tem no meu quarto de hospital, pelo visto eu estou em um hospital.

Porque ele tá aqui e o que aconteceu? Acho que acabei desmaiando. Tento levantar da cama mas não consigo, por conta da dor que estou sentindo no meu corpo, acabo soltando um gemino de dor que acorda o Jimin.

Jimin- O que aconteceu?

Ele parece ter se assustado.

-Eu tô bem, só queria levantar. Porque você tá aqui?

Jimin- Eu te acompanhei e sou o seu responsável aqui no hospital.

-Como assim?

Ele se levanta e senta direito no sofá.

Jimin- Eu estava passando na sua rua quando vi um cara que pelo visto é o seu pai adotivo batendo muito em você, então corri e fui te ajudar. Chamei a polícia e uma ambulância, conclusão: Agora estamos aqui e você tem um pai preso.

-Aaaaah faz sent... Pera o que, meu pai tá preso?

Jimin- Você queria o que? Ele tava drogado, bêbado e espancando o próprio filho.

Fico calado por uns três minutos e Jimin fica me observando.

-Por quanto tempo eu fiquei desacordado?

Jimin- Umas quatro horas.

-E você ficou aqui esse tempo todo?

Jimin- Parece que sim, não podia deixar você sozinho.

Olho para ele.

- Por que?

Jimin- Estava preocupado com você.

Nós dois ficamos nos encarando por um tempo até a enfermeira chegar no quarto e quebrar o clima. 

Enfermeira- Olá Jungkook, como você está se sentindo?

-Acho que tô bem.

Enfermeira - Você vai ter que ficar uma semana aqui de observação.

- Tudo bem, não tenho muito o que fazer fora daqui mesmo.

Jimin- Falou o imperador da escola.

Olho para ele com um olhar debochado.

Enfermeira- Senhor Jimin se você quiser pode ir para casa, pelo que você me disse vocês são apenas amigos, então o hospital vai ficar observando ele, não precisa se preocupar.

Jimin se levanta e pega suas coisas no canto do quarto.

Jimin- Tudo bem, eu vou nessa. Até outro dia Jungkook.

-Tchau, obrigado.

Jimin saí do quarto junto com a enfermeira. Fico sozinho no quarto e os meus pensamentos vão logo pro Jimin. Ele não tem motivos de me ajudar, eu sou mesmo um babaca com ele.

POV JIMIN

Chego em casa e vou direto pro meu quarto, já tinha comido no hospital, e a comida foi horrível, mas foi o jeito.

Começo a pensar no Jungkook que vai ter que comer aquela comida horrível do hospital a semana todinha. Por que raios eu tô pensando nele e tô preocupado com ele? Aquele cara só fode a minha vida e não do jeito que eu queria.

- Que merda.

Ainda pensando no Jungkook caiu no sono. Acordo no outro dia com a minha mãe batendo no quarto como sempre. E a primeira coisa que eu penso é se o Jungkook tá melhor. 

- Por que tô tão preocupado com ele. Para de pensar nele Jimin, não é da sua conta.

Mãe- Olha, tudo bem ter um filho gay, mas um filho doido é muita areia pro meu psicológico. O que aconteceu ontem no hospital?

- Meu amigo ta machucado, mas vai ficar bem. 

Mãe- Entendo, leva um sanduíche pra ele hoje. Tá em cima do balcão, beijos.

Pego as coisas e saiu de casa, tento me convencer que só vou voltar no hospital por causa da minha mãe que fez um sanduíche a mais, mas sei que não é por esse o motivo.

Chego no hospital e vou direto pro quarto do Jungkook, se eu der sorte ele ainda nem comeu hoje. Entro no quarto e dou de cara com o Jungkook comendo, mas ele não está sozinho, tem um outro garoto com ele. Acho que já vi ele na escola, mas não sei dizer muito bem quem é, mas ele parecem ser muito próximos um do outro.




Notas Finais


Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...