1. Spirit Fanfics >
  2. O Stripper e a Garçonete >
  3. Primeiro Dia de Trabalho

História O Stripper e a Garçonete - Capítulo 6



Notas do Autor


Eae galera! Mr_Sasuke e Srt.Saky aqui, nós não morremos! Depois de MESES retomanos com esta fiction maravitop! Pedimos-lhes desculpas pela demora, mas Saky e eu temos muitas coisas a fazer no dia a dia, e ela mais ainda. Então tem sido difícil acha-la disponível para postarmos. No momento não estamos tão atarefados como de costume, mas vamos tentar tornar rotineiro as postagens dos capítulos. Sem mais delongas, esperamos que gostem e que tenham uma ótima leitura!

Capítulo 6 - Primeiro Dia de Trabalho


Fanfic / Fanfiction O Stripper e a Garçonete - Capítulo 6 - Primeiro Dia de Trabalho

Depois de ter voltado para casa, Sakura não via a hora de chegar à noite do próximo dia, estava empolgada para saber como será seu primeiro dia de trabalho, e que ainda por cima, é um dia na qual teria que usar uma fantasia de coelhinha. Ficara um pouco apreensiva por conta disso, mas lembrou-se que se tratava do seu emprego, não poderia se sentir desconfortável, já que não será nem a primeira e nem a última vez que terá que usar algum tipo de fantasia.

E como se o tempo estivesse a seu favor, o dia seguinte já havia chegado, e Sakura acordara mais cedo do que de costume..

- Que horas são em? – perguntava a si mesma bastante sonolenta e bocejando.

“São 5:30 da manhã, flor. Você acordou mais cedo do que de costume. Não me lembro de você ficar tão entusiasmada assim quando ia para a facul.” – dizia sua inner.

Sakura estava vestida com uma blusa curta de cor rosa com um panda no meio e também uma calcinha de cor branca com o mesmo panda na parte da virilha.

- Acho que estou um pouco ansiosa sim, afinal, é o meu primeiro dia de emprego, estou eufórica para saber como vai ser. – Dizia Sakura ainda deitada em sua cama, muito sonolenta.

Acho que sua euforia tem um fundamento a mais, acho até que tem um nome e sobrenome. quem será em? Se não me engano ele se chama Sasuke Uchiha, não é mesmo?

- Erm, bem... Vê se não enche, já cedo você vem com essas sua ideias pervertidas!? – Diz Sakura quando ficara um tanto corada só em sua inner tocar no nome de Sasuke e quase ter concordado com a mesma.

Eu sou você querida. Quem é a pervertida aqui? E pare de dar uma de fresca em falar que não se importa ou não sente algo por aquela delicia do Uchiha.

- Tudo bem, você venceu! Admito que o acho lindo, gostoso, maravilhoso e tal, mas não pense que eu vou ficar caindo de amores por ele a primeira vista. O que acha que eu sou? Ainda nem o conheço direito. Na verdade não sei absolutamente nada sobre ele. Tudo o que sei é que ele é bem misterioso e... – Sakura volta seus pensamentos para o momento em que viu o Sasuke e ele lhe deu um sorriso de canto.

Isso! É desta sensação de que estou falando. Mesmo que ainda não sinta algo profundo como amor pelo Sasuke, há uma certa admiração pela a aparência dele. Um desejo inexplicável. Isso prova cientificamente que você não passa de uma pervertida em potencial. ”

- Ai, para de falar. Você é muito chata. – Sakura ergue seu tronco e fica sentada em cima da cama. - Tudo bem, eu posso até ser pervertida, mas pelo menos não sou atirada e sei como me comportar nessas situações. Tenho pensamentos impuros? Sim! Mas, qual é o problema? Quem nunca teve, ainda mais com um homão lindo daquele? E isso não significa que vou ficar que nem cachorrinha no cio atrás de macho não, viu!? – Naquele instante, Sakura se levanta da cama e vai até o banheiro em seu quarto.

Tudo bem, não ta mais aqui quem falou. Mas já que você tá toda cheia de não me toque hoje, é melhor eu te lembrar que eu só existo porque você quer que eu exista! Basta estalar os dedos que eu sumo de uma vez por todas. Afinal, eu não passo de ser você mesma, sua personalidade extrovertida.

- Drama Queen! – Finalmente Sakura e sua consciência para de discutir. Por sua vez, Sakura se dirige ao banheiro e escova seus dentes e lava o seu rosto.

Sakura detestava acordar muito cedo por motivo algum. Então, ela precisava fazer algo para se distrair ou iria morrer de tédio até o horário de seu primeiro dia de trabalho. Começou por fazer seu café da manhã; Preparou um suco de maracujá e fez sanduíches recheados com queijo e presunto. Pegou uma maçã e começou a comer. Em seguida aproveitou o tempo livre para arrumar sua casa. Não estava muito suja, pois era sempre bem organizada e limpava a casa diariamente, mas ela tinha que ter algo a fazer, não!?

Após a sua faxina de rotina, que durou apenas uma hora e meia. Sakura estava a procura de seu pen-drive com suas músicas preferidas para pôr em seu home no último volume e cantarolar enquanto corria e pulava pela casa com o controle remoto na mão, fazendo-o de microfone. A primeira música que ela estava a ouvir era Sweet Child O' Mine da banda norte americana Guns N' Roses. Era uma de suas músicas preferidas e por isso estava na primeira da lista.

Depois de ouvir, cantar e dançar muitas músicas na sua playlist do Guns, Sakura não demonstra nenhum pingo de cansaço e decide fazer o seu almoço, já que o tempo voa quando se está distraído e já eram 12h45. Ela se dirige a sua cozinha americana e olha na sua dispensa pensando no que ia fazer para comer. Depois de muito pensar, ela desiste e vai até a geladeira. – Nar.. Bateu uma puta preguiça agora. Vou é esquentar uma lasanha e pronto. Ainda bem que semana passada eu comprei logo umas cinco, justamente caso chegasse nessa situação. Hahah!

Tu come tanta porcaria e continua esbelta desse jeito. És literalmente magra de ruim, viu...” – dizia sua inner.

- Eu sou gostosa de natureza, filha. Tá pensando o quê? Acha que eu fico pulando pela casa quando ouço música atoa? É pra queimar as calorias que ganho ao comer coisas gordurosas. – Dizia Sakura confiante de si mesma enquanto olhava para o micro-ondas girando sua lasanha.

Gostaria de ver essa sua auto-confiança na frente dos outros. Principalmente de você sabe quem. Hahah!”

- Bem, eu não vou revelar meu eu verdadeiro na frente de desconhecidos, né? – Sakura sorri, fecha os olhos e coça o nariz. – Não que ser tímida não seja parte de mim, mas eu também não sou boba de ficar extravasando assim e pagar mico na frente dos outros. – Sakura pega o prato com a lasanha e põe em cima do balcão da cozinha e senta-se em um dos bancos.

Não há nada de errado em elogiar a si mesma. É bom as pessoas verem que você se sente bem consigo mesma e que tem amor próprio. Isso é satisfatório para aqueles que a admiram e odioso para quem a odeia. Não que há alguém nesse mundo que possa te odiar.”

- Sim, você está certa, mas também não quero que pensem que sou metida e nem nada do tipo. – Diz após dar sua primeira garfada.

Deixem achar, ora! Basta fazer com que eles a conheçam de verdade depois e você verá como eles admitirão que estavam errados.”

- Sabe... As vezes é bom ter você na minha cabeça pra me dar esses tipos de conselhos. – Sakura sorri e leva outra garfada de lasanha a sua boca.

Como assim só “as vezes” devo te lembrar que já lhe livrei de muitas enrascadas? Eu até tô me arriscando aqui em falar para você se soltar mais. Mostrar quem você é por trás da sua timidez, ameaçando minha existência e ainda assim, só sirvo as vezes para você...”

- Ah, não diga isso. Não é como se você fosse sumir de uma vez, né? – Sakura não obtem resposta. – Alô? Tem alguém aí? Terra para Inner Sakura! – Ainda sem resposta Sakura volta a comer. – Ficou chateada de novo... Eu mereço...

Após terminar uma conversa que se iniciou tranquila com sua inner e terminou de maneira trágica, Sakura volta para sua refeição e, após limpar o seu prato, ela devora um pote inteiro de sorvete de morango, jogando o pote vazio na pia quando terminara de tomar o sorvete.

Ainda restava muito tempo até o horário de trabalho, então, ela decidiu pegar um de seus livros da sua coleção que estava na estante de seu quarto e sentou-se na cama para ler um pouco. Pegou um óculos com armações de cor rosa, mas eram apenas para descanso. Usava para ler e outras atividades como jogar em seu notebook e consoles.

O tempo passou e já estava na hora de se arrumar para sair. Sakura olha a hora e vai até o banheiro para banhar-se e se arrumar. Após acabar o seu banho, ela veste uma calcinha e sutiã de cor vermelhos, uma saia de cor preta na altura dos joelhos e uma camisa preta com mangas longas, calçou meias pretas e longas até as coxas e uma bota de cor preta.

Tá de luto, é?

- Não consegue ficar muito tempo sem me importunar, não? Bem, você sabe que gosto do preto tanto quanto o rosa e o vermelho. – Dizia Sakura sorrindo enquanto colocava sua fantasia em sua bolsa.

Hum...”

Sakura pega suas chaves e sai de sua casa indo direto à um ponto de taxi para ir à boate.

<<< Na Boate Doce Pecado... >>>

Depois de esperar horrores por um taxi e chegado na boate horas depois...

Sakura finalmente chegara à boate, e encontrara as meninas se arrumando, duas estavam prontas, eram Karin e Mabui, que a olhavam de canto de olho, sem nem sequer falar-lhe um “oi”.

- Seu primeiro dia e já está atrasada? – provoca Karin saindo do camarim onde todas estavam juntas se arrumando – Que decepção! Acho que Orochimaru não irá gostar disso. É melhor desistir, rosinha! Rs. – ao finalizar suas ultimas palavras, sai arrastando Mabui consigo.

- Aff – diz Sakura revirando os olhos – Qual é o problema dela, afinal?!

- Não liga pra ela Sakura. – diz Hinata se aproximando – Ela é assim mesmo, principalmente com novatas como você, mas logo você se acostuma com o jeito dela.

- Não creio que me acostumarei com essa essa ruiva oxigenada. Também não tenho a obrigação de agrada-la ou esperar que ela se agrade comigo. No entanto, ela não me conhece e, caso procurar muita graça comigo, eu não responderei pelos meus atos. – Disse Sakura com um olhar penetrante e sorriso malicioso.

Na virada do corredor, encostado na parede estava a silhueta de alguém que ouvia toda a conversa.

- Bem, hahah! Você não foi a única que não simpatizou com a cara da Karin de início. Ela só sente a necessidade excessiva de chamar a atenção, mas depois ela se acostuma com os novos rostos e mostra um lado até que divertido. – Dessa vez Samui que se pronuncia. Ela estava se maquiando e olha para Sakura e Hinata através do espelho.

- Sabe, Samui? Desde a primeira vez que pisei aqui, percebi o olhar dela sobre mim. Não sei o porquê, mas tenho certeza que ela não foi com a minha cara ou ela se acha ameaçada por mim. É bom que eu não preciso fingir que gosto dela pelo menos. – Diz Sakura que retira sua bolsa do ombro e coloca em cima de uma mesinha localizada no canto da sala.

- Uia! Já gostei de você, Saky! Posso te chamar assim?– diz Samui com um sorriso no rosto a olhar para Sakura.

- Fique a vontade, Sam! – Sakura retribui o sorriso.

- Então, meninas! Vamos nos arrumar!? Já está quase na hora de abrir a boate! Devemos estar preparadas, porque hoje isso aqui vai lotar! Os ingressos se esgotaram em menos de duas horas! É uma loucura de mulheres pervertidas só para ver os garotos dançarem e tirar a roupa! – diz Hinata.

As três riram de leve pelo o que a Hinata havia dito.

- É mesmo! Hoje é aquela apresentação especial que tem de vez enquando aqui na boate. Por isso das nossas fantasias. Hoje Sakura, você verá de camarote, e sem pagar nada, a melhor apresentação da boate, Sasuke e Naruto juntos, os melhores strippers. Mas também veremos duas devassas que terão um showzinho, digamos “particular” feito pelos rapazes. – Finaliza Samui.

- Como assim, Samui, quem são? – Pergunta Sakura enquanto trocava-se.

- Quando for chegada a hora, você saberá! – Respondeu.

A pessoa que estava de braços cruzados, escutando a conversa, se desloca do local e some de vista.

Ao termino da conversa, as três terminam de se arrumar, saem do camarim, e rumam em direção ao grande salão aonde aconteceria o show.

E como Hinata havia falado, realmente a boate estava lotada hoje. Muitas mulheres eufóricas gritando todo o tipo de coisa desde palavrões até palavras pervertidas e de sacanagem com o intuito de chegar aos ouvidos de Naruto e Sasuke.

Sakura ficava um pouco sem jeito com alguns olhares direcionados para si, feito por algumas mulheres que pareciam não terem se “simpatizado” com a nova garçonete.

Uma vez ou outra bufava de descontentamento, mas como era seu trabalho servir os clientes, ou melhor dizendo, para a sua infelicidade, suas clientes, já que eram todas mulheres, infelizmente pensava Sakura.

Que saco! primeiro dia de trabalho e temos que ver a cara dessas lacaias e horrorosas nos encarando, nem pra ter um homem gostoso pra gente servir uma bebida pelo menos em? Aff, a vida é injusta!” – dizia em lamurias sua inner.

- Não exagera! Mas tenho que concordar que é um saco ficar vendo a cara dessas mulheres que parecem que nunca viram um homem na vida, e as caretas que fazem pra mim, é um saco, mas é o meu trabalho agora, tenho que me acostumar. – diz Sakura baixinho para que ninguém a escutasse e a achassem louca falando sozinha.

Ao longe do palco onde os rapazes já estavam posicionados, Sakura pode ver que, com um pouco de dificuldade, ambos estavam com um roupão preto, botas pretas nos pés, e na cabeça uma espécie de tiara com duas orelhas brancas de coelho.

O my God! Já to me sentindo com calor aqui! Ai meu coração, assim eu enfarto, quanta gostosura num homem só! Uchiha venha apagar meu fogo pelo amor de Deus!” – gritava e virava pirueta sua inner, não se contendo com o que estava vendo.

- Dá pra parar com isso? – repreendia Sakura, num tom de voz bem baixo. – Você só está o vendo de roupão e já ta toda assanhada desse jeito? Quando eles forem tirar a roupa você enfarta então.

Com certeza eu enfarto! Enquanto você fica trabalhando ai, eu vou buscar minha pipoca e assistir ao show dos strippers, já que eu não to pagando mesmo, até mais fofa!”

- Eu mereço! Acho que é uma conspiração do universo contra mim, não é possível! – Diz sakura.

- SAKURAAAA... – gritava ao longe Hinata que vinha seguida de Samui.

- TO AQUIIII... – grita Sakura em resposta.

Hinata e Samui se aproximam de onde Sakura estava.

- Venha, achei um cantinho pra gente poder assistir o show dos rapazes, já que não estamos trabalhando muito mesmo! Hahahaha – diz por fim Samui.

Sakura e Hinata concordam, e as três rumam em direção ao cantinho que Samui disse que havia achado.

Quando chegaram ao cantinho, o show dos rapazes já havia começado. Tanto Sasuke e Naruto, já haviam tirado o roupão preto que usavam.

Sakura ficou impressionada com a beleza do corpo dos rapazes, mas precisamente do Uchiha. Ambos usavam uma cueca Box branca, com um rabinho de coelhinho do lado de trás, nas nádegas. E ao som de “Everybody Needs A Man”, Sakura estava tão fixada na imagem do Uchiha ali na frente se apresentando que nem percebeu sua nova amiga Samui falar. - Ei Sakura?

- O...oi Samui, pode falar! – Sakura.

Perdeu até o ar com o Uchiha gostosão em Sakura? Vamos admitir que ele é muito gostoso, e estou adorando vê-lo parecendo um coelhinho da Playboy! Ai que homem lindooooooo!” – dizia sua inner, enquanto Sakura não havia lhe respondido, já que estava com as colegas de trabalho.

- Não fique empolgada não Sakura, que agora vem aquilo que havia te contado. – diz Samui.

Sakura não entendia o que a colega se referia, mas percebeu que Sasuke e Naruto estavam trazendo de lá de trás do palco duas cadeiras.

O que será que eles vão fazer com aquelas duas cadeiras em

Sakura não dera muito ouvido a sua inner, apenas ficara com o olhar fixado ao palco para ver o que aconteceria logo em seguida. Percebeu que encima do palco, onde os rapazes estavam, subiram duas mulheres. E mesmo não gostando de admitir, as duas eram muito bonitas.

- O que aquelas duas estão fazendo juntas dos rapazes? – pergunta Sakura um pouco incomodada.

- Preste a atenção que você verá, Sakura! – lhe responde Samui.

E foi o que fez, prestava atenção em cada detalhe, sem passar nada despercebido pelos seus olhos.

E o que estava vendo a incomodava. Agora entendera o que Samui quis dizer em “showzinho particular” que os rapazes fariam.

Quem é aquela baranga de cabelos castanhos com o meu Sasukinho? Que negocio é esse dele ficar se exibindo pra ela, e ainda por cima, ele a deixa tocá-lo!? Ah não, isso não vai ficar assim! Se eu pegar essa maldita eu a mato! E sai de perto do meu Uchiha, sua oferecida!” – gritava sua inner, também incomodada com aquela mulher que Sasuke dava toda sua atenção.

- Quem é aquela de cabelos castanhos em que o Sasuke está fazendo um “showzinho particular?” – gesticula suas duas ultimas palavras fazendo aspas com as mãos.

- Aquela com o Naruto, é a Pakura, uma garota punk e guitarrista de uma banda famosa na Europa. Esses dias ela começou a pagar um grande valor para ter esse “showzinho particular” com o Naruto. Já aquela com o Sasuke, seu nome é Mei Terumi. Foi intitulada a Miss Espanha, considerada a mulher mais linda do país. E já faz muito tempo, desde que abriu a boate, que ela paga um grande valor para ter esse “momento” com o Sasuke. – lhe responde Samui.

- Ela parece meio oferecida, não acha? – questiona Sakura.

- Sim. Também acho. Mas como ela paga um preço bem alto, Orochimaru não tem o porque de reclamar, afinal, aumentara a renda da Boate e os dias com apresentações especiais também aumentaram. – Disse Hinata que percebe a expressão de desgosto de Sakura. - Mas não se preocupe Sakura, os garotos apenas fazem seu papel, nunca se envolve com nenhuma mulher que entram na boate, mesmo fazendo esse tipo de apresentação.

Sakura nada respondeu, apenas deixou-se levar por seus pensamentos. - Mei Terumi... Será que o seu interesse em Sasuke seja só para ele se exibir pra você ou alguma coisa a mais? É claro que é algo a mais! Desde quando uma mulher paga um alto valor só pra ver um homem dançar exclusivamente perto e só pra você? Aí tem, e eu vou descobrir o que você pretende Mei Terumi! Afinal, você não é a única que queira algo do Uchiha, mas diferente de você, eu não me humilharei, pagando só pra poder vê-lo e tocá-lo, e nem sendo uma cachorrinha atrás de macho, tenho meus métodos e princípios, diferentes de uma oferecida como você! - E a noite foi-se passando com Sakura e seus pensamentos sobre a mulher misteriosa, Mei Terumi.


Notas Finais


Meus amores aqui é a autora Saky, pra deixar vocês meninas mais animadinhas deixarei o link da musica da apresentação dos meninos, é só a musica, porque o videio em si não tem muito a ver com a apresentação deles, apenas a musica, e como adooooro esse videos, quero compartilhar com vocês, afinal sou mulher também né? E curto essas coisas sabe? kkkkkk kkkkkk

https://www.youtube.com/watch?v=g8ROP78SIws&list=LLgIJS8nKffvyLroYlod7cYw&index=29


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...