História O Sonho da Vaca Que Não Queria Ser Comida - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Crônica
Visualizações 5
Palavras 977
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais uma aventura da nossa querida vaca.

Capítulo 4 - Perto Demais



 De volta aos céus, em mais uma aventura, lá estava ela. O sol estava brilhando em um céu limpo, sem nuvens. Estava fazendo um calor enorme, então ela decidiu descer para descansar um pouco em alguma sombra.

 Lá embaixo acabou encontrando uma árvore com bom tamanho para tampa-la do sol. Chegando mais perto começou a ouvir um barulho estranho, estava vindo de cima da árvore, quando olhou para cima, avistou nos galhos um gato gritando:

 -Socorro! Me tira daqui!

 Então a vaca voa até lá, o gato sobe em suas costas e descem até o chão.

 -Muito obrigado! - exclama o gato.

 -Não foi nada… - diz a vaca - Quem é você?

 -Eu não tenho um nome definitivo, mas meus amigos me chamam de Bob, - respondeu o gato - e você?

 -Sou apenas uma vaca, não tenho nome, nem amigos - diz a vaca meio pra baixo.

 -Pois agora você arranjou os dois. O que acha de eu te chamar de...Ícara?

 -”Ícara”? - repete a vaca, em um tom de pergunta.

 -É um nome que ouvi falar uma vez, tinha alguma coisa a ver com voar, então acho que serve pra você, o que acha?

 -Por mim tudo bem, tem uma boa sonoridade:“Ícara” - repete ela - Afinal de contas, o que você estava fazendo lá em cima? - pergunta a vaca.

 -Está vendo aquela luz brilhante redonda lá em cima? - pergunta o gato.

 -Sim. O que tem ela?

 -É como se me atraísse, como seu eu precisasse pegá-la, chegar mais perto e tocá-la - respondeu o gato olhando fixamente para o sol, com os olhos brilhando, como uma pessoa que fala sobre um sonho que deseja realizar.

 -Nunca reparei nisso - disse a vaca olhando para sol com curiosidade.

 -É como se fosse o destino me chamando e eu preciso ir atrás dele, não apenas ficar aqui parado, torcendo para que um dia ele venha até mim. Tenho alguns amigos que pensam o mesmo, já os vi subindo em árvores tentando alcançar a luz do destino. Eu nunca havia tentado antes, pois tenho medo de altura, mas hoje decidi fazer algo quanto a isso, porém acabei ficando com medo e não consegui mais me mexer.

 -O que você acha de eu levá-lo até lá? - perguntou a vaca.

 -Eu adoraria! - exclamou o gato - Mas...não acho que teria coragem o suficiente - disse já se desanimando.

 -Então eu vou voar até lá, vou pegar um pedaço e trazê-lo até você.

 -Como? É apenas uma luz.

 -Já ouvi falar daquilo, não é apenas uma luz, é uma bola enorme, brilhante.

 -Já que está dizendo, eu acredito em você, nunca havia visto uma vaca que voa antes, então acho que tudo é possível.

 -Esse é o espírito! Talvez demore um pouco, ouvi falar que é longe, então continue fazendo suas coisas, toda noite venha até aqui, se eu demorar mais de uma semana, então algo aconteceu comigo, me esqueça e volte a viver como se nunca sequer houvesse me visto.

-Seria realmente uma pena se isso acontecesse, espero que volte logo.

 -Também espero… - disse a vaca em um tom melancólico - Foi um prazer te conhecer.

 -Igualmente - diz o gato.

 -Até - se despede a vaca.

 -Até - devolve o gato.

 Depois dessa despedida melancólica e esperançosa, a vaca sai voando na direção do sol, enquanto lá embaixo o gato olha para cima e começa a chorar, e em um triste sussurro diz:

 -Nunca vou te esquecer, querida amiga.

 Lá de cima a vaca olha para baixo e em um esperançoso sussurro fala:

 -Nos vemos em breve, querido amigo.

 Ela continua a voar cada vez mais alto, e mais alto, e mais alto, cada vez mais perto do sol. Ela percebe que está demorando um pouco, então decide aumentar a velocidade. Mais rápido e mais alto, mais alto e mais rápido, sempre olhando fixamente para o seu destino, o sol.

 Depois de um tempo, ela começa a sentir mais e mais calor, e seus olhos começam a doer e lacrimejar. Mas não desiste, e continua subindo cada vez mais e mais.

 “Está tão calor”. Pensa ela. E realmente estava, pois estava se aproximando muito do sol.

 “Meus olhos ardem e já não choro apenas pela despedida de meu mais novo amigo”. Provavelmente alguma vez na sua vida, você já parou e olhou diretamente para o sol, mas logo desviou seus olhos, pois ele tem um brilho muito forte. Agora, imagine: essa ardência, esse lacrimejar, por minutos, por horas, provavelmente você não aguentaria por mais de alguns segundos não é? Mas ela aguentou sabe por que? Eu diria que foi por causa da sua persistência, pois pensava no seu mais novo amigo e queria realmente ajudá-lo a realizar seu sonho, mas você deve estar pensando na física, química, biologia...pois para alguém que leu até aqui a história de uma vaca que consegue voar, por nenhum motivo aparente, que consegue pensar e se comunicar com gatos, não deveria estar sequer pensando nisso.

 Depois de algumas horas, ela sente um calor insuportável e mal consegue deixar seus olhos abertos. Então sua pele começa a queimar, mas quando percebe já é tarde demais. Ela começa a perder os sentidos e as forças, até que começa a cair.

 “Então é isso? Não consegui”. Realmente não conseguiu, aposto que nenhum de vocês acreditou nela, não é? Acho que eu também não acreditei o suficiente e isso acabou acontecendo.

 “Ao menos tive o prazer de conhecer aquele gatinho amigável, o Bob. E também não vou ser comida, então morrerei em paz”. Ela acaba fechando os olhos e se entregando ao seu destino, ao seu triste fim.

 Quando finalmente chega no chão, acaba caindo no campo de uma fazenda, o fazendeiro a acha e, pensando que era uma das suas, a leva para sua casa e prepara uma deliciosa janta.


Notas Finais


Pode ter acabado por agora, mas já já voltarei com mais.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...