1. Spirit Fanfics >
  2. O Templo -- TaeGi >
  3. É dada a ordem

História O Templo -- TaeGi - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei clan, estão prontos ???

Capítulo 4 - É dada a ordem


Fanfic / Fanfiction O Templo -- TaeGi - Capítulo 4 - É dada a ordem

‘Medidas drásticas’, ‘Adiamento do experimento’, ‘Sigilo’, eram as palavras grifadas como importantes na pauta da reunião, Seokjin olhava desacreditado para o papel, não acreditava no rumo que aquela conversa estava tomando.

 

- Mas são testes! - ele não se conteve.

- Senhor Seokjin se acalme - o governador falava calmamente - Entendemos a importância do experimento, mas está ficando fora de controle.

- Já houve um caso de reprodução? - um médico contestou.

- Nada registrado oficialmente - Jin ainda estava em pé indignado. - Não sabemos nem como está sendo a mutação. Os híbridos foram liberados antes do processo ser concluído em laboratório.

- Porque foram liberados? - Hoseok perguntou confuso.

- Por que o senhor governador achou que já era prudente liberá-los - Jin o olhava com ódio.

- Eles são uma ameaça? - Mingi perguntou com a mão erguida.

- Até então não, mas se começarem a se reproduzir, vão ser! Não sabemos se tem poderes, se voam … e aquelas malditas asas! Seokjin porque não avisou? - O governador estava alterado.

- Estava no relatório! - Jin foi seco.

 

O governador percebeu o tamanho da merda que havia feito ao ordenar que os híbridos em testes fossem liberados antes do tempo proposto por Seokjin, mas agora teria que lidar com as consequências.

 

- Precisamos recolhê-los para estudá-los melhor. - o governador foi pontual.

- NOSSA QUE IDEIA BRILHANTE! - Jin explodiu com aquele comentário.

- Seokjin se acalme - Nam o olhou sério.

- Fica na sua assassino! - ele apontou para Nam - Quanto a você, senhor Governador, saiba que começou uma guerra mandando matar os híbridos da manifestação!

- Eles juntos são uma ameaça descontrolada. - o governador rebateu.

- SÃO PESSOAS! - Jin se revoltava.

- São monstros de laboratório! - ele começou a se exaltar.

- ELES TINHAM CÂNCER!

 

Um imenso silêncio desconfortável tomou conta da sala, Jin estava disposto a jogar toda a merda no ventilador e deixar o circo pegar fogo.

 

- A proposta era - Jin tentou se acalmar - usamos o DNA do anjo original para curar as pessoas em estado de câncer terminal, era o teste! Iamos salvar vidas! Mas você, Governador, não liberou a verba extra para os testes, queria expor “sua” maior descoberta para os outros! Se a intenção era matá-los, não deveria ter lhes dado esperança!

- Você que apareceu com esse anjo - o governador tentou acusá-lo.

- VAI PRO QUINTO DOS INFERNOS! - Seokjin perdeu o controle 

- Você sabe com quem você está falando?

- SEI! COM UM MESQUINHO, ORDINÁRIO QUE SÓ PENSA EM DINHEIRO, QUE ME CHANTAGEOU, AMEAÇOU MEU IRMÃO, TUDO PRA FAZER UMA BOSTA DE EXPERIMENTO COM ANJOS! AGORA TOMA SEU EXPERIMENTO INCOMPLETO INDO ÀS RUAS PARA TE AMEAÇAR! EU ESPERO QUE ELES PROCRIEM E TE MATEM!

 

Namjoon tirou Jin da sala antes que o Governador conseguisse responder, o líder do laboratório se debatia nos braços de Nam que, praticamente, o carregava no colo para fora.

 

- Você é louco? - Nam tentava contê-lo

- Eu vou matar ele!

- Não, você não vai! Você gritou com o Governador!

- Eu queria era ter arrancado as bolas dele!

- Jin ficar assim não vai resolver.

- PARA DE ME CHAMAR ASSIM! - Jin empurrou Nam.

- Qual o seu problema? To tentando te ajudar!

- Porque não me ajudou quando seu chefe ameaçou acusar o meu irmão de qualquer fraude boba só pra ele ser preso? Eu não quero nada que venha de você!

 

Seokjin se afastou mais ainda de Namjoon, eles se encaravam, mas nada era dito.

 

- Cavalheiros, o governador pede que retornem a reunião - Mingi os chamou da porta.

 

Eles entraram um atrás do outro sem trocar mais nenhuma palavra, Jin prometeu a si mesmo tentaria manter a calma, mas ainda assim, seria uma longa reunião. 

 

 

- Quantos receberam a dose? - o governador anotava.

- 680 pessoas, ambos os sexos, entre 4 à 10 anos foram os mais recentes e só temos 20 que receberam a dose, mas de 20 à 80 anos, foram os restantes. - Jin era seco.

- É contagioso?

- Não.

- É transmissível de alguma forma?

- Não.

- Há algum caso de nascimento híbrido?

- Não.

- Como identificá-los?

- As ondas de calor corporal dos híbridos são diferentes dos seres humanos normais, eles não possuem calor acima de 26°C.

 

O governador e o vice anotavam tudo, todas na sala ouviam atentamente Seokjin falar, a pesquisa era dele. Na sala só dava para ouvir o barulho da caneta riscando o papel, havia sido um reunião extensa e parecia não ter fim.

 

- O que faremos com o caso do híbrido morto na praça? - Hoseok quebrou o silêncio.

- Contem a verdade! - Jin respondeu como um tiro.

- Eu não ordenei a morte daquele híbrido. - o governador se ajeitou - Só as da manifestação, precisávamos contê--los!

- Quem o matou então? - Jin olhava indignado.

- Senhor, o caso foi levado até nossa central - um homem fardado pediu permissão para falar - Eles disseram que aquele homem foi morto porque estava tentando agredir uma mulher em um bar. Alguns bêbados bateram nele além da conta e ele não resistiu.

- Os manifestos começaram porque os híbridos pensaram que havia sido uma ordem para acabar com eles. - Outro soldado falou.

- Burros! Agora vai ser! - o governador levantou - Vamos recolhê-los das ruas!

- Não pode fazer isso! - Jin levantou batendo na mesa.

- Eu comecei e eu vou terminar! Quero todos os híbridos fora das ruas, levem um medidor corporal para descobrir quem é o que! Não quero que reste nenhum! - Ele dava as ordens firmemente. - E quanto a você, Seokjin, vamos trazer o original para você estudar! Quero que descubra tudo sobre a raça dele!

- O QUE? Isso é loucura! Vão começar uma guerra! - Jin olhava para ele abismado.

- Tá bem, então .. podem matá-lo!

- NÃO! NÃO! Eu fico com ele, eu vou estudar ele! - Jin cedeu.

- Está sempre agindo corretamente Seokjin, gosto de você. - o governador piscou para ele.

 

Jin mais uma vez havia sido vencido por aqueles peçonhentos engravatados, ele se sentia um lixo, tudo que mais queria era proteger o irmão e cuidar das pessoas, e aquilo não era o que estava fazendo.

 

A reunião havia sido encerrada, a ordem foi declarada e todos os membros do exército e da polícia tinham ordem direta para recolher todos os híbridos das ruas e levarem para o laboratório, principalmente o original.

 

Seokjin só tentava desesperadamente bolar em sua mente como manteria Jimin longe de tudo aquilo, sabia que se o pegassem, Jungkook jamais o perdoaria. Sua cabeça fervia e o medo já se instalava.

 

- Jin ..

- CALA A BOCA NAMJOON!

 

Nam o puxou e o abraçou forte, mesmo Jin de debatendo, ele o conteve até que foi cedendo aos poucos ao abraço. O desespero saiu em forma de choro, estavam sozinhos na sala, os soluços ecoavam transformando o som em algo torturante. 

 

- Você vai conversar com seu irmão. - Namjoon tinha uma voz calma. - Eu sei que vai arrumar um jeito de proteger Jimin.

- Eu não tenho ideia de como vou fazer isso. - Jin estava mais calmo.

- Ah então vocês se acertaram! - Hoseok entrou na sala.

 

Os dois se afastaram depressa, Jin enxugou o rosto e Nam tentava disfarçar sem muito sucesso.

 

- Não é o que você tá pensando - Jin tentou se justificar.

- Nunca é o que eu to pensando - Hoseok os olhava - Enfim, o que vamos fazer?

- Todos os híbridos vão passar por mim. Vou esconder Jimin ao máximo! - Jin tentava pensar.

- Não conseguir escondê-lo para sempre. - Nam o olhou.

- Posso tentar!

- Você vai falar com seu irmão, não é mesmo? - Hoseok olhou para Jin.

- Sim! Dessa vez não vai ter segredos! - Jin ainda tentava bolar um plano. 

 

Namjoon e Hoseok começaram uma conversa sobre como colocar as patrulhas de forma estratégica, Jin deixou os pensamentos voarem para ver se algo lhe surgia.

 

- O casulo! - ele teve uma ideia.

- O que? - Nam e Hobi o olharam.

- Lembram do casulo que usamos para manter Jimin enquanto ele passava pela mutação? - Jin tinha um ar de esperança.

- Aquele com cheiro de formol? - Nam fez uma careta.

- Isso! Posso deixá-lo lá, e dizer que é para estudo, coloco ele em uma sala separada e pronto! -  a ideia de Jin parecia ótima.

 

Hoseok e Namjoon se olharam, eles tinham um bom plano.

 

- Vou manter as tropas longe das rotas de Jimin - Hoseok disse animado.

- Vou enrolar o Governador e passar outras coisas para ele - Nam também estava empolgado.

- Espero que dê certo!

- Vai dar! - Hoseok estava agitado.

- Só falta um detalhe. - Jin se lembrou de algo importante.

- O que falta? - Nam o olhou preocupado.

- Contar para Jungkook.

 


Notas Finais


Não tenho nem o que falar ....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...