História O último de pé - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Mitologia Chinesa, Mitologia Egípcia, Mitologia Grega, Mitologia Japonesa, Mitologia Nórdica
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 588
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Fantasia, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Notas do Autor


Mais um cap pra vocês espero que gostem

Capítulo 2 - O dragão negro


Fanfic / Fanfiction O último de pé - Capítulo 2 - O dragão negro

Desconhecido: eu acordei no chão do laboratório tudo ainda estava destruído e as luzes apagadas,corpos de cientistas e guardas despedaçados. Tanto pela explosão quanto pelo "homem" ou seja la oque ele for eu lentamente me levanto tinha algumas queimaduras nas pernas e no torço meu braço esquerdo estava quebrado,eu lembro quê tinha um kit de primeiro socorros embaixo da pia do laboratório estava torcendo Para que o fogo da explosão não tivesse chegado até la eu procuro e o acho más aparentemente alguém o tinha usado antes percebo isso pois o kit estava com marcas de sangue mas ele estava longe suficiente dos corpos para que os mesmos não o sujacem,a pessoa que usou o kit Aparentemente era muito burra por não ter levado ele com ela pego um pouco de Nebacetin para aliviar as queimaduras e uso um pouco das ataduras nos ferimentos mais graves,vou até o corpo de um dos guardas e pego uma 9mm e uma lanterna,grudo a lanterna na arma com um pouco de fita que achei analiso um pouco o ambiente e percebo a falta do corpo de Tavares ele foi o outro sobrevivente,oque me deixa curioso o porquê dele não ter pego o kit,porquê até onde eu o conheço ele não é burro paro de pensar nisso e volto a análise do local a energia acabou e como até agora nenhuma equipe do governo veio todos os outros cientistas e guardas do lugar estão mortos saio da sala e fico no corredor principal olho em volta e vejo dezenas de corpos mortos de diversas maneiras uns com o pescoço quebrado outros apodrecidos até o osso e até cortados ao meio"parece que alguém se divertiu bastante" percebo pegadas de sangue que ainda estavão frescas as sigo até a biblioteca de onde escuto leves barulhos entro dentro da enorme sala e os barulhos parão começo a andar pelos corredores das enormes estantes de livros começo novamente a escutar barulhos e uma das estantes cai,eu consigo me livrar dela por pouco ao olhar para traz vejo tavares suas pupilas cobrião todo o olho e sua pele estava pálida igual um cadáver ele começa a se mover lentamente movimentos quase não humanos aponto a arma pra ele e pesso que não se aproxime,ele me ignora e começa a correr em minha direção atiro nele más por nunca ter atirado na vida não aguento o coice da arma e a derrubo o tiro que disparei acerta de raspão em seu ombro que nem se preocupa ele me derruba no chão e fica de pé em minha frente ele começa a pisar sobre meu ombro quebrado me fazendo soltar grunhidos de dor ele pisa com mais força,eu olho em volta e vejo a arma no chão perto de mim eu consigo derrubar tavares o vou rapidamente em direção da arma a pego e meviro em direção a tavares que ja tinha se levantado e estava vindo em minha direção miro para ele e disparo 6 vezes ele cai de costas no chão eu chego perto de seu corpo e vejo que ele ainda estava vivo então miro em sua cabeça e dou um último disparo

Começo a escutar uma lenta batida de palmas e meviro em cima de uma das estantes estava uma mulher,cabelos castanhos olhos verde escuro usando uma blusa marrom com calça jeans e um all-star preto e branco

Desconhecido: quem é você? E porquê do bater de palmas?

Ungetüm: eu sou ungetüm estou aqui porquê preciso de você e não vou aceitar um não como resposta ouviu balaur


Notas Finais


Lembrando traduzam por conta e risco pois é spoiler
E caso queirão entender o título do cap é só pesquisar balaur mitologia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...