1. Spirit Fanfics >
  2. O soulmate do meu namorado >
  3. Park Jimin

História O soulmate do meu namorado - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Primeira Fic Jikook.
Tô neuvosa '-'
Espero que alguém leia >,,<

Capítulo 1 - Park Jimin


Fanfic / Fanfiction O soulmate do meu namorado - Capítulo 1 - Park Jimin

Park jimin

Jimin

Jiminshii

Jiminie

Minie

Mochi

Oooh vai se fuder!

Por que eu tinha que ficar escutando repetidamente esse nome? Já não dava mais... Eu tinha a impressão de que já conhecia o cara antes mesmo de conhecer e para a má sorte dele eu já o odiava. 

Sim, ódio puro. 

Porque é um saco ouvir o seu namorado falando o tempo todo. 

"Aaaah o jiminshii é tão fofo" 

  "Aaaaah jiminie é incrível"

"Aaaaaaaaaah o Minie ta voltando pra coreia. Acho que vou morrer!! "

"Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaah eu ainda não acredito que meu soulmate está voltando. "

Okey. Todo mundo tem um limite certo?
Quem no inferno é esse homem que já está comendo o meu juízo antes mesmo de eu conhecê-lo e que merda é isso de Soulmate?

Não é que eu seja inseguro. Na verdade, eu tenho uma autoestima bem gorda. Só que quando o seu namorado não para de repetir o nome de um macho como se esse fosse o próprio Chris Evans na roupa do Capitão América e ainda vem com essa história de "alma gêmea" não se pode evitar ficar um pouco preocupado não é mesmo? Afinal, como você vai competir com isso? Pelo menos espero que ele não pareça o Chris Evans ou eu tô fudido.

Se bem que... não deve parecer nada.

Taehyung já havia descrito esse tal de jimin de tantas formas e tantas vezes que eu até já quase o podia ver na minha frente.

"Os olhos do jiminie fazem uma linha tão linda quando ele sorri. "

"Eu quero tanto voltar a apertar aquelas bochechinhas gordas."

" Dessa vez com certeza eu faço ele sair do castanho"

" Aaaaah eu quero tanto abraçar meu pitoco"

Dentre esses e muitos outros comentários, eu abstraía as frases que ao meu ver eram desnecessárias e só imaginava um garoto baixinho, de cabelo castanho e bochechas sobressalentes, talvez um pouco rechonchudo e mesmo que nunca houvesse sido comentado eu ainda lhe acrescentava um feio óculos fundo de garrafa na cara, e por que não também um aparelho ou um dente faltando? 

Assim eu não tinha muito que me preocupar com o meu lindo namorado compartilhando sua casa com esse tal de "Soulmate".

Ok. Beleza. Eu sei que parece que sou o cara mais inseguro do mundo. Mas vamos aos fatos, nesses dois meses em que estamos juntos o Tae nunca falou de mim com tanto carinho, nem nunca o vi tão eufórico pela minha bela presença, mas foi só saber que o "Soulmate" ( revirando os olhos) estava voltando que saiu gritando para Deus e o mundo e nem se importou em dividir a casa com ele.

O Tae viu o maior aperto que eu passei pra conseguir um apartamento depois de ser despejado do último, pelo simples motivo de não pagar em dia, e nunca, nunquinha havia pelo menos mencionado a possibilidade da minha linda pessoa passar um tempo na sua casa.

Se bem que não seria mesmo a melhor opção, porque ainda era muito cedo para morarmos juntos, mas mesmo assim, só foi Jimin falar um ai e as postas e janelas já estavam escancaradas para ele. Me senti traído, magoado e muito pouco valorizado, mas a casa é dele e eu... acabo de perceber que sou um mero namorado que vai ser trocado muito rapidamente se não tiver cuidado.

Deus, como eu espero que ele não tenha os dois dentes da frente!

- Eu ainda não posso acreditar que o Jimin está voltando amanhã!!

E lá vamos nós mais uma vez...

Tae descia as escadas que levavam até o seu quarto com os braços cheios de sacola. Estava com os olhos brilhando, naquela mesma euforia de semanas atrás, quando soube que o "Soulmate" iria voltar.

Eu queria revirar os olhos e deixá-lo carregar aquele monte de sacolas, que sabe-se lá Deus o que tinham, mas não dava para fazer isso quando o moreno tinha aquele sorriso lindo no rosto.

Que pena que era pela pessoa errada.

- O que é tudo isso? - Perguntei tomando umas sacolas de sua mão. Tentei espiar dentro mais só via plásticos, papéis e mais plásticos.

- Lixo. Tive que desocupar algumas coisas para dar espaço ao Minie.

Ô, é claro.

- Não faz essa cara Jungkook, nós já conversamos sobre isso. - Advertiu me fazendo lembrar nossa última conversa que não havia sido tão conversa assim. Afinal, numa conversa dois lados falam não é mesmo?

Minha resposta foi apenas bufar e revirar os olhos, assim como passar direto por ele para jogar fora o lixo. É, não dava pra evitar, eu realmente estava irritado.

Taehyung me acompanhou.

- Eu já te falei que não tem por que você ficar com ciúmes Kookie. - Falou enquanto jogava o lixo. Então se virou para mim e abraçou minha cintura, descançando a cabeça em meu peito.

Mesmo irritado acariciei seu cabelo. Porque era inevitável.

- Eu não estou com ciúmes. - Menti. Porque é claro que eu estava e Tae sabia tanto disso que deixou escapar uma risada. Então seus olhos grandes pousaram no meu rosto, ainda sorrindo.

- Jiminie é como um irmão para mim Jungkook. Nada a ver você ta pensando essas coisas. - Disse fazendo biquinho.

Acabei fazendo um também.

- Mas você não para de falar dele, dizendo o quanto ele é lindo, fofo, incrível, maravilhoso... - Resmunguei e Tae sorriu.

- Que bobagem. Eu só estou falando a verdade. - Disse me fazendo fechar a cara.

- Ok. Você não está ajudando. - Falei tentando me livrar do seu abraço, mas Taehyung apenas se pegou mais a mim soltando uma risadinha, cruzando os braços atrás do meu pescoço.

- Desculpa, Desculpa. - Disse sorrindo e beijando os dois lados da minha bochecha. Rodeei sua cintura com os braços. - Mas você também é incrível. - Um selinho. - Lindo. - Outro selinho. - Cheiroso. - mais um. - e maravilhoso.

Então eu sorri satisfeito e empurrei seu rosto com o meu para alcançar seus lábios e começar um beijo mais profundo. 

Tae sorriu logo depois que quebrei o contato e acabei sorrindo também, porque afinal, por mais que eu estivesse emburrado, eu não conseguia agir friamente com Taehyung.

- Aaaah, eu não posso esperar para ver meu Soulmate!! - voltou a falar enquanto se saculejava nos meus braços e meu sorriso morreu na mesma hora.

- Ok. Desisto. - Falei e dessa vez me afastei emburrado do moreno só para ouvi-lo resmungar e vir atrás de mim.

- Volta aqui Kookie. - Dizia com um tom brincalhão que só me fez emburrar mais.

Era pecado desejar que o avião caísse?

          **********************

- Ok. O que tem demais nesse garoto? - Perguntei com a mesma irritação de todo o dia. Porque já não aguentava mais Taehyung no meu pé de ouvido sempre repetindo a mesma coisa.

O dia havia passada corrento, já eram 16:00 da tarde e Tae passou cada minuto falando sobre Jimin. Jimin isso, jimin aquilo, Jimin aqui, Jimin aculá.

Saco!

Agora estavamos sentados no sofá, esperando que Jin trouxesse o bolo, para a boa vindas do maldito, mas eu já estava seriamente pensando em ir embora. Há um limite do quanto eu posso escutar o nome "Jimin" por dia e eu estava certo de que já havia estourado o limite hoje.

- Ele é meu Soulmate. - Foi a resposta de Taehyung e eu começei a pensar que aquela era sua resposta para tudo que tivesse relação ao jimin.

Minha vontade? 

Gritar : FODA-SE ESSE SOULMATE, EU SOU SEU NAMORADO, ME DÊ ATENÇÃO.

Mas seria muito patético, então eu só revirei os olhos.

Nesse momento seu celular vibrou e só vi quando ele o pegou e fez uma careta para a tela.

- O que foi? - Perguntei.

- O carro do Jin acabou de quebrar na estrada. Vou ter que ir lá ajudar ele e pegar o bolo. - resmungou e se levantou de mal grado.

- Eu posso ir se você quiser. - ofereci.

- Não. Você é um desastre. Eu te mando pegar um bolo e você me traz um Milk Shake na caixa.

Ok. Me sinto magoado.

- Ei!! - Resmunguei.

Tae sorriu.

- Tô brincando. Mas eu vou mesmo e você fica aqui caso o cara da coxinha chegue. Eu volto rápido. - Disse,e como naquela música, me deu um beijo e foi embora.

Suspirei e me joguei no sofá olhando para o teto. Não era de mim ficar assim tão inseguro, e não era brincadeira, eu realmente estava. Nunca tinha visto alguém tomar tanto a atenção do Tae. Eu mesmo tive que lutar por semanas para fazer o moreno sair comigo. Aish.

Morra Park Jimin. Morra!

Não sei quanto tempo passou, mas finalmente alguém tocou a campainha. Bom, talvez se eu roubasse unas 10 coxinhas, dependendo do tamanho e da quantidade, ninguém notava.

Com preguiça, me levantei para atender o provável "cara da coxinha". Para minha surpresa e desgraça não era ele, nem nada que cheirasse a coxinha.

Abri a porta e perdi o ar. Literalmente perdi o ar. 

Na minha frente estava o sol.

Um garoto de estatura média, cabelos loiros, óculos de sol, touca, jaqueta negra de couro, camisa amarela xadrez, calça preta apertada, sapato também preto. Um garoto fodidamente bonito e fodidamente gostoso estava na minha frente.

Tudo bem que por um momento minha mente simplesmente parou de funcionar ao ver tanta beleza, como era possível gente? Esse cara é um modelo ou só é um filho de afrodite que veio bater aqui na minha, que não é minha na verdade, porta? 

Contudo, do mesmo jeito que minha mente entrou em pane, ela voltou a funcionar em tempo recorde quando notei que o loiro carregava uma sacola e havia uma mala logo atrás de si. 

Oh, merda. O maldito nome veio involuntariamente à minha cabeça. 

Park jimin. 

Minhas esperanças foram ao chão. 

O certo não era ele chegar aqui amanhã? E não, Pior! Cadê o óculos fundo de garrafa, cadê o anão de jardim e acima de tudo CADÊ OS DOIS DENTES FALTANDO?!

Puta merda, eu tava fodido. 


- Desculpa, essa é a casa do Tae? - Sua voz mansa me tirou um pouco do pane que eu acabava de entrar. Quanto tempo se passou? Eu não faço ideia. 


A questão é que Tae havia me prometido um "soulmate adorável", mas isso tava mais pra um "Soulmate Oh, fuck me".

Não, não, não, não. Pode ser um engano, não é jimin, lógico que não, Jimin com certeza é um baixinho careca cheio de espinha com catarro escorrendo do nariz. É isso. 

Não é possível...

- Jimin? - Perguntei contrariando meus próprios pensamentos iludidos e o garoto me olhou confundido. Por um momento achei que era realmente um engano, até que ele foi abrindo um sorriso.

- Ao vivo e a cores. - Disse sorrindo.

Tudo o que eu pensei? 

Fudeu.

Aquele era Park Jimin?! Por que Taehyung não disse que seu nome na verdade era Park Fodidamentebonito Jimin?! 

Tragam o Chris Evans de Volta!! 


Notas Finais


Park FodidamenteBonito Jimin venha ni mim nego ♡♡♡
AAaaaaah, tudo bem com vcs ?kkk
Espero que tenham gostado >,,<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...