História O Tempo - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 17
Palavras 271
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Crossover, Suspense, Terror e Horror

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Duas Ones no mesmo dia?
Sim, Brasil, hoje eu estou pegando fogo.

Capítulo 1 - Capítulo Único


     Clockwork estava no cemitério, na frente das lápides de sua família, que assassinara anos atrás. Não havia nada ali, ela sabia, mas não tinha problema. O problema era o tempo. O tempo deles acabou, há muito tempo. Mas Natalie ainda estava aqui. O tempo dela parecia não acabar nunca... E todas as pessoas que ela levou a morte, como se controlasse o tempo, que se fosse o tempo... Aquilo era, sim, satisfatório.

     Natalie parecia, na verdade, estar roubando o tempo de suas vítimas para si e não era isso que ela queria. Mas ela não poderia brincar de Deusa da Morte para sempre. Ou poderia? Sentou-se no chão do cemitério e deixou as lágrimas rolarem. Ela manipulava o tempo de todos, brincava com o tempo. Ela decidia o tempo que todos tinham. Ela e somente ela. O de todos, menos o dela mesma.

     Parecia ter uma força sobrenatural a prendendo ali, brincando com o tempo dela. Clockwork, no fundo, já sabia que deveria estar morta. Mas estava condenada a viver, por um tempo que só Deus (ou o Diabo) sabia.

     Tempo, tempo, tempo... Por que essa palavra à deixa tão obcecada? Por que tinha que ser assim justo com ela? Sentia inveja da sua família que agora descansava em paz.

     O tempo era cruel com todos, sem exceção. Inclusive ela. Cada dia estava mais convicta de que o tempo existia apenas para tortura-la. Clockwork tentou manipular o tempo, tentou estar à frente dele. Mas, no fim, ela era apenas mais uma escrava, condenada a viver pela eternidade. Assim como todas as pobres almas, amaldiçoadas o suficiente para se tornarem uma Creepypasta.


Notas Finais


Espero que tenha gostado!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...