1. Spirit Fanfics >
  2. O último dos Moicanos >
  3. Rendição

História O último dos Moicanos - Capítulo 4


Escrita por: CRIS75950

Capítulo 4 - Rendição


Fanfic / Fanfiction O último dos Moicanos - Capítulo 4 - Rendição

Na manhã seguinte, Munro reuniu-se com Montcalm para tratar de sua rendição. Os dois oficiais reuniram-se em um campo aberto distante do Forte William Henry.

-Está tomando uma sábia decisão, coronel Munro...-disse Montcalm.-Eu também já estou cansado de ver muitos de nossos homens morrerem. Devemos pôr um fim nessa guerra desnecessária.

-Eu aceito a rendição com uma condição, general: que eu possa deixar o Forte com todos meus homens e todos os que vivem lá. 

-Tem a minha palavra que poderá sair tranquilamente, coronel...E pode levar sua bandeira de volta ao seu país.

-Está bem, general... Deixarei o Forte antes do anoitecer.

-Pode sair amanhã se quiser, coronel. O importante é que essa guerra chegue ao fim.

-Obrigado, general Montcalm....

Os dois oficiais bateram continência e se despediram.

Nesse momento, Nataniel e Cora estavam juntos no quarto... Alice e Uncas também estavam ali, sentados um ao lado do outro de mãos dadas.

-Papai ficaria furioso se soubesse...-comentou Cora sentada no colo de Nataniel.-Ele jamais aceitaria nosso relacionamento...

-Aceitando ou não, eu só sei que eu amo você desde o primeiro momento em que a vi.

-Eu também amo você, Alice...-disse Uncas enquanto acariciava o rosto de Alice.

Alice sorriu e beijou os lábios de Uncas novamente. Nataniel e Cora sorriram por ver os dois juntos.

-Meu irmão e eu temos muita sorte...-disse Nataniel.-Amamos duas lindas garotas... As garotas mais lindas da América.

De repente, ouviram batidas na porta e em seguida a voz de Duncan que disse:

-Cora?.. Você está aí?...Seu pai acabou de voltar da reunião com Montcalm.

Rapidamente, Nataniel e Uncas pularam a janela para fora do quarto das moças. Cora então abriu a porta e viu Duncan.

-Desculpe se incomodei vocês duas, Cora... Mas o seu pai acabou de chegar e tem notícias tranquilizadoras para todos nós.

-Está bem, Duncan... nós já iremos até ele. Obrigada.

Cora voltou a fechar a porta.e correu até a janela, fazendo um sinal com a mão para Nataniel e Uncas que retornaram rapidamente.

-Papai já voltou...-disse Cora.-Alice e eu iremos até ele para saber qual foi a decisão que foi tomada.

-Estaremos aqui esperando...-disse Nataniel após beijar a mão de Cora.

Antes de sair, Alice deu um rápido beijo nos lábios de Uncas. Cora e Alice correram até a sala aonde seu pai estava reunido com Duncan e o restante dos homens.

-Montcalm aceitou nossa rendição... Partiremos antes do anoitecer.

-O senhor acha mesmo que podemos confiar em Montcalm, coronel?-perguntou -É estranho ele nos deixar partir pacificamente.

-Ele me deu sua palavra, major...E disse também que está cansado dessa guerra sangrenta que já ultrapassou todos os limites.

-Teremos que deixar a América, papai?-perguntou Cora de repente.

-É claro, querida... não temos motivos para permanecermos aqui.

Cora e Alice olharam uma para a outra... Por alguns instantes, as duas sentiram uma profunda tristeza instalar-se em seu interior.

Antes que a noite chegasse, Munro organizou todo seu regimento e mais os moradores britânicos e partiram para fora do Forte. Uncas, Chingachgook e Nataniel os acompanhavam de perto.

Três mil britânicos começaram a deixar lentamente o Forte. Eram assistidos pelos soldados franceses enquanto caminhavam em fila indiana. Era impressionante o silêncio daquela fila. Mesmo sendo inimigos, os franceses respeitavam a derrota inglesa e se mantiveram em silêncio absoluto. O único sim que se ouvia eram dos passos das botas inglesas que se afastavam do Forte. O exército de Munro estava muito cansado e abatido. Haviam muitos homens feridos e algumas mulheres e crianças dentre os três mil que marchavam em silêncio. Cora e Alice iam montadas em um cavalo, enquanto Duncan as acompanhava. Nataniel, Chingachgook e Uncas estavam caminhando logo atrás delas... Uncas observava Alice na garupa de sua irmã. De repente Chingachgook começou a observar movimentos estranhos entre a vegetação na beira das árvores... 

De súbito, uma forte gritaria começou e os hurons partiram para cima dos ingleses. Eram mais de dois mil indígenas que saíam dos dois lados da floresta como um enxame de abelhas. Em poucos minutos, suas facas e tacapes já haviam tirado a vida de centenas de homens, mulheres e crianças inglesas. Deprimidos, cansados e surpreendidos, os britânicos não conseguiram organizar uma defesa adequada e aos poucos a estrada foi-se enchendo de sangue. Os guerreiros hurons vibravam a cada golpe desferido e arrancavam os escalpos de suas vítimas. Mágua procurava por Munro... Sem querer perder tempo, Mágua capturou Alice e Cora que estavam desprotegidas naquele momento. Uncas, Nataniel e Chingachgook estavam distraídos lutando com os hurons que não perceberam que as duas garotas estavam sendo levadas para dentro da floresta. Mais de mil e quinhentos homens estavam mortos, outros ainda lutavam. Parte da floresta e várias carroças estavam em chamas. Mais tarde no local da batalha, Munro, Duncan, Nataniel, Uncas e Chingachgook procuravam pelas duas garotas...haviam muitos corpos espalhados pelo chão. Munro estava desesperado tentando encontrar suas filhas. Temia que elas estivessem mortas. Uncas e Nataniel procuravam Alice e Cora com sofreguidão... de repente, Chingachgook se aproximou trazendo um lenço de renda na mão e disse:

-Moças brancas foram levadas pelos hurons....

-Tem certeza?-perguntou Munro.

-O cheiro deles está aqui no lenço de sua filha.

-O problema é que nunca saberemos para onde eles a levaram.-protestou Duncan.

-Para a aldeia huron, major...-disse Nataniel se repente.-É o único lugar para aonde aquele desgraçado do Mágua levou as filhas do coronel.

-E vocês sabem aonde fica essa aldeia?-perguntou Munro.

-Fica distante daqui, coronel...-respondeu Nataniel.-Mas nós seremos capazes de encontrá-la.

-Se conseguirem salvar minhas filhas, eu prometo recompensá-los imensamente.

-Não queremos nenhuma recompensa, coronel...-disse Nataniel.-Apenas queremos salvar suas filhas.

-Mesmo assim vocês terão a minha eterna gratidão.

-É um caminho muito longo e difícil, coronel...-disse Nataniel.-É melhor que o senhor vá para o Forte Edward....

-Mas e Cora e Alice?-perguntou Duncan.

-Nós a encontraremos, major Heyward...-respondeu Nataniel.-Por enquanto, é melhor que acompanhe o coronel Munro até o Forte Edward.

Dito isso, Nataniel, Chingachgook e Uncas embrenharam-se na floresta e seguiram o caminho que os conduziria até a aldeia huron...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...