História O tatuador - Min Yoongi - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Min Yoongi, Você
Visualizações 105
Palavras 1.700
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como prometido , eu trouxe a continuação. Quem ficou feliz comentaaaaa , irei responder sempre vocês.

Os leitores que já estão a mais tempo , olhem a autualização de notas do autor do primeiro capítulo , mas como uns são preguiçosos vou falar uma coisa de lá , a continuação irá terminar entre 5 a 10 capítulos :’(

Mas , bem... espero que me acompanhem até o final e não desistam , será uma honra escrever ela com vocês , fico feliz que estejam apoiando.

Comentem que sempre me emotiva. Favoritem , hun ? Amarei ver minha fanfic batento mais de 100 favoritos ou até mais <3

Pra quem não sabe sou a Tia Luna :3 e sempre estarei bem ativa para vocês.

Chega de enrolação , né ? Vamos pra leitura.

E , ah! Leaim as Notas Finais.

Agora sim , boa leitura , meus cherry’s! <3

Capítulo 2 - 2 anos depois.


Fanfic / Fanfiction O tatuador - Min Yoongi - Capítulo 2 - 2 anos depois.

A vida não foi como eu pensei.


Nada é perfeito.


O quê? Quer saber o por quê disso?


Desde aquela tarde prazerosa que tive com Yoongi, ele simplismente sumiu do mapa.


É... ele realmente me deixou, com nossa filha.


Começando, eu S/n Hae ficou grávida de Min Yoongi a 2 anos atrás.


Bomba, não?


E eu estragaria a fama da minha família por ser vista como uma mãe sem o pai de sua filha.


Voltando um pouco no tempo.


Desde aquela tarde prazerosa que tive com Min Yoongi, fizemos a minha tatuagem na qual é abaixo de meus seios, uma pequena estrela na região. É, realmente havia doído, e era a primeira vez.


Engraçado que tive 3 primeiras vezes no mesmo dia, sim? E todas foram um arrependimento.


Primeiro beijo, primeira tatuagem e, primeiro sexo na minha vida.


Meu arrependimento foi tão mais grande do que ter aceitado o casamento com JinHo Kwon. Sim, hoje sou uma mulher casada com um homem que todos pensam ser pai da minha filha.


Esse pessoal está sendo enganado a anos e nem percebe, que pena.


Soyeong apareceu na sala naquele dia, e viu todo o procedimento da tatuagem, antes de nois duas irmos para minha casa, me despedi do Yoongi com um beijo, um beijo totalmente amoroso e cheio de luxúria.


Pelo menos para mim foi, para aquele idiota com certeza foi “apenas um beijo”.


A mais nova trouxa de 2017 havia sido quem? Quem!? Isso mesmo! S/n Hae!


Eu queria arrancar as duas cabeças dele, mas não seria possível, pois ele já havia sumido.


Quando eu e Soy voltamos para minha casa, meus pais estavam em casa e com uma expressão nada agradável. O que deu primeiro foi eles expulsando minha melhor amiga de casa, na minha frente.


Eles simplismente falaram coisas ofensivas para ela, e ela se mantinha firme com aquelas palavras e quieta.


Mas eu sabia que eles haviam machucado ela sim, com aquelas palavras ofensivas, falando de seu jeito de ser e sua vida.


Desde aquele dia eu nunca mais a vi, eu ligava para ela, ela não atendia. Mandava mensagem, e não chegava. Eu ia à sua casa, mas ela já não morava mais lá.


Aquele foi o pior ano da minha.


Quando Soy foi expulsa, meus pais simplismente começaram a me ofender, e eu realmente me sentia inútil, pois receber aquilo de meus pais era ruim, eu os amava e eu os decepcionei.


Mas eles precisavam aceitar o fato de ter só a Soy como amiga, já que eu vivo naquela casa presa a maioria das vezes.


Depois de inúmeras vezes me ofendendo, os mesmos me confessaram o motivo.


Eles haviam nos seguido.


Naquela vez em meu quarto quando conversava com Soy em fazer uma tatuagem, eles haviam chegado e escutaram nossa conversa.


Muita falta de educação da parte deles, sério.


E quando haviamos chegado no estúdio, e aconteceu tudo o que aconteceu naquele ano, eles mandaram alguém que se encontrava naquele espaço ver o que Min Yoongi e S/n Hae faziam.


O homem nem precisou abrir a porta pra saber, pois teve a prova só de escutar os gemidos.


E o mesmo homem os levou a sala de câmeras e viu aquela tarde prazerosa, enquanto Soy se encontrava dormindo em um lugar qualquer no estúdio. Ela não havia visto meus pais em nenhum momento se quer naquele dia.


Quando eles descobriram tudo, e me falaram, fui novamente ofendida. E virou rotina por 1 ano.


Eles sempre me falavam que eu era uma vergonha na família e que não merecia ter a herança depois do que rolou entre mim e Yoongi, pelo que falaram, eu só podia perder a virgindade quando casasse.


Uma puta ordem bosta.


Depois do discurso dos meus pais, subi para meu quarto e tomei um banho, depois fui dormir. No meio da madrugada acordei com um barulho no lado de fora da mansão, onde se encontrava meus pais e um casal na qual não deu de ver seus rostos. Eles falavam alto, e não me dei importância de descer.


Aliás, eu estava que nem um zumbi me rastejando até a janela para ver o quê estava havendo.


E novamente fui rastejando voltando para minha cama, para voltar ao meu sono maravilhoso.


Na manhã seguinte eu acordei com vozes, lentamente fui abrindo meus olhos e vi minha mãe sorrindo.


Pela primeira vez em minha vida, eu falo. Minha mãe é uma completa estranha.


Ela me chamou para descer e ir tomar café em família.


Estranha.


Tomei meu banho e me arrumei, descendo às escadas vendo meus pais conversando. Minha mãe esboçava um sorriso enorme no rosto, enquanto meu pai não tinha nenhuma reação.


Quando a empregada preparava o café e uns alimentos para nós comer, uma vontade de provocar veio a tona.


Levanto na mesa rapidamente indo ao banheiro que havia na cozinha, e provocando no vaso. Meus pais perguntavam o motivo daquilo, e eu não sabia, realmente não sabia.


No mesmo dia eles falaram que teríamos um jantar em família em um restaurante, e novamente foi estranho. Ao anoitecer nos arrumamos e fomos em direção ao restaurante, e eu seguia meus pais, parando em frente a uma mesa que tinha um casal e um outro homem.


Que era muito lindo.


Eles começaram a conversar, enquanto eu ficava quieta, e a vontade de provocar veio novamente. Levanto da mesa indo para o banheiro e provoco, quando termino vou em direção a pia e lavo minha boca, logo saindo do banheiro e dando de cara com o homem no qual achei lindo e não sabia o nome.


Ele me perguntou se estava bem e eu óbviamente falei que sim, ele se apresentou e falou que seu nome era Jin-Ho Kwon e eu também me apresentei, claro.


E quando terminamos, fomos em direção a nossa mesa.


Sentando logo, meus pais abriram a boca falando algo, fazendo com que um nervosismo tomasse conta de mim.


Eu teria que ser obrigada a se casar com o homem lindo que conheci.


Eu queria surtar naquele momento, mas estavamos em um restaurante muito chique e de classe extremamente alta, não queria os fazer passar vergonha.


Aliás eu não podia reclamar, de qualquer jeito eu iria ser obrigada.


Fomos nos conhecendo e se dando bem, havíamos virado bons amigos e iríamos agindo como noivos em público.


Ao passar do tempo em que nós estava se conhecendo, eu tinha enjoos frequentemente e isso me preocupava, então eu desisti do orgulho e fui fazer um teste de gravidez.


Positivo.


Eu estava grávida.


Eu tinha que contar para minha mãe, mas não sabia como. Eu também tinha explicado para Jin tudo o que houve entre mim e Yoongi, o mesmo entendeu e foi o primeiro a saber da minha gravidez.


Ele ficou feliz por mim, e eu também fiquei. Eu estava esperando um filho do Yoongi.


Mas por um lado era ruim, pois a criança estaria sem seu pai.


Que tentação.


Jin se manifestou para fingir ser o pai, e falar que o filho era dele para minha família para que eu não tivesse mais nenhum problema.


Os meses foram se passando e minha barriga começava a parecer, então decidimos falar sobre minha gestação para meus país.


Reação? Foi uma das que nunca imaginaria que eles tivessem.


Eles estavam felizes como uns bobos.


Eu sabia que eles tratavam o Jin como um filho, e o amava também.


Então para eles estava ótimo sua filha está grávida de um tatuador e eles pensando que era de um homem bom e prestável.


O casamento havia sido quando eu estava com 6 meses de gestação, foi algo lindo, na praia, mas não tão emocionante por não ser alguém que eu ame ali no lugar de Jin.


Também sabia que ele não estava feliz, ele confessou que amava uma mulher e teve que a deixar por causa de seus pais.


Depois de mais uns meses, a Yang Mi nasceu. Por quê esse nome? Eu só queria algo em homenagem ao Yoongi.


E sim, eu o amava desde a nossa transa.


Hoje Yang tem 2 anos, e eu e Jin ainda temos o contato de amigos. Soube que ele está se encontrando novamente com sua amada, eu deixei claro, isso não passa de um casamento forçado e a Jieun sabe sobre o que ocorreu, ela praticamente virou minha mais nova melhor amiga.


Yang já sabe falar umas frases, e eu acho tão fofo quando ela chama o Jin de Appa, mesmo que ele não seja seu pai verdadeiro.


Eu amava minha filha, e só ela  eu  tinha. 


Depois que eu e Jin se casamos moramos sozinhos, e a maioria as vezes Jieun vem para cá. Moramos em uma rua mais para gente rica, e bem silenciosa.


Todos esses 2 anos foram feliz, mas a maior parte triste.


Hoje recebi a notícia que iríamos ter um novo vizinho, e como sempre eu irei os visitar junto com Jin, Yang e Jieun.


Enquanto estava olhando a janela do andar de cima da minha casa, vendo o novo vizinho com suas mudas, decidi chamar o pessoal para cumprimentar o mesmo.


— Vi que ele mora sozinho, acho que exageramos no tamanho desse bolo. — Jieun reclama, olhando para o bolo de chocolate que se encontrava na mesa.


— Só tirarmos um pedaço e colocar em um pote, não precisamos levar o bolo todo. — falo.


— Sim, e quem sabe o resto eu como. — ouço Jin falar, fazendo Jieun e Yang o olharem indignadas.


— Claro que não, Appa. Esse bolo é meu. — vejo Yang subir o balcão ficando em frente ao bolo, ao ver Jin se aproximar do mesmo, arrancando risada de ambos.


Minha filha era um amor, e seu jeito de falar era engraçado.


— Bom, vamos logo dar boas vindas ao vizinho! — exclamo sorrindo. Logo corto um pedaço de bolo e coloco em um pote, e indo com os outros em direção a casa ao lado.


— Será que ele saiu assim do nada? — indaga Jieun ao tocar a campainha e passar uns minutos e ninguém atender, antes que eu a respondesse a porta é aberta, se revelando o novo... vizinho.


















Min Yoongi? — engulo o seco.


Notas Finais


Capítulo betado! Caso tenha algum erro , me falem.

Não esqueçam , me falem o que estão achando de cada capítulo que eu postar. ^^

Se vocês estiverem confusa com algo , não precisa ter vergonha de perguntar , sempre vou responder vocês. <3

Pessoal! Quem quiser me conhecer melhor , conversar , saber sobre às estórias , os capítulos , qualquer coisa , eu estarei lá em atividades sempre bem ativa para conversar com vocês. Amo interagir com vocês e daqui a pouco vou estar lá , vamos conversar!

ꜱɪɢᴀᴍ ᴍɪɴʜᴀ ᴄᴏɴᴛᴀ: @MagiCherry_

ᴊá ᴠɪʀᴀᴍ ᴍɪɴʜᴀꜱ ᴏᴜᴛʀᴀꜱ ᴇꜱᴛóʀɪᴀꜱ? ᴠãᴏ ʟá ᴠᴇʀ.

ᴸⁱⁿᵏ:
ᴷⁱᵐ ᵀᵃᵉʰʸᵘⁿᵍ: ᴹʸ ᵈᵉᵃʳ ʷᵒˡᶠ
https://www.spiritfanfiction.com/historia/my-dear-wolf--kim-taehyung-17098349

ᴾᵃʳᵏ ᴶⁱᵐⁱⁿ: ᴹᵃⁱˢ qᵘᵉ ᵘᵐ ᵒˡʰᵃʳ
https://www.spiritfanfiction.com/historia/mais-que-um-olhar--park-jimin-17099930

ᴶᵘⁿᵍ ᴴᵒˢᵉᵒᵏ: ᴹʸ ᵈᵃⁿᶜᵉ ᵗᵉᵃᶜʰᵉʳ
https://www.spiritfanfiction.com/historia/my-dance-teacher--jung-hoseok-17199948

Tchau , tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...