História O sumiço de MrL30 - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Tags Mrl30 Youtube Fnaf Cu
Visualizações 1
Palavras 719
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Joinha 👍🏻

Capítulo 3 - Videos e mais videos


Fanfic / Fanfiction O sumiço de MrL30 - Capítulo 3 - Videos e mais videos

Video 1 

dia x de xeiro de dois mil xeiros xeirosos

Leonardo, 19 anos

Aaah isso é bem estranho de se fazer haha, a um tempo atras tenho sentido certos tipos de presenças em minha casa, eu não acredito em fantasmas e essas baboseiras todas, acho que de ter alguém, eu escuto passos em minha casa e sinto que estou sendo observado, eu não posso contar a ninguém pois me achariam louco mas eu juro que vi olhos vermelhos em minha janela na noite passada, vi pegadas enormes no meu quintal e meus cachorros não param de latir a noite, eu acho que não é humano e deve ser algum tipo de animal a solta, eu não tenho muita certeza de quando isso começou a acontecer mas decidi relatar em video tudo que está acontecendo, eu e minha 12 vamos pegar esse animal haha *barulho da arma" Bom até o próximo relato.

.Desliga.

Video 5 

dia cheiroso com c de chocolate

Leonardo, 19 anos

Ok as coisas estão ficando cada dia mais estranhas, encontrei pássaros mortos no meu quarto, como alguém entrou aqui eu me pergunto... Agora eu ouço barulho no meu quarto, sinto que de noite algo entra no meu guarda roupa, ouço barulho de máquinas também, acho que estou ficando louco, ando trabalhando demais em teorias de jogos, se isso for real é muito animador mas eu acho que já tenho uma resposta pra isso haha eu sou muito inteligente! Eu não durmo mais, fico de vigia o tempo todo, eu vou pegar essa coisa! Ele me deixou uma pista de onde possa estar, me deixou uma gravata borboleta, estou cada vez mais empolgado para o desfecho disso.

.D e s l i g a.

Video 16

Dia do desaparecimento

Leronardo, 19 anos

Não tem acontecido mais nada, está tudo em paz, faz semanas que não acontecem barulhos ou qualquer outra coisa.. finalmente consigo dormir haha Bom acho que é o fim desaa historia maluca, acho que estava trabalhando demais e deixei minha imaginação me levar, bom fim da história yeeeeeh!

Desliga?


Marceline não engoliu aquilo, ela procurou mais pelo quarto e realmente achou a gravata borboleta, ela decide que aquilo esta muito mal contado e no "diário" a diversas paginas com números aleatórios que ela não fazia idéia do que significavam, ela decide olhar dentro do guarda roupa, ela se aproxima da porta e abre lentamente, ela encontra uma película do Foxy, ela acha fofinho mas joga longe, atrás da pelúcia do Foxy a uma fechadura 

- onde isso leva?

Sem resposta e sem idéias ela se vê perdida... 

Como não tinha onde passar a noite ela resolve ficar na casa de Leo, ela da uma leve ajeitada em seu quarto e se senta na cama

- eu pensei que iria te encontrar hoje, iria finalmente te abraçar e dar uma tijolada em você, onde é que você está? 

Ela muito cansada se deita na cama e capota o corsa

01h20 am

Marceline acorda com um enorme barulho na casa

-PUTA QUE PARIU!! Leo você está ai?

Ela levanta e vai até a porta do quarto.

-Tem alguém ai???

Sem resposta ela decide procurar pela casa, por sorte a 12 de leo estaca jogada no chão do corredor, ainda carregada ela o pega e segura com firmeza, suas mãos soam frio e ela sente que a cada passo que ela da o seu coração ira voar pela boca, cada passo é lento e delicado, ela não quer fazer mais barulhos, seu coração acelera cada degrau que ela desce da escada, cada passo ela reza um pai nosso diferente, quando chega ao fim da escada ela olha pra janela e vê uma silhueta passando, ela sente um arrepio na espinha, ela vai ate a cozinha e consegue ver dois grandes olhos vermelhos a te olhar, ela não tem reação, os olhos somem e ela ouve algo se aproximando, ela abre um armário que fica no chão e entra nele e então ela escuta passo por passo, é como Leornardo relatou, aquilo era assustador, ela segurava a respiração pois estava muito ofegante, ela sente algo abrindo a porta do armário e no desespero ela segura a pequena portinha a forçando para fechar, o outro lado puxa e ela continua segurando e com muita insistência ela consegue fechar e não solta por nada, ela ouve os paços irem embora decide não sair dali aquela noite.


Notas Finais


Ficou com o cu na mão


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...