1. Spirit Fanfics >
  2. O verdadeiro Dragão Guerreiro; (Bangtan FanFiction) >
  3. Corrida contra o tempo.

História O verdadeiro Dragão Guerreiro; (Bangtan FanFiction) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


© Imagem tirada do filme Kung Fu Panda. (Melhor cena ❤️)
-------------------------------------------------------------

Olá meus amores, como estão? Espero que bem. Hoje quero dizer, que esta obra está chegando aos seus capítulos finais... Após esse capítulo, possivelmente só haverá mais dois – ou até mesmo um, dependendo da minha cabecinha –, mostrando o treinamento do Jimin e a luta dele contra o Tai Lung.

Enfim! Quero dizer que eu fico muito feliz em ver que as minhas leitoras permanecem fiéis a mim, e quero que saibam que eu amo vocês :( ❤️❤️ obrigada por estarem acompanhando independente de tudo. Então, espero que gostem do capítulo de hoje ksksks confesso que esse foi até o melhorzinho de luta que eu fiz.

Boa leitura! Se cuidem, se hidratem e comam direitinho. ❤️
Relevem os erros, caso haja algum.

Capítulo 12 - Corrida contra o tempo.


Fanfic / Fanfiction O verdadeiro Dragão Guerreiro; (Bangtan FanFiction) - Capítulo 12 - Corrida contra o tempo.

A brisa suave da noite fazia os cabelos negros de Yoongi balançarem enquanto ele corria pelo vale da paz, indo em direção a saída. Yoongi estava mais que determinado a deter Tai Lung, e impedir que o ex-aluno de Namjoon viesse para o vale da paz.

Tigre! – uma voz chamou a atenção de Yoongi, e ele então parou de correr, analisando a imagem de seus companheiros se aproximando dele.

— Não tentem me impedir! – Yoongi murmurou, com a voz intensa e firme.

— Não viemos lhe impedir. – o mestre Víbora comentou. — Nós vamos com você. – completou, abrindo um sorriso amigável.

Yoongi encarou cada um dos seus amigos. Todos eles estavam lá, e com o mesmo propósito; impedir a chegada de Tai Lung no vale da paz. O Min fez um sinal positivo com a cabeça, assim, indicando que eles poderiam ir com ele. E todos seguiram em direção a saída do vale, onde ao longe, estaria Tai Lung, já livre da prisão Shogun.

[...]

O palácio de Jade estava silencioso. A noite passara tão rápido que Namjoon nem havia percebido que outro dia já estava iniciando. O mestre Kim andava cuidadosamente pelos corredores do palácio, com as mãos atrás das costas e a cabeça levemente abaixada. Seus pensamentos estavam em Tai Lung. Até que um som vindo da cozinha chamou-lhe a atenção.

Ao chegar na cozinha, Namjoon viu Jimin sentado à mesa. Sozinho. Ele aproximou-se do garoto com cautela.

— Onde estão os Cinco? – perguntou o mestre.

— Bom, eu não sei. – o rapaz respondeu, com serenidade, e então se levantou para se retirar. Mas Namjoon segurou seu pulso gentilmente.

— Jimin. – o Kim pronunciou o nome do mais novo com suavidade. — Precisamos conversar.

Jimin permaneceu imóvel, lançando um olhar ameno para Namjoon. Então, com calma ele se sentou na cadeira novamente, e esperou que o Kim se pronunciasse.

— Sei que começamos com o pé errado. – o mais velho comentou, com uma voz rouca. — E eu peço perdão por ter tratado você de uma maneira hostil. Foi rude da minha parte, e eu espero de verdade, que você possa me perdoar.

As palavras de Namjoon mexeram com o coração ansioso de Park. O garoto sorriu, visivelmente aliviado que aquele clima estranho entre eles tenha tomado um rumo diferente.

— Está tudo bem, mestre. – Jimin dissera, com um sorriso genuíno em seus lábios.

— Ótimo. – Namjoon falou, e em seguida levantou-se da cadeira com rapidez. — Venha comigo, quero te levar em um lugar especial.

O Park ergueu a sobrancelha, desconfiado, mas como um bom aprendiz obedeceu às ordens do Kim, e o seguiu para onde quer que ele queria levá-lo.

...

Enquanto isso, há uma boa distância do vale da paz. Uma luta entre os Cinco Furiosos e Tai Lung iria se iniciar em poucos segundos.

Os Cinco Furiosos chegaram a um local onde a única paisagem eram de montanhas imensas, e a única maneira de se andar por ali era através das pontes de madeira que existiam por ali.

— Rápido, precisamos cortar as cordas da ponte. – Yoongi disse, e com rapidez os outros começaram a cortar as cordas da ponte; mas então, Tai Lung aparecerá, e Yoongi não conseguiu segurar-se.

— Esperem. – ele ordenou, e imediatamente os garotos seguraram as cordas da ponte, vendo que o mestre Tigre caminhava em direção a Lung.

— Ora, ora... O que temos aqui? – o moreno murmurou enquanto dava um rosnado contido. — Então, onde está o Dragão Guerreiro? – perguntou, olhando cada um dos guerreiros ali.

— Quem sabe você não está falando com ele? – Yoongi falou, posicionando os braços a altura do peito, com as palmas da mão abertas, os dedos bem juntos. Ele estava pronto para uma luta.

— Não pense que sou bobo. – Tai Lung comentou. — Eu sei que você não é o Dragão Guerreiro. – rosnou levemente, mas Yoongi não se sentiu intimidado. — Tenho certeza que ele será um oponente a minha altura.

Yoongi avançou em Tai Lung, com o punho cerrado, mas ele segurou o punho do Min, e o empurrou para o outro lado da ponte. Yoongi tivera que se segurar nas cordas para não cair.

Os outros mostravam-se apreensivos, enquanto continuavam a segurar as cordas da ponte, impedindo-a de cair.

Yoongi avançou na direção de Lung, e ambos começaram um combate corpo a corpo. O ex-aluno desviava dos socos e chutes de Yoongi com facilidade. Yoongi era um excelente guerreiro, mas não era tão bom quanto Tai Lung. O mestre Tigre fora surpreendido com a mão de Tai Lung agarrando seu pescoço, e lançando-o para o final da ponte. Naquele momento, ele novamente teve que se agarrar nas cordas das laterais da ponte,para não cair.

Tai Lung era poderoso, e Yoongi precisava de reforços.

Víbora! – chamou o companheiro, e Jungkook imediatamente se aproximou de Tai Lung. O mestre Víbora saltou na direção do oponente, e acertou-lhe um golpe na lateral de seu abdômen com o cotovelo, logo após agarrou seu pulso e com a mão livre desferiu um soco em sua mandíbula. Jungkook era ágil e sutil como uma cobra, não era a toa que era decedente do clã Víbora. Ele pegou seu nunchaku e agarrou o pulso esquerdo de Tai Lung, e puxou-o, derrubando-o no chão por breves segundos. Mas Lung agarrou a corrente da arma de Jeon, e o puxou contra si, e utilizando os pés chutou o abdômen do rapaz, derrubando-o com brutalidade.

Jungkook colocou as mãos sobre o abdômen, sentindo uma dor imensa.

Macaco! – mas ele chamou Taehyung, que soltou as cordas da ponte – e deixou apenas Jin e Hoseok segurando-as – e foi até onde o inimigo estava. Taehyung agarrou-se as cordas laterais da ponte e com um impulso utilizou seus pés para chutar o peitoral de Tai Lung, que cambaleou para trás, desnorteado por alguns segundos. Logo após o mestre Macaco pegou seu bastão e girou-o nas mãos, logo indo para cima do adversário novamente.

No entanto, no momento em que o Kim iria atacar o oponente, este agarrou o bastão com uma única mão e o lançou-o para o outro lado da ponte; onde o mestre Tigre estava dando auxílio para o mestre Víbora.

— Segura aqui, Jin. – Hoseok fora até Tai Lung, e Jin era o único a ter que aguentar o peso de cinco guerreiros sobre uma ponte suspensa no ar.

— Ah, eu mereço. – Jin comentou, reunindo todas suas forças para segurar aquela ponte.

O mestre Garça agora estava em um combate corpo a corpo com Tai Lung. Hoseok tentava acertar Tai Lung com seus socos, mas o outro defendia-se usando os braços.

Até que, o mestre Garça tentou dar-lhe um golpe surpresa, utilizando a corda das laterais para tentar ganhar impulso e aplicar-lhe um chute no maxilar. Mas quando Hoseok pulou para aplicar seu golpe, Tai Lung o agarrou pelo tornozelo e jogou-o para a direção de Seokjin. Que se esquivou enquanto ainda lutava para segurar a ponte.

— Namjoon treinou-os bem. – Tai Lung aproximava-se dos guerreiros. — Mas não lhes ensinou tudo. – ele aproximou-se de Taehyung, e fez alguma simples movimentos com os dedos na região do abdômen dele; fazendo um golpe que o paralisou.

Os outros Furiosos mostraram-se apreensivos diante daquele golpe, afinal, eles não estavam familiarizados com aquela maneira de lutar.

— Mas ele não lhes ensinou tudo. – disse, a voz grave e intensa como uma tempestade, enquanto analisava as feições conturbadas dos mestres de Kung Fu do palácio de Jade.

[...]

Capítulo revisado: ❌ (22/03)



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...