História O Substituto - (KakaSaku) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Maito Gai, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shizune, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yamato
Visualizações 645
Palavras 3.824
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu já tava me remoendo pra poder colocar essa fanart aí
Mas antes de tudo, mas antes desse maravilhoso capitulo (modéstia parte), eu quero que vocês assistam esse vídeo e vejam o quão foda é :3

link: https://www.youtube.com/watch?v=95hALl_W8V0

É um Rap do Kakashi, do canal Kêita Beats.

E sim, eu escrevo escutando essas coisas, por exemplo agora tô escutando o Rap do Madara, do Player Tauz. Eu sei que ele lê a minha fanfic (sqn) então vou mandar um beijo pra ele, porque ele é fodão :3

Capítulo 10 - Insanidade


Fanfic / Fanfiction O Substituto - (KakaSaku) - Capítulo 10 - Insanidade

Foi como a junção de dois imãs, os lábios se tocaram de forma indescritivelmente delicada e quente ao mesmo tempo, apenas se tocando, os lábios mexendo lentamente, de forma ousada ela mordeu levemente os lábios dele, puxando-os um pouco para si. 
Ele desceu novamente para a cintura dela e a puxou de encontro com seu corpo, enquanto que ela enlaçou seu pescoço infiltrando as mãos no cabelo dele.

De vagar, ele pediu entrada com a língua, que foi logo concedida e foram descobrindo juntos cada canto da boca um do outro, ela parecia estar insegura, mas logo foi se deixando guiar por ele, que fazia movimentos lentos e leves para não assusta-la. 
As línguas pareciam dançar uma bela musica lenta, enquanto o veludo dos lábios dela acarinhavam os dele, foram assim se separando com pequenos selinhos, respirações ofegantes e testas unidas, com olhos fechados ainda. 

Ele percebeu que ela parecia se afastar de proposito, apenas para senti-lo chicotear seu corpo ao dela, quando puxava novamente para perto. 

Abriram os olhos juntos e se olharam, sorrindo cúmplices, logo beijando-se de novo, de forma mais intensa, agora ele apoiava os braços na estante e ela segurava a cintura dele, as línguas já travavam uma guerra entre si por espaço e suspiros pesados eram escutados e produzidos por ambas as partes. Ela subiu uma das mãos para os cabelos prateados e começou a bagunça-los mais do que já estavam, puxando de leve, sentiu a pele arrepiar quando ele parou de atacar seus lábios e desceu para o seu pescoço depositando ali inúmeros beijos e mordiscadas. 
Ambos sentiam que a qualquer momento pegariam fogo, principalmente ele. Kakashi já sentia sinais de vida por seu corpo e em um lapso pequeno de sanidade no meio de tanta insanidade, parou ali. Se afastando minimamente e tirando o Icha Icha do bolso, cobrindo o rosto deles e selando rapidamente os lábios agora meio avermelhados dela. 

Os dois ainda respiravam ofegantes e se olhavam de formas diferentes, ela sorria por vê-lo sorrir sem mascara e totalmente encantada com a beleza dele, enquanto que ele sorria por ter conseguido colocar pra fora seus sentimentos. Mas por dentro, Kakashi estava preocupado, pensou ser só uma fixação, pensou que se a beijasse isso tudo iria passar e ele voltaria a ser como antes, mas estava acontecendo o contrário, ele sentiu vontade de ir até o fim, ali e agora, com ela. Mas não faria nada que ela não quisesse, de fato estava ajoelhado, jogado, acabado aos pés daquela garota. 

- Você cobre o rosto porque? - perguntou afagando de leve o rosto dele, que fechou os olhos ao sentir o carinho dela 

- Eu... - ele tentava dizer, enquanto a mãozinha danada passeava por seu rosto, passando a ponta dos delicados dedos por sua expressão de desejo, por seus lábios finos, seu nariz e até mesmo pela sua cicatriz, que ela percebeu ser mais funda do que parecia e mesmo assim não deixava de ser belo. 

- É lindo. - dizia ela enquanto passava a mão pelo rosto finalmente descoberto em sua frente 

-... Não consigo raciocinar direito com você aqui tão perto. E... F-fazendo o que você tá fazendo... - ele nem sabia direito o que estava saindo de sua boca, estava enlouquecendo de novo, essa menina tinha mais poder do que imaginava ter. 

Ela soltou uma risada baixa e parou, fazendo ele abrir os olhos com o cenho franzido 

- Porque você parou? - perguntou com uma ponta de desapontamento 

- O que? - ela riu cobrindo a boca - Você pediu pra parar... 

- Eu? Quando eu disse isso? - ele se deixou rir pela primeira vez sem mascara perto dela, que ficou com cara de boba ao ver aquele sorriso e só então percebeu uma pintinha perto do canto esquerdo da boca dele. 

- Que fofinho - disse e tocou nela fazendo ele parar de rir e ficar sério. 

- Não. - disse serio - Não sou fofo. 

- Claro que é - sorriu 

- Para... - disse suavizando a expressão e corando pela primeira vez, fazendo ela rir e se aproximar de novo dele, que enfim se depara com a situação finalmente. - Espera. 

- O que foi? - perguntou confusa. 

- Nós... - ele olhou para os lados e percebeu que estavam no corredor principal das estantes. - Céus... Alguém poderia ter visto... Eu... - passou as mãos pelo cabelo e em seguida cobriu o rosto de novo - Acho melhor não contar sobre isso a ninguém. 

- Porque? Preciso dizer como foi o meu primeiro beijo pra alguém, ué - disse ela como se fosse algo normal, mas ele arregalou os olhos surpreso. 

- Seu primeiro beijo foi comigo? - Kakashi nunca tinha sentido o ego tão inflado como agora e ao mesmo tempo se sentiu um babaca por ter sentido vontade de continuar e ir além daquilo. - Olha... Me desc-

- Não vem com essa de pedir desculpas por ter me beijado, não. É muito clichê de filme, isso - disse e cruzou os braços emburrada. 

- Como você consegue? - ele sorriu por baixo da mascara, fazendo ela desemburrar e franzir o cenho confusa 

- Consigo o que? 

- Passar de extremamente perigosa, para fofa em questões de segundo - disse e tocou a ponta do nariz dela 

- Ah, cala a boca Kakashi-sensei - virou o rosto se emburrando de novo. Então sorriu travessa - Só deixo você me chamar de fofa com uma condição 

- Qualquer coisa, por isso - disse ele tranquilo, guardando o Icha Icha no bolso, 

- Quero ver a pintinha outra vez. - sorriu totalmente corada 

- Ah... Bem, eu posso viver sem te chamar de fofa, então. - disse ele e ela ficou séria. 

- Kakashi-kun!! - ela bradou e ele sentiu uma batida do coração falhar 

- Kakashi-kun? - perguntou ele com um meio sorriso - Hm, gostei. 

- Espera... - ela puxou o braço dele e viu o relógio - Nós ficamos tempo demais aqui... É melhor eu ir. - disse ela se afastando e sendo puxada em seguida de novo

- Calma, eu quero me despedir - disse ele e baixou a mascara, mas antes que pudesse se aproximar pra beijar os lábios da rosada, percebeu ela olhando pra pintinha dele - Será que da pra parar de encarar ela assim? Isso me agonia. - revelou ele a fazendo cobrir o rosto na camisa dele enquanto ria do tom indignado da voz dele 

- Eu gostei dela - disse ela e selou a boca dele , mas antes que ele pudesse aprofundar o beijo, ela separou seus lábios com uma mordidinha. - Mas agora eu tenho que ir pra aula de Ed.Física. - disse e foi finalmente, deixando um Kakashi na mesma posição, um braço pairou no ar, enquanto o outro estava apoiado no estante e a cabeça meio abaixada. Ela saiu com o livro que queria em mãos e foi com um sorriso maior que sua testa, um sorriso maior que seu rosto, um sorriso que ela não conseguia retirar do rosto de forma alguma. 

- Já vi que se acontecer alguma coisa, quem vai tomar no cu sou eu... - resmungou ele e arrumou novamente a mascara no rosto, arrumou os cabelos e tentou se recompor, nem se lembrava o que diabos ia fazer ali na biblioteca. Ah! É verdade, era pra elaborar a aula do 3o ano... Ele decidiu fazer qualquer coisa na ultima hora e saiu da biblioteca sem nada diferente. 

Foi para a sala dos professores e encontrou com Guy. 

- Guy? O que faz aqui? - franziu o cenho "Que porra é essa? Será que ela mentiu?" ele pensou quando viu seu amigo sobrancelhudo ali. 

- Ah, Kakashi, até que enfim. Deixei Lee e meu ajudante no comando enquanto procurava você. 

- Ajudante ? - franzi o cenho - Não conheço. 

- Ah sim... - ele coçou a nuca olhando pro lado - É Kayo. 

- Hm, e o que quer comigo que o fez deixar sua preciosa aula de lado? - cruzou os braços. 

- Quero que você lute comigo, como nos velhos tempos para mostrara aos nossos alunos o verdadeiro poder da juventude 

- Quer apanhar na frente deles? É isso? - tirou sarro 

- Você até poderia ter sido o melhor naquela época, mas agora eu estou muito melhor. 

- Eu confio em você, Guy. Mas estou com preguiça. - espreguiçou e foi em direção a maquina de café e encheu um caneca pra si

- Entendo... Não precisa ter vergonha de sentir medo - ele estava levando a caneca aos lábios quando ouviu aquilo e sorriu diabolicamente fechando os olhos. Deixou a caneca cheia ali mesmo e estalou os punhos. Fazendo o mesmo sorriso desafiador aparecer nos lábios de Guy. 

-Onde é que eu tenho que ir, pra resolver essa porra? - olhou para Guy sem desfazer o sorriso no canto dos lábios 

- Vem comigo pra quadra, eles devem estar esperando. - Ele respondeu no mesmo tom e com o mesmo sorriso 

- Certo. - disse e tirou os suspensórios, deixando eles caídos mesmo e desabotoou alguns botões da camisa, dobrou as mangas até o cotovelo. e tirou os óculos de grau que usava, guardando na mochila que estava na sala. 

- Que vença o melhor, meu caro rival. 

- Desejo boa sorte, como nos velhos tempos. - respondeu Kakashi 

Então apertaram as mãos e foram para a quadra, fazer uma demonstração de taijutsu para os alunos ali presentes. Com as regras do torneio que teria em breve na escola. Já tinha um tatame ali e todos os alunos e alunas estavam sentados no chão ao redor do tatame, esperando o tal convidado que o Guy-sensei disse que chamaria. Mas quase todos ficaram assustados quando Kakashi entrou ao lado de Guy na quadra. 

- O que? 

- O Kakashi-sensei?

- Como assim?

- Guy-sensei vai judiar dele, tadinho... 

- Caramba... 

- Ele vai matar o professor Substituto 

Cada um reagiu de alguma forma, em todos os lugares que Kakashi aparecia, causava rebuliço entre os alunos, sempre. Cochichos e comentários sobre o professor sem rosto, slender-man, feio, boca de tracajá, espírito da meia noite e fantasma da ópera. Alguns pensavam que ele era muito feio, outros que ele era metade zumbi, mas alguns achavam até charmosinho. Mas só tinha uma pessoa ali que sabia como era de fato aquele belo rosto, essa pessoa de cabelos rosados estava ali, olhando pra ele com aquele estilo todo despojado e preocupada com ele. "POR KAMI-SAMA!! ELE FICOU LOUCO? SE ACONTECER ALGUMA COISA COM ELE, EU JURO QUE VOU MATAR O GUY-SENSEI! CHANAROOO!!! ... Quem diabos vem praticar taijutsu com roupa social? Ai Kakashi... Toma cuidado"  A mente da menina estava surtada, mas por fora ela parecia neutra. 

- Bom, vamos começar com a regra básica. - disse Kakashi em voz alta, fazendo os murmurinhos se acabarem. - Nunca em hipótese alguma subestime seu oponente, pois se deixar a guarda baixa, isso pode acontecer. - Assim que ele disse "isso pode acontecer" ele pegou Guy desprevenido e lhe deu um mata leão, fazendo todo mundo ir a loucura e gritar com a demonstração. 

- Exatamente... Ka-kashi... - Guy passou a perna por trás derrubando Kakashi e se libertando - Mas acredito que a estrela dessa aula sou eu. - disse Guy pronto para o proximo golpe, quando velozmente Kakashi esquivou e se levantou rápido, todos os alunos estavam gritando e fazendo todo tipo de barulho. 

- AAH É ISSO KAKASHI-SENSEEEI!! - Gritou Naruto descabelado 

- WOW!! QUE INCRÍVEL, GUY-SENSEI!! ISSO É DEMAIS! - Lee gritou com bravura no olhar 

- É ASSIM QUE SE FAZ!! - Gritou Kiba batendo palma 

- É a primeira vez que eu vejo o Guy-sensei ser pego de surpresa por alguém... - comentou Shikamaru para Chouji que estava ao seu lado, atrás de Sakura. Que sorriu de certa forma orgulhosa, não sabia bem o porque, mas estava orgulhosa. 

- De fato, nunca pensei que Kakashi-sensei fosse capaz de lutar tão bem... - respondeu Chouji. 

A Luta seguia emocionante entre chutes e desvios, socos e pulos. Kakashi acertava uns, Guy acertava outros. Mas ambos eram velozes e fortes, muito fortes. 

- Não cairei nessa duas vezes, Kakashi - disse Guy desviando de um chute que levaria no queixo. - Você nunca mais vai acertar meu queixo. 

- Não cantaria vitória antes do tempo, Guy. - disse ele estranhamente calmo. E esquivou velozmente para a direita de um soco - Ainda estou aquecendo - provocou e fez com que os dois começassem a rir. Enquanto os alunos iam a loucura. 

- Nossa... O Kakashi-sensei parecia ser tão na dele... - comentou Hinata ao lado de Sakura... 

Guy foi acertado em cheio na bochecha por um soco e cambaleou para trás, fazendo Sakura soltar um gritinho de susto esganiçado e tampar a boca em seguida. Seu grito chamou a atenção de Kakashi que a olhou e acabou levando um soco também. 

Ele caiu, mas quando Guy foi pra cima, ele rolou para o lado e se levantou com a guarda firme novamente. Partiu pra cima com uma sequencia de chutes, das quais Guy foi desviando. Mas acabou levando uma joelhada. Se afastou um pouco. E riu de novo limpando o suor de sua testa e Kakashi o provocou o chamando com a mão. Apenas aquele movimento fez a turma toda gritar de novo 

- WOOOOOOOOOOOOOOW!!!! 

- É ISSO MESMO KAKASHI!! ACABA COM ELE, MEU AMOR! - gritou Sakura no calor do momento, em emio aos outros gritos 

- Saky... Você chamou o Kakashi-sensei de "meu amor"? - perguntou Ino confusa. 

- Oi? - ela se assustou e tentou disfarçar - Não, sua louca. Eu disse "Acaba com ele, professor". - disse ela e sentiu uma gota de suor se formar e descer pela lateral de seu rosto. 

- Hm... Okay - disse a loira sem se convencer daquilo. 

Kakashi também ouviu o "meu amor" e foi aquilo que engatilhou ele a continuar firme na luta e então tentou o mesmo golpe de antes, com um movimento diferente, conseguindo acertar em cheio um chute no queixo de Guy. Exatamente como quando eram crianças. Guy caiu e Kakashi estalou os dedos e colocou as mãos no bolso com sua cara de tédio normal. 

- Bem... Parece que certas coisas, não costumam mudar. - falou enquanto todos os alunos ficaram em silencio de novo, por ver Guy derrotado pela primeira vez em muitos anos. - Você disse que não iria cair no mesmo truque duas vezes, mas acho que não foi bem assim. - ele riu e estendeu a mão para Guy que aceitou e se levantou rindo junto. 

- Você realmente é o mesmo, meu velho amigo - eles se abraçaram e viraram pra turma 

- Você realmente está mais forte do que eu esperava, acredito que se eu tivesse baixado a guarda, você teria ganhado, mas minha fama de invecto continua intacta - disse Kakashi 

- Bem... Ainda esse ano, eu consigo. - disse Guy se auto desafiando, então finalmente se direcionou para a turma - Bom, as lutas devem ocorrer exatamente assim e se não forem tão rápidas quanto essa, vão ser divididas em dois tempos. Também quero apresentar a vocês o meu novo assistente. Kayo. - disse e apontou para o de pele levemente amorenada e cabelos rosados. - Por favor, se apresente. 

- Hai. - disse a voz grossa atrás dele, se colocando a frente - Sou Kayo, professor de Ed.Física e estou quase me formando, vou ser assistente do Guy para concluir o estágio e poder ministrar aulas de fato. Podem me pedir ajuda para qualquer coisa e é provável que eu esteja nos mesmos horários que o Guy na escola. - disse ele e em seguida se curvou. Voltando para o seu lugar. 

- Kayo e Kakashi, estarão no time de monitores do torneio de Taijutsu deste ano junto a mim. Então se eu fosse um de vocês já teria começado a treinar. - Assim que Guy disse aquilo, todos formaram duplas e começaram a treinar o que sabiam no tatame. Com golpes leves e preguiçosos. 

Kakashi levantou uma única sobrancelha ao olhar para o rapaz que agora orientava Sakura e Ino. 

"Quem é esse diabo rosa?' - pensou Kakashi borbulhando de ciume por dentro. Sim, ciume. Era isso mesmo o Kakashi que não se apegava, estava com ciúmes de uma garota que nem tinha nada com ele. 

- Guy... - disse ele sem parar de vigiar a "sua" garota 

- Hm? 

- Onde você arranjou esse cara ? - perguntou normalmente. Mas Guy arregalou os olhos e começou a suar 

- E-e-eu arranjar? O-onde arranjei? - ele começou a rir de nervoso, deixando Kakashi ainda mas curioso - Do que você tá falando? 

- Quero saber de que buraco saiu esse cara aí, só isso. - disse sem olhar para Guy, foi estava com o olho seco nele perto de Sakura que sorria para ele e aquilo já era tortura. Kakashi já tinha assassinado Kayo de muitas formas, tamanhos e torturas diferentes, mais de mil vezes. 

- Ah... É só isso, ele precisava de estágio e eu consegui um pra ele - ele riu coçando a nuca. 

- Hm. - cruzou os braços - Ele é bem novo, não? 

- Nem tanto... 

- Bem... Eu já vou. - disse Kakashi e olhou finalmente para Guy, sorrindo de forma ocular 

- Obrigado por aceitar meu convite - sorriu de volta fazendo sinal positivo com a mão 

- Você faria o mesmo por mim - Kakashi disse e então saiu de lá. 

[...]

Mais um tempinho se passou e nesse curto período, ele nunca mais tinha "atacado" Sakura. Já ela, estava sendo atacada constantemente por Ino e Hinata, mas principalmente Ino que jurava de pé junto por Hashirama que tinha ouvido a garota chamar o professor de amor. 

Quanto as aulas, seguiram normais e cansativas, tanto para os alunos, como para os professores e a tão amada sexta-feira tinha chegado. 
No horário de saída, Kakashi foi o primeio professor a ir embora, tinha que começar a procurar apartamentos ou casas pra se mudar o mais rapido possivel pra Konoha, pois viajar do centro até lá era cansativo demais. 

Ele estava passando de carro pelo subúrbio, quando se deparou com um cabelo rosado embaixo de uma sombrinha e encostou o carro ali, baixou a janela sem se importar com a chuva fraca. 

- Entra aí. - disse ele alto o suficiente, assustando a garota. 

- Kakashi-sensei! -Sakura deu um pulinho 

- Vem logo. - disse ele e ela abriu a porta de trás - Não, vem comigo na frente, faço questão - disse ele gentil e ela fez o que ele disse, fechou a porta de trás e deu a volta entrando no banco do carona 

- Obrigada... - agradeceu ela e baixou a cabeça 

- Onde vai ser? - Perguntou ele 

- É no prédio que fica a 4 quarteirões daqui. - disse ela 

- Você ia andar 4 quarteirões na chuva sozinha? - perguntou ele tirando a mascara meio puto 

- Faço isso todos os dias... - falou naturalmente 

- O que? Sozinha? - perguntou ele com o carro ainda parado e olhou pra ela - São loucos de deixar você assim sozinha por aí? 

- Eu tenho 17 anos, Kakashi - disse ela levantando as sobrancelhas

- Onde estão suas amigas? - ele franziu o cenho 

- Foram sair pra comer com o pessoal

- Entendo... 

- Você faz o que aqui? Ouvi dizer que você mora na capital... - ela disse e colocou o cinto olhando pra ele 

- Eu moro na capital, mas estou procurando um lugar proximo pra não ser tão dificil pra mim. 

- Ah, entendi. - sorriu - Tem uns prédios perto da minha casa... Você poderia dar uma olhada 

- Não é uma má ideia - ele sorriu e levou sua mão até a dela, que estava em cima da própria coxa, puxou delicadamente a mão dela pra ele e beijou - Mas vou precisar de ajuda pra escolher. 

- Não entendi - ela riu já entendendo tudo 

- Eu quero você.. Q-Que qui... É não... Eu queria, quis... Quero dizer,  a sua companhia pra me ajudar - ele se embolou todo com as palavras corando violentamente e a fez corar um pouco enquanto sorria da situação dele que estava se auto xingando por ter deixando tão evidente o efeito dela sobre ele. 

- Claro. - sorriu e depositou um beijo na bochecha dele - Será um prazer ter sua companhia - disse e conseguiu ver o vermelho subir o rosto dele inteiro, enquanto ele tinha uma expressão de bocó no rosto, a fazendo rir e se sentir pela primeira vez poderosa perto de um homem que na frente de todos parecia durão e forte, mas perto dela não passava de um bobo alegre. 
Sakura sentiu que estava mais do que apaixonada por Kakashi ali, tanto que nunca mais tinha pensado em Sasuke nem por um segundo, agora sua mente só tinha espaço para Kakashi, para o rosto dele, o perfume dele, os cabelos, os toques e o beijo com que ela vem sonhando todos esses dias. 

Parece que a pessoa que escreveu a história da vida dele estava chapada, mas finalmente começou a ficar sóbria. Com esse pensamento Kakashi arrancou cantando pneu e deixou Sakura ligar o rádio e ficar mais a vontade. 

Começou a tocar uma musica pop animada, fazendo ela cantar e dançar no banco, enquanto ele fez careta e desligou o rádio fazendo ela olhar pra ele brava. 

- Porque tirou?? - perguntou e ligou de novo deixando num volume bom 

- Isso que você chama de música? - franziu o cenho e ela cruzou os braços emburrada, enquanto ele continuou dirigindo com uma só mão, enquanto sem olhar abriu o porta luvas e colocou um CD pra tocar. 

- O que é isso? - perguntou ela no meio silêncio que se fez enquanto o CD era lido 

- Música de verdade. - respondeu ele e voltou a dirigir normalmente, então começou a tocar 'Arabella' do Arctic Monkeys e ele começou a fazer a batida no volante, enquanto Sakura ainda estava de braços cruzados emburrada, olhando pra janela, mas por dentro estava curtindo a música e ele sabia disso muito bem. Por isso começou a cantar, pra mexer com ela, enquanto olhava de esquia para ela. Desafinava e fazia voz de back vocal de propósito, para tentar faze-la rir. 

O que estava dando certo, pois ela estava com muita vontade de rir, mas se segurava só pra manter a pose de durona. Até ele começar a balançar a cabeça e cantar a parte da guitarra também. 
Como era divertido estar com ele. 

Os dois se sentiam livres e leves, como se nada mais importasse, que não fosse a presença um do outro. 

 


Notas Finais


links das musicas a baixo :

Música do rádio : https://www.youtube.com/watch?v=cbK84mAeZiA

Arabella do AM : https://www.youtube.com/watch?v=Jn6-TItCazo


Esse foi fofinho e sobre o Kayo, novo personagem... Só espero que tenham entendido as referencias e não tenham preconceitos com o que virá pela frente ............................................................

ACHO QUE É SÓ :3

Tia Chandra ama vocês bebês, agora vou ali atualizar a fanfic do Jin que já tá a duas semanas abandonada. BEIJOOOOS


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...