História O Último Olhar - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Crista, Deus
Visualizações 3
Palavras 653
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Primeiro dia de aula e descobertas


P.O.V. Benjamin

Depois de 5 anos morando na mesma cidade, meus pais decidiram que já era hora de irmos pra outro lugar, de começo, não gostei, eu teria que abandonar meus amigos, mudar de escola, e, principalmente, mudar de igreja, o que eu não gostava muito. 

Dois dias depois, chegamos na nova cidade, acordei, pronto pra ir pra escola, quando olhei o relógio, 6:30, porcaria, estou atrasado no meu primeiro dia de aula.

Me arrumei correndo, desci as escadas, vi meus pais tomando café. 

- Bom dia mãe, bom dia pai, bênção mãe. Vamos pai! - disse eu apressando meu pai, que imediatamente largou o pão interminado, pegou as chaves do carro. Entramos no carro e fui direto pra escola. 

Quando cheguei lá, graças a Deus, a aula ainda não tinha começado, entrei, sentei em uma cadeira no meio da sala, e um minuto depois a professora havia chegado.

- Alunos, hoje temos um novo aluno na sala. - disse a professora, enquanto apontava pra mim, que fiquei meio tímido ao perceber que todos estavam me olhando. - seu nome é Benjamin, venha cá. - me chamou, e eu como não tinha escolha, fui obrigado a ir, mas fui bem devagar, assim talvez, ninguém me notasse. - Assim como todos vocês, ele tem 15 anos e se mudou para cá recentemente, espero que tratem-o bem. Pode voltar, querido. - Voltei lentamente, e enquanto voltava, olhei para uma garota sentada na frente, seus olhos eram lindos, azuis penetrantes, mas quando ela percebeu que estávamos nos olhando, virou o rosto. Será que eu fiz algo de errado? Espero que não, ela é muito bonita, não quero decepcioná-la.

*********


Depois que a aula terminou, fui indo em direção ao carro do meu pai, quando esbarrei com uma menina, quando olhei direito, notei que era a mesma menina que havia olhado pra mim na sala de aula.

- Aii! Ah, minha nossa, desculpe, não queria... - enquanto eu terminava de falar, ela me interrompeu.

- Ahn... Não foi nada, eu que peço desculpas, tchau. - quando terminou, ela se virou para ir embora, mas não poderia deixá-la simplesmente ir embora, então a puxei levemente pelo braço. 

- Ei, espera! Qual é seu nome? - perguntei, curiosamente, ansioso por uma resposta. 

- Ahn... É Jinx, por que quer saber? - perguntou, ah.. Como ela ficava linda quando estava curiosa... O quê?! O que eu estou falando?

- Por nada... Eu te vi na sala hoje, e você me evitou duas vezes, então pensei que havia algo de errado em mim. - Então, percebi que ela estava ficando corada, o que não foi surpresa por que eu também tinha ficado. 

- Ah, não, desculpe, não queria que você pensasse isso. - Então ela levantou a manga da camisa, mas logo abaixou rapidamente, pela expressão em seu rosto vi que havia algo de errado nela.

- O que foi? Por que abaixou de novo? - perguntei, e ela deu de ombros e virou-se pra ir embora, mas eu a puxei e vi seus braços, eram marcas de... Cortes.

- O quê?! Você... Está se cortando? - perguntei, preocupado. 

- Não é da sua conta. - disse ela, então virou de costas pra mim é foi embora, tentei chamá-la, mas ela me ignorou.

- Espere! Deixe-me te ajudar...

Não vi outra opção. Falei com meu pai que ele poderia ir, que eu passaria numa loja pra comprar algumas coisas, e a segui até sua casa.

Subi a janela, e lá estava ela, em seu quarto, linda como sempre, pegando algo no canto, quando bati na janela. Assustada, ela olhou pra mim e guardou o que estava pegando. 

- Hey! Sou eu, Benjamin, lembra? - perguntei. É óbvio que ela lembrava. Então, ela abriu a janela para que eu entrasse.

- O que pensa que está fazendo aqui?! Você me seguiu? - perguntou, e vi ela ficar vermelha de raiva, não consegui aguentar, ela ficou muito fofa com cara de brava, então, comecei a rir dela.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...