História O viking - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Luta, Mafia Coreana, Máfia Irlandesa, Vingança
Visualizações 11
Palavras 1.605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


mais um capitulo, eu fico muito feliz pelas visitas, obrigada, espero que gostem desse capítulo.

Capítulo 18 - O roubo


Fanfic / Fanfiction O viking - Capítulo 18 - O roubo

O trio estava no carro, parado em frente ao um alto padrão de luxo em uma cidadezinha vizinha. Lá era um grande condomínio onde as pessoas mais ricas moravam, e não era para menos, parecia uma fortaleza, quando que a polícia iria desconfiar que existia cocaína em um lugar daqueles,  Alicia estava no banco de trás, segurava uma máscara preta assim como Oliver e Golias, não era para ser reconhecidos, e muito menos vistos, ou todos iriam saber que quem os roubou foi a mão e não o seu pai.  O plano estava feito, Zero tinha acabado de ligar ele ouviram a voz de Artemis "vocês tem exatos 60 minutos, as câmeras estão sendo desligadas, façam valer apena...."  O ruivo saio do carro e aproveitou que as luzes apagaram, Alicia se prontificou e os três pularam o muro para adentrarem no condoînio, eles correm rápido e Golias entrou no bloco do homem, Alicia corria rápido e quando chegou no andar, pode ver alguns homens parados jogando cartas, Ela estava vestida como um homem, tinha feito isso para aqueles sõ vissem seus olhos orientais, e tirando seu físico de mulher, os capangas só veriam que o sr. Dunn tinha armado para os russos. Golias se prontificou do lado da coreana e atirou, ele atirou nos homens com uma arma silenciadora, e os corpos ficaram jogados no corredor, Alicia tirou a máscara e bateu na porta com um ar tranquilo, mas isso mudou quando o avisão abriu a porta, assustado.

O homem estava de roupão e tinha duas prostitutas drogadas jogadas no sofá, ela nunca tinha visto tão pó na sua vida, ele estava nu, e ela revirou os olhos, mas quando o homem viu dois homens com armas e seus homens mortos ele jogou a bandeja de pó no rosto da menina e fechou a porta. Com a cara suja Alicia recuou sendo segurada pelo ruivo e fazendo Golias bater na porta com o pé a quebrando, ele atirou nas putas e deu um tiro na perna do homem gordo, ele caira e bateu a cabeça na quina do centro da sala, desmaiando.

- Alicia você cheirou coca... - Golias riu alto da situação, Oliver estava sério e a colocou sentada. Os dois tentaram ser rápidos e colocaram a cocaína que estava ali nos malotes para agirem rápido. - Vamos levar alguns e desfazer do resto...

Oliver concordou, muitos dos sacos foram embora no ralo, eles tentavam fazer o mais rápido possivel mas Alicia, não parecia muito bem, estava... Inquieta e rodopiava pelos cantos, ela pegou uma faca e escreveu em coreano "traidor" nas costas do homem o marcando, parecia mesmo a doce Alicia não estava agindo como deveria. - Vamo embora  - O Ruivo suspirou quando Alicia correu para pular em cima dele, apesar de segura-la ele não a soltou, saíram do corredor enquanto Golias fechava a porta. - Tem unicórnios na sua cabeça Golias - Ela apontava abismada e sorridente, o rapaz gargalhava, quando as câmeras voltaram eles já estavam nos fundo novamente. Oliver pegava Alicia dos braços de Golias em cima do muro e ela ria da situação completamente elétrica. O ruivo corria com ela nos braços para o carro deixando Golias assumir o volante. Oliver ficou com ela no banco traseiro com uma longa viagem de volta para a cabana.

Golias parou o carro e deixou que os dois saísse, Oliver se encostou no carro e apertou a mão do irmão

- Obrigado

- Eu vou lever isso para mão, e você cuida dela

O ruivo assentiu quando o carro saiu ele se deu conta do silêncio. Oliver olhou em volta e entrou na cabana que estava com a porta escancarada. Alicia já estava no quarto semi nua olhando para Oliver com uma cara triste - Faz isso parar, minha cabeça está a mil - Ela mudou de humor rápido, e o abraçou, por mais que ele quizesse fazer amor com ela, não podia deixar que agisse por um momento, onde ela não agisse por conta própria, a levou para o chuveiro jogando-a com cuidado na agua, um banho frio ajudaria, ainda mais calor que fazia naquela noite. Alicia ainda estava inquieta, tentava beijá-lo,

- Eu não vou me aproveitar de você pequena

- aah - Ela gemeu ficando mole, apesar de não parecer nada sério estava preocupado. O ruivo a levou para cama e se deitou com ela próximo aos seus braços - Eu estou bem, só quero você, agora Oliver

O ruivo tentou, mas não conseguia mais a resistir, ela estava nua, molhada e pode sentir o cheiro dela, o seu sexo transmitia um cheiro forte e atraente, o maior não aguentou a virando na cama colocando-a de quatro, ela sorria e o maior começou a chupa-la, podia senti-la se contrair enquanto penetrava sua lingua em sua intimidade ate seu anus, ela se arrepiava e pedia por ele. A garota parecia uma mulher, mesmo com aquele jeito, ela não perdia o ar inocente. O maior nem terminou de tirar as próprias vestes, a penetrou sem pedir sentindo sua temperatura, estava tão quente. Ele bombava forte ate ela se virar, parecia tomar o controle da sutiação e ficando por cima dele, o maior quando não aguentava quando pode senti-la em cima dele, mas ela escorregava se ajoelhando no chão deixando o ruivo vermelho em excitação, ela segurava a base de seu membro e começou a chupa-lo, e aquilo o deixou completamente satisfeito. Os olhos estavam fechados pata mulher que parecia devorar seu membro.

- Ahh pequena

O ruivo delirava pela menor que parou os movimentos fazendo o ruivo para para olhá-la e se assustou, ela estava sendo puxada por uma mulher pálida, meio albina bastante estranha, ela segurava uma faca no pescoço da coreana e acabou sorrindo para virilidade do ruivo a sua frente, apesar de Oliver se irrita deu um leve sorriso, mas se desfez quando o outra pessoa passava a lâmina da espada em volta de seu pescoço fazendo o ruivo olhar para cima e ver outro homem, era branco e tinha um sotaque russo.

então esse é o famoso viking, patético, runf" - riu o um homem com um sotaque russo já apertando a faca em seu pescoço deixando o maior ereto sentado na cama sem reação.

-  Eu gostei... é... grande... - A mulher apertou os cabelos de Alicia e ela gemeu olhando para mulher insolente e resmungou. A mulher deu uma coronhada na cabeça de Alicia e ela caio no chão, parecia desmaiada, e então a mulher avançou em direção ao Ruivo, ela alisou as pernas do homem raivoso por ela ter machucado Alicia - Eu vim para esse fim de mundo calorento para matar um homem que todos tem medo? runf, viu irmão, eu disse que ia ser fácil...

- Não vai ser fácil quando meus irmãos descobrirem que vocês ousaram invadir minha casa

- Vamos matar você e levar a filha do Dunn, pelo roubo que ele nos causou

-  Mas eu quero brincar com ela primeiro... - O Russo falou lambendo os lábios por ver a garota deitada no chão.

Alicia abriu os olhos aos poucos e ouviu um pouco da conversa, quando levantou a cabeça a albina estava de pé na frente de Oliver e o irmão entretido com o que a irmã dizia, ela ficou de pé e pisou na perna da albina que caiu de joelhos e então puxou seu cabelo  prendendo seu braço para trás em uma torção a imobilizando a mulher.

- Solte-o agora, seu filho da puta , -

- Que delicia... -  O russo sorriu e alicia retribuiu o sorriso cínico, mas Oliver pensou outra coisa.  E sua raiva aumentou mais ainda quando ela tinha dado o sorriso, o maior jogou seu corpo para traz segurando o pulso do russo impedindo que ele tentasse cortar sua garganta. Quando o ruivo jogou o russo contra a parede e o fez cair no chão, ele pegou sua espada e afundou em seu peito fazendo a albina gritar ao choro. Oliver olhou para Alicia ali e desviou o olhar.

- O que eu faço com ela?

- O que você quiser

Oliver limpou a lâmina e colocou sua bermuda saindo do quarto pela porta de vidro da varanda, ele parecia chateado, pegou seu machado e caminhou pela mata.

Alicia não tinha entendido a reação do maior, e quando ouviu os passos, Zero e Golias entraram no quarto completamente sem jeito por verem Alicia nua, mas como os cabelos da garota eram grande, eles cobriam seus seios. - eles tentaram matar o oliver e me levarem... - Ela estava mais irritada e empurrou a cabeça da mulher no chão e Puxou suas roupas e correu para o banheiro envergonhada.

Golias pegou a mulher e a manteve presa levando para um outro cômodo. Zero olhou para o outro morto e se aproximou da porta do banheiro para saber de Oliver. Quando a coreana disse que ele entrou mata a dentro, Golias voltou chamando por Zero e foram dar uma atenção maior para a nova prisioneira.

Alicia se vestiu rápido e saio do quarto para onde Zero e Golias estavam, eles prenderam a mulher em uma cadeira e a amarraram com cordas. A mulher tinha uma pose de poder ainda. O celular dela tocou e suspirou baixo

Acho que é para você putinha

Ela disse para Alicia ficou estática sem entender o que ela dizia. Golias entregou o telefone a Alicia que atendeu o chamado com um “alô” meio desconfiado, até poder ouvir uma voz paterna do outro lado, e saio do quarto as pressas.

 

Apaa… oque...!.. ? - Seu coração gelou.


Notas Finais


proximo

"pela ela garoto " ordenou Alicia fazendo seu cachorro arrancar um pedaço do dedo da albina russa
"appaaaaa, não não... papai, papai.... " gritou chorosa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...