História O sorriso da garota escura - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Morte, Promessas
Visualizações 1
Palavras 281
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente!

Hoje vim trazer para vocês essa história, um One-Shot mais especificamente, que fiz. É bem curta e simples, mas acho que ficou bem legal. Aproveitem!

Capítulo 1 - Capítulo Único - O sorriso da garota escura


Uma garota escura, sem vida, sozinha, vaga por aí. Se lembra dos momentos de alegria e sorri.

Um garoto bem alegre vagava por aí. Ela se lembra dele, e sorri.

Olhando para o velho parquinho, que fora esquecido após o acidente, lembra de bons tempo. Duas crianças alegres e inocentes corriam, brincavam, estavam sendo crianças.

Uma amizade tão real, tão sincera. Mas as coisas boas da vida acabam.

Correndo, tudo parecia bem. O menino foi mais longe, saiu do parquinho, atravessou a rua, ignorando os gritos da mãe.

Um carro passava, uma buzina soava, um impacto foi ouvido. A menina não chorou, não se desesperou, tudo estava bem, tudo TINHA de estar bem.

Gritos de socorro, choros e consolações ainda soavam na cabeça da garota, já sentada em um banquinho mau cuidado do velho parquinho.

Ela olha para o local e lembra dos tempos bons, os tempos fáceis. Sorri.

Se lembra do garoto que prometeu estar sempre ao seu lado, mas não sorri, começa a chorar.

Ele havia mentido para ela. Tudo estava mal, e começava a ficar pior. Nada estava bem, nada tinha ficado bem.

Lágrimas e mais lágrimas, ela chorava desesperada. Precisava de um abraço, precisava do SEU abraço.

Olhava a rua, poucos carros passavam, ela sorri.

A garota escura, sem vida, sozinha continuava a andar, tinha um sorriso irônico nos lábios.

Tudo estava bem.

Lembranças indesejáveis surgiam. Lembranças de bons tempos.

Tudo tinha de estar bem.

Sorrisos, abraços e risadas. Sons e imagens de tempos inocentes passavam rapidamente de uma forma nostálgica em sua mente.

Ele lhe prometeu.

Olhou para o velho parquinho de longe, lembra de tudo, e sorri.

Tudo estava bem, e por isso estava sorrindo.


Notas Finais


Então foi isso, se tiverem algum comentário ou sugestão deixem aqui nos comentários, críticas são sempre bem vindas!

- Bia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...