1. Spirit Fanfics >
  2. O Yokai e a Miko do Futuro ( Sesshome ) >
  3. Você...

História O Yokai e a Miko do Futuro ( Sesshome ) - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


🍃🌸Estas alegrias violentas têm fins violentos
Falecendo no triunfo, como fogo e pólvora
Que num beijo se consomem.🌸🍃

Kagome Higurashi Taisho

Capítulo 6 - Você...


Fanfic / Fanfiction O Yokai e a Miko do Futuro ( Sesshome ) - Capítulo 6 - Você...


Sesshoumaru POV


Acordo-me numa floresta ao norte do Japão com Jaken abusando da minha paciência como sempre, suspiro e caminho em direção ao meu castelo com a intenção apenas de passar por lá para me banhar e trocar de kimono. Já que minha viagem triunfante rendeu boas alianças mesmo com muito sangue, sorria sarcasticamente enquanto dou um belo chute em Jaken que estava preso em minhas vestes. Começo a sobrevoar meus territórios, observando tudo e vendo o quanto superei meu Pai sorria suavemente lembrando dele. Chegando ao castelo, caminho direto aos meus aposentos, sem procurar minha insuportável mãe e pretendo continuar sem vê-la antes que meu humor passe do sarcástico para o assassino, rosno enquanto penso. Após me banhar troco de kimono, coloco minha armadura e minhas espadas na cintura segurando firme empunhadura. Saio dos meus aposentos e vejo Jaken me esperando em frente a grande porta e observo-o fixamente esperando o mesmo abrir a maldita boca, rosno.

Jaken:

— Senhor Senhor Sesshoumaru! O senhor está 2 semana inteira sem vê a Rin. A pequena humana deve está com saudades do Senhor Sesshoumaru, e bom... eu também estou com saudades dela.

( Olhando-o o amo fixamente, começo a tremer sob seus olhos assassinos e penso: " hoje eu morro". Engolia seco esperando a resposta do amo)


Sesshoumaru:

— 2 semanas? Grrrr nem percebi. Mas, não me aborreça Jaken vou vê Rin a hora que eu quero e quando eu quero. Mas, venha vamos, eu já iria vê-la hoje mesmo. Quero chegar naquele vilarejo humanos um pouco antes do pôr do sol, quero levar rir para sobrevoar o céu, ela adora. 

( Ignoro Jaken, enquanto caminho em direção a saída do castelo e desagradavelmente encontro minha mãe na saída dano algumas ordens aos guardas. Jaken rapidamente se esconde atrás da minha estola com medo como sempre da Yokai que estava em nossa frente)


Inu kimi:

— Filho ingrato, a quanto tempo... Chega e pelo jeito está de saída outra vez.

(Olhando-o fixamente para filho, com prepotência e sacarmos)

Sesshoumaru:

— Estava resolvendo assuntos ao norte do Japão, que são do seu interesse não seja hipócrita. O castelo é meu, saio e chego nele a hora que eu bem entender.

(Ignorando-a saio em direção a saída, caminho lentamente)

Inu kimi:

— Como ousa falar assim com sua mãe? Deveria te dá a surra que nunca lhe dei quando você era apenas um filhote. Filho ingrato!! Aposto que vai vê aquela filhote de humano, que salvei uma vez, lembra?!

(Passo a mão em meu colar, fazendo-o lembrar do dia que ressuscitei a sua protegida, sorria cinicamente)

Sesshoumaru:

— Você dá uma surra nesse Sesshoumaru? Não me faça rir, e a propósito é algo que não faço. Sobre a minha protegida não é assunto seu, agora vá tomar seu sake e não me aborreça Inu Kimi!

(Rosno alto, puxando Jaken e começo a sobrevoar meus territórios. Ignorando qualquer resposta final da mãe e voava em direção ao Vilarejo).



Passado alguns minutos avistava o vilarejo e de longe via minha protegida brincando com os filhos da exterminadora. Pouso rapidamente mantendo distância, mas Jaken corre em direção a Rin anunciando minha chegada, reviro meus olhos com comportamento do servo.


Jaken:

— Rin! Senhor Sesshoumaru veio lhe vê, largue esses humanos e venha menina!

Rin: 

— Senhor Jaken! Que saudades!

(Abraçando- o rapidamente, deixando o pequeno Yokai encabulado)

Jaken:

— Menina menina me largue, que coisa!

(Afasto-me rapidamente levemente encabulado e corro até senhor Sesshoumaru. A protegida começa a segui-lo)


Sesshoumaru:

— Rin...

(Pronunciava o nome da pequena sem mostrar emoções)

Rin:

— Senhor Sesshoumaru! Estava com muitas saudades! O senhor sumiu e me deixou?

(Começo a chorar, abraçando-o)

Jaken:

— Menina não suje o kimono do meu amo com tantas lágrimas  !

(Arregalo os olhos)

Sesshoumaru:

— cale a boca Jaken...

(Fuzilando-o, enquanto Acaricio os cabelos castanhos da protegida)

— pare de chorar Rin, agora. Fiquei ausente pois estava resolvendo assuntos que você não entenderia. Agora vamos! Vou levar você para passear nas nuvens, como você gosta.

(Pego a pequena protegida no colo e começo a sobrevoar o céu)

— Conte a esse Sesshoumaru, como você passou essas 2 semanas... O que andou fazendo no vilarejo?

(Falava enquanto observava o Horizonte daquela tarde)

Rin:

— Fiz muitas coisas, brinquei muito com meus amigos. Tomei muito banho de lago. Estou aprendendo muito com vovó Kaede sobre ervas medicinais e todos os dias tenho aulas com a senhorita Kagome. Ela falou que aprendo muito rápido, que minha escrita está muito bonita.

(Abraçando-o conto alegremente observando e tentando brincar com pássaros do céu)

Sesshoumaru:

— hum... Aprendendo a ler e a escrever, esse Sesshoumaru fica satisfeito com isso. Pelo menos essa miko está fazendo o que presta.

(Rosno)

Rin: 

— o Senhor Sesshoumaru não gosta da senhorita Kagome?

(Falo triste enquanto olhava para o protetor)

Sesshoumaru:

(Nada respondi a protegida)


Logo após alguns minutos, pouso em frente ao vilarejo com a protegida nos braços e a coloco ao chão lentamente. 

Rin:

— Senhor Sesshoumaru, eu adorei o passeio muito muito muito mesmo!

(Sorria alegremente)

Sesshoumaru:

— esse Sesshoumaru já vai. Mas , antes tenho algo para você minha pequena.

(Retiro do meu kimono, dois pacotes um grande e um menor. Muito bem embrulhados e entrego a protegida)

— o pacote grande é um kimono e o outro é uma tiara para seus cabelos. 

Rin:

— Obrigada senhor Sesshoumaru! Eu amei, Obrigada.

(Sorria alegremente abrindo os pacotes)

— o senhor vai voltar? Senhor Sesshoumaru?

(Falo triste)

Sesshoumaru:

— sim pequena, não se preocupe. Agora entre, a velha miko deve está atrás de você. E também o pôr do sol está se indo, logo irá anoitecer é perigoso você ficar aqui mesmo sendo na frente do vilarejo. Agora vá...

Rin:

— ta bom senhor Sesshoumaru, não demore. Ficarei com saudades.

(Abraçando pelas pernas do protetor e sorria alegremente correndo em direção ao vilarejo atrás da vovó Kaede para mostrar os presentes)



Assim que me despedi da minha protegida, vejo Jaken dormindo em uma árvore próxima ao lago. Retiro a Bakusaiga da bainha, me aproximo do mesmo dano-lhe cascudo com a ponta da espada. Fazendo o mesmo pular instantâneamente com enorme galo na cabeça, rosno.


Jaken:

— Senhor Senhor Senhor Senhor Sesshoumaru!

(Chorando)

— desculpa só cochilei um pouquinho, cadê a menina Rin?

(Olhando o amo com os olhos cheios de lágrimas pelo cascudo)

Sesshoumaru:

— já foi...

— Eu não irei voltar para castelo agora. Você pode ir descansar...

(Falo extremamente sério, dano ordens ao servo voltar ao castelo)

Jaken:

— mas, mas, mas...

Sesshoumaru: 

—Mas nada Jaken, obedeça!

(Rosno, vendo o pequeno servo correr em direção a floresta. Sinto um cheiro de sakuras recém colhidas em direção ao lago. " Aquele cheiro...", Começo a caminhar lentamente rumo ao cheiro doce)



Kagome POV


Era final de tarde estava próximo a margem do lago treinando meus poderes espirituais, meditando muito e praticando minha mira com arco e flecha. Nessas duas semanas o treinamento especial com vovó Kaede me desgastou muito, esse ritual dia sim e dia não para controlar meus poderes, me deixam bastante cansada, suspiro pensando. Estava bastante suada e aproveito enquanto não escurece tomar uma banho de lago. Retiro meu kimono de miko, ficando apenas de calcinha e a faixa branca que cobria meus seios, já que nesta época não tinha sutiã então improvisava. Antes de entrar no lago deixo um kimono limpinho que trouxe para me trocar, caminho até o lago e começo a me banhar e lava meus cabelos. Logo após me banhar e lava meus cabelos, resolvo relaxar e boinhar na água cristalina do lago e limpar meus pensamentos, mas antes dou uma olhada em volta e agradeço por Kami sama de não ter ninguém perto, para eu poder descansar um pouco. Repouso meu corpo na água e começo a boinhar olhando o céu fixamente e vendo-o escurecer aos pouquinhos e as primeiras estrelas aparecerem. Fecho os olhos e suspiro.


Sesshoumaru POV

Sigo o aroma impregnante de sakuras e no fundo sabia de quem era esse cheiro. Aproximo do lago e a poucos metros vejo a miko no lago, boinhando , boinhando?? (Penso rapidamente e corro até lá entrando no lago). Pegando-a no colo e a colocando na margem rapidamente e a olho fixamente reprovando-a. A mesma me empurra bruscamente, mas não mexo nenhum músculo apenas observando seu corpo e as feições nervosas de sua face.

Kagome:

— Você...

— Qual é o seu problema seu lunático! Ficou louco?!

(Grito, e cobrindo meu corpo rapidamente com a toalha que estava próxima. Coro ao vê que não retirava seus olhos âmbar do meu corpo)

— Responde! O gato comeu sua língua? Porque fez isso, seu baka!

(Grito novamente)

Sesshoumaru:

— Você...

— é mesmo uma humana estúpida né? Fica boinhando nesse lago sozinha. Não reparou que está anoitecendo? Seu poder espiritual atrai os Yokais da floresta que caçam muito mais a noite. 

(Rosno)

Kagome:

— Eu já iria embora! E isso não é problema seu cachorro!

— porque você acha que isso é problema seu? Hein?

(Falo extremamente sério)

Sesshoumaru:

— Ser insignificante... O que eu disse quando você chamar esse Sesshoumaru de cachorro, hein?!

(Rosno mais alto)

— você merece uma surra, por insulta esse Sesshoumaru...

Kagome:

— se atreva Yokai! Se atreva!

(Solto a toalha, deixando minhas mãos livre. Fazendo meus poderes enradiar pelas minhas mãos)

— se atreva a isso cachorro, eu te purifico sem pensar duas vezes. Cachorro!

(Grito)

Sesshoumaru:

— Relevei a primeira e a segunda...

— agora me chamar a terceira vez, você ta pedindo...

(Observo a palmas da mão da miko enradiar seus poderes, ignoro o perigo de ser purificado e avanço para cima do seu corpo semi desnudo. Agarrando seu pescoço e encostando seu corpo no tronco de uma árvore de sakuras próximo. Rosno alto quando a mesma me queima com as mãos, sem pensa pego seus braços e seguro a impedindo de me machucar mais e a olho fixamente nervoso com a mesma)

Kagome:

— Seu desgraçado se você ousar encostar em mim, eu juro Sesshoumaru eu lhe mato!

(Grito)

Sesshoumaru:

— você? Me matar? Não me faça rir...

— essa surra que vou lhe dá você jamais irá esquecer sua maldita, e nunca mais irá insulta esse Sesshoumaru.

(Levanto meu braço enorme e musculoso, e prestes a dá uma surra que a miko não irá esquecer. Mas, paro com o possível ato e olho seus olhos castanhos brilhantes levemente marejados. A miko fecha os olhos esperando a possível surra e sem conseguir mover as mãos, já que com uma mão eu segurava suas duas com facilidade.)

— Kagome...

(Falo o nome da mesma num sussurro)



Nesse momento perco meu orgulho e raiva daquela humana, ao sentir o cheiro de suas lágrimas. E quis me crucificar mentalmente por fazer aquela fêmea dos meus pensamentos chorar. E então selo meus lábios nos dela, trazendo sua língua doce com a minha invasão em sua boca pequena. Rosno durante o beijo , solto seus braços rapidamente achando que a mesma iria me empurrar ou me purifica pelo ato mas a mesma continua a retribuir aquele beijo quente. Enquanto a miko retribuía acariciando minha língua, suspendo seu corpo, fazendo a mesma circular as pernas em minha cintura. Passo minhas mãos grande em sua bunda segurando-a sem esforço algum. O beijo estava quente, molhado, sua língua dançava em minha boca, minha fera grita por ela. Quando sinto meu membro armar e minha fera gritar mais uma vez a solto rapidamente, colocando-a no chão e entregando a toalha para mesma cobrir seu corpo semi desnudo.

Kagome:

— Sesshoumaru...

(Olhando-o fixamente, após me colocar ao chão e recuperando meu fôlego)

Sesshoumaru:

— isso foi um erro...

— Suma daqui, saia daqui! Porque dessa vez eu lhe mato miko Maldita!

(Rosno alto)

Kagome:

— você é doente, só pode.

— me beija e diz que vai me matar?! Nunca mais se aproxima de mim, nunca mais! Cachorro!

(Grito chorando)

Sesshoumaru:

— Saía daqui humanaaaaa!

(Grito com a mesma, deixando meus olhos escarlate em evidência)


A jovem miko recolhe seus pertences e se veste rapidamente, e saia correndo em direção ao vilarejo em prantos. Já era noite, apenas a lua cheia, estrelas e os cabelos negros daquela miko se destacavam. A brisa da noite trazia seu cheiro de fêmea até mim, enquanto a mesma corria rumo ao vilarejo. Rosno alto mais uma vez.

" O que eu fiz? O que ta acontecendo com esse Sesshoumaru? Essa Maldita miko, o que você ta fazendo comigo, o que? "

(Penso enquanto sobrevoava rumo ao castelo, naquela noite fria)


🍃🌸









Notas Finais


🌎 https://www.spiritfanfiction.com/perfil/ghaby88


🌎 Facebook: Kagome Higurashi Taisho
https://www.facebook.com/kagome.chan.125323

💬 Obrigada a todos que estiverem acompanhando.
Cometem se estiverem gostando ♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...