História O teu sabor - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Beyond The Scene, Bts, Hentai, Imagine, Imagine Jimin, Jungkook, Maknae Line, Park Jimin, Romance
Visualizações 621
Palavras 3.815
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigadão pelos favoritos :D

Capítulo 6 - Desavergonhados


Fanfic / Fanfiction O teu sabor - Capítulo 6 - Desavergonhados


Entrei no carro com receio, mas animada. É muito bom encontrar alguém que gosta da mesma coisa que você. Durante todo o caminho conversamos sobre os personagens, a história e as jogadas. Nós dois estávamos cada vez mais confortáveis um com o outro e ele dirigia como um louco o que me fazia rir muito. Parecia que finalmente agíamos de forma original. O som ficou mais alto e ele cantava as letras. Era bem inconsequente e tinha perdido completamente sua máscara séria e cheia de preocupações. 
Não sei como um jogo conseguiu despertar em nós dois tanta euforia, na verdade eu sabia sim, era muito bom!
O carro parou na frente de um portão enorme branco que Jungkook abriu com o botão dentro do carro. A casa deles era bem grande e tinha cheiro de tinta ainda fresca. Certeza que era nova. 
“Estarão todos em casa?” Perguntei “Vou simplesmente entrar na casa…”
“Jimin e V estão na academia, os rappers estão trancados no estúdio. Jin é o único que está, mas já está na hora do dorama dele, certeza que está no quarto assistindo” Ele sorriu desligando o motor. A porta da sala abriu e eu abaixei com tudo do banco. 
“Hey” Jungkook gritou saindo do carro e fechando a porta. Fiquei lá parada apenas esperando ele voltar para me pegar. Como apenas escorreguei pelo assento estava com o rosto para cima olhando para o teto. Ouvi o barulho do portão abrir de novo e vozes. Parecia o Tae e Jimin. Nem respirava direito para não chamar a atenção deles. Tae colou o rosto no vidro a procura de alguma coisa, mas quando seus olhos encontraram os meus ele levou um susto imenso.
“AI MEU DEUS” ele pulou e eu endireitei o corpo para mostrar a ele que era eu e não sei lá o que ele achava que era. Tae ficou chocado comigo e Jimin logo atrás dele fazia um movimento de negação com a cabeça.
“Não acredito que ele trouxe ela aqui” Jimin murmurou respirando fundo
Tae apontou para a trava da porta e pediu para eu abrir, o fiz. Ele não me questionou nada, apenas entrou no carro e pegou um saco de balas que estava no banco de trás. Observei toda a cena e ele colocou o dedo indicador nos lábios enquanto guardava o saco dentro da calça. Caramba ele ia mesmo chupar aquelas balas depois? Nem precisava me pedir segredo, duvido que o Jungkook fosse colocar aquilo na boca depois delas terem passando por lá.
“Vem com a gente” Jimin disse e eu sai do veículo 
“Eles fecharam a porta e foram para a entrada. Ao abrir a porta da sala percebemos que Jungkook e Jin estavam conversando na cozinha. Jin debatia com ele sobre a gravidade dele ter acertado meu rosto no outro dia. Poxa vida gente segue em frente. O discurso do Jin era todo voltado para respeito e cuidado, ele culpava Jungkook por ter sido descuidado e pedia que ele fosse mais atento para não machucar as pessoas pois não tinha noção da própria força.
Tae e Jimin tiraram os sapatos e colocaram numa prateleira bem ao lado da porta, tudo bem silenciosamente, fiz o mesmo.
“Você quase acertou o rosto do Hoseok uma vez, às vésperas de turnê” a voz alta e séria de Jin ecoava pela casa “Por favor tome mais cuidado com as pessoas ao seu redor”
“Eu sei, pedi desculpas para ela umas mil vezes” Jungkook disse e era muito verdade “Sei que não adianta porque já passou, mas não sabe o quão mal me senti”
“Ótimo, mas desculpa não cura todas cicatrizes”
Tae puxou meu braço pelo corredor, enquanto caminhava consegui ver uma parte da cozinha. Jungkook e Jin estavam sentados à mesa um de frente para o outro. Queria ir até lá dizer que estava tudo bem, mas não podia. Apenas segui cautelosa pelo caminho que os meninos me guiaram. No final, na última porta eles entraram.
“Aqui é o quarto dele, imagino que ia te trazer para cá né?” Tae disse rindo e Jimin bateu no braço dele
As paredes eram brancas e contrastavam com a mobília preta. Estava bem organizado tirando algumas peças de roupas jogadas e distribuídas pelo espaço. A cama ficava de frente para uma tela enorme por onde vi os cabos do PS4 dele. A tela ficava em cima de uma mesa enorme colada a duas prateleiras, uma de cada lado. Ele tinha livros, dvds, games, discos, minifigures… De tudo podia ser encontrado naquele quarto. Na cama tinha um edredom azul bem grosso. 
“Será que ele ia arrumar o quarto antes de trazer ela para cá?” Tae comentou se jogando no puff que ficava a frente do PS4. 
Sentei na cama e Jimin sentou do meu lado, ele mexia no celular, nem me olhava. Olhei para o lado e percebi que tinha sentado numa peça de roupa, peguei a ponta preta e puxei descobrindo uma cueca boxer. Joguei a peça do outro lado do quarto numa pilha de roupas. 
“Deixa eu arrumar isso aqui” Jimin disse levantando e gesticulando com as mãos que eu me levantasse.
Ele pegou o edredom e a porta abriu, era Jungkook.
“Folgado” Ele disse batendo na cabeça do Tae que já estava jogando no PS4 dele.
Fechou a porta e olhou para o quarto fazendo uma careta. Ele foi pegando as peças de roupa e levando para o outro cômodo dentro do quarto, me inclinei e vi que era um banheiro.
“Vocês vão comer…”Jin começou a frase fora do cômodo, mas sabíamos que ele ia entrar. Jimin e Tae se olharam e Jungkook surgiu com a cabeça na porta do banheiro. Jimin era o mais próximo e segurando um cobertor gigante ele pulou em cima de mim nos jogando na cama. Puxei meu pés para dentro do cobertor e ele se ajeitou em cima, era magrinho, mas pesou bastante quando nos chocamos na cama um milésimo de segundo antes de Jin abrir a porta. 
“O que?” Jin finalizou sua frase entrando no quarto “Vou pedir uma pizza, querem?” 
“Pode pedir umas 5” Tae riu “Eu to morto de fome”
“Pede uma de queijo para mim” Jungkook disse 
“Uma inteira só para você?” Jin falou incrédulo
“Também estou morto de fome” Jungkook respondeu se aproximando de Jin
“Jimin você morreu?” Jin perguntou batendo na bunda de Jimin 
“Vou comer o que tiver” Ele respondeu com a voz rouca e preguiçosa. Fingia que estava dormindo
“Beleza, algum sabor específico além do queijo do Kook ou posso pedir o de sempre?”
“O de sempre” Tae e Jimin responderam juntos
“Okay” Jin olhou para a tela “Vocês estão viciados nesses negócios, vou cortar se continuar assim” 
“Ta bem mãe, vai lá pedir a pizza” Tae disse em tom de zombaria 
“Porque está me expulsando?”
Eu estava começando a ter dificuldades para respirar embaixo do cobertor e do Jimin.
“Você que ameaçou meu game”
“Seu o caralho” Jungkook disse rindo “Engraçadinho… ”
“Você usa meu Xbox não usa?” Tae fez um som estranho com a boca, imaginei que ele tivesse mostrado a língua para o Jungkook.
“CHEGUEEEEEEEEEEEEEEI” Hope gritou na porta “Tô preparado para atacar” Não entendi a frase até sentir mais um peso se jogar na cama. Eu ia morrer ali. 
“MONTINHO” Tae gritou se jogando também, claramente se esquecendo que eu estava ali embaixo, não é possível. 
“SAI TODO MUNDO DA MINHA CAMA” Jungkook gritou. Senti Tae e Hope começarem a se levantar “Menos o Jimin, Jimin fica ai”
O silêncio se fez no quarto e eu entendi o quão estranha aquela frase soou. 
“Enfim” Hope disse “Vou me banhar” 
Hope saiu do quarto e Jin foi com ele. Ouvi a porta fechar e empurrei o corpo do Jimin para o lado junto com o edredom puxando todo o ar que conseguia.
“NOSSA” Tae arregalou os olhos “Esqueci que você estava ai” 
“EU PERCEBI” fuzilei ele com os olhos que estava de pé ao lado da estante
“Bom” murmurou indo para a porta “Como só o Jimin pode ficar na cama vou tomar meu banho também”
Jimin bufou na cama e pegou o celular enquanto Tae ia embora.
“Acho melhor você ir também” Jungkook disse olhando para o Jimin 
“Achei que eu podia ficar na sua cama” Jimin respondeu sorrindo para o amigo “Mas é melhor eu ficar um tempo, pelo menos até eles irem para os quartos senão vão estranhar você trancado sozinho”
“Tem razão” Jungkook murmurou e voltou para o banheiro. 
“Isso foi um erro” eu disse já imaginando como seria aquela noite. 
“Também vou tomar banho, você fica ai com ela né?” Kook disse fechando a porta do banheiro
“Ficooo” Jimin gritou bloqueando a tela do celular e olhando para mim. 
“Tudo bom?” perguntei pensando na minha amiga, era quase impossível olhar para ele e não lembrar dela e o quanto ela iria me matar por eu estar aqui e não ela.
“Tudo” ele respondeu simpático
“Você jog…” antes de eu terminar a frase ele já me cortou
“Não” 
Ficamos em silêncio provavelmente ambos pensando no que dizer. 
“Eu só vim por causa do video game” falei tentando jogar papo para o ar
“Entendi” ele respondeu enquanto via uma mensagem no celular
“Eu não viria por outro motivo” falei tentando parecer casual 
Escutamos uma batida forte na porta
“Pizza chegou” Namjoon gritou
“Que bom” Jimin levantou e saiu do quarto, retornando minutos depois com duas pizzas e uma garrafa de coca cola. 
“Vocês comem tanta besteira… Não faz mal não?” falei olhando a garrafa de coca
“Faz uns meses que eu não bebo coca” Ele disse colocando tudo em cima da mesa “Mas amanhã eu queimo isso tudo rapidinho” Se virou para mim e piscou 
“Você treina todos os dias?” Perguntei me levantando e indo até a mesa
“Não… vou queimar de outro jeito” ele sorriu de forma sacana, mas não estava olhando para mim, olhava para a pizza. Não entendi se a piada sacana foi com a pizza ou com alguma menina que ele estava saindo e iria encontrar amanhã. 
Jungkook abriu a porta do banheiro usando um roupão preto com detalhes dourados. Os cabelos molhados estavam jogados para trás formando um topete. Ele estava bem bonito e senti um calor crescer em mim. Mas que saco de calor que fica subindo! Peguei a garrafa de coca cola com força tentando me livrar do pensamento e a abri. Ela estourou molhando toda a minha roupa e eu fiquei incrédula e puta. Minha camiseta branca ficou encharcada deixando meu sutiã preto à vista. MAS QUE DIVINO!
Jimin começou a rir freneticamente agachando no chão. Jungkook não deu uma risada, mas também não tirou os olhos de mim, que safado! Os olhos dele se abriram de repente e veio correndo na minha direção, apenas para checar se tinha caído alguma gota no PS4 dele, ele respirou aliviado quando viu que não.
Coloquei a garrafa na mesa e fui para o banheiro, tirei a camiseta e percebi que estava toda fudida, minha calça também estava comprometida. Jungkook entrou no banheiro e eu me virei para ele. Não tinha vergonha até porque quando fazia balé as vezes meninos e meninas se trocaram no mesmo camarim, claro que nenhum dos meus colegas me olhava da forma que o Jungkook me olhava, mas não liguei.
“Vou precisar ir para casa... “ Falei limpando um pouco os braços
“Toma um banho ai” ele disse me entregando uma toalha que estava na estante do banheiro.
“Não tenho outra roupa” falei 
“Eu te empresto, tem lavadora e secadora aqui, dá umas duas horas e sua roupa ta ok de novo”
Revirei os olhos e aceitei pegando a toalha das mãos dele. 
“Me da a sua roupa” ele disse com a mão esticada
“Calma né, preciso tirar primeiro” 
“Então tira” ele deu um sorriso bem malicioso para mim e saiu do banheiro encostando a porta. 
Tirei todas as peças, me enrolei na toalha e abri a porta. Kook estava jogado na cama junto com o Jimin comendo. 
“Ta aqui” falei estendendo o bolo de roupas, ele levantou socando o último pedaço de pizza na boca e pegando tudo da minha mão. 
“Isso é para você” ele me entregou uma camisa e um short. Se quiser lavar seu cabelo pode usar as minhas coisas no banheiro
Jimin fez uma cara de surpreso e Jungkook saiu do quarto.
“Ele não gosta de emprestar roupa sabia?” Ele disse quando eu estava na porta do banheiro. 
“Será que é melhor eu colocar essas de volta no lugar então?” 
“Não boba! Eu disse isso para você se tocar que ele se importa com você” Jimin revirou os olhos enchendo a boca com um pedaço de pizza.
“Eu sei que ele se importa” falei antes de fechar a porta. 
Durante o banho fiquei meio receosa de pegar as coisas dele, mas quando cheirei o vidro do shampoo mudei de ideia. Era tudo tão perfumado, o sabonete, condicionador, não era a toa que ele cheirava bem. Usei tudo que podia, acho que até creme de barbear eu abri para ficar cheirando.
Depois que terminei coloquei a roupa e reparei que eu não estava usando sutiã. Meus seios que não eram pequenos e os bicos ficaram bastante evidentes na camisa. 
Me recolhi pensando no que seria melhor fazer:
1: Tacar o foda-se
2: Tacar o foda-se
Optei por tacar o foda-se.
Jungkook estava sentado no puff jogando apenas de roupão. Jimin estava deitado na cama mexendo no celular com um sorriso no rosto.
“Senta ai e vamos jogar.” Ele me olhou e percebi que tentou controlar a respiração. Jimin nem me olhava estava todo perdido no celular dele. Sentei no outro puff ao lado do Jungkook e peguei o outro controle. Comi a pizza e jogamos a noite toda, enquanto minhas roupas ficavam na lavanderia da casa. Tae entrou uma hora e jogou com a gente. Ele me apelidou de narizinho por conta da mancha no meu nariz, algo que deixou Jungkook bem incomodado. Jimin ficou rindo sozinho e falando ao celular. A casa aos pouco foi ficando mais silenciosa e eu vi que já era quase quatro horas da manhã. Corri para minha bolsa e peguei meu celular, achando que minha roommie devia ter mandado mensagens ou ligado, mas nada, meu celular estava vazio. Grande amiga ela, nem se preocupou comigo. Larguei o celular e me joguei no puff. Jimin bateu nos ombros do Kook e do Tae mostrando algo no celular.
“BamBam confirmou?? Caramba!” Tae levantou fazendo uma dança estranha “Só digo uma coisa, vai ser foda!”
“Ahhh foda define bem como será minha noite amanhã” Jimin sorriu e Jungkook riu com ele
“Ela vai então?” Jungkook perguntou 
“Ela vai e depois eu que vou né?” Jimin respondeu fazendo um estalar com as duas mãos e sentando no chão ao lado do Kook “Tô precisando dar uma aliviada nesse estresse” 
“As vezes é bom” Jungkook murmurou e me olhou medindo dos pés a cabeça passando a língua na parte interna dos lábios como tinha feito mais cedo.
Se aquele calor subir… A tomar no cu, não acredito que eu quero tanto assim dar para ele. 
“Acho melhor eu ir para casa, amanhã temos ensaio bem cedo e tenho que dormir” 
“Dorme ai” Jungkook disse com os olhos intensamente fixos em mim. Como estava pulsando freneticamente a minha intimidade eu resolvi fazer o que era certo.
“Minha amiga está muito doente, acabei de ver a mensagem dela no meu celular” Menti bem “Ela ta com febre!”
“Achei que queria ir para a sua casa para dormir” Tae falou encostando na prateleira. Mano qual era o problema dele, eu não tinha pedido a opinião dele! Vacilei em falar e a mentira caiu por terra. Quando abri minha boca para tentar me justificar mais, Jungkook me interrompeu.
“Deixa Tae, melhor ela ir que amanhã vamos de van para o ensaio, não teria onde enfiar ela sem ninguém ver” Ele se levantou do puff e o roupão abriu um pouco quase exibindo sua intimidade. MANO O QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI EMBAIXO!
“Vou colocar uma roupa e te levo” Acenei com a cabeça e quando ia comentar sobre as minhas ele lembrou “Tae pega as roupas dela na lavanderia por favor?” 
“Pra já!” ele disse saindo do quarto.
Jimin jogou o celular na cama e se espreguiçou. 
“Tem planos para amanhã?” Ele perguntou 
“Tenho…” Lembrei que tinha combinado de sair com a uma amiga da minha roommie “Mas bom rolê para vocês” 
“Valeu” ele disse se levantando e indo ao banheiro. Kook saiu antes de Jimin fechar a porta, estava segurando uma camiseta branca. Usava uma calça de moletom cinza que caia na sua virilha deixando um pouco claro que ele não estava usando cuecas. 
Tae entrou no quarto com as minhas roupas e depois de me entregar nós três nos entreolhamos. Tae saiu do quarto sem dizer mais nada e Kook colocou a camiseta que tinha em mãos se virando de costas para mim. Tirei a camiseta dele e o short ficando completamente nua no quarto. Nossas respirações estavam ficando altas demais e frenéticas. Deslizei a calcinha entre minhas pernas e a tela do video game ficou preta, por conta do tempo que estava ali sem ninguém jogar. Vi que pela tela era possível enxergar o reflexo do que acontecia no quarto. Jungkook também viu isso quando virou o rosto de leve. Vi que ele podia me ver e ele viu que eu podia ver ele. Coloquei o sutiã e o resto das roupas sentindo um líquido escorrer da minha intimidade quente e pulsante. Quando terminei de passar minha camiseta pelo buraco na cabeça percebi que ele estava de frente para mim, me olhando com os olhos um pouco cerrados e mordendo os lábios. Jimin abriu a porta do banheiro com tudo e Tae fez o mesmo com a de entrada. Levamos um leve susto com os barulhos dos dois. 
“Vou usar ai o banheiro” Tae disse se aproximando da porta “Você não cagou não né? Sacanagem”
“Aff” Jimin riu e se jogou no puff
“Enfim” eu disse “Melhor irmos” Peguei minha bolsa e me despedi do Jimin que sorriu de forma fofa para mim
“Tchau Tae” Falei próxima da porta do banheiro
“Tchau narizinho” ele gritou
Jungkook pegou as chaves do carro e de casa. Andamos lentamente pelo corredor. Lembrei que tinha deixado meu sapato na entrada, que burra! Mas ao chegar na porta vi que não estava mais lá. 
“Ta no carro” Jungkook sussurrou abrindo a porta com cuidado
Entramos no veículo e encontrei meu sapato e meu casaco. Meu casaco não cheirava tão bem quanto a minha camiseta. Fiz uma careta ao sentir o odor de suor nele, dava até raiva de precisar colocar.
“Você ta fedendo?” Jungkook perguntou rindo da minha cara assim que o portão da garagem se fechou e ele deu partida. 
“Eu estou cheirosa, na verdade meu casado que está fedendo” eu disse e ele riu.
“Me passa seu endereço” ele me deu o celular para eu colocar no GPS “Aproveita e coloca seu número também” Fiz os dois e o entreguei. 
No caminho todo só a música soou pelo carro. Ambos estávamos sentindo aquela atmosfera. Ao chegar no meu prédio ele parou na esquina e pegou algo no banco de trás, lugar que parecia ser um limbo de coisas perdidas. 
Era um frasco de perfume que espirrou por todo meu casaco.
“Pronto agora você ta inteira com o meu cheiro” ele disse rindo e eu sorri de volta. Era um cheiro muito bom.
Respirei fundo me preparando para descer, mas senti a mão dele segurar a minha. Olhei para baixo para desviar do olhar dele, mas acabei olhando para a calça dele que marcava muito o formato de sua intimidade já que estava sem cueca. 
“Boa noite” eu disse antes de fazer alguma coisa e puxando a maçaneta do carro. Jungkook inclinou seu corpo no meu e pegou a porta antes que ela abrisse e ficando bem perto de mim. Ele soltou minha mão e passou ela por toda a extensão do meu braço me fazendo arrepiar, chegou no pescoço e fez uma carícia encaixando quatro dedos na minha nuca e com o dedão forçou meu queixo a erguer deixando nossos rostos a centímetros de distância. Sua boca estava entreaberta e a minha trincada, eu não entendo o medo que sentia do que eu sentia por ele. A mão dele na porta pegou a minha e as entrelaçou.
“Eu quero te beijar Elena, mas apesar de sentir que devo eu não sei se posso” ele disse com a voz rouca e eu tremi. Não respondi apenas abri minha boca deixando a respiração dele me invadir antes de sua língua, que foi interrompida quando estava em meus lábios por uma batida no vidro.
“SEUS DESAVERGONHADOS” Uma senhora gritou batendo na janela do carro com uma bengala
Jungkook começou a rir muito com a cena e eu também. A senhora era bem baixinha e usava um conjunto vermelho florido. Era bem fofa. Jungkook viu uma ligação no celular e deslizou o polegar para ignorar, mas como estava gargalhando da senhorinha apertou errado. 
“Jeon Jungkook CADÊ VOCÊ?” Gritou Jin no celular 
“Grita mais baixo que eu to dormindo! Caralho!” Gritou Suga 
Jungkook apenas desligou o aparelho e sorriu para mim.
“Amanhã a gente se vê” ele falou com um pesar na voz
“Amanhã…” Suspirei e olhei para a velhinha que estava do lado de fora acompanhando nossas ações. 
“PODE PARAR DE SAFADEZA” Ela disse com uma voz muito engraçadinha, era impossível não rir dela.
Abri a porta e comecei a sair, ele pegou minha mão e deu um beijo.
“Boa noite” piscou para mim
“Boa noite” pisquei para ele “Golden Loser” 
Ele ficou irritado com o apelido que dei depois dele perder uma batalha fácil demais para o Tae. 
Fechei a porta e a velhinha começou a andar comigo em direção ao prédio.
“Ele já foi embora, não precisa me seguir” Falei estranhando o comportamento dela
“Eu moro aqui menina” ela respondeu entrando no prédio “Ele por acaso é comprometido com você? Sua família sabe que ta saindo de carro de homem a essa hora da madrugada…”
Enquanto ela falava caminhando em direção ao elevador eu segui para subir pelas escadas. Enquanto subia ouvi meu celular tocar. Era ela. Agora a madame tinha percebido minha ausência e resolvido ligar. Optei por ignorar. Dancei com a música lembrando da gente jogando juntos, jogados no puff. Ela ligou várias vezes me dando o deleite de dançar bastante com a música. Dez andares pareciam uma eternidade. Cheguei no meu andar e vi a senhoria parada na porta no apartamento dela. Não creio que ela era minha vizinha.
“Se cuida menina” Ela disse entrando e fechando a porta
Comecei a rir lembrando da cena e pegando minhas chaves para entrar em casa. Novamente o som do meu celular tocou.

 


Notas Finais


Desavergonhados esses dois não? ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...