1. Spirit Fanfics >
  2. O último dos Moicanos >
  3. O fim da guerra

História O último dos Moicanos - Capítulo 5


Escrita por: CRIS75950

Capítulo 5 - O fim da guerra


Fanfic / Fanfiction O último dos Moicanos - Capítulo 5 - O fim da guerra

Cora e Alice estavam aprisionadas na aldeia huron.... Naquele momento, Mágua discutia sobre o destino das duas garotas com o sábio ancião chamado Tanemund. As mulheres da tribo estavam alvoroçadas... Elas queriam arrancar os escalpos das duas garotas brancas que estavam presas na tenda de Mágua.

-Eu já tomei a minha decisão, Mágua...-disse Tanemund.

-E qual é a sua decisão, chefe Tanemund?-perguntou Mágua com os braços cruzados sobre o peito.

-Você poderá ficar com a garota de cabelos negros....a outra moça será esposa de Pequeno Alce, nosso melhor e mais bravo guerreiro.

-Eu ainda pretendo me vingar de Cabelos Cinzentos.. -declarou Mágua.-Antes de matá-lo, terei prazer em dizer a ele que fiz de sua filha a minha mulher.

Enquanto isso, Alice e Cora estavam presas juntas na mesma tenda, com os pulsos amarrados.

-Nós vamos morrer...-murmurou Alice entre lágrimas.

-Nataniel irá nos salvar, Alice... Nós sairemos daqui.

-Sair como?.. Estamos cercadas por esses selvagens!...Com certeza irão nos matar e....

Nesse ponto, Alice calou-se de imediato assim que Mágua e outro índio huron entraram na tenda. O jovem guerreiro huron que estava ali, olhou atentamente para Alice que não ousava levantar os olhos. Porém, Cora o encarava furiosamente.

-O destino de vocês duas já foi decidido pelo grande chefe ancião da tribo...-disse Mágua.

-Ele vai nos deixar ir embora?-perguntou Cora com certa ansiedade.

-Você será minha esposa...-respondeu Mágua.

-Como???

Cora ficou estupefata diante do índio que a olhava com profundo desejo. O jovem huron se aproximou de Alice e libertou seus pulsos.

-Você será esposa de Pequeno Alce...-declarou Mágua encarando Alice.

-O que????

Alice praticamente entrou em desespero e tentou correr para fora dali, mas foi puxada pelos cabelos e conduzida para fora da tenda de Mágua....

-Para onde ele levou minha irmã?!-exclamou Cora.

-Sua irmã agora é mulher de Pequeno Alce... Assim como você será minha também.

-O que?!! Você está delirando?!

Mágua se aproximou de Cora e apertou seu rosto com a mão.

-Não me desrespeite, mulher!..Eu quis você desde o primeiro momento em que a vi... Você me dará os filhos que eu nunca tive... será minha para sempre!

Cora manteve-se firme, mas mesmo assim, era difícil conter o pavor que estava sentindo naquele momento. Mágua estava completamente fora de si e decidiu "consumar" sua união com Cora ali mesmo naquele momento....

Enquanto isso, Chingachgook, Uncas e Nataniel continuavam a seguir caminho até a aldeia dos hurons. Estavam exaustos, mas confiantes. A aldeia estava próxima... Chingachgook avistou a fumaça das fogueiras ao longe e disse:

-Lá está...

Uncas e Nataniel olharam na direção do olhar de seu pai Chingachgook.

-Precisamos ser cautelosos...-disse Nataniel.-Os hurons podem ouvir nossos passos facilmente.

Os três então se aproximaram da aldeia. Escondidos entre moitas e arbustos, Chingachgook e Nataniel observavam com muita atenção o movimento dentro da aldeia.

-Temos que tentar entrar sem sermos notados, Uncas...-disse Nataniel em voz baixa.-Uncas?

Nataniel olhou para o lado esquerdo e viu que Uncas não estava mais alí.

-Uncas?!..Onde ele está?!

Nesse momento, Alice estava a ponto de ser violentada por Pequeno Alce que se aproximava cada vez mais perto dela. Alice tentou rastejar para longe dele, mas foi puxada pelos cabelos e obrigada a deitar-se sobre uma pele de búfalo que estava estendida no chão. Porém, antes que pudesse fazer alguma coisa, foi surpreendido por um golpe de tacape que partiu seu crânio ao meio... Uncas havia entrado sorrateiramente dentro da tenda, partindo a cabeça do índio ao meio com seu tacape. Tomada por uma euforia, Alice jogou-se nos braços de Uncas e o abraçou fortemente:

-Você veio.... você veio me salvar!!!

-Eu jamais abandonaria você...

Uncas a beijou com intensidade, fazendo com que o desejo entre ambos aumentasse novamente....

-Precisamos sair daqui...-murmurou Uncas.

-Temos que salvar Cora primeiro... ela está na tenda de Mágua.

-Olho-de-Falcão a salvará, eu garanto.

No momento em que Uncas sai para fora da tenda com Alice, é violentamente golpeado nas costas com o cabo do tacape de Mágua que o fez cair de bruços no chão. Alice foi segurada por dois guerreiros hurons.

-Cachorro moicano pensou que sairia daqui vitorioso?!-ironizou Mágua que começou a desferir vários chutes pelo corpo de Uncas.

-NÃO!!-gritou Alice com desespero.-Deixe ele paz!!!... Não o machuque, por favor!

Mágua levantou Uncas do chão, puxando pelos cabelos e disse:

-Cachorro moicano deve aprender a nunca cruzar o caminho dos hurons!

Mágua gritou algumas palavras em seu idioma nativo e rapidamente Uncas foi arrastado até um tronco de madeira no centro da aldeia, aonde foi amarrado com os braços para trás. Nataniel e Chingachgook tentavam conter a raiva que estavam sentindo ao verem Uncas sendo agredido e amarrado ao tronco. Mágua se divertia ao ver o jovem moicano com o rosto ferido e sangrando. Mas Uncas manteve-se firme e encarando Mágua com profundo ódio.

-Jovem moicano tem muita coragem...-comentou Mágua.-Mesmo ferido, ainda se atreve a me olhar nos olhos!

Mágua cuspiu no rosto de Uncas e ordenou para que os guerreiros hurons colocassem gravetos ao redor de Uncas... Nesse momento, Tanemund se aproximou e perguntou:

-O que Mágua está fazendo?

-Cachorro moicano entrou em nossa aldeia e matou nosso "irmão" Pequeno Alce!

Tanemund aproximou-se de Uncas e disse:

-Guerreiro moicano tem muita coragem em vir aqui nos afrontar...

-Ele veio para levar a garota branca de cabelos amarelos...-disse Mágua.-Está apaixonado por ela!

Tanemund olhou para Alice e depois novamente para Uncas e disse:

-Eu aprecio a sua coragem, jovem guerreiro...Mas sua ousadia causou a morte de um de nossos nossos melhores guerreiros. Por isso você será queimado vivo diante dos olhos dos hurons para servir de exemplo.

-NÃO!!!!...-exclamou Alice com perplexidade.-Não façam isso!!!!

-Menina branca será escrava de Mágua.-declarou Tanemund.

Alice olhou para Uncas e disse:

-Eu prefiro morrer ao lado de Uncas do que servir a esse "animal" asqueroso!!!

Mágua fulminou Alice com o olhar e disse:

-Como queira...

Mágua então ordenou aos hurons para que amarrassem Alice ao lado de Uncas no tronco. Ao ver a cena, Cora tentou correr até sua irmã.

-ALICE!!!

Mágua impediu Cora pegando-a pelo braço.

-Me solte, seu assassino miserável!!!... É você quem devia morrer, seu desgraçado!

Amarrados de costas um para o outro, Uncas e Alice entrelaçaram suas mãos.

-Eu amo você...-murmurou Uncas.

Alice começou a chorar enquanto segurava as mãos de Uncas com firmeza.

Nesse momento, um dos hurons se aproximou com uma tocha acesa na mão. Mas antes que pudesse atear fogo sobre os gravetos, foi fatalmente alvejado na cabeça por um tiro de mosquete. Todos os hurons puseram-se em alerta geral. Mágua olhou na direção das árvores, mas não avistou ninguém. Nataniel e Chingachgook começaram a atirar contra os hurons que começaram a correr e a gritarem como forma de protesto, pois não estavam vendo ninguém. Para a surpresa de Chingachgook e Nataniel, o major Duncan, acompanhado por um pequeno batalhão, invadiram a aldeia atirando contra os hurons. Um enorme caos começou a se formar naquele lugar... vários soldados britânicos lutavam de uma forma feroz contra os hurons.

-Duncan!!!-exclamou Cora assim que o viu entre o confronto.

Nataniel e Chingachgook invadiram a aldeia e libertaram Alice e Uncas que ainda estavam amarrados. 

-Tire a srta. Munro daqui, Nataniel...-gritou Duncan.-Saiam daqui rápido!

Nataniel, Uncas e Chingachgook correram para longe daquele confronto selvagem levando Cora e Alice.... Tomado pelo ódio, Mágua resolveu partir na direção de Nataniel e os outros.

-Olho-de-Falcão!!!!-gritou Mágua na metade do caminho.

Nataniel parou e olhou para trás.

-Venha me enfrentar como homem!-vociferou Mágua com sua faca na mão.

Nataniel então partiu para cima de Mágua...os dois começaram uma violenta briga de facas. Mágua conseguiu ferir o braço direito de Nataniel com sua faca... Para a surpresa de Mágua, Nataniel fez  rápido movimento com o braço esquerdo, golpeando o peito do selvagem com a lâmina afiada de sua faca.

Algumas semanas depois....

Nataniel, Chingachgook e Uncas estavam reunidos com o coronel Munro e o general Webb no Forte Edward. Cora, Alice e Duncan também estavam presentes naquela sala.

-Eu não tenho palavras para agradecer pelo que vocês três fizeram pelas minhas filhas... Minha gratidão será eterna.

-São bravos homens, coronel...-disse Duncan.-Merecem ser recompensados.

-Não queremos recompensas, major...-declarou Nataniel.-Queremos apenas a paz e a liberdade para vivermos aonde não haja mais confrontos e guerras.

-É só isso, eu jovem?-perguntou Munro que logo em seguida olhou para Alice e Cora fazendo um sinal com a mão.

Cora e Alice aproximaram-se de seu pai que disse:

-Cora e Alice me contaram que estão apaixonadas por dois bravos guerreiros que salvaram suas vidas desde o início...elas me fizeram um pedido.... perante a sociedade inglesa, um relacionamento entre brancos e índios não é aceito. Mas como não estamos na Inglaterra, eu decidi atender a esse pedido de minhas filhas.

Cora e Alice sorriram e correram até Nataniel e Uncas.

-Eu pretendo me instalar aqui mesmo na América...-declarou Munro.-Portanto eu precisarei de homens corajosos para cuidarem de minhas filhas futuramente. Estão dispostos a entrarem para nossa família?

Nataniel e Uncas sorriram ao mesmo tempo.

-Será uma grande honra, coronel Munro.-respondeu Nataniel com um sorriso.

-Sejam bem vindos a nossa família, meus jovens.

Chingachgook também ficou feliz ao ver seus dois filhos ao lado de Cora e Alice...

Durante sete anos, a América do Norte sofreu com a guerra entre franceses e ingleses. Agora, comemorava o fim daquele inferno celebrando o casamento de Nataniel e Cora juntamente com o de Uncas e Alice com uma grande festa organizada por ingleses e colonos....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...