História O Tempo Passa... - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori, Yuma Mukami
Visualizações 13
Palavras 1.012
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa se for uma bosta a fanfic é que é a minha primeira vez escrevendo uma história de diabolik lovers ;-;

Capítulo 1 - Reencontro


Fanfic / Fanfiction O Tempo Passa... - Capítulo 1 - Reencontro

    5 anos atrás depois do apocalipse em que a Yui foi capturada pelos irmãos Tsukiname e sendo afastada dos irmãos Sakamaki e Mukami.

    Carla e Shin lhe prenderam em uma cidade abandonada, porém ela foi tratada bem, mas usada como bolsa de sangue, logo Yui tentou fugir e como castigo foi trancafiada dentro de um quarto onde tinha apenas um vaso sanitário e uma porta.

 

   [Durante a noite]

      POV Yui

    Sentada no canto do quarto fecho meus olhos e me perco em meus pensamentos e penso que completo 22 anos e nem consigo-me imaginar como é a luz do sol mais, o cheiro desse quarto é simplesmente insuportável, sinto nojo de mim mesma que não tomo banho a um tempo, esses vermes não tem uma gota de bondade. Escuto a porta abrindo-se.

 

    Abro meus olhos e me deparo com Carla, ele me observava de baixo à cima friamente.

 

    - Shin está a sua espera na sala, vamos levante-se!

 

    Me levanto e ando em direção ao Carla, e em seguida sigo Carla até a sala, ao chegar na sala me deparo com o Shin com a adaga que Subaru me deu, logo ele joga a adaga sobre a mesa.

 

    - Querida Yui, meu coração vai doer demais com oque eu vou falar principalmente pro seu! – Disse soltando brevemente um sorriso maligno. – Acho que deve ser muito sofrido viver em um quarto por todos esses 5 anos não é? Haha, então porque não acabar com essa dor de vez? Você-

 

    Eu já tinha intendido o que ele queria dizer, já estava cansada de escutar seu teatro então apenas rapidamente pequei a adaga e me perfurei meu peito com ela e rapidamente eu apaguei.

 

- Haha, mas já morreu? Mortais são saborosos mas tão fracos, irmão por favor tire ela daqui deixe-a perto da Mansão Sakamaki para aqueles vampiros verem sua linda bolsa se sangue morta! Disse Shin.

 

- Sim meu irmão! Carla apenas obedece.

 

    [Durante o amanhecer]

      Pov Narrador(a)

    Carla deixa a loira logo na frente da porta da Mansão Sakamaki, minutos se passam e um ruivo de olhos verdes sedutores a ver no chão com a adaga no peito e lhe identifica ela rapidamente e corre com ela em seus braços pedindo ajuda a Reiji e ele leva a loira para enfermaria para trata-la. E com todo esse desespero de Laito todos se aparecendo na sala.

 

- Que porra tá acontecendo aqui?! – Subaru impaciente pergunta.

 

- A Yui está aqui, mas ferida!

 

- Onde ela está? Onde?! – Todos perguntam.

 

- Depois que Reiji cura-la vamos limpa-la e leva-la para descansar na enfermaria! – Laito diz quase sem ar.

 

Todos se acalmam e apenas esperam.

 

      Pov Yui

    Onde estou? E-eu não estou morta? Eu tô viva! Esse lugar é familiar para mim.

    - Algo está refletindo em mim, oque é? É a luz do sol mesmo, nossa eu estou livre!

    Eu começo a chorar de alegria, mas tem algo segurando minha mão, viro meu rosto para minha mão e vejo alguém extremamente familiar para mim.

 

    - Ei! Acorde por favor! – Acarencio seus cabelos avermelhados para tentar acorda-lo.

 

     E consigo acorda.

 

    - Desculpe mas aonde eu estou? – O homem levanta seu rosto e me olha me fitando, e imediatamente relembro dele. – Ayato! – Meus olhos se preencheram com lagrimas ao ver ele.

    [1 hora antes]

     Pov Ayato

    Logo quando Reiji terminou de tratar suas feridas fui diretamente para ver ela, abro a porta do quarto onde ela se ausentava e vi que a minha panqueca não era mais a garota de antes fisicamente, mas não me importava com isso agora, e sim... ver a minha Yui viva e reencontrar ela depois de 5 anos e ficou mais bela.

 

     No momento senti algo molhado em meu rosto e rapidamente retirei de meu rosto, eu não queria ir embora dali então eu me sentei na cadeira que estava ao seu lado e segurei sua mão delicadamente, e adormeci.

 

    [10 minutos depois]

    Eu sinto como se alguém estivesse me acarenciando meu cabelo levemente e quando olho para cima, era a Yui fiquei paralisado ao ver aquele lindo rosto.

   

    - Ayato! Ela disse docilmente e logo depois começou a chorar.

 

    Eu não me conti, me inclinei até seu rosto e iniciamos um beijo intenso e caloroso por um tempo até eu para o beijo e pega-la pelos braços e levar ela até meu quarto discretamente, chego em meu quarto jogando ela na cama debaixo do meu corpo.

 

    -Ayato-kun – ela disse tímida e vermelha me deixando mais excitado. – Por favor não se apresse assim! – Seus lábios falavam “para” mas seus olhos diziam “eu quero mais”.

 

   - Só deixa eu te amar, mais e mais – sussurrei em seu ouvido e deixando-a agitada.

 

    Logo ele juntou seus lábios com o dela e pediu passagem com língua, Yui estava lutando contra esse sentimento, mas quanto mais intenso ficava mais ela cedia, depois de deixar ela sem fôlego ele começa a beijar seu pescoço acompanhado de chupões fazendo ela ceder totalmente, e se entregar ao prazer, a loira não queria ser apenas tocada então ela fez com que Ayato ficasse debaixo do seu corpo, e depois ela arrancou a sua roupa e a dele deixando os dois só de roupas íntimas e lhe segurou pelos pulsos e começou a admirar se corpo bem estruturado e beijando todo o seu corpo deixando o clima mais excitante fazendo Ayato jogar Yui contra a parede e deixando ela nua totalmente e colocando ela em seu colo e iniciar um beijo enquanto ele explorava o seu corpo, e ambos se divertiam mais e mais com isso. Então ele tirou sua roupa íntima também e voltou para a loira jogando ela na cama e beijando seu seios e com os dedos dentro de sua calcinha, depois ele enfiou-o gentilmente mas que cada vez mais ficava mais selvagem, e ela tentava conter os gemidos colocando uma mão na boca e a outra segurando o seu cabelo, e cada vez mais ele acelerava a penetração, e dando tapas na bunda da loira, se passou mais alguns “minutos” de prazer cansados caíram no sono.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, se esse capitulo tiver pelo menos 10 pessoas que gostaram eu faço outro, bjss!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...