1. Spirit Fanfics >
  2. O Zelo Do Uchiha >
  3. Capítulo 15

História O Zelo Do Uchiha - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


espero que gostem<br /><br />aviso<br />*hentai*

Capítulo 15 - Capítulo 15


Fanfic / Fanfiction O Zelo Do Uchiha - Capítulo 15 - Capítulo 15

Fiquei acordada no voo conversando com a Mikoto e quando ela dormiu eu li meu livro. A gente foi de primeira classe e voltamos de primeira classe

Pousamos e entramos no carro do Sasuke, aqui já é de manhã. Chegamos em casa

-Sakura mora aqui?- Mikoto perguntou 

-Sim- Sasuke respondeu- Vou levar sua mala pro quarto

-Quero o mesmo de sempre- Sasuke me olhou

-As coisas da Sakura estão lá 

-Hum pode ser no outro então- Mikoto respondeu- Vou subir para tomar banho

Subimos e fomos ao nossos respectivos quartos, desfiz a minha mala

-Sakura você vai ter que dormir comigo- Sasuke falou parado na porta

-Porque?- olhei pra ele e suspirei- Tá- falei e ele saiu. Depois que a Mikoto saiu eu tomei banho, vesti minha calça moletom e uma camisa e fui me deitar no quarto do Sasuke e em questão de segundos eu dormir

Acordei com meu celular tocando, atendi sem ver quem é

ligação on

-Oi- falei sonolenta

-Você vai vim aqui em casa agora ou eu vou aí?- minha tia falou

-Eu to dormindo...

-To te esperando Sakura- suspirei

-Me dá um tempinho, já to indo

-Te amo, tchau

ligação off

Deixei meu celular na cômoda e me cobri e me acomodei, virei e o Sasuke estava do meu lado deitado de barriga para baixo dormindo, fechei os olhos e dormi mas em questão de minutos meu celular tocou

-Sakura- Sasuke falou bravo, suspirei. Me levantei desligando meu celular e fui ao meu quarto, tomei um banho coloquei um vestido azul clarinho que ia até as metades da minha coxa e as mangas era igual tomara que cai, ele é soltinho no meu corpo, coloquei um all star branco, passei creme e perfume, peguei o meu celular e fui até o quarto do Sasuke, me abaixei do lado dele e fiquei olhando pra ele

-Sasuke?

-Hum- ele falou de olhos fechados

-Me dá dinheiro?

-Pra que você quer dinheiro?- ele abriu um olho e fechou a cara- Na onde você vai?

-Muitas perguntas, vai dar ou não?- ele fechou o olho

-Pega a minha carteira, tá em cima da cômoda- ele falou e eu peguei dando na mão dele, ele me entregou 150 

-Me sinto uma puta que terminou o serviço e agora tá indo embora- falei pegando o dinheiro, quando percebi o que falei olhei pra ele que me olhava- Pensei alto demais

-Uhum- ele falou e eu me levantei com vergonha- Você vai na onde?

-Ver meu namorado- falei e ele sorriu de lado, sai do quarto e fechei a porta, minha tia mandou mensagem falando que o motorista dela estava me esperando na entrada do morro. Porque não vi a mensagem antes? aí eu não precisaria ter pedido dinheiro pro Sasuke

-Sakura vai sair?- Mikoto perguntou quando me viu descendo as escadas

-Sim

-Leva um casaco pode fazer frio, tem dinheiro? quer carona? não tá com fome?

-Não se preocupe Mikoto, to indo ver a minha tia não fala pro Sasuke 

-Pode deixar

-Volto agorinha, tchau- falei indo até a porta

-Tchau, se cuida- ela falou. Fechei a porta e sai andando até a entrada do morro onde havia um carro lindo preto me esperando, entrei atrás e o motorista dirigiu até o centro da cidade onde ficava a casa da minha tia, chegamos e eu entrei na casa e a empregada me levou até o escritório da Tsunade 

-Com licença- falei entrando na sala

-Sakura, que bom te ver- ela falou se levantando e vindo me abraçar

-Igualmente tia, como foi a viagem?

-Bem, levou quase um dia

-Bem longe do Japão até aqui- falei e fomos nós sentar no sofá do escritório dela

-Sim, como vai os estudos?- ela perguntou servindo chá para nós 

-Bem, sou a melhor da minha turma

-Que bom, já escolheu a faculdade?

-Não 

-Que maravilha porque eu andei pensando em Oxford ou Havard, você ainda pensa em se torna médica não?

-Sim mas...

-Ano que vem já Sakura, tem que pensar no seu futuro. Eu vou pagar pela faculdade e tudo a partir de agora 

-O que a senhora quer dizer tudo a partir de agora?- falei tomando meu chá 

-Como vai seu inglês?

-Enferrujado- confessei 

-Vou contratar um professor de inglês, francês e japonês à e dê libras, uma pessoa para ver como anda seu conhecimento geral e podemos estudar alguns casos simples de medicina- ela começou a falar e estava ficando empolgada, eu só sorria e concordava

-Mas eu ainda nem terminei os estudos, acho que não...

-A gente tem que começar a se esforçar desde agora, quero que você seja igual eu, uma das melhores no que faz na verdade não, quero que você seja melhor que eu, uma hora eu vou me aposentar e vou lhe entregar o meu hospital- ela falou e eu coloquei o chá na mesa

-Eu não poderia..

-Claro que pode, não tem outra pessoa mais qualificada e que eu confio para isso

-Tia...

-Não precisamos falar sobre isso agora, falou com seu pai?

-Não e a senhora?

-Você sabe que não

-Depois que eu fui embora de lá não fiquei sabendo dele, Sasuke o cara para quem ele me vendeu, falou que ele tá bem, ele não tá morto pelo menos mas também quase

-Você confia nesse Sasuke?

-Não tenho outra opção, ele é complicado mas é legal 

-Você gosta dele? já transaram Sakura?

-Tia...- corei

-Não acredito, qual o sobrenome dele?- olhei e exitei em falar

-Uchiha

-Uchiha... como vai a Mikoto? ela está com câncer 

-Como a senhora sabe?

-O Itachi veio falar comigo sobre ela, o progênito da família, quem diria que o Sasuke que tomaria conta dos negócios, ele era uma criança tão alegre e feliz

-É...

-Senhora com licença o jantar está pronto- uma empregada falou entrando no escritório 

-Claro, estamos indo- Tsunade falou e se levantou em seguida

Almoçamos e eu só fiquei escutando ela falar sobre as coisas que programou para mim até o dia da minha entrada na faculdade, eu apenas concordava e ficava pensando se aquilo era o que eu realmente queria

Depois disso fomos para o jardim de trás e tomamos vinho, tomei apenas uma taça e minha tia já não sei mais

-Já vou embora tia, está tarde- falei olhando no meu celular vendo que já são 23:30

-Tudo bem, vou pedir para o motorista te levar para sua casa e também você vai vim para casa todos os dias depois da escola para estudar com os professores particulares e nós sábados vamos ao hospital para você aprimorar seu conhecimento- ela falou me olhando, dei um sorriso amarelo

-Sim senhora- falei e ela me levou até a porta

-Você sabe que tudo o que eu faço é pelo seu bem?- ela falou segurando no meu braço

-Sim- falei olhando nós seus olhos

-Quero seu melhor, prometi para sua mãe que não deixaria você ser igual ela

-Como assim?- perguntei 

-Outro dia eu te conto, agora vai porque está ficando tarde- ela falou e o carro parou na frente da casa dela, a mesma abriu a porta para mim e eu entrei. Fiquei pensando o caminho todo no que ela havia falado

Cheguei na entrada do morro e quem estava de guarda agora era o Utakata

-Oi Sakura- ele falou

-Oi

-Quer carona?

-Precisa não- falei

-Eu insisto

-Tudo bem- falei e ele me entregou um capacete, suspirei fundo e subi na moto e como estava de vestido fiquei com a mão na minha coxa para que ele não subisse e em segundos estávamos na frente da casa do Sasuke e pela minha sorte ele estava lá pegando uma sacola na mão de um cara 

Desci da moto e entreguei o capacete pra ele

-Obrigado- falei

-De nada- ele falou e piscou, sorri e ele foi embora. Fui em direção na porta que estava fechada, abri e Sasuke estava na cozinha

-Cadê a sua mãe?- perguntei 

-Se não tá aqui deve estar no quarto dela- ele falou meio grosso sem me olhar

-O que você tá fazendo?- perguntei 

Ele não me respondeu, pelo visto não está para papo 

-Se você tá assim por causa do Utakata...

-Estou normal- ele me interrompeu

Subi para o meu quarto, troquei de roupa e dormi ali mesmo e só acordei no dia seguinte com meu celular despertando

Acordei, tomei um banho, coloquei uma calça, meu uniforme, um tênis e desci com a minha mochila

-Sakura, não vai comer?- escutei a Mikoto

-Não sou muito de comer de manhã- falei olhando para o meu relógio e depois para eles que estavam sentados na mesa

-Venha comer, você não vai para escola sem comer nada- ela falou autoritária, fui até eles e me sentei. Tomei um pouco de suco e comi um pão então escuto a buzina do carro da Tenten

-Eu já vou gente, Mikoto se precisar de mim me manda mensagem

-Não se preocupe, pode ir querida- ela falou e eu sai de casa

À escola foi normal e quando deu a hora de irmos embora o motorista da minha tia estava ali me esperando

-Tchau meninas- falei 

-Não vai comigo?- Tenten falou

-Não, vou para casa da minha tia, nós falamos depois, Tchau- falei e fui até o carro, ele abriu a porta para mim e eu entrei depois ele e fomos para casa da minha tia

Cheguei almocei e ela não estava aqui, mas quando deu 14:00 o professor de línguas estrangeiras apareceu e me deu aula até as 16:30 e depois veio outro e me deu aula de conhecimentos gerais até as 19:00 

Quando eles foram embora minha tia ainda não apareceu, mandei uma mensagem para ela e a mesma falou que eu poderia ir e assim eu fiz

Cheguei na casa do Sasuke e me deitei no sofá, estou morta de cansada, a porta se abre mas não faço questão de ver quem é

-Filho- escuto à Mikoto e logo ela aparece na sala, me sento e bocejo e encosto a minha cabeça no sofá- Acabou de chegar?- ela fala me olhando e Sasuke se senta do meu lado e como ele sempre faz quando chega do trabalho está com uma lata de cerveja e coloca a mão na minha coxa

-Como foi seu dia querida?- ele perguntou e eu o olho, ele está neutro, dou um sorriso 

-Bem, estou fazendo aula extra- falei, não estou mentindo

-Tá com fome? eu vou fazer alguma coisa pra você comer querida- Mikoto falou já se levantando e diferente do Sasuke o querida dela pareceu mais gentil

-Eu to com fome mãe, obrigado por perguntar- Sasuke falou irônico e a mãe dele deu risada

-O que aconteceu?- perguntei tirando a mão dele da minha coxa, ele sorriu de lado e tomou a cerveja dele

-Minha mãe falou que a gente não age como namorados- ele falou baixinho

-Conta a verdade pra ela- falei e ele me olhou

-Você não tem moral pra falar sobre contar a verdade- ele falou me olhando

-Tenho mais que você- falei lembrando do último dia em Paris, o chupão no pescoço dele

-Vou contar quando eu achar melhor, até lá você faz o que eu achar melhor- ele falou- Escutou querida?- ele falou e me deu um friozinho na barriga

-Não me chame de querida e se quiser convencer a sua mãe de que namoramos mesmo, primeiro saiba como tratar uma namorada- me levantei- Vou tomar banho rápido e venho te ajudar Mikoto- falei sorrindo e olhando para ela e olhei pro Sasuke com a cara fechada

Subi até o meu quarto e peguei a toalha e fui tomar banho, desci já vestida com um pijama e ajudei a Mikoto com a janta, ela fez macarrão com molho branco que está uma delícia 

-Porque você veio morar com o Sasuke? seus pais não falaram nada?- Mikoto perguntou enquanto jantávamos

-Eu morava com meu pai, ele é bem tranquilo em relação a isso e amou o Sasuke, né amor?- falei olhando para ele que olhava para comida 

-Uhum

-E sua mãe?

-Morreu no parto- falei tomando suco que havia feito, Mikoto não podia tomar nada que tenha álcool e nem refrigerante

-Sinto muito- ela falou

-Que isso, não precisa sentir- dei um sorriso

Eu lavei a louça e o Sasuke me ajudou a guardar enquanto a mãe dele subiu para se deitar pois estava passando mal

-Amor?- ele perguntou 

-Isso é ser convincente- falei sorrindo pra ele

-Você poderia ser convincente na cama- ele falou com malícia 

-Nem vem- falei 

-Depois não reclama quando eu procurar outra- ele falou subindo as escadas

-Não acredito que ouvi isso 

Fui ao meu quarto e coloquei um baby doll rosa fraco que havia comprado com a Ino quando fomos ao shopping. Fui ao quarto do Sasuke, ele tirava a camisa e quando me viu ficou me olhando de cima abaixo. O baby doll é uma camisa de ceda é uma calcinha/short rendada 

-Fecha a boca se não vai babar- falei indo até a cama

-Não vou falar onde que eu vou babar- ele falou e eu sorri de lado

-Nas putas que você vai procurar- falei

-Falei aquilo de boca pra fora- ele falou se fazendo de coitado, me deitei de costa pra ele

-O chupão do seu pescoço diz outra coisa- falei sem olhar para ele, ele se deitou na cama e depois de longos minutos ele encostou no meu braço e beijou ele 

-Que ciuminho em- ele falou no meu ouvido, me arrepiei

-Para de graça- falei com os olhos fechados- E não é ciúmes, afinal já era esperado isso

-O meu amor, que isso, tá tristinha?- ele falou me dando um beijo no braço e depois na bochecha

-To cansada- falei virando pra ele, ele estava com a cabeça apoiada no braço me olhando- Já tentaram te controlar? tipo quando você era mais novo? escolheram coisas por você?- ele ficou me olhando, parecia pensar

-Não, eu tinha um objeto e não escutei ninguém sobre segundas opniões, quando coloco uma coisa na cabeça bem difícil eu mudar de ideia- mordi minha boca, ele tocou no meu rosto e ficou fazendo carinho

-A gente não vai transar- falei olhando pra ele

-Tem certeza?- ele perguntou, levando sua mão até a minha bunda e apertando ela- Você tá tão gostosa nessa roupa 

-Compra uma igual e dá para suas putas, talvez elas fiquem gostosas assim também- falei me virando de costa de novo

-Na onde você comprou?- ele perguntou e eu dei uma cotovelada nele- To brincando- senti ele se deitar no travesseiro 

Finalmente chegou sábado, já são 20:00 e eu acabei de voltar do hospital. Estou com cólica e cansada, minha tia é bem rigorosa e praticamente hoje eu só li livros atrás de livros

Me sentei no sofá e mexi no meu celular, havia mensagem da ino

conversa on

Porca- Olha isso- ele ma mandou uma foto de aliança

Porca- Sai acabou de oficializar nosso namoro

-Meus parabéns porca

Porca-Vai na festa hoje? comemorar comigo

-To cansada, acabei de chegar do hospital e to com cólica 

Porca-Quer que eu fique com você?

-Não, vai aproveitar sua noite 

Porca- Você não acha que sua tia tá pegando pesado com você?

-Não 

Porca- Você é esquisita

conversa off

Tomei um banho quentinho e fui ao quarto do Sasuke e me deitei na cama com meu notebook e com meu potinho de nutella. Quando deu 23:09 o mesmo apareceu no quarto e se sentou na ponta da cama e tirou seu tênis e camisa

-Você não vai na festa?- perguntei 

-Se eu to aqui- ele respondeu grosso, Sasuke é muito bipolar

Prestei atenção no notebook pois assistia minha série e me deu vontade de chorar mas segurei o máximo 

-Porque você tá chorando?- ele perguntou parado em pé perto da porta só com a calça jeans e a toalha no ombro

-Não sei- falei secando uma lágrima que caiu e comi um pouco de nutella, ele saiu do quarto. Aumentei o ar-condicionado e me acomodei na cama e ele entrou de novo- Leva lá pra mim fazendo favor- falei estendendo o pote de nutella e a colher

-Leva você, você tem perna- ele falou, coloquei o notebook de lado e me levantei 

-Droga, você vai pedir alguma coisa pra mim- falei brava saindo do quarto e indo na cozinha, peguei uma garrafinha de água e voltei pro quarto, Sasuke estava vestido com uma calça e de camisa e estava colocando o seu tênis. Me deitei na cama e senti o cheiro do seu perfume

-Então você vai para festa?

-É o que parece- ele falou de costa pra mim

-Grosso ignorante- falei baixinho

-Você tá de tpm?- ele perguntou 

-Não- falei sem olhar pra ele

-Quer que eu fique?- olhei para ele e voltei a olhar pro meu notebook 

-Não, não quero atrapalhar seu programa para hoje- falei seca

-Tem certeza?

-Tenho Sasuke, pode ir e me deixar em paz fazendo favor- ele saiu do quarto fechando a porta, agora eu me senti completamente sozinha, cadê a Mikoto? mandei mensagem para ela que me respondeu falando que estava na irmã dela e que só voltaria segunda de tarde pois o Sasuke falou para ela que não paramos em casa nós finais de semana, suspirei

Fiquei assistindo episódios de anatomia da grey, minha cólica ficou mais forte e só porque me gabei para as meninas falando que nunca tive cólica hoje eu estou tendo e nem menstruada eu estou. A porta é aberta e o Sasuke aparece com uma sacola

Sasuke on

Passei o sábado trabalhando e fiquei até tarde no escritório resolvendo umas coisas, estava cansado e estressado e ainda bem que teria uma festa para eu relaxar

Cheguei em casa e estava silenciosa porém cheirosa e limpa, cara da Mikoto. Fui ao quarto dela e ela não estava, peguei meu celular e ela me mandou mensagem falando que iria na casa da minha tia passar o final de semana, fui até o meu quarto e a Sakura estava deitada mexendo no notebook dela. Me sentei na cama e comecei a tirar meu tênis 

-Você não vai na festa?

-Se eu to aqui- falei normalmente, me levantei e tirei a minha camisa, olhei para ela que estava com o rosto vermelho e os olhos lacrimejando- Porque tá chorando?- perguntei e ela limpou uma lágrima 

-Não sei- ela respondeu, sai de lá e fui no banheiro tomar um banho, voltei- Leva lá pra mim fazendo favor- ela me estendeu o pote de doce dela e uma colher

-Leva você, você tem perna- falei olhando pra ela que se levantou

-Droga, você vai pedir alguma coisa pra mim- ela falou saindo do quarto brava, sorri negando com a cabeça se ela tá mudando de humor significa que ela tá de tpm mas ela nunca esteve assim antes. Fiquei pensando enquanto me trocava ela voltou e se deitou na cama

-Então você vai para festa?

-É o que parece- falei

-Grosso ignorante- ela falou baixo mas escutei, engraçado irritar ela

-Você tá de tpm?- perguntei de uma vez

-Não- ela falou sem me olhar

-Quer que eu fique?- falei, porque falei isso?

-Não, não quero atrapalhar seu programa para hoje- ela falou seca

-Tem certeza?- Sasuke o que tá acontecendo com você?

-Tenho Sasuke, pode ir e me deixar em paz fazendo favor- dei de ombros e sai do quarto, fechei a porta e fiquei um minuto ali fora mas depois sai e fui à festa

Subi para o camarote e lá estava, Sai e Ino, Naruto, Hinata, Shikamaru, Temari e mais algumas pessoas que não faço ideia de quem são e uns cara que trabalha para mim

-Sasuke achei que não vinha- Naruto falou

-Hum- falei me sentando e preparando um copo de vodka com energético 

-A Sakura tá bem?- Ino perguntou 

-Sei lá, ela tá estranha- falei bebendo quase que a metade da bebida no meu copo e acedendo um cigarro 

-Eu a chamei para vim mas ela falou que estava com cólica e não quis vim- sabia que era tpm

-Oi Sasuke- Samui apareceu e se sentou no meu colo- Faz tanto tempo que não nos divertimos- ela falou no meu ouvido e mordendo ele, ela estava com cheiro de maconha e vodka

-Não to com cabeça hoje- falei encostando a cabeça no sofá 

-Não precisa tá com a cabeça de cima no lugar, só a de baixo- ela falou colocando a mão e me dando um selinho

-Hoje não- falei e ela me olhou e saiu do meu colo, bebi o resto da minha bebida e preparei outro combo

-Você não tinha prometido pra Sakura que ia ser fiel?- Ino perguntou, só estava eu e ela, a olhei e fumei meu cigarro

-Você acha que o Sai é fiel a você?- perguntei e ela ficou me olhando

-Quer me falar alguma coisa?- ela falou séria

-Não, mas você acha?

-Acho, ele nunca me deu motivos para que eu pensasse ao contrário- ela falou bebendo 

-Sakura falou alguma coisa sobre o Utakata?

-Sakura não gosta dele se é isso que você quer saber, como ela falou, ela não tem tempo pra pensar nisso, do jeito que a vida dela está, ela recusou o pedido de namoro do Sasori perguntei porque ela falou que a vida dela está uma bagunça e tem você 

-Porque uma bagunça?

-Você percebeu que a Sakura tá distante?

-Não- pensando agora ela chega tarde, come e vai dormir

-A tia dela voltou do Japão e tem cobrado muito dela, Sakura não gosta de negar ou decepcionar os outros, principalmente sua tia então sempre faz o que ela pede

-Sakura é feliz?

-Ela fala que sim- Ino falou e o pessoal chegou, bebi mais um copo de whisky com gelo de coco e fumei um cigarro

-Já vou- falei me levantando

-Mal começou a noite- Naruto falou

-Sakura gosta de doce, qualquer doce, menos chocolate amargo e leva lanche ela vai adorar- Ino falou bebendo, sai dali sem falar nada, entrei no meu carro e fui num mercado e comprei chocolate pra ela e fui a uma farmácia e comprei coisa que a farmacêutica indicou para cólica, passei numa lanchonete e comprei lanche pra gente. Não sei o porque de eu estar fazendo isso. Nunca fiz isso para alguém 

Cheguei em casa, desliguei a luz da sala e só deixei a da cozinha acesa e subi ao meu quarto, entrei e a Sakura me olhou 

-O que foi?- ela perguntou, está mais calma

-Comprei umas coisas pra você, Ino falou que você tá com cólica- fui até ela e entreguei a sacola, tirei o tênis e me sentei do seu lado

-Obrigada Sasuke- ela falou chorando- Ninguém nunca tinha feito isso para mim- ela falou mas eu só havia comprado remédios pra ela e comida, ela tomou um remédio

-Não precisa chorar- falei me deitando na cama, ela me abraçou, Sakura está bem sensível então tenho que tomar cuidado com o que eu falo, fiquei passando a mão no seu cabelo

-Trouxe lanche também, desde quando você é carinhoso assim?- ela perguntou quando parou de chorar e se sentando na cama

-Você merece de vez em quando- falei pegando o meu lanche e comendo, estava com fome e pelo visto ela também pois num piscar de olho ela acabou e começou a comer o chocolate 

Ela colocou num filme romântico e ficamos assistindo enquanto tomávamos cerveja, estava com meu braço em volta do seu pescoço e ela se acomodava mais nós meus braços. A olhei e ela estava me olhando com seus olhos verdes igual uma criança 

-Que foi?- perguntei mas ela continuou a me olhar então me deu um selinho e encostou sua mão no meu peito e desceu sua mão para o meu pau

-Eu estava estranha por você ter ficado com outra menina mas percebi que desde que eu tenha isso de vez em quando tanto faz quem te tem também- ela falou me olhando e desabotoando minha calça e levando sua mãozinha para dentro da minha cueca

-Mas eu não fiquei com ninguém- falei e ela o apertou e começou a bater uma lentamente fazendo ele acordar 

-Não precisa mentir pra mim- ela falou ainda deitada no meu peito me olhando, mordi minha boca para não soltar um gemido- Nem guardar seus gemidos- ela tocou na minha boca

-Não foi nada demais, eu tava conversando com ela e nós beijamos e aconteceu, foi coisa rápida- falei e ela acelerou e continuou a me olhar 

-Quem era?

-Kiyomi- ela se sentou de joelhos e abaixou minha cueca colocando meu pau pra fora e o abocanhou com muita vontade, ela o lambia, chupava e beijava meu pau enquanto me olhava- Cachorra, não tava vendo a hora de me chupar né- falei ela sorriu passando a língua na cabeça

-Esqueci o quanto é bom- ela falou e colocou só a cabeça na boca movimentando rápido, ela colocou tudo até o fundo da sua garganta

-Porra Sakura- falei e ela acelerou, depois de um tempo senti minhas pernas ficarem bambas, e olha que elas nunca ficaram. Segurei no seu cabelo e tirei sua boca, a sentei perto da cabeceira e enfriei meu pau na sua boca e comecei a meter como se fosse a sua buceta, rápido e fundo, sem dó. A olhei nos olhos que brilhavam de prazer

Segurei na cabeceira da cama com uma mão e a outra seu cabelo e só mexia a cintura, revirava os olhos pois está apertado já que a sua boca é pequena, está muito gostoso, gozei na sua boca, ela engoliu tudo, tirei meu pau da sua boca todo melado mas não me importei 

Ela limpou a boca e me olhou com muita cara de safada, a beijei, ela estava deitada então desci minha mão pelo seu corpo até chegar na sua intimidade e enfiei minha mão dentro da sua calcinha e toquei no seu clitóris que estava molhado e quente, ela tirou seu short e calcinha e abriu suas pernas, massageei seu clitóris fazendo movimentos circulares rapidamente 

Coloquei minha outra mão no seu cabelo e puxei seu rosto para que ela olhasse para mim e a beijei, enfiei dois dedos nela e comecei a movimentar rapidamente, ela gemia me olhando

-Anwwww- ela massageou o seu clitóris e revirou os olhos- Sasukee- ela gemeu meu nome, acelerei e a beijei- Isso é tão gostoso- ela falou revirando os olhos e massageando seus peitos por debaixo da camisa

-Safada- falei acelerando 

-Sou sua safada Sasuke, só sua- ela falou me olhando

Não aguentei e abocanhei sua buceta rosinha, passei minha língua na sua fenda e pressionava ela para entrar,ela tirou sua camisa então massageei seus peitos, ela colocou sua mão sobre a minha 

-Isso annwww- ela falou e gozou na minha boca e me puxou para um beijou e que beijo de tirar o ar. Passei meu pau na sua buceta e ela ficou se contorcendo na cama- Enfia logo- ela falo gemendo

-Pede com jeitinho- falei enfiando a cabecinha e tirando

-Enfia seu pau gostoso em mim Sasuke- sorri e enfiei tudo nela lentamente e comecei a movimentar e ir rápido 

Nós beijamos, mordi o lábio dela e ela gemeu comecei a meter fundo 

-Isso, ain gostoso- Sakura gemia e passava a mão no meu cabelo e me arranhava

-Putinha gostosa- dei um tapa na cara dela e ela virou os olhos, mordi seu lábio. Segurei sua mão e comecei a acelerar mais e segurei no seu pescoço dando uma enforcada de leve. Sakura gemia alto meu nome e implorava para eu ir mais rápido e fundo até que gozamos e nós beijamos 

A peguei no colo e a sentei no meu colo, passei a minha mão nas suas costas a encostando em mim, ela rebolou no meu colo e esfregou sua buceta no meu pau e gemeu, segurei no seu rosto

-Garota eu amo você

-Você me ama é- ela falou sorrindo e enfiando meu pau na sua buceta e movimentando para frente e para trás depois me beijando- Sendo assim eu também gosto de você- ela me beijou e começou acelerar o movimento, levei minha mão ao seu clitóris o massageando, dei chupão e mordidas no seu pescoço, peitos e apertava sua bunda. Sakura rebolava e quicava no meu pau feito louca e gemia tão gostoso, meu pau já estava latejando na sua buceta que me apertava 

A peguei e coloquei de quatro, enfiei meu pau de novo na sua buceta e dei um tapão na sua bunda, ela gemeu e se empinou mais para mim

-Ver você assim faz eu querer gozar na hora- falei puxando seu cabelo e enfiando fundo e rápido, ela gemeu e eu bati na sua bunda e arranhei suas costas segurando na sua cintura e meti mais rápido. Suas pernas começaram a falhar e ela gemia meu nome, num gemido uníssono ela gozou, tirei meu pau dela e gozei, ela se deitou com a barriga para baixo

-Gostosa- dei um tapa na bunda dela e me deitei do seu lado

-Será que um dia isso vai perder a graça?

-Sexo nunca perde a graça- falei acedendo um cigarro e olhando para ela que estava com uma expressão de cansada- Ainda mais com você- falei a puxando para se deitar no meu colo

-Porque você voltou?- ela perguntou

-Não sei, estava falando com a Ino e sei lá, nunca precisei fazer essas coisas para nenhuma menina então não sabia o que fazer, sabe?- ele me olhou e sorriu me dando um selinho

-Eu posso não ser a única mas sei que sou a especial- ela me deu mais um selinho

-E a que eu amo fude- falei apertando sua bunda, ela deu risada e me beijou. Ficou me olhando nós olhos, seus olhos verdes que hipnotizava qualquer um, e que quem visse teria certeza absoluta que ela é inocente- Eu gosto de você- falei ainda olhando nós seus olhos, então caiu a ficha do que eu havia falado, ela só me beijou e me puxou para cima dela e transamos de novo, só que dessa vez calmo mais rápido e com mais intensidade


continua...



Notas Finais


espero que tenham gostado, comentem o que acharam e favoritem. Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...