História O verão escolar de Nihkuri - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~fregom0

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Escolar, Retiro Escolar, Romance, Sobrevivencia, Zombies, Zumbis
Visualizações 4
Palavras 1.460
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eaí, estão bem? Sem muita enrolação, apreciem este capítulo, mas não vão esquecer de comentar o que acharam, porque isso me ajuda a melhorar!

Capítulo 4 - Está tudo bem, não é?


No Capítulo anterior:

Hoger derrota o zumbi maior, segue pela rua da direita e encontra seus amigos, eles então sobem caminham pela rua de cima, mais a frente, encontram um lugar em caos, um policial estava matando todos, o agente foi morto por Hoger, que havia pegado sua arma e disparado duas vezes contra seu peito, e por fim, Hoger conversa com um homem de jaleco branco, que parece ser um híbrido entre homem e zumbi.

No Capítulo de hoje (07/11/2017):

Nihkuri's POV.

Nihkuri-Mesmo em um caso desses você não esquece de jogos.

Hoger-Quando tudo isso acabar eu vou upar meu gunslinger para o level 30.

Nihkuri-Você ainda joga trove?

Hoger-É muito bom! Não vou parar tão ced...

Nahikke-Tá mas como vamos investigar isso?

Hoger-Nós temos de procurar por pistas.

Nihkuri-Não, não vamos nos separar e procurá-las, e como vamos achar as pistas?

Hoger-Em tudo há uma dica bem no início, é só pararmos para pensar.

Nahikke-E onde foi o início?

Nihkuri-Foi antes do passeio? Foi logo ao chegarmos?

Hoger-Ou será que foi agora? Lembro que ele disse "boas vindas ao novo mundo", só recebe boas vindas quem acaba de chegar, seguindo essa lógica a pista está por perto, é claro que pode ser só uma coincidência.

Nahikke-Faz muito sentido para ser apenas coincidência.

Alguém segurou fortemente minha perna.

Nihkuri-Mas o q...

Policial-Sem me despedir? Uma morte rápida e fácil? -Eu balanço a cabeça afirmando enquanto olho para o policial- Louco!

Nahikke-Você ainda está vivo?

Hoger-Ele não é mais humano.

O policial se levantou.

Policial-Então você percebeu? Você é bem inteligente.

Hoger-Com uma dica desse nível como eu não vou perceber? Você está sendo controlado não é?

Policial-Sou eu quem controla.

Hoger-Vou te testar.

Hoger pegou a arma e mirou no homem, não demorou e atirou, mas o policial se desvia.

Policial-Viu? Agora eu vou testar vocês, o de óculos sabe para onde ir, só tem que passar por mim.

Hoger-Nihkuri, pega a arma.

Ele a jogou em cima de mim, eu peguei e sem hesitar miro e atiro no policial, que ao se desviar percebe que Hoger foi para cima dele e preparou um soco (gancho).

Hoger-Achou que eu sabia só karatê?

Ele acerta o golpe bem no queixo do homem, que tem seu rosto virado para cima após o impacto, e com alguns estalos consegue se recuperar do ataque, por fim olha para Hoger e diz:

Policial-Eu tenho uma habilidade na qual aprendo tudo o que vejo sem esforço algum, obrigado por me ensinar alguns golpes.

Hoger-Não muda o fato de que ainda tenho um arsenal de ataques para te oferecer, você vai perder antes dele acabar.

Nahikke vem até mim e cochicha em meu ouvido:

Nahikke-Quando ele for atacar Hoger você entra em ação e atira.

Eu respondo no mesmo tom de voz:

Nihkuri-Essa ideia vindo de você? Maninha, você está bem? É você mesma?

Nahikke-Sim, estou bem, mas devido a situação tenho que mudar, nem que seja um pouco.

Eu abri um sorriso e beijei sua testa.

Nihkuri-É isso aí maninha!

Olho rapidamente para o policial e minha expressão muda instantaneamente, para algo mais sério.

Policial-Lá vou eu!

O zumbi começa a desferir vários golpes em direção ao queixo de Hoger, o qual se desvia, mesmo com dificuldade.

Hoger-Droga! Até a guarda perfeita ele aprendeu!

*Câmera foca no lado da briga entre Hoger e o policial*

O policial continua a sequência e em um certo momento da luta ele muda de golpe, seu braço direito (agora com o punho para cima) mira e acerta na cabeça de Hoger, que recebeu todo o impacto do golpe e cai no chão.

Hoger-Droga! Como você...

Policial-Calado!

O zumbi vai para cima de Hoger e prepara socos com os dois braços, no primeiro golpe, quando seu punho chega a uma distância de uma régua em relação ao rosto de Hoger, eu miro e atiro em sua cabeça, o policial não teve reação e teve seu crânio explodido, e seu corpo cai por cima do abdômen de seu adversário.

Hoger-Nada mal hein? Talvez na próxima eu não precise de sua ajuda.

Hoger tira o aquele corpo de cima dele e se levanta.

Nahikke-Não tem problema em precisar de ajuda, somos amigos e estamos aqui para isso.

Hoger-Só precisa de ajuda quem é incapaz de fazer só, essa sensação é muito ruim.

Nihkuri-Ela apenas quis dizer que ajudar um amigo não é algo ruim, não devemos nos sentir mal ao ajudarmos alg...

Hoger-Você só poderá falar disso quando sentir a impotência diante de alguém.

Todos ficamos calados por um tempo, Hoger limpa suas roupas, respira fundo e diz:

Hoger-Lembram do que ele disse?

Nahikke-Ele quem?

Hoger-O policial.

Nihkuri-Escutei mas não prestei atenção.

Hoger-Ele disse...

Flashback ON

Policial-Sem me despedir? Uma morte rápida e fácil? Louco!

Flashback OFF

Nahikke-E o que tem?

Hoger-Ele começa com a palavra "sem", em seguida me pergunta algo começando com a palavra "uma", e termina me chamando de "louco".

Nihkuri-E onde está a dica?

Hoger-Nas palavras mencionadas, se pegarmos a letra inicial de cada uma, formamos a palavra sul.

Nahikke-Faz sentido! Mas para onde é o sul?

Hoger-Nós não sabemos, mas pensem, ele não daria uma dica que não serviria de nada, então -Hoger se aproxima do corpo do policial- ele deve ter uma bússola.

Nihkuri-Mas não há nada nos bolsos.

Hoger-Eis o x da questão, observe.

Ele se abaixa e mete a mão pelo pescoço explodido daquele zumbi, e depois de um tempo ele puxa uma bússola de lá, seu braço estava ensanguentado e sujo, eu não queria sentir o odor de morto que estava ali.

Nahikke (surpresa)-Você é um monstro!

Hoger-Verdade. O sul fica na direção oposta da praia, vamos!

Eu e minha irmã apenas o obedecemos, afinal, ele é o mais forte dentre nós, ele vai na frente, ao sul estava uma rua da qual não parecia ter fim.

Hoger-Espera, Nahikke, você tem noção de há quanto tempo estamos caminhando?

Nahikke-A bastante tempo... Não sei dizer quanto, mais ou menos um segundo...

Nihkuri-Um segundo?! Muito mais que isso!

Hoger-Gente, olha para trás.

Eu e minha irmã ao direcionarmos nossos olhares para o norte, ficamos surpresos, nem saímos do lugar!

Nihkuri-Mas, estamos nessa há mais de um segundo...

Nahikke-Droga! Não consigo dizer outra medida de tempo senão segundos, em relação a isso não consigo dizer outro número que não seja um!

Hoger-Eu não consigo falar outras coisas também, nunca tive essa sensação de perder a noção de tempo.

Nihkuri-Hoger, seu braço não está mais fedendo.

Nahikke-Verdade mas, temos que nos preocupar com... Espera, gente, vamos andar de costas, é apenas uma suposição.

Hoger ficou calado e obedeceu, já que não tinha outra ideia, e eu fiz o mesmo.

Nahikke-Mas o que é isso que está aparecendo na minha frente?

Nihkuri-Impressionante...

Hoger-Quanto mais andamos de costas, mais vai aparecendo uma catedral, ela vai se revelando cada vez mais, a cada passo.

Nihkuri-Um relógio está se formando, são exatamente...

Nahikke-...Meia noite?! Mas não faz um segundo de que tudo se iniciou! Merda! Fica difícil se comunicar assim!

Hoger-Galera, olhem para trás.

Ao nos virarmos enxergamos uma casa, mas não era uma qualquer, era a casa que estávamos antes de tudo começar.

Nihkuri-Não acredito, o céu acima dela está claro e limpo! É uma oportunidade única!

Nahikke-Vamos entrar!

Hoger-Ainda estou estranhando algo, não sei o que é, mas é desagradável, de qualquer forma, vamos entrar.

Adentramos o lugar, as lâmpadas estavam ligadas, o chão de madeira brilhava como se tivesse sido limpo a um segundo, o cheiro era da praia, estava tudo normal, então fomos para nossos quartos, tudo estava limpo e arrumado no meu, então me certifiquei de fechar as portas da casa antes de me deitar, e por precaução fechei também a porta e a janela do meu quarto, por fim, me deitei na cama aconchegante e dormi.

Nahikke's POV

Cada um foi para seu quarto, no meu estava tudo tão bom! Por sorte ao meu lado estava o quarto de Hoger, então pude dormir tranquila, como se não houvesse amanhã.

Hoger's POV

Talvez fosse só paranóia da minha cabeça, mas algo me preocupava, não dormi tão cedo, porém eu certamente estava com sono, então acabei por não resistir e por fim também dormi. Ao amanhecer eu acordo um grito que vinha do quarto que estava ao meu lado, Nahikke dormia nele, sem pensar duas vezes eu me levantei e abri a porta de onde eu estava, o quarto dela estava aberto, entro nele, mas o que estava lá era algo inesperado, Nihkuri chega ao meu lado e também se surpreende com o que vê.

Nahikke's POV (Enquanto os outros dormiam)

Eu dormia como um bebê, mas ainda assim fui a primeira a acordar, me levantei e fui na geladeira para beber algo, tinha água e refrigerante, peguei o mais saudável, bebi, e voltei a meu quarto, e tentei dormir novamente, para aproveitar o momento, eu fechei meus olhos e relaxei, eu havia deixado a porta aberta, até que sinto algo passando sobre minha testa, abro os olhos, tomo um susto e grito, fazendo carinho e olhando para minha face estava Jack, rapidamente me levantei para abraça-lo, e dizer quanta falta ele estava fazendo, quando Hoger e Nihkuri chegam eles obviamente ficam surpresos, mas decidem não atrapalhar, inclusive fecham a porta, eu e Jack ficamos conversando e nos paquerando, sabe como é, entre perguntas e respostas nossa conversa se formava.



Notas Finais


Eaí, o que acharam? Alguém arrisca tentar prever o que acontecerá? Estou anciosidadr por isso! Por hoje fico por aqui, tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...