História O Sonho - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Adolescentes, Cotidiano, Drama, Escolar, Original, Suspense, Violencia
Visualizações 8
Palavras 520
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Essa é uma reescrita de uma história minha. Gosto bastante da história, só não sei se irei continuar postando os próximos capítulos... De toda forma, espero que gostem! Perdão a qualquer erro ^^'

Capítulo 1 - Capitulo 1 - O Encontro


- Onde você pensa que vai? - Dizia Emília, uma estudante considerada brilhante por seus colegas e professores, olhando para seu alvo  que passava reto pelo corredor.
         - Hum? Eu? - Se virou em direção a voz que o chamou - Indo para o banheiro… ou você quer que eu- Johnny, um cara não popular e sim simpático por estar a anos naquela escola, foi interrompido no meio de sua fala pela mesma que o fazia de alvo.
         - Okay, okay, tudo bem. Depois da aula vai na casa para me ajudar. - A garota fugiu da situação antes que o outro reagisse. Dando as costas e prosseguindo em direção oposta ao garoto, onde se direcionava a saída daquele corredor movimentando pelos alunos durante o intervalo.
     Breves minutos após o banheiro, Johnny estava passando por aquele mesmo corredor cumprimentando conhecidos. E justamente por estar naquela escola a anos, podia reconhecer uma nova figura naquele local facilmente. E foi isto que ocorreu. Uma garota pálida, que transparência a delicadeza de uma porcelana, com cabelos finos e num tom castanho avermelhado estava observando o mural sem graça daquele colégio.
   Como todos os alunos estavam ocupados consigo mesmos e com seus ciclos sociais, não repararam ou não se preocuparam com a presença um tanto perdida daquela garota.
         - Será que eu posso ser de ajuda? - Por detrás da garota estava Johnny, inclinado para frente. Suas palavras saíram como um sopro suave e sem êxito.
    Assustada, a “boneca de porcelana" tropeçou em seus próprio pés e na sua face era perceptível a mudança de seus olhos, que a pouco tempo eram cerrados. Mesmo com sua postura frágil e pernas bambas, ela conseguiu se manter de pé e isto acabou fazendo com que o garoto se assustasse e juntamente um sentimento de culpa surgiu.
         - Wow! Me desculpe, você está bem? - Seus braços estavam abertos formando uma barreira para que não corresse risco dela cair no chão e se partir em pedaços. - Eu só queria ajudar, não foi minha intenção. - Conferiu se era seguro desfazer a barreira para se posicionar normalmente e assim o fez.
    A garota se virou para o garoto, parecia que ela queria dizer algo, sua boca entreaberta a entregava. Mas por excitação nada saiu, logo um sorriso aborrecido se formou e seus olhos entristecidos se abaixaram.
    Sem entender nada Johnny indagou:
         - Tem algo que eu possa fazer por você...?
    Por um curto momento uma certa tristeza se formou dentro dele, fazendo com que um sorriso de lado se formasse. No mesmo instante a garota parecia ter se lembrado de algo e assim começou a vasculhar em sua mochila simples preta de couro. De lá pegou um caderno de anotações que estava junto de uma caneta e usou para escrever no papel sem linha que estava separado.
    O rapaz, perdido naquela situação queria dizer algo, mas resolveu aguardar e logo sua resposta estava no papel:
      
        “Perdão, eu não consigo falar."

    Assim que a tinta dourada da caneta passou pelos olhos de Johnny a tristeza que ele sentia antes se tornou um vazio inexplicável junto com a surpresa.
 


Notas Finais


Essa foi a primeira parte, espero que tenham gostado! Obrigada pela sua leitura e novamente me desculpo a qualquer erro cometido.

Até mais ~🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...