História O Vestiário - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster
Tags Jikook, Jimin Top, Jungkookbottom!, Namjin, Pwp
Visualizações 393
Palavras 1.871
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha o último capítulo que veio depois de um mês 🌚
Eu sei que eu sou um merda
Espero que gostem
bjos e até às notas finais ✌

Capítulo 3 - Eu nunca quis tanto você como agora!


- Eu quero estudar cada parte do seu corpo Jungkookie! – Respondeu Jimin mordendo o lábio inferior do Jeon. – Quero estudar e decorar todos os seus pontos de prazer.

O mais novo nada conseguiu responder, tendo novamente sua boca tomada pelo beijo do mais velho.

- Por favor, me foda de novo hyung! – Pediu assim que conseguiu separar do beijo de Jimin.

- Eu vou fazer tudo o que você deseja Jungkookie! – Jimin disse se levantando e posicionando-se em frente a cama. – Mas antes, preciso saber se confia em mim.

Jungkook tinha o olhar confuso sobre Jimin, este que desabotoava a camisa do uniforme, mostrando o abdômen definido. Jeon não sabia qual eram as reais intenções do Park, mas tinha total certeza de que queria experimentar tudo daquilo o que quer que seja.

- E-Eu confio em você hyung! – Jungkook disse baixo quase em um sussurro. Dando também um aceno com a cabeça em confirmação, tal confirmação que fez Jimin abrir seu lindo sorriso de orelha a orelha.

Jimin se pôs sobre o corpo do mais novo novamente e deu-lhe um selo rápido e se levantou indo até o guarda-roupa. O Park retornou com uma caixa de veludo preto, abrindo-a e retirando um venda de seda vermelha.

- Você tem certeza que quer isso Jungkookie?

- S-Sim! – O mais novo respondeu rápido, com os olhos fixos no corpo escultural de seu hyung a sua frente, e com seu rosto em chamas pelo desejo.

- Ok! – Jimin de aproximou pondo-se novamente em cima do corpo de Jungkook, colocando a venda nos olhos do mesmo. – Se em algum momento você quiser parar, é só avisar que eu te liberto imediatamente.

O corpo de Jungkook estremeceu por completo ao ouvir tal aviso. Mas de forma alguma o fez pensar em desistir.

Sua visão estava escura por conta da venda, mas ele ouvia o Park retirar algo de dentro da caixa. Algo que soava como correntes.

Jimin retirou cuidadosamente o uniforme de Jungkook, dobrando-o e o colocando sobre o criado-mudo ao lado da cama.

O mais novo sentiu o frio percorrer por seu corpo ao se encontrar apenas de cueca.

Sentiu novamente o Park sobre seu corpo, e algo rodeando seus pulsos. Seus braços foram levados até a cabeceira da cama e quando tentou trazê-los de volta para o corpo foi impedido. Estava preso. A adrenalina em seu corpo fluía de forma descontrolada.

- Você é tão lindo Jungkook! – Jimin disse rente ao seu ouvido. – Eu quero te ter para sempre.

O Park mordeu e chupou o lóbulo da orelha do Jeon e em seguida seguiu para seu pescoço. Jungkook sentia sua carne ser mordida e chupada com carinho e luxúria. Sua clavícula foi a próxima.

Jungkook sentia os locais por onde a boca da Park passara arderem, ele sabia que as marcas seriam bem chamativas no dia seguinte.

Jimin desceu até os mamilos durinhos do mais novo, e abocanhou um deles enquanto acariciava o outro com o polegar. O mais novo mordia o lábio inferior e enchia as bochechas de ar tentando conter os gemidos escandalosos que insistiam em querer sair de sua garganta.

Jimin desceu ainda mais passando pelo umbigo do Jeon, até que finalmente chegou até sua cueca branca que tinha uma pequena gota de pré-gozo que saia do pênis excitado do mais novo.

Jungkook se segurou e mordeu ainda mais o lábio ao sentir o mais velho apertar seu membro por cima da cueca com os lábios fartos.

- Por favor Jiminie. – O mais novo implorou em um gemido contido. – Acho que vou explodir a qualquer momento.

O mais velho sorriu sacana ao ouvir tal pedido. Retirou violentamente a cueca branca do mais novo, deixando assim o membro pulsante do mesmo livre.

O Park levou sua boca até a parte debaixo dos testículos do mais novo lambendo ali. Jungkook soltou um gemido em um grito, deixando o mais velho satisfeito com sua descoberta.

- Aqui Jungkookie? – Perguntou deixando um beijo no local e se afastando. – Quer que eu continue?

- S-Sim, por favor. – Implorou novamente e um gemido fazendo o Park atender seu pedido. – Aahn... Por favor ' amor ' .

Amor’? Aquela simples palavra motivou o Park cem vezes mais do que antes.

Jimin levou sua boca até os testículos do Jeon e os mamou com força e carinho, fazendo o mais novo gemer alto e desesperadamente.

- J-Jimin, eu vou g-gozar! – Jungkook exclamou em meio a respiração rápida.

Jimin elevou sua boca até a extensão do pênis do outro e continuou a chupar o local com força deixando apenas a glande pra fora da boca. O mais velho sentiu o membro de Jungkook pulsar em sua boca e logo explodir em um orgasmo violento.

Jimin continua a chupar enquanto o mais novo gritava de prazer.

- Jiminie, por favor me deixe ver seu rosto. – Pediu ofegante.

O Park sentou sobre as pernas de Jungkook e por um tempo ficou observando o rosto vermelho e ofegante do mais novo. Assim que Jimin retirou a venda, a visão do mais novo fora desembaçando até formar a imagem do loiro com os cabelos desgrenhados e um sorriso carinhoso que ia de orelha a orelha.

Jungkook também abriu um sorriso e sentiu seu coração bater ainda mais forte quando o Park se aproximou para beija-lo.

Jimin segurava a cintura do mais novo com força enquanto aprofundava o beijo.

- Você quer que eu te solte agora para começarmos? – O mais velho perguntou se separando do beijo.

O mais novo assentiu, observou seu hyung retirar uma pequena chave do bolso e soltar seus pulsos para liberdade. Novamente tendo sua boca atacada pelo Park, dessa vez com as mãos soltas, Jungkook arranhou as costas do mais velho descontando ali todo o prazer que o mesmo lhe causava.

Jimin elevou seu corpo e ficou de joelhos em cima do Jeon observando e decorando cada feição de seu rosto. As bochechas coradas, seu nariz avantajado, seus lábios finos e avermelhados, a pequena pinta embaixo dos mesmos, e seus dentinhos, ah esses lindos dentes, eram tão lindos quando eram mostrados em seus sorrisos singelos e inocentes.

Jungkook levou suas mãos gélidas de nervosismo até o botão da calça do Park, tentando retirar a mesma rapidamente. Jimin riu baixinho ao ver toda pressa e nervosismo do outro. O mais velho se levantou e começou a se despedir devagar na frente do Jeon que apenas o observava em deleite com o rosto corado.

- Não precisa ter pressa! – Jimin exclamou retirando sua cueca. – Quero aproveitar cada momento de hoje Kook-ah!

Assim que o Park estava em roupas, a visão do membro ereto e pulsante do mais velho fez Jungkook lembrar-se de toda a aventura da semana anterior no vestiário com seu hyung. Todos os toques, as respirações ofegantes, é de enlouquecer.

Jeon se pôs de joelhos na cama e ambos ficaram se encarando por minutos, apenas estudando cada parte visível no corpo de ambos. Os braços fortes de Jimin e seus gominhos salientes, os músculos definidos de Jungkook e seu corpo magro. Tudo era perfeito.

Os dois se aproximaram e deram um selo demorado e cheio de carinho. Jungkook levou suas mãos até os braços de Jimin e os apertou, dando a entender que estava mais do que preparado.

- Fica de quatro pra mim bebê. – Jimin pediu um sussurro próximo ao ouvido de Jungkook.

Jungkook sem pestanejar ficou na posição desejada. Sentiu suas nádegas serem abertas e logo em seguida a língua viscosa e molhada do Park em sua entrada, fazendo o mais gemer em um filete de grito.

O Park lambia vorazmente, certificando-se de deixar a entradinha rodada do mais novo bem lubrificada. Enquanto o Jeon mordia o lábio inferior com força na tentativa falha de conter seus gemidos de prazer.

O mais velho se colocou em posição na estrada de seu saeng, segurando sua cintura com firmeza, indo logo penetrando tudo de uma vez.

O Jeon soltou um grito totalmente inesperado enquanto revirava os olhos pelo prazer repentino. Doía, muito, mas era delicioso.

- Jungkook-ah por favor faça menos barulho, não quero que ninguém interrompa a gente. – O mais velho disse beijando a nuca do outro.

Parecia que quanto mais o Jeon tentava conter o gemidos, mais alto eles saíam de sua garganta. Não vendo outra solução, Jimin retirou da caixa de veludo uma mordaça com uma bola de cor vermelha.

- Abra a boca bebê. – Jimin pediu colocando a bola em frente ao rosto de Jungkook, este que ao ver o objeto, abriu de prontidão a mandíbula.

Agora devidamente equipado, Jimin começou a socar com força e precisão, acertando várias vezes o ponto doce do mais novo que gemia abafado graças a mordaça em sua boca.

Jimin deferiu um tapa forte da nádega direita do mais novo, deixando a marca de seus cinco dedos gordinhos estampados ali. Jungkook deitou seu peito sobre o a cama, ficando apenas com o quadril empinado. Jimin montou em cima do mais novo e continuou a socar com mais força ainda.

- Jungkook eu vou gozar!

- Pffvo ghiuzssa niu mhhf bhffa – O mais velho retirou a mordaça para entender o que o mais novo tentava dizer. – Por favor goza na minha boca.

O mais velho se retirou de dentro do mais novo que ficou sentado sobre as próprias pernas com a boca bem aberta e a língua pra fora. Jimin bombeou sem pênis com força e rapidez até, finalmente, se derramar na boca de Jungkook, que fez questão de engolir todo o preciso leite que saía do Park.

Jimin o beijou e voltou sua atenção ao pênis do mais novo, chupando fortemente a cabeça do membro, até o Jeon também gozar em sua boca.

- Você tem um gosto doce Jungkookie! – Disse sorrindo singelo para o mais novo.

Jungkook puxou os cabelos de Jimin até o mesmo ficar cara a cara para beija-lo, compartilhar e misturar o gosto de ambos em suas bocas.

O Park se deitou na cama e puxou o mais novo para deitar-se sobre seu peitoral. Ambos ficaram em silêncio durante longos minutos apenas trocando carinhos e selinhos rápidos.

- Você disse pra sua mãe que éramos namorados?!

- Sim, algum problema?

- Você realmente me quer como seu namorado?

- Mais do que qualquer coisa no mundo!! – Jimin fitou o rosto envergonhado do outro.

- V-você quer namorar comigo hyung? – Perguntou gaguejando e desviando o olhar envergonhado do mais velho que apenas ria do outro.

- Claro que eu quero! – Respondeu rápido e convicto. – Nunca quis tanto algo como eu quero você.

- Então eu sou todo seu! – Respondeu baixinho voltando a olhar para o mais velho.

Eles deram um beijo demorado e apaixonado, sem pressa, apenas querendo aproveitar tudo que aquilo tinha a oferecer.

- Posso te pedir mais uma coisa hyung?

- O que você quiser meu amor!

Jungkook se aproximou do ouvido do Park e pediu em um sussurro.

- Amanhã eu quero que me foda com força no chuveiro do Vestiário.

O Park nunca poderia negar tal pedido. Ele beijou a testa do outro, fechou os olhos e acenou com a cabeça em confirmação ao pedido de seu namorado.

Jungkook abriu seu mais feliz sorriso. Ele esperaria ansiosamente pelo dia de amanhã.

Fim


Notas Finais


Bom, essa foi a primeira fic de mais de um capítulo que eu escrevi, houveram alguns estresses, mas tudo ocorreu lindamente.
muito obrigado por terem lido e me dado apoio ❤
Já tenho outros projetos, então aguardem.
Não quero focar só em Lemon e essas coisas, tem vários assuntos que eu quero abordar e prometo fazer isso da melhor forma possível
Beijos de trevas e até a próxima
fiquem com Satanás e não usem drogas ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...