1. Spirit Fanfics >
  2. O sonho de Vívian. >
  3. 5. Felicidade amarga.

História O sonho de Vívian. - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Espero sinceramente que gostem.

Capítulo 5 - 5. Felicidade amarga.


Fanfic / Fanfiction O sonho de Vívian. - Capítulo 5 - 5. Felicidade amarga.

Aqui estavam eles, no palácio das trevas, foi uma grande ventura até aqui, muitos meses de aventuras. Estavam lutando conta Beldam, Dopliss e a outra irmã. 

–Você vai perder Mario, você e essa traidora inferior. –Disse Beldam.

–Não ouse chamá-la assim. – Disse Mario atacando e ferindo a sereia das sombras.

Vivian estava com medo, ela nunca tinha lutado contra as irmãs. Era a vez dela atacar. Ela usou seu maior poder Fiery Jinx. Quando Beldam sentiu o golpe ela quase caiu no chão.

–Que poder é esse! – Disse a mais velha ferida. –Como uma inútil como você conseguiu este poder! 

–Eu tive um professor gentil, bondoso e que se importou em me ensinar devagar. –Disse Vivian com uma voz sonhadora, obviamente falando do Mario. Foi uma batalha muito fácil, Vivian poderia ter derrotado os três sozinha.

Ele se sentia forte e poderosa, tudo isso graças ao Mario, Vivian não conseguia mais ficar longe dele, era uma espécie de dependência. Tinha medo do que aconteceria após salvarem a princesa e o mundo.

Era hora de salvar a princesa Peach, mas aqui estavam eles, acabaram de derrotar Bowser e agora a princesa Peach havia sido incorporada pela rainha das trevas a grande sereia das trevas. A criatura havia possuído a princesa Peach.

–Temos que lutar contra ela. – Disse Goombella terminando de analisar a inimiga.

–Mas… Eu não posso bater na Peach… – Disse Mario.

–Se unirá a mim Mario? – Perguntou a rainha das trevas.

Beldam, Dopplis e a outra irmã estavam vendo aquilo sem poder interferir pois eram muito fracos. Vivian estava em conflito… Talvez se eles se rendessem ela e Mario pudessem ficar juntos para sempre… Mas então ela pensou, seu herói preferia morrer que viver em um mundo amaldiçoado, Vivian afastou os pensamentos egoístas e falou.

–Mario não podemos desistir… –Disse Vivian. – Você me ensinou a nunca desistir. Nós ganharemos todos, salvaremos ela. –Disse Vivian olhando para Beldam e os outros, as irmãs agora tinham medo da Vivian pois a alguns momentos antes Mario e ela deram uma surra nas sereias.

Foi uma luta longa e intensa, foi difícil, usaram muitos itens, Vivan protegeu muito Mario usando o poder das sombras que levavam os dois para as sombras e protegiam dos ataques, a verdade é que ela gostava de usar este poder pois podia abraçar Mario. Foi uma longa batalha, até que eles finamente derrotaram a rainha das trevas.

–Mario… –Disse a princesa de volta a inocência.

–Princesa –Mario sorriu e foi até ela.

Vivian sentiu seu coração apertar. Eles trocaram um abraço, somente um abraço, não havia química ali, apenas agradecimento. A aventura havia terminado, eles finalmente haviam retornado a rogerport para encerrarem sua aventura.

O barco se aproximava para levá-lo para o reino dos cogumelos. No cais estavam todos os companheiros.

– Não se esqueça de nós tudo bem? –Goombella disse com um ar triste.

–Mario, obrigado por me ensinar o valor da coragem. – Disse Koops mostrando o quanto amadureceu.

–Meu “querrido” Mario, eu encontrei tantas aventuras maravilhosas que eu poderei fazer uma nova peça maravilhosa. –Madame Furrie disse sorrindo.

–Gonzales… Digo… Mario, desculpe tenho dificuldades de mudar seu nome depois de tanto tempo. Obrigado por ser o campeão de minha terra e vamos nos encontrar novamente para novas aventuras. –Disse Solis o yoshi sorrindo.

–Bem velho garoto, foi uma ótima aventura. Se não fosse por você minha querida Scarlet ainda choraria e aguardando um bobomba triste. Mas graças a sua ajuda voltarei a navegar. Nos encontraremos novamente meu amigo, e da próxima vez eu pago a cerveja. –Disse Bobbery sorrindo com o cachimbo.

–Bem, meu doce pedacinho de queijo, obrigado por tudo, você sempre será bem vindo aqui. – Disse a Ms Mowz. 

–Mario… Eu… Eu sinto como se eu tivesse crescido… Crescido para am… Am… –Vivian tentou, tentou e tentou, mas vendo seu herói partindo com a princesa ao seu lado, mesmo que eles não estivessem juntos a jovem sereia sabia que aquele homem e aquela mulher adultos tinham passado por muito juntos, Vivian não tinha direito de dizer o que sentia… Então ela falou suspirando triste, sem que os outros percebessem. –Bom não importa… Eu realmente acho que você e a Peach fazem um belo casal… Nunca esquecerei meus momentos viajando com você… Então por favor… Não esqueça de mim também… –Disse Vivian sentindo que choraria.

Mario lançou a ela um olhar carinho, ele não sabia o que iria acontecer com a jovem criança agora, se ela voltasse para a casa das irmãs que foram suas inimigas provavelmente iriam bater nela novamente, mesmo Vivian sendo poderosa ela iria estar sozinha contra as duas. Mario havia perguntado a Peach sobre as leis de adoção e estadia de não cogumelos no reino, Vivian não sabia disso, a princesa Peach falou que estas leis eram antigas e antiquadas, mas para revogar havia necessidade de aprovação no parlamento.

Agora ele, prestes a ir embora, o homem queria perguntar para Peach se poderia “adotar Vivian”, mas legalmente não poderia fazer isso e se ele levasse uma garota Sereia das sombras para a casa dele próxima ao reino, ele seria degredado e ela seria presa.

Nada poderia ser feito agora.

–Eu vou vê-los novamente. – Disse Mario sorrindo para todos. Em seguida ele deu um olhar paternal para Vivian e disse. –Eu vou voltar... –Era uma promessa, incompleta, na verdade ele disse “eu vou voltar por você”.

Vivian sabia que era uma promessa de adoção, mas seu coração inocente implorava para que fosse uma promessa de casamento.

Talvez em seus sonhos… Mais parecidos com pesadelos.

-----------------------------------------------Presente Ilusão -------------------------------------- 

“Não sabia que havia outros humanos querendo morar no reino dos cogumelos. Sou Mário, sem sobre nome, pois nós não somos ninguém.”

Ela tinha acabado de ouvir as palavras dele, aquela voz firme e gentil. Foi quase um ano sem vê-lo, ele mandava cartas todos os meses, mas não podia visitar sem autorização do conselho dos cogumelos ou da princesa. E por algum motivo Peach não deu autorização. Vivian imaginava porquê.

–Eu sou… Vi… Vi… –Ela tentava falar para o homem.

–Vi? Nome incomum, já conheci, Vitória, Verônica e até mesmo uma Vívian. –Disse o encanador sorrindo, ela percebeu que o sorriso era pelo nome dela. –Mas nunca conheci uma Vi.

–Sim, é um nome comum de onde eu venho. Mudei-me hoje para a cidade.  –Disse a sereia. Sorte que a coroa fazia ela parecer uma mulher de trinta e poucos e não a criança que ela era como sereia das sombras.

–Bem a votação será mais tarde. Está na hora do almoço, vamos comer? Lembro-me quando cheguei aqui da primeira vez, fiquei super perdido pela grande cidade. Vamos em um restaurante próximo. É um preço bem camarada. – Mario disse saindo da porta e a convidado a segui-lo. –Bem vinda ao reino dos cogumelos Vi.

Vivian sorriu sentindo seu coração aquecer, sem perceber que a coroa debaixo do seu chapéu perdia o brilho.

–Será um prazer senhor Mario. –Ela disse com um olhar quase que apaixonado.

Mario reconhecia de algum lugar essa entonação de “Senhor Mario”, mesmo que ela tivesse uma voz diferente com a coroa ele quase pode ouvir Vivian falando.

Ele sentia saudades da sereia das sombras que estava tentando adotar.

Ela morria de saudade do homem que não poderia desejar ou amar.

Vivian contaria a verdade, ela se enganava dizendo esta mentira… Verdade é algo que as sereias das sombras escondem bem… E mesmo querendo ser humana, a sereia com gênero danificado ainda era enredada em mentiras amáveis.

Como toda bela sereia ela vivia de sonhos.

Fim.

(Fim da primeira parte, talvez tenha uma segunda)

 


Notas Finais


Espero sinceramente que tenham gostado, comentários e recomendações ajudam a história e sempre são muito bem vindos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...