História O Último Suspiro - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens V
Tags Taehyung (v)
Visualizações 122
Palavras 2.275
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AMOREEEEEESSSS
VOLTEI, AMÉM!
Queria primeiramente agradecer mais uma vez a imensa paciência de vocês em ter me esperado, eu falei que não desistiria desta fic, então aqui estou, mais um capítulo para vcs que devem estar se coçando de curiosidade para saber qual rumo essa história vai tomar. Pois bem, tenham uma boa leitura!
bjs
<3

Capítulo 30 - Perdeu a noção do perigo?


Fanfic / Fanfiction O Último Suspiro - Capítulo 30 - Perdeu a noção do perigo?

~No capítulo anterior~

“Impeça Jimin! Filha!”

Papai? Olho para o meu colar que estava brilhando.

“Não deixe ele matar o alfa”

~*~

(Jimin on)

— Preciso achar uma solução imediatamente. — Digo a mim mesmo desligando o registro do chuveiro ao perceber que hoje é meu último dia.

 Terei que matar meu tio para salvar a pessoa que mais amo neste mundo?

Seria loucura arriscar tudo por amor?

O que outro seria capaz de fazer se uma bruxa ameaçasse matar uma pessoa muito importante em sua vida?

Não sei... Mas posso dizer por mim mesmo que, eu me arrastaria no inferno por Luara! Sem pensar duas vezes.

Porém, algo ainda me perturba... Como poderei explicar tudo aos outros? Me condenariam, e Hoseok nunca me perdoaria. Preciso entrar em uma decisão, mas preciso ser rápido, ou o dia chegará ao fim, e Moon poderá morrer em meus braços.

(Jimin off)

~*~

(_________ on)

— Hum... Tem certeza de que é este o livro? — Moon me pergunta ao vasculhar entre as páginas de um livro antigo na biblioteca.

— Desde que minha vida mudou de humana para Abaddon, não consigo ter certeza de nada! — Respondo-a olhando outro livro.

— Como é mesmo o nome? Aza... o que?

— Azazel!

— Hum... ACHEI! — Moon grita e logo tampo sua boca para Sebastian não perceber que havíamos invadido sua biblioteca particular.

— Perdeu a noção do perigo? — Cochicho pegando o livro de sua mão.

“Azazel é um Demônio Maior, e é referido como forjador de armas, tenente no inferno, colocado em segundo lugar, precedido apenas pelo próprio Lúcifer. Azazel estava entre os anjos que eram seguidores de Lúcifer e foram banidos do paraíso por sua insurgência. Tornando-se um dos três grandes príncipes do inferno. Muito conhecido como demônio da guerra. Muitas vezes ele possuía os seres humanos a se manifestar.

Capaz de entrar nos sonhos e pesadelos dos daqueles que tem uma certa ligação forte com o inferno.”

— Eh... ___________, por que você tem interesse nesse tal de Azazel? — Moon pergunta com um olhar de medo, preocupada.

— Ele entrou nos meus sonhos!

— ELE O QUE?

— Já disse pra falar mais baixo!

— Azazel me disse que a adaga era minha chave... E que se eu libertasse ele, o mesmo seguiria minhas ordens... — Penso em mil e uma possibilidades de o porquê dele ter me dito isto.

— Que adaga é esta?

— Acredito que seja a mesma que despertou a Abaddon dentro de mim...

— Okay, eu acho que já vimos demais por hoje... Vamos embora daqui? Esses livros me assustam! — Diz Moon se retirando lentamente do local olhando para as prateleiras mais altas daquele corredor empoeirado.

— Medrosa! — Jimin aparece atrás de Moon fazendo a mesma saltar de susto.

— SEU LOUCO! JÁ PENSOU SE EU PERCO O BEBÊ?

 Ele estava com a cara fechada, preocupada, não era pra menos...

— Como soube que estávamos aqui? — Pergunto guardando o livro.

— Acabei seguindo o rastro do perfume na roupa de Moon, e então encontrei vocês.

Rimos incrédulas com a ação de Jimin que nem se quer um momento sorriu.

— Gostaria de nos dizer o que tanto lhe perturba? — Moon pressionou Jimin envolvendo seus braços ao redor do pescoço do mesmo.

— Nada...

— Mentiroso! — Digo em tom frio. Ele se assusta.

— Preciso fazer uma coisa...

— Então nos diga... Quem sabe podemos ajudar... — Moon fez uma carinha irresistível à Jimin, que fez o mesmo se derreter.

— Vou dizer, quando vocês duas me seguirem até a alcateia! Agora!

— Mas o q... — Jimin arrasta eu e Moon em direção à porta dos fundos da casa.

— Espera, não vamos dizer nada que saímos? — Moon se solta parando Jimin.

— Eles não podem saber! — Jimin sai para fora da casa se transformando em lobo, faz um gesto com a cabeça simbolizando um comando, de que era para segui-lo. Moon também se transforma e percebo que ela está ficando cada vez maior, uma verdadeira alfa. Sento em suas costas e seguimos Jimin.

(___________ Off)

~*~

(Jin On)

 ~Momentos antes~

— A única coisa que eu quero, é que haja paz entre os mundos! Que Darvena e Lincoln apodreçam no inferno e que ___________ possa viver uma vida comum do que ter uma vida amaldiçoada sendo serva de Darvena para libertar todos os monstros que debaixo desta terra existem!

Não podia negar, ele estava certo! Com receio, resolvi ouvir ele.

— Como posso te ajudar? — Um sorriso surgiu em seus lábios.

— Venha comigo! — Ele segura em meu braço nos tele transportando dali.

~*~

— Onde estamos? — Perguntei ao ver um local escuro, úmido, sem muito oxigênio.

— Você vai descobrir... — Kosai diz quase cochichando, andando na frente sempre tomando cuidado para que ninguém estivesse no local. Aquele lugar fedia, fedia a sangue, podia ouvir gritos de espíritos, passos apressados e desesperados de quem tinha medo de algo, daí eu me toquei, era um calabouço, amaldiçoado. Mas não era só um calabouço qualquer, era o calabouço de Lincoln

— Por que me trouxe até aqui? — Perguntei seguindo os passos de Kosai.

— Quer me ajudar ou não?

— Se você me explicar, talvez eu possa te ajudar...

Um grito surgiu no final do corredor escuro que estava em nossa frente.

— O que foi isso? — Pergunto após Kosai me jogar contra a parede nos escondendo ali.

— Droga, lá se foi mais uma...

— Era uma criança? — Deduzi pelo tom do grito.

— Sim, uma das crianças que Lincoln mandou Darvena roubar do orfanato. Estão todas no calabouço principal, antes de eu sair haviam pegado três crianças, com mais esta que acabamos de ver, quatro.

— Para quê exatamente estão usando as crianças?

— Darvena está filtrando o sangue mais puro delas para misturar com a magia mais negra que existe entre os mundos, o objetivo dela e de Lincoln é produzir um sangue similar ao de um Abaddon, injetar nos Demons mais fortes, dominar a vida sobre e debaixo a Terra e principalmente, adquirir poder sobre todas as criaturas existentes.

— Mas por que crianças?

— Caso você não se lembre, quando um humano é criança, ele sonha, dispertando dons escondidos nele, e todo ser sobrenatural percebe isso, almas jovens são puras, ricas, perfeitas para a magia negra drenar seus espíritos facilmente... — Outro guarda se aproxima da cela das crianças levando uma mais velha do que todas ali. — Me ajude a salvar essas crianças antes que seja tarde demais.

Fico espantado pela atitude de Kosai, me cotar tudo como se realmente confiasse em mim, mesmo não confiando nele e no seu instinto assassino, precisamos retirar essas crianças daqui imediatamente.

Esperamos os guardas subirem as escadas com uma criança desacordada no colo.

— Vamos! — Digo com atitude atravessando o corredor colocando minhas energias em disposição. — Afastem-se! — Avisei e logo todos haviam se movido com medo. Me concentrei naquelas barras de ferro que estavam sobre uma bruxaria secreta, elas não se destruíam facilmente. — Terei que fazer do jeito difícil?

— Rápido Jin! Eles podem aparecer a qualquer momento.

Liberei toda minha bruxaria o que fez Kosai se afastar rapidamente, minha alma ardia feito fogo, podia sentir meu poder circular pelas minhas veias. Num só movimento, todas as barras de ferro se difundiram e contorceram, caídas no chão soltando uma fumaça verde por conta da bruxaria ter sido desfeita.

— Agora eu entendo o porquê do Lincoln sempre ter querido você e Sebastian dentro do clã, nunca esperava ver você com toda essa força Jin!

— Consegue levar todas para um lugar mais seguro?

— Sei um lugar, Mila pode protege-las.

— Mila? Rainha das feiticeiras azuis?

— Não vejo esconderijo melhor... — Kosai diz adentrando na cela e pegando na mão de uma das crianças.

— Preciso que todos vocês dão as mãos uns aos outros, entenderam? — Ouço paços vindo do corredor principal. — Jin!

— Leve todos! Eu vou ficar.

— Ficou louco? Eles vão te matar!

— ANDA KOSAI! — O mesmo se tele transporta dalí levando todas as crianças da cela.

 — Olha só quem está por aqui — Willian aparece com uma feição surpresa e sarcástica ao mesmo tempo, da última vez que nos vimos, ele havia sugado todas as minhas forças impedindo de que eu salvasse Kendra. — Como vai sua fadinha medilcre?

— Feiticeira Azul! Uma das mais fortes que conheci, por justamente ter suportado à magia negra e podre de vocês!

— Eu estava louco por esse reencontro! — Willian diz satisfeito com a boca entreaberta louco para me matar.

— Sinto muito, mas não vai ser agora! — Kosai aparece segurando em meu ombro.

— TRAIDOR! — Antes que Willian pudesse colocar suas mãos em mim, Kosai nos tele transportou dalí rapidamente.

~*~

— O que você fez Kosai??

— Sei que sua vontade era de amassar a cara de Willian na parede, amaldiçoar sua alma, fazer ele pagar pro Concelho tudo que ele fez na Terra, etc; Mas... temos um problema maior!

— O que é agora?

— Vire-se!

Olho para trás e vejo a pior das paisagens que havia visto por todos estes anos... O vale das feiticeiras estava destruído, animais mortos e feiticeiras mortas, algumas viraram pedras, outras morreram de tristeza, por conta de haver sangue nos olhos, árvores secas, sem vida alguma, e as águas viraram cinzas.

— O que houve aqui? — Um desespero me cercou naquela hora. Não sabia o que pensar, o que fazer, apenas enxergava morte.

— Ei Jin, olhe! — Kosai apontou para algo que planava no céu e vinha caindo feito uma pena, era uma pequena ninfa artesã que estava padecendo junto com a última esperança que existia naquele local. Ela pairou em minhas mãos, sem fôlego, pequena, com suas asas queimadas. — Vamos levar ela! Mas e as crianças?

— Vamos leva-las para o único lugar que sabemos que é seguro!

(Jin Off)

~*~

(Jimin On)

— Estamos quase perto!

— Jimin, corre mais devagar! A Moon está exausta! — __________ exige e eu acabo parando, Moon estava realmente cansada, fazia mais de hora que estávamos correndo, mas está ficando tarde, preciso me apressar.

— Okay, dez minutos de descanso!

— DEZ? Se liga Jimin, Moon não podia estar fazendo esforço físico desta maneira, se esqueceu que ela está grávida? — __________ estava certa, o que eu estou fazendo? Sacrificando por conta própria a vida de Moon...

Cheguei perto de Moon que estava deitada sobre uma moita de folhas secas, lambi seu rosto mostrando afeto, seus olhos brilhavam, os mais lindos olhos de uma loba que eu já havia visto, perfeição tão invejada.

Decidi esperar ela por meia hora, ainda meio sem força, tentou acompanhar meu ritmo, mas não conseguiu.

Decidir carregar __________ e Moon nas minhas costas, diminuindo o passo após saber que estava na zona de guarda da alcateia. Todos os oficiais, começaram a se curvar sem motivo algum percebido.

— Veja Jimin, te reconheceram! — Moon afirma sorrindo. Daí me toquei que não era para mim essa recepção, e sim, para ela.

— Eles estão se curvando perante você Moon, a alfa. — Abriu a boca sem acreditar, entretanto, isso me deixava orgulhoso.

Ao avistar meu tio, pedi para que as duas descessem das minhas costas, para mostrar confiança ao líder. Coisa que o mesmo não ligou muito...

— Mas que honra recebe-los meus caros, não pensei que voltariam tão cedo... — Um sorriso notável se estampou em seu rosto, a alcateia parecia maior, com mais integrantes, algo que me surpreendeu com certeza.

— Também não esperava te ver tão cedo meu tio! Mas estou aqui para falar de um assunto importante com o senhor.

— Claro, claro! Mas antes, vamos celebrar já que estamos com a presença da futura líder de toda a alcateia, mas que belíssima alfa, não está transformada, mas posso ver através de seu olhar e de sua alma que atrai todos aqui, olhem ao seu redor, todos os lobos estão presentes se curvando à ela, nem eu ou seu pai Jimin teve tanta consideração quanto sua amada!

— Realmente, ela merece! — Sua esposa afirma as palavras do marido num tom doce e calmo, como o de costume.

— Então, o que estamos esperando? Vamos celebrar!

No mesmo instante, todos presentes começaram a uivar continuamente, estavam animados, até mesmo Moon, que quando dei por mim, estava transformada. Um dos guardas que se transformou em feição humana pegou uma flauta antiga, típica dos rituais caninos, e começou a tocar uma melodia suave, porém animada. Assim, dando início à festa.

(Jimin off)

~*~

(Moon On)

Não podia imaginar que tudo isso seria para mim, é mesmo de se impressionar. A melodia tocada era envolvente, continha uma energia, e transmitia alegria, lobos começaram a correr e saltar felizes, nunca havia visto algo igual.

Mas o que mais me fez prestar atenção, era nos filhotes, tão pequenos, tão indefesos, brincando e se divertindo, imaginei o meu, como ele seria? Ou eles...

Só espero poder cuidar de todos.

(Moon Off)

~*~

~Horas depois~

~*~

(__________ On )

A festa estava realmente agradável, mas estava alerta, algo estava errado, mas não com Jimin, era algo com a alcateia... estava sentindo uma energia negativa naquele lugar, fechei meus olhos e me concentrei em cada um que estava por ali. Por mais incrível que pareça, eu via espíritos coloridos, dançando e se interagindo, era mágico, como se toda a aurora boreal havia descido dos céus e estivesse bem à minha frente.

Mas uma mancha negra se escondia ao fundo, abri os olhos e me deparei com uma loba cinza me encarando, seus olhos eram diferentes, um olho era castanho, o outro, esverdeado. Num piscar de olhos, ela desapareceu.

De uma certeza eu tinha, aquilo não era uma loba, e sim, Darvena.

(___________ Off)

 ~*~

(Jimin On)

— Podemos conversar agora meu tio? — Cochicho em seu ouvido disfarçadamente.

— Pelo visto, o assunto é sério... Vamos para a minha tenda!

Esperei ele se retirar, logo indo atrás dele. Um medo, e ao mesmo tempo raiva consumia minhas veias, raiva de mim mesmo, por estar sendo fraco, matar uma vida em troca de outra.

Mas deveria ser feito.

— E então? O que deseja conversar meu sobrinho?

~*~


Notas Finais


PLMD COMENTEM, Assim poderei matar a saudade de vocês!
BJÃO <3 <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...