1. Spirit Fanfics >
  2. O Terror de Capa - EXTRAS >
  3. Progresso

História O Terror de Capa - EXTRAS - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Me desculpem mais uma vez pelo atraso, realmente está bem difícil ter um tempo livre com assuntos escolares, afinal estou perto das provas bimestrais, portanto, o pouco tempo livre que eu tinha, estou o consumindo com estudo. Infelizmente, será bem difícil produzir novos capítulos de agora em diante, 9º ano é difícil meus trutas ;-;. Enfim, espero que nada disso atrapalhe, tenham uma ótima leitura! :)

Capítulo 6 - Progresso


Saitama: ...Por que me chamou aqui? - questiona Saitama entrando na residência de Tatsumaki.

Fubuki: Eu...não tive nada a ver com a sua vinda, Saitama... - diz Fubuki de um jeito tímido.

Tatsumaki: A Fubuki quer ver um filme de terror e, como sempre, ela vai ficar gritando de medo como fazia desde pequena.

Saitama: E o que eu tenho a ver com isso?

Tatsumaki: Não quero sofrer sozinha! - diz Tatsumaki sentando no sofá com o controle levitando ao seu lado. - A gente vai ver "Jogos Mortais"! - de repente, Fubuki dá um leve salto após sentar relutantemente no sofá, com Saitama sentando no chão logo em seguida. - Ei careca! Lugar de bunda é no sofá!

Saitama: Eu não tenho sofá. E aliás, que reação foi aquela, Fubuki? - após essa pergunta, Fubuki encara Saitama um pouco assustada.

Fubuki: Eh? Reação de que...?

Saitama: Quando a Tats disse que a gente iria ver um filme americano chamado "Jogos Mortais" você deu um pulo, não deu? - Fubuki fica em silêncio e Tatsumaki dá uma leve risada.

Tatsumaki: É que a Fubuki não aguenta os filmes americanos, além de não entender nada da cultura deles, ela sente agonia quando vê alguém sendo brutalmente torturado.

Saitama: Mesmo tendo você como irmã?

Tatsumaki: O que você quer dizer?!

Saitama: Você sempre trata os monstros de uma forma bem...hostil, cê não acha?

Tatsumaki: SÃO MONSTROS!! O QUE VOCÊ QUER QUE EU FAÇA?!! QUER QUE EU AJA COMO AQUELAS MOE DOS SEUS MANGÁS?!!

Saitama: "Moe"...não. Eu quis dizer: de uma forma exageradamente hostil...

Tatsumaki: A Fubuki tem um problema com ferramentas cortantes tendo contato com a pele, sabe?

Saitama: Cê quis dizer "facas", "motosserras", essas coisas? - Tatsumaki acena. - Hum...a propósito, filmes americanos não são bem populares aqui no Japão, né?

Tatsumaki: Raramente eles são dublados...ouvi dizer que tem muitas vezes que a voz acaba não conseguindo acompanhar o movimento dos lábios e acabam desistindo de dublar. Mas tem legendado, como sempre. - Saitama suspira.

Saitama: Tá, vamo logo começar.

Depois do filme...

Tatsumaki: Bem feito! Já era um bêbado fracassado na vida agora se lamenta aí largado no chão, seu imbecil!! - diz Tatsumaki quando nota Saitama cochilando com a cabeça encostada entre seus joelhos, a fazendo corar. - ...eu deveria acordar ele, né...? Ah o que eu tô pensando? Ninguém gosta de ser acordado! - mais uma vez, Tatsumaki encara Saitama em seu sono profundo. - ...Talvez seja melhor deixar ele assim mesmo... - pensa a mesma quando Saitama abre lentamente os olhos.

Saitama: ...Hã? O filme já acabou? Pera...eu dormi? - Tatsumaki assente de um jeito tímido quando franze as sobrancelhas repentinamente.

Tatsumaki: Francamente, você é mesmo um preguiçoso! E não pense que eu tava te olhando dormir e nem nada do tipo! - diz Tatsumaki cruzando os braços.

Saitama: Ah ta. Eu não me importaria se você me acordasse, beleza? - diz Saitama quando nota uma figura quase sem vida no canto direito do sofá. - ...Fubuki? Cê tá bem?

Fubuki: Quantos gritos...quanto sangue...quanta tristeza... - sussurrava Fubuki repetidamente.

Saitama: É...parece que você assustou mesmo ela, Tats... - diz Saitama caminhando em direção à porta da frente.

Tatsumaki: Eh? Aonde você vai, careca?

Saitama: Vou pra casa, tá ficando tarde. Falow Tats. - Saitama se despede quando nota alguém agarrando a manga de sua camisa. - Eh?

Tatsumaki: ...Q-Quer...você quer... - Saitama encara Tatsumaki esperando ela terminar.

Saitama: Uhhh..."quer"...?

Tatsumaki: D-DORMIR AQUI?!! - Saitama dá um passo para trás, mostrando estar surpreso. - ...É difícil pra mim também, tá?! Eu sei que não é como eu costumo agir...

Saitama: ...Tá, pode ser. Tô cansado mesmo. - os olhos de Tatsumaki se iluminam quando ela nota que Saitama ainda está com sua expressão de surpresa.

Tatsumaki: Tá tão chocado assim com o meu pedido, é? - questiona Tatsumaki provocante.

Saitama: Não. Só faça silêncio à noite.

Fim.


Notas Finais


Caso estejam se perguntando o por quê desse título, leia o capítulo de novo e você talvez entenderá. Espero que tenham gostado do capítulo trutas! Até breve! :]


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...